domingo, 23 de outubro de 2016

Mau demais para um suposto candidato ao título

Este foi, tanto quanto me lembro, o pior jogo que o Sporting fez na era de Jorge Jesus. O resultado é um castigo justo, não pelo que o Tondela fez para conseguir o pontinho que alcançou - antijogo miserável com a conivência da equipa de arbitragem -, mas pela falta de atitude revelada pelos jogadores e pelo total deserto de ideias para ultrapassar o autocarro dos visitantes. Como é evidente, as culpas por este resultado não se limitam apenas aos jogadores, porque estes apenas executam a estratégia que Jesus idealizou. Mas, a desfavor da equipa técnica, há ainda equívocos, cada vez mais evidentes, na forma como certos jogadores são utilizados, e na incapacidade para mudar o chip de que Jesus tanto fala: conseguimos não ganhar nenhum dos três jogos pós-Champions. Foi mau, mau demais para uma equipa que quer ser campeã.

Foto: Global Imagens



Está aí o teu segundo avançado, Jesus! - Jorge Jesus já testou, como segundo avançado, Alan Ruiz André, Markovic, Bruno César, Bryan Ruiz e até Castaignos, mas parece fazer questão de ignorar aquilo que muita gente já percebeu: Joel Campbell, pela sua capacidade de desmarcação e espontaneidade de remate, deveria ser opção para o lugar - como já o tinha demonstrado contra o Moreirense. Colocá-lo junto a uma faixa e obrigá-lo a estar a maior parte do tempo de costas para a baliza, em trocas de bolas com os colegas mais próximos, é tentar fazer dele o jogador que não é e desperdiçar as suas melhores qualidades.

No meio do marasmo, foi havendo Gelson e Coates - o extremo não teve uma noite particularmente inspirada, mas foi o único jogador que foi conseguindo fazer alguma coisa para causar desequilíbrios - acabando por somar mais uma assistência ao seu pecúlio. Coates fez tudo o que podia - limpou o que podia limpar atrás, e ainda tentou explicar aos médios o que era preciso fazer para empurrar a equipa para a frente.



Falta de atitude, esclarecimento e de um plano B - todas as equipas têm direito a jogos menos conseguidos, mas, havendo atitude, existe sempre uma boa possibilidade de se ultrapassarem os obstáculos colocados pelos adversários de menor valia teórica. Ontem foi evidente, desde muito cedo, que a estratégia não estava a resultar. A concentração de jogadores na faixa central era enorme e o Tondela estava perfeitamente confortável com as débeis tentativas do Sporting em furar a sua defesa. Muitas vezes, o Sporting colocava em simultâneo ambos os alas / extremos em posições interiores, ficando as duas faixas laterais desertas de jogadores das duas equipas. Sem rapidez e inspiração na execução, constantemente a bola voltava para os homens mais recuados do Sporting para iniciar uma nova vaga, mas qualquer tentativa de variação era feita de forma ainda mais lenta e denunciada. Compreendo que a equipa tente jogar com critério, mas em situações em que a estratégia não está claramente a funcionar, não fará sentido dar indicações aos jogadores para terem menos cerimónia e colocarem rapidamente a bola na área, de forma a que Dost, André, Castaignos ou Campbell, possam fazer pela vida? As poucas ocasiões que construímos, perto do fim, surgiram assim. Falta sentido prático a esta equipa. Se os jogadores estiverem inspirados, coisas boas podem acontecer. Não estando inspirados, há que pressionar o adversário colocando a bola na área tantas vezes quanto se conseguir, esperando que a categoria dos nossos avançados possa fazer a diferença em uma ou duas dessas situações. No fundo, um plano B.

Jogadores a precisar de banco / descanso / exílio - no meio de várias exibições para esquecer, houve, no entanto, três casos particularmente gritantes. Elias foi, mais uma vez, um jogador inútil em campo. Ou se posicionava entre os centrais para fazer passes curtos para o lado; ou se posicionava em cima de William quando este tinha a bola, estorvando mais do que arranjando linhas de passe; ou posicionava-se perto dos centrais adversários, esperando receber a bola quase como um pivot. O que a equipa precisava era de um médio transportador, mas Elias nunca quis assumir esse papel. Bryan Ruiz está nitidamente em má forma. Raramente as suas iniciativas correram bem e perdeu inúmeras bolas. Zeegelaar está com 0 de confiança. Não consegue ter qualquer tipo de iniciativa decidida a atacar. A defender, deixou-se antecipar numa ocasião que quase deu golo ao Tondela. Três jogadores que, na minha opinião, neste momento não têm lugar no onze.

