quarta-feira, 2 de setembro de 2015

#ModerniseFootball

Gosto da forma positiva como o Sporting está a aproveitar as arbitragens dos jogos com o CSKA para fazer pressão a favor do uso das novas tecnologias no futebol. Modernizar o futebol através da introdução de meios que auxiliem os intervenientes a tomar as melhores decisões possíveis é algo que deveria ser tão natural como já o é em qualquer outro aspeto da sociedade contemporânea. Abraçamos a tecnologia para tornar a nossa vida mais fácil e eficiente em todos os momentos possíveis. Porque não fazer o mesmo no futebol?

Claro que avanços como a tecnologia de linha de baliza ou do vídeo-árbitro não irão abolir por completo os erros das equipas de arbitragem, mas ninguém poderá contestar que contribuirão para os reduzir significativamente. Para além disso, tirarão muita pressão dos ombros dos árbitros e auxiliares, o que em si também contribuirá para que se possam tomar melhores decisões em todos os momentos de uma partida.

O Sporting está a preparar uma exposição à UEFA sobre aquilo que aconteceu em Alvalade e em Moscovo, centrando a discussão na evolução que a tecnologia pode trazer para a verdade desportiva e, consequentemente, para o jogo. Dessa exposição, o elemento que seguramente terá mais visibilidade será esta simulação 3D do canto de Carrillo:

Golo Slimani vs CSKA
Pequenas decisões podem fazer grandes diferenças para qualquer equipa. É urgente trazer para o Futebol a tecnologia presente noutros desportos. #ModerniseFootball Small decisions can make a big difference for any team. It is urgent to introduce technology in football. Video: Tridesign
Posted by Sporting Clube de Portugal on Terça-feira, 1 de Setembro de 2015

Não é que o vídeo possa ser considerado como prova irrefutável sem outros ângulos de filmagem, mas seguramente servirá para lembrar que existem meios hoje que podem gerar simulações fidedignas em tempo real se a FIFA e a UEFA decidirem dar o grande passo em frente que se impõe.

Toda a discussão que se gere a contestar o impacto que um vídeo-árbitro teria no ritmo do jogo ou na gestão do lance que prossegue e que deve ou não ser interrompido para que a decisão seja tomada, é relevante mas secundário. Uma vez aceitando a ajuda da tecnologia, decidir como e quando a utilizaremos será uma brincadeira de criança.

O facto de ser (mais uma vez) o Sporting a tomar esta iniciativa não deveria afastar benfiquistas, portistas, ou adeptos de qualquer outro clube dos méritos da ideia que se pretende concretizar, pois é algo que uma vez implementado nunca deixará de beneficiar todos por igual.

Olhando apenas para situações que aconteceram nos últimos dois anos, o Sporting estaria hoje na Champions e teria ido aos oitavos de final na época passada, e o Benfica teria uma Liga Europa no currículo. Dá que pensar, não dá?

#ModerniseFootball

24 comentários :

  1. MdC

    Excelente post MdC.Eu já ia fazer referência ao vídeo do golo publicado pelo Sporting no facebook mas também já aki se encontra.

    MdC
    Gostaria que o MdC apresentasse o saldo entre o que foi gasto e o que foi vendido neste defeso pelos 3 principais clubes nacionais pois eu gostaria de ficar descansado uma vez que o meu querido Sporting andava a gastar muito dinheiro o que até poderia agravar o défice da balança comercial do Estado português!...

    MdC
    Se se confirmar que o Sporting excedeu-se nos seus gastos acha que deve ser feita uma investigação ao Sporting ?,e já agora porque não aos outros ?.Obrigada.

    De resto também gostaria de saber MdC se os negócios da Porta 18 com a Colômbia de um clube nacional já vão entrar contas do próximo semestre !...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. King, penso que a cocaína entra nas contas do próximo semestre , mas o dinheiro só no a seguir. Viva o grande armazém de Lisboa de cocaína.

      Eliminar
    2. King Lion, em relação ao saldo dos gastos e das vendas tenciono fazer um post, mas não serão mais que contas de merceeiro - sem saber dados concretos é complicado. De qualquer forma não deverá ser ainda esta semana.

