sexta-feira, 4 de novembro de 2016

As contas dos três grandes

Finalmente, já se pode fazer uma comparação entre os relatórios anuais de Sporting, Benfica e Porto. Comecemos pelos proveitos operacionais:


À semelhança do que já se verificava na época anterior, pode-se concluir que o Sporting consegue ter números idênticos aos de Benfica e Porto naquilo que depende diretamente dos adeptos, mas continua a uma grande distância na capacidade de atrair a Alvalade o mundo empresarial.
  • Direitos TV: o Sporting conseguiu um aumento significativo graças aos 8 milhões adicionais que passaram a entrar anualmente, graças à renegociação do contrato com a PPTV. Na próxima época, os números deverão subir graças ao market pool da Liga dos Campeões. O Benfica registou uma ligeira quebra de receitas da BTV em relação à época anterior. Apesar de, neste gráfico, os valores recebidos pelo Benfica serem muito superiores, há que considerar que, para uma comparação correta, seria necessário subtrair todos os custos de funcionamento da BTV - coisa que não é discriminada no relatório do Benfica. Com base nos últimos números que foram tornados públicos, é bastante provável que o Sporting tenha sido o clube, dos três, que maior lucro conseguiu nesta rubrica.
  • Bilhetes de época: depois de um aumento de 40% na época anterior, as receitas com bilhetes de época voltou a aumentar, desta vez em 16%. O abrandamento do crescimento tem, no entanto, uma atenuante: o preço das Gameboxes baixou significativamente em relação à temporada anterior por não incluir jogos da fase de grupos da Champions. O Sporting continua a ser o clube que mais dinheiro fez em lugares de época. É previsível que, em 2016/17, as receitas de bilhetes de época voltem a subir bastante: não só o número de Gameboxes vendidas subiu, como o preço unitário também aumentou.
  • Bilheteira: apesar de ter registado um recorde de assistência média, o Sporting teve apenas um aumento ligeiro ao nível da bilheteira, devido à não qualificação para a fase de grupos da Liga dos Campeões. Ao nível da Liga, o valor dos bilhetes aumentou 40% em relação à época anterior. O Benfica foi, como se esperava, a equipa que mais dinheiro fez, graças ao recorde de assistências para a Liga e às receitas extra alcançadas nas eliminatórias com Zenit e Bayern.
  • Merchandising: o Benfica é a equipa que mais dinheiro faz nesta categoria. Note-se, no entanto, que as receitas de merchandising pertencem ao clube, e não à SAD benfiquista. Apenas coloquei aqui os valores para haver um termo de comparação. Quanto ao Sporting, é importante assinalar um aumento de 150% em relação à época anterior, sinal de que havia um enorme sub-aproveitamento na exploração desta vertente comercial, que começa agora a ser corrigido.
  • Camarotes e Business Seats: apesar de ter aumentado as suas receitas corporate em 15%, o Sporting continua a uma grande distância dos seus rivais. Há muito trabalho a fazer nesta área.
  • Patrocínios e publicidade: as receitas do Sporting caíram ligeiramente devido ao facto de ter estado um semestre sem patrocínio nas camisolas e por ter perdido o patrocínio de duas bancadas. O Porto teve um problema idêntico, mas ainda assim conseguiu subir ligeiramente em relação à época anterior. O Benfica continua a ser o clube mais capaz de atrair patrocinadores, mas, na próxima época, com os contratos de patrocínio de camisolas a tempo inteiro, Sporting e Porto aproximar-se-ão significativamente.
  • Prémios UEFA: a vantagem do Benfica é avassaladora, graças à excelente carreira na Liga dos Campeões. O Sporting viu as suas receitas serem reduzidas devido à derrota na eliminatória contra o CSKA.

Quanto aos custos operacionais, o Sporting quase que duplicou os gastos com pessoal, mas continua a ser o clube que menos gasta com salários. Ao nível dos FSE's (contratação de serviços, deslocações e estadias, comissões, gastos com publicidade e propaganda, honorários, etc.), o Sporting é, de longe, o clube que menos gasta.


Um dos pontos fulcrais passa pela realização de mais-valias na transferência de jogadores. Os números apresentados pelos clubes foram os seguintes:


O Sporting teve números extremamente baixos, pois acabou por realizar as suas principais vendas já no exercício de 2016/17. O Benfica conseguiu os melhores números, graças às vendas de Renato Sanches, Gaitán, Ivan Cavaleiro e Lima. Como é óbvio, os negócios de Gaitán e Ivan Cavaleiro levantam grandes pontos de interrogação, no que à circulação real de dinheiro diz respeito. Serviram, no entanto, para ajudar a empolar as receitas imediatas.