A arbitragem de Rui Costa - uma autêntica miséria: inúmeras decisões mal tomadas, com prejuízo quase exclusivo do Sporting - cantos transformados em pontapés de baliza, lançamentos decididos ao contrário, um fora-de-jogo incompreensivelmente assinalado a Campbell, que estava 3 metros atrás da linha defensiva adversária, e, acima de tudo, uma total complacência perante as entradas duras e antijogo dos jogadores do Tondela. Os 6 minutos de descontos deveriam ter sido 8 ou 9, tantas foram as entradas da equipa médica dos visitantes, e nem sequer levou em consideração o tempo que o jogo esteve parado depois de ter anunciado os tais 6 minutos. Uma arbitragem à antiga: manhosa e deliberada. Há que dizer, no entanto, que podia ter mostrado o cartão vermelho a William Carvalho já nos descontos.



Não se consegue compreender: onde está aquela equipa que esteve tão bem durante 80 minutos no Bernabéu, que conseguiu um domínio avassalador em Guimarães durante 75 minutos? Falta Adrien, mas não é aceitável que a ausência de um jogador explique tamanha diferença de rendimento. A bem das nossas aspirações, é fundamental que a equipa se reencontre rapidamente.

59 comentários :

  1. Seja pelo adversário, pelo anti-jogo, pelo árbitro, por falta de inspiração, senão consegues levar a bola até à área da outra equipa, o lógico é metas gente na área e faças jogo directo. O Sporting fez isso nos descontos (os 4 minutos de descontos que se jogou!). Pq caralho? Porque é que não se optou por isso aos 60 minutos???

    Hoje grande parte do que se passou é responsabilidade do treinador, a teimosia, a insistência no Schelotto, no Elias, no André.

    Estamos a pagar os erros que se cometeram na constituição do plantel, também aqui e mais uma vez, responsabilidade do treinador.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "anti-jogo"? Quanto tempo "queimou" o Campbell a festejar o golo do empate?

      Eliminar
  2. Concordo. Dentro desta exibição negativa, ainda destacava o Castagnos. Gostei das movimentações. Poderá ser surpresa;
    Sporting na Segunda parte, se tivesse treinador com balls, tirava um central e fazia do Carvalho central e médio. Não se compreende que o campeão europeu tenha que ir uma e outra vez buscar a bola aos centrais, quando o Tondela deixava por completo os três da primeira fase levar a bola até à entrada do meio-campo adversário;
    Bas Dost não tem metade da qualidade do Slimani. Enquanto o argelino espicaçava uma equipa com a sua determinação, o holandês necessita que sejam os outros a estar endiabrados e num dia sim para que possa fazer a diferença;
    Gelson demonstra porque poderá ser uma estrela. 20 ou 21 anos e tentou ser ele a comandar a equipa;
    Sporting não tem flanco esquerdo. Ruiz é interior e o defesa holandês é muito limitado ofensivamente. Continua a ser o tendão de aquiles de Jesus que não é capaz de vislumbrar um grande lateral esquerdo;
    Patrício sofre golos em todos os jogos, demonstrando-se impotente para parar qualquer bola de golo. Um redes extraordinário tem que fazer a diferença;
    Semedo deixa-me muitas dúvidas. Há momentos em que parece perdido. Coates neste momento faz o trabalho dele e do seu colega. Paulo Oliveira espera ansiosamente....;
    5 pontos não é nada, como devem compreender. Este será um momento importante para se entender se o SPorting é capaz de lidar com pressão num momento difícil.

    ResponderEliminar
  3. Não costumo ser de fatalismos depois de jogos menos bem conseguidos, mas ou o Jesus os mete a correr, ou tem que começar a por-se a andar. Também ele está em baixo de forma. As ausências fora do banco deixaram-me mansinho nos jogos, e só ao intervalo é que acorda a equipa e se apercebe das más escolhas e falta de atitude da primeira parte.
    Não sei se este jogo foi pior que o do Rio Ave, mas já são demasiados jogos a andar a desejar milagres nos ultimos minutos, esta época.
    Sobre os jogadores, o Bryan quanto a mim passou a render muito mais quando veio para o meio, o Dost tem sido uma "perda de... bola" constante - não devia andar tão longe da baliza - e gostei dos movimentos do Castaignos; O Joel tem que ser titular, pela atitude que tem demosmtrado, rapidez e remate fácil. O Gelson, parece que está sempre à rasca... Devia descansar porque nos dois ultimos jogos reparei que fica cada vez mais dificil recuperar fisicamente daquelas investidas, e nesta fase para ele com jogos fantasticos, Barnabeu, seleccao A, melhor jogador da liga... começa a ser demasiada pressão para o miúdo, devia ser poupado. Era experimentar o Mateus...
    SL

    ResponderEliminar
  4. Os outros jogam a Champions com longas viagens e goleia.Os nossos são um aborto competitivo.Não da para ganhar a jogar bem,ganhe-se a jogar mal,foda-se.Joguem a Benfica,defender com 10 ,pontapé na frente,e 1 ou 2 ciclistas a resolver.Temos jogadores para isso.Acho que quem tem de mudar o chip e o treinador,ou então que mude de clube,e leve o presidente.Se houve 1 equipe a fazer anti-jogo,foi o Sporting,esse é que foi vergonhoso,porque o dos outros,já se sabia como era.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ahahhaha anti jogo? nunca tenham noção pff!