      Um abraço.

      Eliminar
  2. Mestre, mais um grande post. Também estou muito satisfeito com o trabalho do Sporting em relação a este tema. Este é o caminho para salvar o futebol e mais uma vez é o Sporting a fazer um trabalho que deveria ser feito por todos os clubes que querem um futebol limpo. Penso que a FPF também podia ter um papel importante, mas todos sabemos que está mais interessada noutros assuntos menos limpos.... Claro que podemos contar com as ajudas do Benfica e do Porto, mas com outras direções... Com vieira da cocaína e com pinto da fruta não podemos contar, visto que ambos estão muito amiguinhos com o objetivo de derrubar o Sporting. Estes são dos tais que gostão de ganhar com muita batota , ainda podem ir para a UEFA e FIFA dizer e defender o contrário desta posição do Sporting.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carlos, também me parece que Vieira e Pinto da Costa procurarão sempre demarcar-se de tudo o que possa beneficiar a verdade desportiva. Esperemos que os adeptos benfiquistas e portistas consigam perceber que a introdução da tecnologia também trarão vantagens para os seus clubes. Um abraço.

      Eliminar
  3. Mas com essa redução do factor erro, como é que a Rússia pode continuar a aproximar-se de Portugal no ranking da FIFA? É que para quem não está atento, ou este ano fazemos todos muitos pontos ou em 2017/18 vamos ter condições de acesso bem diferentes.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ficarão com uma tarefa bem mais complicada, Fernando... daí os anticorpos que medidas destas criam em certos setores. É uma luta que não será nada fácil. Um abraço.

      Eliminar
    2. Eu acho excelente sermos pioneiros neste tipo de coisas, estou com a direcção nestes temas sem dúvida, mas infelizmente é muito difícil que se tirem frutos daqui, e mesmo tendo vídeo árbitro não me surpreende que esse golo do Slimani não fosse anulado, ele foi anulado porque houve vontade para tal, quem não garante que o vídeo-árbitro não fará o mesmo naquela situação?

      Independentemente disso, era melhor ter essa última barreira para tentar mitigar o erro ou às "más intenções". Um abraço.

      Eliminar
  4. 100% de acordo com medidas que melhorem a tomada de decisão da equipa de arbitragem. Esta é uma delas, à semelhança da já introduzida na Premier League com o ultrapassar a linha de golo ou não. E bem se viu a utilidade que teve logo no início quando foi aplicada.

    Até o simples Spray veio combater o problema da distância da barreira.

    É certo que este tipo de tecnologias só estarão, numa primeira fase, disponíveis em grandes campeonatos, grandes competições como Champions, Campeonato do Mundo e da Europa. Numa segunda liga portuguesa é difícil implementar em todos os jogos tecnologias como a proposta por este vídeo. Mas tem de se começar por algum lado. Que seja nas competições onde os valores envolvidos sejam maiores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Alberto, o spray foi uma solução bem simples e pensada para resolver um problema marginal do jogo. Mas funciona, e o jogo ficou um pouco melhor graças a isso.

      A questão de não se poder aplicar a todas as competições infelizmente é uma fatalidade. Mas como disse, tem que se começar por algum lado.

      Um abraço.

      Eliminar
  5. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  6. "Verdade desportiva" assim como "honestidade dos politicos" são coisas que há muito não acredito. No caso do futebol, há margém de progresso, bastaria que todos ou a grande maioria quizesse, mas sabemos que não é assim...Creio que se sistema de video-àrbitro fosse implementando em Portugal, passariamos a ter muitas "interrupções televisivas" e "problemas técnicos" convenientes na hora de repetir o lance da verdade!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Juba, não se atreveriam, porque aí já não teriam o benefício da dúvida que se dá ao erro de arbitragem atual... poderia acontecer uma vez, mas à segunda teria que ser investigado.

      Eliminar
  7. Depois da noticia dos colombianos na Luz, começo a perceber melhor as vendas do Cavaleiro e Cancelo pelos 15M€. Como sempre suspeitei, não era só os jogadores que estavam a ser vendidos.