Uma coisa se mantém: todos os clubes teriam apresentado resultados negativos se não fossem as mais-valias realizadas com a transferência de jogadores. Essa necessidade de venda de jogadores é bastante mais acentuada em Benfica e Porto. O Sporting, ao aumentar significativamente a sua massa salarial, e ao falhar o apuramento para a Champions, viu essa dependência crescer em relação aos dois primeiros anos de mandato de Bruno de Carvalho. É muito provável que, em 2016/17, essa dependência volte a descer para os níveis iniciais, sobretudo devido à participação na Champions e ao aumento das receitas de publicidade.


Nota: no quadro acima retirei os cerca de 15 milhões de prejuízo extraordinário devido à provisão criada por causa do processo Rojo.

Para concluir, observemos os números do endividamento bancário e obrigacionista:


Apesar do lucro acentuado do Benfica e do prejuízo acentuado do Sporting, os níveis de endividamento mantiveram-se estáveis. O mesmo não se pode dizer do Porto, que aumentou os empréstimos em cerca de 10%. A tendência de crescimento da dívida do Porto é preocupante: praticamente que duplicou em apenas três anos (de notar que, pelo meio, o estádio passou a ser considerado nas contas, o que ajudou a este aumento - no entanto, o estádio não é, nem de perto nem de longe, o principal responsável por esta subida). 

Fazendo uma projeção para as contas de 2016/17 do Sporting, o apuramento para a Liga dos Campeões, a recuperação do patrocínio das camisolas (que estimo valer entre 7,5 e 8 milhões anuais) e as vendas de Slimani e João Mário (que deram mais-valias de 54 milhões de euros) deverão contribuir para um lucro recorde da SAD, que superará largamente o prejuízo da época que terminou.

O Benfica, sendo o clube com fontes de receitas mais diversificadas, continua a ter uma estrutura de custos pesadíssima para manter a máquina a funcionar. Mantém uma grande dependência da venda de atletas para equilibrar as contas, sendo que, todos os anos, parte significativa dessas vendas é feita através do carrossel Mendes. Se calhar isso ajuda a explicar o facto de, apesar dos anos sucessivos de vendas recorde e de lucro no final dos exercícios, não se observar uma redução do endividamento.

O Porto tem, neste momento, o pior de dois mundos: apresenta receitas ao nível do Sporting e custos ao nível do Benfica, pelo que fica excessivamente dependente do sucesso desportivo e da valorização de jogadores. A situação financeira degradou-se significativamente nos últimos três anos, que coincide, precisamente, com o período de fracasso desportivo. É óbvio para todos que a SAD necessita de rever a sua estratégia. O dinheiro do contrato televisivo da Meo veio dar um novo fôlego financeiro e permitirá que se mantenham determinados vícios nos próximos anos, mas não é inesgotável.

75 comentários :

  1. Entao nao concluir as VMOCs no grafico "nao levantam grandes pontos de interrogação" contabilístico sao activo mas todos nós sabemos que sao passivo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As VMOC's são o que são. Podem ser recompradas, podem ver o prazo ser estendido, podem perder peso se entretanto a SAD fizer novos aumentos de capital. Ou podem ser convertidas em ações, com o clube a perder a maioria do capital, mas mantendo o controlo por ser o único possível detentor de ações de categoria A.

      Eliminar
    2. VMOCS não são resultados!! O pessoal que fala coisas sem ter noções básicas de finanças.....

      Eliminar
    3. Bom dia, as mais valias que refere do SLB incluem os gastos com a aquisição de passes de jogadores?

      Eliminar
  2. Mestre,
    Gosto de dar um salto ali ao lado (ngb) para ver as dissertações do Eagle sobre as contas dos 3 grandes.
    O homem continua a viver obcecado com o "perdão" dos juros ao Sporting e com as VMOCs.
    Tudo são rosas nas contas dos lampiões.
    Tudo é uma desgraça nas contas do Sporting.
    Ao ler-se o que esta gente escreve, percebe-se nitidamente a sua preocupação em ver as contas do Sporting respirarem cada vez mais saúde (muito fruto das vendas, é verdade), e eles sabem como isso será importante no futuro.

    Se não entrar em loucuras, o Sporting caminha para o melhor resultado financeiro de sempre (2016/17) ao mesmo tempo que abateu passivo de forma significativa.

    Isto é obra!
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O perdão dos juros é um choradinho que já não se aguenta. Para ter direito a esse perdão de juros, o Sporting teve que fazer várias cedências: reorganizar-se, cortar em determinado tipo de despesa, e comprometer-se a reembolsar os empréstimos em função das receitas da venda de jogadores e das competições europeias. Foi o resultado de uma negociação entre entidades privadas, que viram, nesta estratégia, a melhor solução para os seus próprios interesses.