      Eliminar
  5. Mdc calma. Logo sai mais um comunicado sobre o Benfica. Amanhã o vasteras faz uns porta chaves e fica tudo bem. Depois atualizam o palmarés do clube juntando a medalha olímpica do Nelson.

    PS. O que me chateia mesmo muito são as exibições fantásticas que markovic tem feito (saraiva dixit).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. sabes, é muito difícil superar as do carrilho...

      Eliminar
  6. Negativo - Joel Campbell marcar o golo do empate contra o Tondela e festejar como se tivesse acabado de ganhar o campeonato do mundo, em vez de agarrar na p*** da bola e correr para o meio-campo. Dois minutos depois ainda estava a beijar o chão.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Lamentavelmente, muitos jogadores (principalmente se vêm do banco) jogam primeiro para si e só muito depois começam a jogar para a equipa. Mais um a quem temos que dar tempo. E eu a julgar que este ano já não ia ser assim mas afinal não.

      Eliminar
  7. Sobre o resto nem vou comentar... mas 'culpar' a arbitragem, que foi do mais caseiro que se viu esta época?! por favor. E anti-jogo?! se o g.r. levou 2 duas vezes com os 90 kilos do Bas Dost (embora sem maldade) e o defesa levou com uma bola na cara à queima-roupa?

    Chamar a isso anti-jogo...

    Tenham dó... chega de culpar os outros pela vossa mediocridade!!

    É obvio que sem Adrien, J. Mário e Slimani a equipa ficou mais fraca e os 'reforços' (refugo) juntos e espremidos não se aproveita um!!

    O João Pereira por ex., não é melhor que esse tal de Schelloto?!
    O Jefferson não é melhor que o tal de Zeeglaar?!

    Brincamos..







    ResponderEliminar
  8. Vergonhoso, dentro de campo e nas bancadas. Não aprendam a remar todos para o mesmo lado que não é preciso. Somos diferentes sem dúvida, ainda vêm a lampionagem e o fruteiro esquizofrénico a chamar-nos carneiros. Näo gosto de rebanhos mas neste momento, quem me dera.

    ResponderEliminar
  9. O que eu vou dizer é muito importante. Arrisco mesmo dizer que será capital para o resto da época. Se quiserem ignorar, estão à vontade. Mas depois nâo venham dizer que é mau!

    Capelada à Soares Dias! Não, não foi em Madrid ou sequer em Vila do Conde. Foi em Guimarães, quando o novo (velho) Capela decidiu pôr em prática a maior vergonha que já vi em toda a minha vida de adepto - e já tenho idade suficiente para ter assistido a umas quantas! De então para cá, o que tenho visto é uma equipa E um treinador que parecem resignados. Dá a sensação que estâo em campo, mas que acham que não vale a pena o esforço, porque isto já está tudo minado.
    Tendo em conta que qualquer pessoa que use o cérebro para pensar já se apercebeu que a Carvoeira parece apostada em criar uma divisão JJ/adeptos, eu diria que tal estado de espírito só vem ajudar ao intuito. Portantanto, não. O que se está a passar tem muito pouco a ver com competências técnicas ou sequer físicas e tudo relacionado com questões psicológicas.
    Por isso, para lá do trabalho interno que urge ser feito, desta vez nós, os adeptos, teremos um papel fundamental no reerguer da equipa. Mais que nunca, teremos de não esmorecer no apoio, seja ele no estádio, na Internet ou até na rua. Mais que nunca, união precisa-se! Mais que nunca, remar TODOS para o mesmo lado não é só fundamental, mas moralmente obrigatório! Como as coisas, só estamos a contribuir (ainda mais) para a churrascada.
    Mais que nunca, VIVA O GRANDE SPORTING CLUBE DE PORTUGAL!

    ResponderEliminar
  10. Só tenho pena de o leicester não ter levado o adrien. Acho que nem o apuramento para as competições europeias conseguiam.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o Leicester tivesse levado o Adrien, eram ~35M€ para gastar num 8. Que é uma coisa que o teu presidente não sabe o que é, mesmo com tanto "lucro" a entrar todos os anos.