    Já agora deixo aqui algumas sugestões, sendo que a maioria tem a haver com a perca de tempo promovida pela equipa que está a ganhar:
    1) Substituições sem parar o jogo. Está lá o 4º árbitro, certo ?

    2) Jogo corrido de 70 mins em 2 partes de 35mins. Acho que ainda se jogava mais do que agora com 90mins com paragens.

    3) Árbitro de TV para corrigir decisões duvidosas, como se faz no rugby ou nas diversas modalidades da América. Por favor não me venham com a história que nem todos os jogos são televisionados e que isso iria criar injustiças. O facto de não se poder trabalhar a verdade desportiva de um jogo, não pode implicar que não se trabalhe naqueles em que se pode.

    4) Assistência médica somente fora de campo, com excepção óbvia de perca de sentidos ou situação que claramente implique assistência no local.

    5) Substituições ilimitadas entre guarda-redes caso precise de ser assistido o que está em jogo. De novo assistência médica fora de campo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. a 5 tem problemas, como é uma posição muito especifica tens de sempre parar o jogo, e se houvesse essa facilidade na troca, estou convicto que o número de assistências a GR ia disparar exponencialmente.

      Eliminar
    2. Concordo inteiramente com as propostas, mas acrescentava uma, que visaria acabar com o benefício do infractor em lances em que um atleta tem de ser assistido fora de campo devido a uma entrada faltosa de um adversário. Nestes casos o infractor devia sair de campo até o lesionado entrar ou quando o seu substituto entrar (teria de haver um tempo limite para se fazer a substituição que podia ser de 2 ou 3 min para não existir aproveitamento da situação ao adiar a substituição, mantendo um jogador adversário importante fora de campo). Assim acabar-se-ia com a vantagem da equipa que faz a falta, lesiona o adversário e ainda fica com vantagem de +1 jogador em campo.

      Eliminar
    3. Rui, são propostas boas, mas alteraria a 4) para o que se faz no rugby. Os médicos podem entrar para assistir os jogadores de campo, mas o jogo continua. Passaria a haver muito menos paragens.

      Eliminar
  8. Uma que fazia também. Perdas de tempo por cansaço, simulações e o que seja para perder tempo. O jogador tem que sair do campo e esperar 3/5 minutos para voltar a entrar. Deixam de haver os espertos das cãibras que só as têm quando o resultado lhes convém. É vê los a sofrer um golo e curam se logo. Se efectivamente te tem cãibras ou lhe dói o escroto, fica 3/5 minutos a descansar. O problema é os treinadores estilo Mourinho que iam deixar os jogadores morrer em campo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bruno, em alternativa podia-se mudar a duração do jogo. Em vez de 90 minutos, passaria a ser 60 minutos de tempo útil... Um abraço.

      Eliminar
  9. Off-Topic

    Começam a haver rumores preocupantes acerca do destino do Carrillo...vamos ver se o Sporting vai conseguir renovar o contrato com o jogador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Os rumores sobre Carrillo já começaram há um ano, King Lion. Coisas sem sentido...

      Eliminar
  10. Isto para mim é mais do mesmo. Uma hastag da tanga para masturbação colectiva ciber náutica.

    Na minha opinião o Sporting devia ter abandonado o jogo e as competições europeias. Nem à liga europa ia.

    Sim, multas. Sim, jogadores a perderem o interesse no nosso Clube. Sim, Sporting na segunda divisão.

    Sim, um clube honrado. Prefiro ir ver jogos da segunda liga ao domingo à tarde do que assistir a este tipo de eliminatórias como foi a do CSKA. Assobiar no hino da champions e já está. Ui, que revolucionário.

    E se saíssem do campo, aí sim estas imagens chegavam a todo o lado e talvez tivessem impacto.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deviam ter saído de campo mas era no 1º jogo

      Eliminar
    2. Pedro, se saíssemos de campo seríamos afastados das competições europeias durante anos. Que se lute com inteligência, acho bem. Fazermo-nos de mártires com atitudes que só nos prejudicariam ainda mais, é absurdo.

      Eliminar