      Já agora, não vi qualquer referência à forma como o Benfica empola os seus ativos: as compras e vendas inflacionadas de jogadores no carrossel Mendes, e uma aquisição de direitos de marca por dezenas de milhões que aumentou os ativos incorpóreos da SAD sem que houvesse dinheiro a circular entre SAD, clube e SGPS.

      Eliminar
    2. Por favor adicionar o mais recente boicote/censura que o mesmo efectua a qualquer referência que se tente fazer a esses factos (sublinhar aqui). A última pérola é quando questionado relativamente a passivo corrente versus activo corrente (curto prazo), indicou que era uma questão irrelevante, pois já está prevista nova emissão obrigacionista que resolve isso (é um "não-problema" para o "menino")... a dívida tudo resolve para aqueles lados...

      Eliminar
    3. Não houve perdão nenhum de juros, houve renegociação da dívida sendo que o preço do dinheiro (taxa de juro) até aumentou, tendo também aumentado o prazo de pagamento. Foi bom para ambas as partes, não houve nenhum favor. Favor têm certo clube que conseguiu níveis de endividamento completamente absurdos que nenhum banco são se deveria atrever a dar.

      Eliminar
    4. Lourival,

      É essa mesma constatação, enquanto lhes for possível endividarem-se, não vão parar de o fazer e os adeptos batem palmas.

      Isto já vimos acontecer no passado como as sucessivas ex-Direcções do Sporting.

      Isto vemos neste momento acontecer no Porto o faz com resultados catastróficos.

      Vamos ver qual o resultado desta política de loucos nos nossos velhos rivais.

      Eliminar
  3. Obrigada Mestre! Excelente análise!

    ResponderEliminar
  4. Mestre só um apontamento:
    "o preço das Gameboxes baixou significativamente em relação à temporada anterior por não incluir jogos da fase de grupos da Champions."

    A minha box inclui fase de grupos da Champions... Ou está ai um lapso, ou fui eu que percebi mal a frase.

    Continua o excelente trabalho.

    Abraço e SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. zpmarcos, estou a comparar a Gamebox 2015/16 em relação à de 2014/15, pois o período que estamos a analisar é 2015/16. Em 2016/17 houve de facto um aumento de preço, devido à qualificação direta para a fase de grupos da Champions.

      Eliminar
    2. até nessas ouve um aumento mesmo sem champions. Penso que na epoca do marco silva em que tinhamos champions a gamebox foi de 98€

      Eliminar
    3. Eu paguei menos, porque em 2014/15 comprei a Gamebox Champions, e em 2015/16 comprei a única que havia.

      Eliminar
    4. Mas sim, a Gamebox 2013/14 só com jogos da liga portuguesa foi mais barata que a Gamebox 2014/15.

      Eliminar
  5. lol epa, uma pessoa mal informada chega aqui e até pensar que as contas do Sporting estão um luxo. Mérito para o artista pela forma como escreve.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não estão um luxo, não sei em que parte do texto se retira essa conclusão.

      Eliminar
    2. Há um dado importante e de divulgação obrigatória em qualquer demonstração financeira que se chama "Factos Relevantes Ocorridos Apôs Fecho do Exercício".
      Efectivamente, a não ser que apareçam factos novos, que estejam perversamente escondidos, e que possam provocar uma hecatombe nas contas, por exemplo, terem pago comissões de 50% sobre o valor das vendas realizadas, as conclusões do MdC são claras e objectivas, tudo indica que SAD do Sporting no próximo exercício vai ter um lucro record no futebol português. E dizendo isto é, estamos em condições de afirmar, atendendo que estamos a falar no negocio futebol, e sabendo a situação que tínhamos à 3 anos, as contas do Sporting estão um luxo.

      Eliminar
    3. Para complementar, a minha resposta anterior, talvez se leres este post, fiques melhor informado e percebas que actualmente o risco financeiro da Sporting SAD é metade do Benfica e um terço do Porto:

      https://guardiaodadiagonal.blogspot.pt/2016/10/o-risco-financeiro-do-scp-cada_22.html?spref=fb

      Eliminar
    4. Bom post, esse, António. Hei-de partilhá-lo.

      Eliminar
    5. MdC, além deste post, muito importante,porque o risco financeiro, é permanentemente esquecido e foi esse esquecimento que permitiu o descalabro no Sporting, e actualmente é para onde caminha o Porto.
      O exemplo típico do esquecimento e da relativização do tema, bem típico dos Portugueses em todas as áreas,é comentário seguinte do Jorgen80, "O que interessa é o valor das vendas".
      Neste blog, tem mais uns posts interessantes e contabilisticamente bem fundamentados, relativamente ao custo dos planteis e à tão apregoada mudança de paradigma. Porque nem todos, independentemente do clube, querem comer gelados com a testa, são de leitura muito recomendada.