      Eliminar
    2. Que grande moral!
      Se o Vieira se apresentasse às eleições do Sporting ganhava sem margem de dúvidas.
      Até o Bruno de Carvalho votava nele!

      Eliminar
    3. Que grande moral!
      Se o Vieira se apresentasse às eleições do Sporting ganhava sem margem de dúvidas.
      Até o Bruno de Carvalho votava nele!
      Que merda é esta? Já chegámos à porta 18, do galinheiro? Este é o típico comentário que não serve para nada, boifiquista da porra!

      Eliminar
    4. E o que é que o Vieira ser reeleito tem a ver para o caso? Nada. 🎂

      A mim é-me bem indiferente se for eleito. E duvido que o BdC votasse no Vieira. Ele é sportinguista, não é tricolor.

      Já agora. Conheço o Vieira pessoalmente. Temos uns 5 amigos em comum, 2 de infância, 2 dos tempos do Alverca que tiveram (e têm negócios com ele), e um vizinho (aliás, fomos vizinhos inclusive). Sei bem mais sobre esse personagem que 99% dos benfiquistas. Ficamos por aqui. 😂

      Eliminar
    5. É verdade A Martins, e se um gajo manda esta gente ganhar juizo, fica o comentário á porta...

      ...por vezes ja tenho duvidas se este é um espaço leonino...

      Eliminar
  11. É a primeira vez que comento o seu Blog, gostaria desde já dar-lhe os parabéns pelas suas análises , parecem-me juntas e realistas, dito isto , quero manifestar que estou totalmente de acordo consigo na análise a este jogo, a equipa tem que
    render mais nestes jogos . Como sempre estive no estádio que aproveito para relembrar estavam novamente a volta de 40 000 . Peço a todos os sportinguistas para apoiar a equipa , se somos o 12° jogador , complete-nos a nós jogar sempre de forma brilhante. Saudações Leoninas

    ResponderEliminar
  12. Esta equipa de futebol do nosso clube ficou, para mim, "apresentada" no jogo com o R. Ave. Agora é controlar os danos e lutar pelo segundo lugar. Espero vivamente ser desmentido pelos factos. O Semedo, a quem Jesus augurou um futuro promissor, está a começar a ser minado nas suas acções pela falta de confiança real e percebida (que vem do exterior em relação às suas performances). Quanto ao Campbel, sim, pode ser uma hipótese para jogar atrás do Dost, veremos qual será a opinião do Jesus.
    Bom Domingo.

    ResponderEliminar
  13. O William devia ter sido expulso duas vezes, no golo do Sporting há um fora de jogo de metro e meio do coates, o jogo teve parado nos descontos pq o Sporting tentou apoderar-se da bola quando ela era do Tondela e porque um jogador decidiu festejar um golo como se tivesse ganho a champions e obrigar o arbitro a dar amarelo.
    Não sabes porque é que a equipa baixou de rendimento? Meu amigo isso é o mesmo que perguntar porque é que o Tondela está em 16º quando fez o jogo que fez na primeira jornada contra o Benfica.

    Quando vocês festejam derrotas e culpam terceiros quando as coisas correm mal, qual é a motivação que os jogadores tem para correr e trabalhar? Tem motivação quando jogam contra o Real Madrid ou o Benfica tal e qual um Tondela.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acabei de ver a repetição da jogada do golo do empate e confirmo o fora de jogo do Coates. E não há uma única referência na comunicação social a esta falha do árbitro, é mais uma da série "O Benfica manda nisto tudo!"

      "com prejuízo quase exclusivo do Sporting", importa-se de repetir? LOL

      Eliminar
    2. Que fora-de-jogo do Coates? Nem se aproxima da bola. LINK

      Eliminar
    3. Que jogo é que estiveram a ver estes lampiões?

      Eliminar
    4. Não se aproxima da bola"? Quem é que, após um passe longo, de cabeça amorteceu a bola para o Gelson? Quem foi?

      Eliminar
    5. Oh Mestre é bonito meter parte do lance e não o meter todo não é??

      Arranje lá o lance completo quando o Coates recebe a bola antes de esse mesmo passar ao Gelson! Para não falar que o Willian era expulso, e fez-se grande campanha contra o Renato o ano passado pelo mesmo, mas agora não deve interessar muito!

      Eliminar
    6. Ah, referias-te ao início da jogada? Tem juízo, vê aqui. LINK

      Eliminar
    7. haha, é que nem aí tava fora de jogo. Vai-te tratar

      Eliminar
    8. Está logo a seguir, Bruno. Veja lá o fora-de-jogo escandaloso que foi.

      Eliminar
  14. É nos momentos menos bons que se vê quem está para apoiar a equipa, remando no mesmo sentido que toda a estrutura. Nos momentos bons quase todos apoiam.
    O Sporting tem que passar por estas dores de crescimento e, quem está lá dentro a gerir, sabe mais que todos nós o que tem que fazer.
    De certo estarão mais tristes do que nós. Têm é que ter ânimo para poderem dar a volta por cima e não de gente que tente afundar ainda mais.
    Por muito que nos custe, pois o mais fácil é tentar encontrar culpados, temos de continuar a apoiar quem queremos que chegue ao topo.

    ResponderEliminar
  15. Jogo negativo, mas alguém julga que técnico, jogadores, Presidente e restante estrutura do futebol profissional, estão cegos e surdos? Há que ter calma que boifiquistas e porkistas não vão querer um SPORTING CLUBE DE PORTUGAL forte e alutar pelo campeonato.
    Mau jogo em quem muitos jogadores e treinador estiveram mal. Quanto ao árbitro, estando mal, não foi decisivo no desacerto da nossa equipa e no resultado final, mas o Tondela mereceu o empate pelo esforço e pela intensidade que colocaram na disputa da bola, ainda que com algum antijogo, próprio de uma equipa mais fraca.

    ResponderEliminar
  16. Uma boa analise seria comparar o numero de cruzamentos, com o numero de remates...

    Claro que o numero de cruzamentos vai ser superior, mas terminar a primeira parte com 3 remates, e um numero infindável de cruzamentos para as couves, é algo incomportável para qualquer equipa...

    ...se a isto juntar-mos o facto de que, o único homem com capacidade de remate fora da área, estava no banco, fica bem explicado o baixo numero de remates...

    Farto deste estilo de jogo...

    ... no final da primeira parte, ja calculava o resultado, e só nao foi pior do que previ porque a estrelinha brilhou no final!

    O arbitro também nao esteve bem, cada boneco do tondela que caia ao chao, dava direito a falta contra o Sporting mas nao foi ele o principal culpado!

    ResponderEliminar
  17. Aproveitar que ontem vi o jogo todo para mandar uns Bitaites.
    Óbvio que me agrada o Sporting ter perdido 2 pontos mas o jogo foi 0 mas 0. Detesto quando uma equipa joga assim contra o meu Benfica todos mais preocupados em não sair da linha e recuperar sempre posição do que atacar. O final da primeira parte era ver os jogadores do Tondela desistirem de ir a bola na linha do meio campo para recuperar o lugar...
    Depois do nada têm duas oportunidades seguidas e pumba. Tb não gosto de ver uma equipa recompensada por isto. Mas é a realidade de mais de metade dos jogos dos grandes.

    O anti-jogo sinceramente nem achei do pior. Apenas acho que já é tempo de se inventar uma regra para o nr de vezes que um GK pode estar a "morrer" antes de ter que ser substituído.

    Mestre vir falar do arbitro é que tenha dó e dizer "com prejuízo quase exclusivo do Sporting" ...

    O arbitro ontem teve uma altura que valia tudo a favor do Sporting. Tem uma sequência de faltas mal assinaladas a favor do Sporting junto a area muito perigosas, pelo meio o Semedo agarra um gajo atira ao chão, arbitro a 2 metros e nada... logo de seguida faz novamente falta e nada.
    E o William no fim ia obrigatoriamente tomar banho mais cedo. Só teve intenção de dar no jogador.

    O arbitro teve mal é verdade muitos e muitos erros para os dois lados, mas acho que o Sporting sai claramente com um saldo positivo. De qualquer modo não teve influencia neste resultado porque no próximo, sem william e Adrien era bonito.


    Sobre o Sporting nem sei bem o que dizer. Não acompanho todos os jogos mas os que tenho visto ultimamente têm sido muito fracos. Neste jogo completo domínio da posse de bola e depois uma falta de ideias enorme. A jogada foi sempre a mesma bola a rodar até chegar ao Gelson que depois metia velocidade no jogo mas fazia invariavelmente um centro disparatado. Só por ali podia vir algo do Sporting e até acho que o Tondela foi um pouco burro ao não fazer dupla marcação no fim do jogo.
    Não desejo mal a ninguém mas era o Adrien ser tratado pelo departamento medico do Benfica e isto ficava muito mais fácil. Sem ele o Sporting joga metade

    ResponderEliminar
  18. O ano passado o campeão tinha 13pts à jornada 8

    ResponderEliminar
  19. O Joel tem um problema gravíssimo que só joga para o bilhete do estádio. Nota-se que está com perfil de vedeta. O que fez ontem, depois da equipa empatar é de quem não tem real noção do que é a luta do Sporting para ser campeão. Tem muita qualidade com os pés, mas precisa de outro nível competitivo. É como o Brahimi nesse capítulo.