      Eliminar
  6. É que comparar as contas do Benfica com qualquer outro clube já é por si injusto. Um faz 200 milhões anualmente; o outro nem chega a 100.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Deves ter a testa cheia de cornettos,não será uns vendem à pressa para enganar os sócios e apresentarem contas positivas e tirarem a SAD da falência técnica e outros vendem quando acham que é a melhor altura,sendo assim soma a venda de Slimani,João Mário e Naldo e já vês que o volume de negócios já é acima dos 100 milhões de euros !...

      Eliminar
    2. Mais um pequeno acrecento...então o teu clube tem valores record de facturação e o endividamento só diminuíu 1 milhão de euros !...é difícil perceber isto não é !...ehehehehehehehe

      Eliminar
    3. lol, efectivamente a comparação é muito difícil, para alguns, um faz 200 milhões, sendo que mais de metade do valor resulta de situações extraordinárias, como por exemplo a venda dos principais activos e uma participação extraordinária na competições europeias. Não esqueças no próximo orçamento de incluir uns 80M da venda dos principais jogadores e colocar o valor correspondente aos prémios dos quartos de final da LC, pois isso é um dado adquirido, provavelmente até devem orçamentar o prémio das meias finais, pois é um facto, tal como em Portugal, na Europa, as coisas para Benfica vão resolver-se por decreto (pois é essa a vontade dos adeptos).
      O outro faz 100 milhões, e pasme-se, praticamente é todo proveitos operacionais, não está inflacionado por situações extraordinária.

      Eliminar
    4. Com tanta facturação e o passivo sempre em altas...

      Show me the money!!!

      https://www.youtube.com/watch?v=mBS0OWGUidc

      Eliminar
    5. Se tirares os valores patrocinados pelo Mendes não chegam aos 200M, mas gosto que continuem a sonhar. :)

      Eliminar
    6. Falando em comparações cito. https://guardiaodadiagonal.blogspot.pt/2016/10/o-risco-financeiro-do-scp-cada_22.html?spref=fbo

      "Podem perguntar mas o Activo e Passivo, Receitas Operacionais vs Despesas Operacionais não é melhor para comparar as 3 SAD´s?
      Não!
      Tem a sua importância....(será tema em breve)
      mas a forma diferente como são contabilizadas pelas SADs quer receitas quer encargos pelas SAD´s,
      e também é aproveitado para enganar olhares/leitores menos atentos."

      Eliminar
  7. estamos todos de acordo em não considerar válidas quaisquer transferências que envolvam jorge mendes.

    esses relatórios de contas que andam ai têm de expurgar esse efeito fantasioso.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho uma boa opção não incluir as transferências do Jorge Mendes. Agrada-me imenso a ideia de o CR7 ainda estar a jogar no Sporting.
      Inclusive, acho ainda uma melhor ideia não pagar comissões a nenhum empresário. Muito menos se for 1,3 M ao do Bruno César e 3 M entre o Alan Ruiz e o seu empresário.

      Eliminar
  8. O FCP sempre foi o Líder, a locomotiva, o 1º na inovação ao longos dos últimos anos.. mas desta vez ficou a perder, esqueceu-se de empolar, ficcionar os Activos Intangíveis a nível dos jogadores e da Marca (Brand)...

    :-)

    E como não sou Gestor, Economista, Técnico de Contas, Contabilista, Manga de alpercata.. e como sei que os R&C são moldados, plasmados à vontade do freguês, digo apenas sempre o mesmo.

    SLV - 670 Milhões de Passivo Total Acumulado.
    SCP - 560 Milhões de Passivo Total Acumulado.
    FCP - 450 Milhões de Passivo Total Acumulado.

    Isto em simples contas de mercearia, no deve e haver.. e não com engenharias
    financeiras.

    Ontem o FCP apresentou as suas contas consolidadas relativas ao exercício da época passada. Pelos vistos foram 50 Milhões de prejuízo. Mas, como digo, um ano não é um século. E pelos vistos há quem confunda um ano bom em que caiu neve em Lisboa com o Evereste :-)










    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bom dia, de onde foi buscar o valor de 670 milhões relativo ao SLB?

      Eliminar
    2. Realmente faz bem em dizer que não percebe nada disto. É que não percebe mesmo.
      Se em relação aos valores indicados como passivo do SCP e FCP os valores do passivo estão aproximados à realidade (ao do SCP tem de retirar as VOMC´s, mas em termos reais é mesmo o valor aproximado ao que indica) em relação ao SLB o valor correto é 490 M.

      Já em relação aos 50 M de prejuizos consoliDADOS do FCP, o valor é este porque o FCP "apenas" detém 74% da SAD (como esta teve um prejuízo de 59 M, é de 50 M o valor atribuído ao FCP Clube). O Clube sozinho teve prejuizo de 11,8 M. Isto é, Clube mais SAD tiveram aproximadamente 70 M de euros de prejuízo. Siga a banda...

      Eliminar
  9. Mestre e como está aquela situação do slb com o Novo Banco em que o slb tinha que pagar 120milhões até Setembro deste ano e não o fez?
    obrigado.
    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Balakov, parte foi paga com o valor que receberam do novo empréstimo obrigacionista, outra parte deve ter sido empurrada para a frente.

      Eliminar
    2. Bom dia Mestre, já reparou que a esmagadora dívida bancária do Benfica foi substituída por empréstimos obrigacionistas. Reduzindo a exposição aos bancos portugueses. Já reparou nos saldos bancários do SLB com os do Sporting a 30/06/2016? Encontrou alguma conta a descoberto em algum deles? Sem dúvida que o Sporting está muito melhor em muitos aspectos. Em particular no apoio e empenho dos adeptos, aposta nas modalidades, qualidade da equipa de futebol e respectivo desempenho. Mas financeiramente tenho verdadeiramente muitas reservas. Mas como em tudo na vida, só o tempo vai demonstrar a verdade.

      Eliminar
    3. Parte foi paga com o empréstimo obrigacionista é verdade, com um juro de mercado mais favorável de 4%, mas sem qualquer tipo de perdão e ou negociação por potencial incumprimento.

      A Benfica SAD paga todos os anos juros de mais de 20 milhões de Euros, enquanto no Sporting tal custo não chega a 6 milhões.
      Tendo ambas as SAD um passivo financeiro semelhante, se acrescentarmos os VMOC no caso do Sporting, é relevante e evidência o perdão de juros. Parabèns ao Sporting que fez o seu papel e soube negociar.
      Agora imaginem ao contário: a ser o Benfica a ter um perdão de juros. O falatório que não seria.

      Mdc parabéns pela trabalho feito, contudo faltou o quadro comparativo dos custos financeiros, o que era revelador de...

      saudações desportivas

      Eliminar
    4. Coitadinho...deixa lá que quem vos anda a pagar o centro de estágio é a Caixa Geral de Depósitos,a Caixa que é de todos nós para pagar e de alguns para receber patrocínios !...

      Eliminar
    5. Já agora parece que há um relatório da PJ, pelos vistos perdeu-se nos corredores da Justiça ou quem sabe nos corredores daquela PJ que tem ligação ao Vieira,em que o Benfica teve benefícios demasiado elevados e quiça ilegais por parte da câmara municipal de Lisboa.Disso tu não falas.

      Eliminar
    6. Sr. Mestre,
      Gostaria que analisa-se a existência de um descoberto bancário (conta com saldo negativo) na ordem dos 22 milhões, a uma taxa de 3,5%. Visto que em comparação com a SAD do benfica tem em caixa/depósitos à ordem de 30 milhões de euros.
      E já agora como é possível um descoberto bancário com uma taxa de 3.5%. Que tipo de garantias ou aval poderá constituir-se num descoberto? A titulo pessoal tenho visto no mercado taxas que variam entre os 11% e 17%.
      Com este tipo de possibilidades, questiona-se porque razão se fez um empréstimo obrigacionista com 6.25% de taxa. Não seria mais eficiente recorrer a este meio de financiamento. Já que na época passada, o descoberto atingia os 26 milhões.
      Gostaria igualmente que analisa-se o facto de existir cerca de 30 milhões em factoring (adiantamento de proveitos) relativos aos direitos TV com uma taxa de 3.25%.
      Desde já agradeço a resposta.
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    7. "Agora imaginem ao contário: a ser o Benfica a ter um perdão de juros. O falatório que não seria."

      Seria o mesmo falatório para os seguintes casos:
      > Perdão de prisão para o Vieira por ter roubado um camião.
      > Perdão de destruição e / ou multa sobre o Beneficia ter construido partes do complexo da Luz ilegalmente.
      > Perdão concedido por Manuela Ferreira Leite ao aceitar como garntias de pagamento acções mão cotadas em bolsa.
      > Perdão de 17M€ que o Vieira devia ao BPN que o estado assumiu
      > Perdão de 600M€ de divida do Vieira e 200M€ do Beneficia ao BES (porque até agora nenhum deles pagou).

      E ainda há mais na calha.

      Eliminar
  10. 'O Benfica, sendo o clube com fontes de receitas mais diversificadas, NÃO continua a ter uma estrutura de custos pesadíssima para manter a máquina a funcionar'.

    O 'não' não está a mais?

    ResponderEliminar
  11. Interessante o quadro sobre o impacto das mais-valias. Mas não faria sentido retirar o impacto das amortizações também? É que as mais-valias são também a base para o reinvestimento.