    ResponderEliminar
  20. MdC,

    Parece que me cabe a mim deixar aqui um comentário sobre o óbvio: JJ. A casmurrice de não querer perceber que o Bas Dost não é o Slimani para mim é aterradora. Este avançado não consegue fazer a primeira pressão como o Sli. Depois o Elias, que pouco deve à inteligência, não consegue pegar no meio campo porque fica completamente à nora com quem vai pegar. O Sporting não consegue assim os desequilíbrios que conseguia o ano passado na zona central. Todos os outros se têm de desgastar e correr o dobro à procura da bola e do "seu" homem. Como ficam sem referência espacial, tentam processar o que vão fazer mas não o conseguem... porque não o treinam! Claro que o Adrien faz um falta tremenda porque o elias não tem a mínima voz de comando... O JJ que ficou com uma boa base do ano passado não soube a tempo ajustar a equipa aos jogadores que agora tem. Sem dúvida o Campbell vai ter de jogar a segundo avançado e temos de ter uma segunda linha pressionante. A apatia da equipa, para mim, deve-se ao JJ que lhes pede coisas que eles não podem dar (ou ainda dar).
    Que sirva de emenda (duvido). Mais 2 ou 3 semanas assim e pomos toda a época em risco.

    Abraço,
    Pedro

    ResponderEliminar
  21. Foi mau jogo? Foi, não foi péssimo porque ainda conseguimos evitar a derrota.
    Está a ser um mau inicio de época e que nos faz estar a 5 pontos do primeiro caso o benfica ganhe (um dos empates foi culpa so nossa em que NÃO PODE nunca acontecer! Tem que ser impossível empatar um jogo que se esteja a ganhar por 3-0)

    Mas vamos ser sinceros - apenas depende de nos chegar ao 1º lugar - vamos perder mais ponto? é possível e que tal lutarmos para que isso não aconteça?! Se não é suposto perdermos pontos com o tondela, guimarães e rio ave também não é suposto perdermos pontos com qualquer outra equipa do campeonato.

    Esta semana é para descansar e corrigir os problemas evidentes, encontrar soluções. O próximo jogo é para ganhar e não há desculpa nenhuma para isso não acontecer.

    ResponderEliminar
  22. "O que a equipa precisava era de um médio transportador, mas Elias nunca quis assumir esse papel"

    Aqui está um dos principais problemas tácticos da equipa!

    Um problema criado pelo próprio Jorge Jesus, e que vem mais uma vez provar que Jorge Jesus é o maior inimigo de si próprio!

    Cria um sistema táctico super-exigente e depois não consegue escolher os jogadores mais apropriados para o interpretarem!

    É errada a afirmação "Elias nunca quis assumir o papel de transportador de jogo" pela simples razão de que o médio brasileiro não tem essas características!

    Elias não tem características de pegar na bola, de “queimar metros”, de “queimar linhas”, de juntar o meio campo e o ataque.

    Elias é apenas um médio com características mais posicionais (na selecção brasileira passava o tempo todo parado à frente da defesa), que consegue aparecer muito bem na área em ataques rápidos, mas totalmente incapaz de fazer um trabalho minimamente parecido ao de Adrien...

    E aqui reside o principal problema táctico da equipa, porque se JJ conseguiu fazer de Adrien um médio ainda mais completo, ainda mais goleador, e um grande capitão e dinamizador da equipa no seu muito exigente sistema com apenas 2 médios, já leva quase dois anos sem conseguir arranjar um substituto minimamente à altura...

    Primeiro mandou contratar o médio Aquilani, e demorou quase uma época para perceber que o italiano não tinha a rotação, a capacidade física, o espírito de luta, ou as características mínimas para desempenhar bem o papel de segundo médio.

    No início desta época dispensou o Aquilani, e também o André Martins (um jogador que tem características para segundo médio no sistema de JJ, mas que ele usou sempre como segundo avançado), para contratar o argentino Meli (muito rápido mas muito fraco tecnicamente) e, quase no final de Agosto, reciclar um “velho desejo” na figura de Elias, e JJ demorou quase 2 meses para finalmente compreender que Elias não serve, Elias não tem nervo, Elias não tem garra, Elias não tem pulmão, Elias não tem as características nem qualidade suficiente para desempenhar uma posição tão nevrálgica na equipa.

    Ontem substituiu-o por Bruno César e, no final, por Bryan Ruiz, mas já percebi que estes 2 também não são soluções de futuro -- Bruno César e o Bryan Ruiz são uma espécie de canivete suíço nas mãos de JJ, que ele utiliza em situações de recurso, conforme as necessidades da equipa, o primeiro de forma mais desprezível, como uma arma de segunda (muitas vezes a saltar do banco), e o segundo de forma mais respeitadora, como uma arma de primeira categoria, a deslocar dentro de sua posição de indiscutível titular (o que estará relacionado com as personalidades, a dimensão internacional, e a “dependência na carreira”, de ambos os jogadores na visão de JJ).

    Apesar de tantos milhões gastos, continuamos sem um “reserva de Adrien” minimamente competente passados dois anos, e o pior é que também continuamos sem um “reserva de William” que consiga fazer o lugar sem que se note uma quebra brutal de qualidade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, um jogador com as características de "transportador" de Renato Sanches era precisamente aquilo que o Sporting precisava, mas o Renato "Selvagem" Sanches do Benfica nunca funcionaria no Sporting porque seria expulso jogo sim, jogo não, pela mesma quadrilha do apito que apenas o expulsou uma vez em meia época passada (na Alemanha o Renato "Mantinhas" Sanches não tem esses problemas porque é um futebol pouco simpático para jogadores "Selvagens").

      Eliminar
    2. esse é muito novo\velho para o Sporting!!!

      Mas faz-nos falta alguém que espetasse umas belas cotoveladas aos lampiões!

      Eliminar
    3. Resumindo as coisas à sua essência, precisaríamos era das arbitragens que precedem renatos, maxis e quejandos. E digo precisaríamos porque não queremos isso para nada.

      Eliminar
  23. Para mim a conclusão é bastante evidente. JJ está demasiado refém do seu famoso 4-4-2. A verdade é que esse sistema exige um 8 muito bom, com muita disponibilidade física, e infelizmente só há um desses no nosso plantel, Adrien.

    Com Adrien lesionado, jogar em 4-4-2, é como jogar com um a menos. Espero JJ, depois destes jogos, perceba isso. De que adianta ter 2 avançados, se a bola raramente chega à última linha, ainda por cima expondo William a qualquer perda de bola?

    Reparem que todas as equipas do JJ no slb tiveram sempre um 8 com muita disponibilidade física (witsel, enzo, etc). Aliás, o slb do ano passado só começou a engrenar quando mudou para 4-4-2 e apareceu um 8 chamado Renato Sanches.

    Acho que Jesus tem dificuldade em mudar um sistema que tão bem lhe correu, mas o plantel actual do Sporting, infelizmente, não lhe dá as garantias que ele quase sempre teve para utilizar esse sistema. E convenhamos, é muito injusto que a competência de uma equipa recaia toda sobre um único jogador, mas é precisamente isso que Jesus está, com esta insistência, a criar sobre Adrien. E confesso que temo o resultado… Não há super homens!

    Penso, pois, que JJ tem pela frente o maior desafio da sua carreira – mudar o sistema táctico para um 4-3-3 ou 4-5-1, voltando ao 4-4-2 apenas é só quando Adrien estiver a 100%.

    Tenho quase a certeza que Elias renderá muito mais não tendo sobre si o encargo absoluto de fazer as transições ofensivas e defensivas no corredor central.

    Pelo que tenho visto dos jogadores, um sistema com William a pivot defensivo e Elias e Bruno César mais à frente como médios interiores, com Gelson numa ala e Ruiz / Markovic / Campbell noutra e Dost no centro, dará actualmente muitas mais garantias do que o modelo actual.

    Até podemos não ser tão eficazes, mas não tenho dúvidas que os cruzamentos perigosos para a área aumentariam e que a equipa deixava de estar tão exposta a contra ataques como tem estado.

    Preferem criar 6 boas oportunidades por jogo e marcar um golo ou criar o dobro e marcar na mesma um só golo? Eu prefiro a segunda, pois embora o resultado seja o mesmo em termos ofensivos, e exista mais ineficácia, significa também que a outra equipa esteve mais tempo sob pressão, restando-lhe menos tempo para acções ofensivas. Ou seja, a ténue diferença entre mais probabilidades de 1-1 VS mais probabilidades de 1-0, mas que vale muitos pontos e até campeonatos…

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com a análise, mas parece-me que faltam alguns detalhes, porque a "agressividade" que perdemos no 1º momento defensivo não se explica somente com alteração do Adrien pelo Elias.

      Recordo que perdemos o 1º defesa da época passada (Slimani) e ainda que o Gelson esteja a fazer uma época fantástica, não consegue dar o apoio ao Adrien e ao William que o João Mário dava no momento da recuperação de bola, e no apoio ao jogo interior.