    Era importante também ver o cash-flow.

    ResponderEliminar
  12. O gráfico das mais valias com jogadores está errado. O prejuízo do Sporting passaria para próximo dos 40M e não para 24M. Mesmo somando os 54M referidos aqui pelo Slimani e João Mário, passaria para um lucro de cerca de 14M. mesmo assim inferior ao Benfica. Mas.... os 15M do Rojo, mesmo com essas vendas, poderiam levar o Sporting para um prejuízo de 1M....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, Pedro, mas o objetivo deste quadro é retirar as receitas extraordinárias das mais-valias dos jogadores. Os 15M do Rojo são também uma situação extraordinária, que não se voltará a repetir.

      Eliminar
    2. Mestre, parece é que o objetivo do quadro é ficar "bem na fotografia" à força toda. heheh

      Para quem passa a vida a insinuar que o sucesso financeiro do Benfica se deve aos "mendilhiões", parece muito mal que depois tenha necessidade de apresentar um quadro cheio de condicionantes só para ficar mais "apresentável" aos sportinguistas.

      Cumprimentos

      Eliminar
  13. Olhamos para os números e tiramos as conclusões que gostávamos de tirar.
    Existe uma contradição insanável entre depender da venda de jogadores e vendê-los de forma fictícia.
    Direitos TV:
    “aumento significativo”
    “é bastante provável que o Sporting tenha sido o clube, dos três, que maior lucro conseguiu”
    “para uma comparação correta, seria necessário subtrair...”

    Bilhetes de época:
    “O abrandamento do crescimento tem, no entanto, uma atenuante”
    “É previsível que, em 2016/17, as receitas de bilhetes de época voltem a subir bastante”

    Merchandising:
    “Quanto ao Sporting, é importante assinalar um aumento de 150% em relação à época anterior”

    Camarotes e Business Seats:
    “apesar de ter aumentado as suas receitas corporate em 15%,”

    Patrocinios e Publicidade:
    “as receitas do Sporting caíram ligeiramente”
    “na próxima época, Sporting e Porto aproximar-se-ão significativamente”

    Mais-Valias em Transferências de Jogadores:
    “os negócios de Gaitán e Ivan Cavaleiro levantam grandes pontos de interrogação, no que à circulação real de dinheiro diz respeito”
    “muito provável que, em 2016/17, essa dependência [do Sporting] volte a descer para os níveis iniciais, sobretudo devido à participação na Champions”

    Endividamento bancário:
    “[O Benfica] Continua a depender da venda de atletas para equilibrar as contas, sendo que, todos os anos, parte significativa dessas vendas é feita através do carrossel Mandes"
    “Se calhar isso ajuda a explicar…”

    ResponderEliminar
  14. VMOCS? Que se lixem... Ainda faltam 10 anos, mais coisa menos coisa...
    O melhor é esquece-las mesmo. Não entrarem nem no activo, nem no passivo. São fantasmas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ninguém esquece, nem vocês lapiõezecos. Lembram sempre que o Sporting tem de dar 50% aos bancos, em que 25% é provisão para as pagar.

      Eliminar
  15. Epa, vinha aqui responder isto ao comentário da rena:

    Boa tentativa, alguém ainda tem dúvidas que este merdas é um avançado?

    Melhor assim. Foi guilhotinado (como escreve o Alamo)

    Opinioes idiotas de lamparinas ainda vá, mas trabalhinho de avençados venenosos a preparar a cartilha da semana.

    Mesmo assim, como passou o comentário da aventesma à primeira e muitos meus nem passam à primeira?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Também reparei nisso Lourenço...

      ...e ja desconfiava do moçoilo, so pelas vezes que ele acusa o dono deste tasco de ser avençado, visto o modus operandi deles ser acusar os outros daquilo que eles próprios fazem...

      Eles andam ai...

      Eliminar
    2. Queres saber como o meu comentário passou à primeira e os teus nem isso?
      É que eu não insulto ninguém nem uso termos como "idiotas de lamparinas", "aventesma", "rena" e outros que tais, Lourranço.

      Eliminar
    3. MdC E T para alguns, seja homenzinho duas vezes na vida (sei que tem descendência, por isso esta será a segunda) e publique o meu comentário. Não ofende ninguém e é muito elucidativo. E prova que bem mereço os meus 500€ mensais (ah, esqueci-me de referir, vamos ser aumentados a partir do próximo ano civil).

      Eliminar
    4. Que linda contradiçao que acabei de ler!

      Começou muito bem, mas no final borrou a pintura toda...

      Eliminar
  16. Boa comparação entre as receitas dos 3 grandes, que serve essencialmente para desmascarar mais uma mentira de Bruno de Carvalho.

    "Bruno de Carvalho em entrevista: “Não precisamos de vender ninguém”"
    in: http://tribunaexpresso.pt/sporting/2016-08-11-Bruno-de-Carvalho-em-entrevista-Nao-precisamos-de-vender-ninguem

    Os resultados negativos demonstram que precisava e muito de vender!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. contexto dessas afirmações: processo de venda de João Mário e Slimani!!

      Nem todos têm um processo de venda em que a única acção é aceitar a caneta do Jorge Mendes e por a cruz na quadrícula indicada

      Eliminar
    2. É estupido não se perceber o que se perde e o que se ganha num negócio quando se diz:
      - O Sporting não precisa de vender ninguém

      Ou quando se diz:
      -O Sporting precisa de vender

      Seria pedir muito a um lampião, certo?

      Eliminar
    3. Óbvio. Se BdC dissesse que o Sporting tinha de vender, estaria imediatamente a perder força negocial.

      Eliminar
  17. O Benfica não empola vendas nem compras, pode é haver ajuste de interesses. O Gaitan foi vendido por 25 milhões, o nº não é empolado.
    O André Gomes, o Bernardo Silva e o João Cancelo que muita gente considerou que 15 milhões, eram um exagero, O os três já têm um valor de mercado muito superior, o de André Gomes ficou consumado nescomprou, que para já não está compensar o invetimento. Contudo esse é um risco inerente a qualquer jogador em qualquer clube.
    Resumindo simplisticamente: das 4 vendas 3 foram proficuas para o comprador 75% de sucessoe e 1 não resultou, 25% de insucesso.
    Este racio não está mal.

    Das compras ao Alelético de Madrid, que tanto atormentam os sportinguistas Salvio 16 milhões, Pizzi 15 milhões e Jimenez 22 milhões, quanto`há mais valia desportiva dos dois primeiros, foi e está a ser evidente. Quanto ao Jimenez, o futuro dirá se foi uma boa aposta, eu acredito que sim. Quanto ao retorno financeiro dos investimentos feitos, esperemos para ver.

    Nota: O Sálvio no final da época de 2015, estava vendido por 36 milhões de euros ao City, só que lesionou-se, novamente com gravidade, no último jogo do campeonato.

    Assim se vão desmontando os mitos, as falácias...

    Saudações desportivas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. David, não passa disto: Atlético Madrid, Valência, Mónaco. Clubes que vão trocando de jogadores entre si, sempre por um valor muito superior ao valor de mercado. Ninguém diz que não têm valor ou potencial, mas é inegável que são transferidos por um valor superior ao que na realidade têm no momento.

      Eliminar
    2. Caro Mdc

      O andré Gomes foi vendido pelo Benfica ao Valencia por 15 Milhões grosso modo em 2014, passados 2 anos, no verão de 2016 é vendido pelo Valencia ao Barcelona por 35 milões mais 20 váriáveis.

      Pegando só nos 35 recebidos pelo Valencia menos os 15 + 5(25% sobre uma mais valia que o Benfica acordou na venda) o Valencia lucra 15 milhões (isto sem contar com os 20 em função de objectivos.
      Então os 15 milhões, pelo qual o benfica o vendeu, eram um valor superior ao valor de mercado?, é obvio que não e os factos, o mercado, ai está para provar.
      Ou será que o mundo gira ao contrário quando as vendas são do Benfica ou será que o Barcelona e o Bayern estou loucos e não são referências do futebol Mundial.
      Claro que as contratações podem não resultar mas isso acontece em qualquer clube e jogador do mundo, seja ele qual for.

      Mitos desmontados por factos.

      saudações desportivas

      Eliminar
  18. Excelente trabalho do doutor Bruno de Carvalho que consegue aliar os inúmeros sucessos desportivos a uma invejável saúde financeira.
    Nunca se venderam tantos cornetos perto do edifício da NOS.

    ResponderEliminar
  19. Análise muito interessante e devidamente fundamentada.

    Gostei.

    Mas surge-me uma pergunta... O SCP já apresentou as contas consolidadas???

    É que tenho a impressão que não...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda não vi as contas consolidadas de nenhum dos clubes. O Benfica deu um quadro resumo ao Expresso, mas foi só isso.

      Eliminar
    2. O benfica apresentou aos sócios, as contas consolidadas do grupo Benfica, na assembleia Geral do Clube, no passado dia 30 de Setembro, através de uma elucidativa apresentadção por parte de Nuno Gaioso.

      Eliminar
    3. Explicou o negócio da compra dos direitos de marca que envolveu a SGPS e o clube?

      Eliminar
    4. Elucidativa apresentação quer dizer que foi ao púlpito debitar os soundbytes previamente selecionados, sem espaço para contraditório, e cujo final foi agraciado com júbilo e cânticos de louvor ao Rei Midas Vieira e J. Mendes El Salvador. Todo este momento com o superior patrocínio da Olá.