      Se não queremos abdicar de jogadores do Bas Dost e Gelson, e se não temos uma alternativa ao Adrien, então a solução passa por alterar o esquema táctico. Infelizmente para nós o JJ não percebeu isso com a derrota no Santiago Bernabeu, com os 2 golos sofridos contra o Estoril, com os 3 golos sofridos contra o Guimarães, com os 2 golos sofridos contra o Dortmund, e infelizmente penso que não vá ser com o golo sofrido contra o Tondela.

      Infelizmente não consigo deixar de pensar que também não será este ano.

      SL




      Eliminar
  24. Engraçado que todos os que hoje se queixam do gr do tondela não disseram nada do Varela do Setúbal contra o Benfica e insurgiram se contra o rgs quando este afirmou que o mitroglu era médico porque curou a lesão de um GR que em 30m já tinha sido 3x assistido.
    Aliás os sportinguistas vêem os adversários a sair de maca e acusam-nos de anti jogo (já são 2 jogos seguidos nisso). Está a faltar aquele golo nos descontos que tantos pontos vos deu no ano passado... Isto de jogar a Champions e o campeonato é mais difícil do que parece.

    ResponderEliminar
  25. http://www.maisfutebol.iol.pt/espanha/internacional/video-golo-monumental-de-kevin-prince-boateng-no-villarreal-las-palmas

    Este não tinha uma lesão incapacitante?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Jogou menos de 400 minutos na época passada. Se a lesão que tinha não era incapacitante, pelo menos disfarçava bem.

      Eliminar
    2. Uma coisa não invalida a outra. Se é incapacitante, não estaria esta época a fazer um temporadão no Las Palmas. Exibições de luxo. Que suplente e complemento teriam para o Willaim!

      O problema é os jogos de bastidores. Uma pena como estão a levar o clube para a lama. Foi este, foi Sandro, foi o do Real... chega à altura de assinar os contratos, e todos fogem.

      Eliminar
    3. Portanto, o Sporting contratava-o para ficar a ganhar um salário luxuoso enquanto recuperava a lesão que tinha. Isso sim, seria boa gestão. Vamos ver quantos jogos mais fará.

      Eliminar
  26. Como já alguém por aqui escreveu, creio: temos que parar de nos preocupar com o Benfica e estar sempre a fazer comunicados e tal.
    Acho que estamos a passar um mau momento, do qual não nos vejo a sair e neste momento até o Porto de NES está à nossa frente.
    Depois de 3-1 em Vila do Conde, 3-3 em Guimarães e deste resultado, acho que temos é que arrumar a casa. É assim que queremos ser campeões?
    Queremos ser campeões a perder pontos destes e mais grave a jogar desta forma?
    Não vai dar assim. Espero no final da época ter que me redimir destas palavras. Mas assim não estou a ver isso acontecer.

    ResponderEliminar
  27. Hoje, no briefing matinal, foi-me dito que que o scp no jogo de juvenis estava a perder por 2-0 aos 80 minutos. O árbitro deu 7 minutos de descontos, terminou aos 90 e ganharam por 3-2. É verdade?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, foi mais ou menos isso. O Sporting marcou o 1-2 aos 78', o árbitro deu 7' de descontos. O 2-2 foi aos 80'+4 e o 3-2 aos 80'+7. O jogo terminou aos 80'+10.

      Eliminar
    2. EHEHEH
      O filho do fontelas jogou?

      Eliminar
    3. Não sei, quem sabe se não era ele o jogador do Sporting que foi expulso quando o resultado ainda era de 0-2.

      Eliminar
  28. Mestrinho, deixo aqui uma sugestão.
    Se já não tem tempo/vontade/disposição para manter este blogue navegável e interactivo às mais variadas horas, porque não contratar alguém para ajudar a moderar os comentários que eu tenho a certeza que até o faria gratuitamente? O Multinick.

    ResponderEliminar
  29. Honestamente, este jogo ficou pouco a dever a jogos como contra o Belenenses no ano passado (salvo pelo erro incrível do Tonel) e contra o rio ave (que terminou a zeros).

    Inacreditável como não se varia o jogo minimamente, como se deixa o adversário confortável durante quase 75minutos.

    A escolha de André de início é incompreensível, a equipa fica totalmente partida, não se liga o jogo ofensivo e quando se perde a bola estamos totalmente descompensados.

    Pouco adianta tomar esta fase como definitiva, mas se não houver capacidade para se reconhecer os evidentes erros - e sabemos que o JJ quando ganha é tudo dele, e quando perde não tem culpa nenhuma - estamos condenados a uma época difícil.

    SL

    ResponderEliminar