      Eliminar
    5. MdC, tanto quanto sei, está enganado.

      Tanto o Benfica como o Porto já apresentaram as contas consolidadas. E o argumento se englobam o grupo todo ou parte, nem é importante para este caso.

      Uma vez que a pergunta que fiz foi, pura e simplesmente, se o SCP já tinha apresentado as suas contas consolidadas.

      Não entendo porque falou nas do Benfica. A pergunta era clara e objectiva.

      De qualquer modo, acrescentado à análise aqui feita, e também ao excelente trabalho apresentado no Blog Guardião da Diagonal, queria realçar um aspecto.

      É que tem-se falado das contas da SCP SAD, e dos "riscos financeiros", e da estabilização de contas...

      Certo. Nem discuto, e reitero que os trabalhos apresentados estão excelentes.

      Mas será que contam com a crescente folha salarial da equipa de futebol?

      E com o exponencial aumento dos custos das modalidades que, não estando integradas na SAD, também contam para o passivo?

      Eliminar
  20. Duvida: segundo os quadros o Benfica tem 126M em receitas operacionais e 118M em custos operacionais.
    Isto da um resultado liquido operacional de +8M euros.

    A razao pelo qual apresentam +20M de lucro tem a ver com "Vendas de Jogadores - Compras de Jogadores". Terao feito entao uma mais valia net de +12M em transferencias.

    Nao achas entao que o quadro "Impacto das mais valias de transferencias de jogadores nos resultados apresentados" esta completamente enviesado, para nao dizer errado? Estas apenas a descontar as vendas mas para ser coerente teria que se retirar as compras...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A mais-valia do Benfica foi muito superior aos 12M. Depois dos resultados operacionais, é necessário ainda incluir outras questões que não foram analisadas aqui, como, por exemplo, os juros.

      Eliminar
    2. O resultado operacional (incluindo transações de direitos de atletas) supera os 38 milhões de euros, o que corresponde a um aumento de 25% face ao período homólogo, demonstrando que a atividade operacional reforçou o seu contributo para a melhoria dos resultados económicos alcançados pela Benfica SAD.
      Neste período de três anos, que compreende as épocas de 2013/2014 a 2015/2016, no qual o Benfica sagrou-se tricampeão nacional, foi possível apresentar contas equilibradas, nomeadamente resultados operacionais anuais sempre superiores a 30 milhões de euros e resultados líquidos anuais que, em termos médios, ascendem a 13,9 milhões de euros. IN R&C Benfica SAD 2015-2016
      Aos 38 Milhões há que retirar os custos finaceiros 17.5 milhões de euros(juros de cerca de 21 milhões e proveitos de 3,9 milhões)

      Assim chegamos aos cerca de 20,4 milhões de euros de resultado liquido.

      Eliminar
    3. Então com essa massa toda nos cofres e tanta facturação não dá para pagar mais um bocadinho aos bancos ?,não dá pois não,se se deixa de investir no futebol e se se começa a pagar o que se deve o projecto desportivo pode ficar em causa e o castelo pode vir por aí abaixo a grande velocidade.

      Por isso mesmo aquela falácia do vamos apostar na formação,vamos deixar de comprar jogadores de 10 ou 15 milhões de euros,não passa disso mesmo e o Vieira contínua a esfregar gelados na testa dos lampiões e a gastar dinheiro a torto e a direito.
      Enquanto o Mendes ajudar a coisa ainda vai rolando mas quando um dia a coisa deixar de funcionar então vai ser bonito vai.

      Vejamos o que neste momento está a acontecer ao Porto pois quando chegar a vez dos lampiões só se vão ver ratos a fugir do porão !...


      Eliminar
  21. O Benfica teve o seguinte "Resultado com Direitos de Atletas 2015/2016":
    -Rendimentos com transações de direitos de atletas 81.893.000
    -Gastos com transações de direitos de atletas (15.011.000)
    -Amortizações e perdas de imparidade de direitos de atletas (36.769.000)
    Saldo: 30.113.000

    Ou seja, sem os proveitos e custos extraordinários com transação de atletas o Benfica teve o seguinte resultado:
    Proveitos: 129.974.000
    Custos: (139.551.000)
    Saldo: (9.577.000)

    São -9.577.000 e não os -46.486.000 que aparecem no gráfico.

    O Benfica é o único que apresenta saldo operacional positivo, e saldo líquido positivo. Além disso no que diz respeito às receitas operacionais, na minha opinião o Benfica destaca-se claramente de Porto e Sporting.
    O grande problema do Benfica são os encargos financeiros, claramente o maior entre os grandes.

    ResponderEliminar