segunda-feira, 14 de novembro de 2016

Do ridículo negacionismo

Novo texto do 3295C.




A manchete de ontem do jornal A Bola é do mais absoluto ridículo que se pode encontrar. Provavelmente, acreditam na Travessa da Queimada, que o assunto fica assim fechado, parecendo demonstrar com 'factos' um assunto que nem sequer merece o epíteto de polémica porque, dúvidas, só mesmo na mente dos mais mal-intencionados.

A primeira falta de noção do ridículo é logo o título das páginas centrais (não o da 1.ª página) que mostra, em grandes capitulares, que Bruno de Carvalho não tem razão. Esta obsessão pelo nome/figura do Presidente do Sporting começa a roçar o doentio. Esta questão já vem muito antes de Bruno de Carvalho, sequer, existir. O mesmo jornalista que fez a 'pesquisa' para demonstrar os seus argumentos como 'factos' deve ter passado, com toda a certeza, os olhos em vários escritos (publicados ainda antes do actual Presidente do Sporting), que davam conta da questão aqui em causa. Esta não é uma afirmação de Bruno de Carvalho sobre o verdadeiro palmarés leonino. Ridícula é também esta obsessão por Bruno de Carvalho. Já Jaime Pires* (anos 1970 e 1980) e Jorge Vieira** (nas décadas anteriores) já se referiam ao assunto, contabilizando títulos que desde há algum tempo tentam subtrair, não apenas ao Sporting, mas a todos os outros emblemas que, independentemente da dinâmica da prova, indubitavelmente apurava o campeão nacional. O jornalismo desportivo não nasceu na Travessa da Queimada. Qualquer dia, podem até dizer que são o jornal mais antigo desportivo português em actividade, se quiserem ignorar igualmente a história do Jornal Sporting.

Um dos argumentos apresentados como 'facto' para apresentar a Taça de Portugal como sucessora do Campeonato de Portugal foi as placas gravadas dos vencedores no troféu. Portanto, de acordo com as centrais do jornal A Bola, os campeões consagrados de 1921/1922 até 1934 – ano da primeira edição da liga experimental – andaram nas páginas dos jornais e reconhecidos pelo país inteiro como campeões mas, o que não sabiam, é que não era título nenhum de campeão e sim da Taça de Portugal, que só viria a nascer 13 anos depois. Não há campeões nacionais de futebol antes das ligas experimentais de 1934. Quer dizer, houve, mas foi só naquela altura. Depois de 1934, tudo o que ficou para trás não conta.

Com argumentos como este, das placas gravadas, se faz bom jornalismo de investigação, fazendo tábua rasa do que Henrique Parreirão escreveu em 1989 no livro que já foi referido aqui neste blogue, comemorativo das bodas de diamante da FPF. Este, sim, com trabalho de procura em actas da FPF e com as conclusões já (igualmente) descritas na peça da edição desta semana do Jornal Sporting.

O facto da Taça de Portugal ser apresentada como a sucessora dos Campeonatos de Portugal tem, única e exclusivamente a ver com o facto das duas competições se disputarem da mesma forma. Apenas isso. O exemplo da Taça dos Clubes Campeões Europeus versus Liga dos Campeões é perfeito: De Taça passou a Liga, o formato foi, inclusivamente, completamente modificado, mas o título é o mesmo.

Até eu começo a sentir-me ridículo a tentar justificar o que parece não ter a mínima dúvida. Ser contra a sonegação de quatro títulos de campeão ao Sporting é também dizer negar a teoria que querem plantar no futebol português que, campeões nacionais, só houve a partir de 1934, com o arranque de umas ligas experimentais (1.ª e 2.ª divisões).

Negacionistas há-os em todo o lado. Das alterações climáticas, imagine-se, que chegam até a Presidente dos Estados Unidos da América. O que não quer dizer que tenham razão. Razão têm os Sportinguistas para estarem à espera de festejar o seu 23.º título de campeão da sua história. O resto é puro e ridículo negacionismo.

VIVA O SPORTING!

* Antigo jornalista, que também colaborou com o Jornal Sporting
** Antigo capitão e atleta do Sporting (entre 1911 e 1931), prémio fair-play da UEFA, que morreu como sócio n.º1 do Clube (LINK)

45 comentários :

  1. O jornalismo desportivo português a provar mais uma vez que está completamente vendido e dominado por lampiões (Record e Bola) e tripeiros (Jogo).

    Ainda gostava de saber se há sportinguistas a contribuir para esta corja...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando um blog afirma que a "investigação" é plágio dos seus conteúdos.
      Tudo dito

      Eliminar
  2. É óbvio que o "Bruno de Carvalho" (não é só ele, e a luta começou bem antes do homem nascer) tem razão.

    Mas já se sabe o que a casa gasta. Em casa de dúvida (e muitas vezes até nas certezas contrárias...), beneficia-se os corruptos e prejudica-se o Sporting. Por isso os lampiões e os fruteiros podem argumentar o que quiserem. Muitos sportinguistas revêm-se neste argumento, e por muito que as respectivas agremiações, a corrupta lampiã FPF, e os jornaleiros encornados (muito escrevem sobre isto, nunca escreveram sobre os lampiões, e até dizem no artigo que os lampiões são têm 32), estrebuchem, a verdade é que haverá SEMPRE sportinguistas que dirão 22 em vez de 18.

    E é isto que os lixa. LOL. Não nos podem controlar, nem podem decidir por nós. Como a Juventus, o oficial e o não oficial é irrelevante, o que interessa é os adeptos e o consenso geram (e quanto mais se bater nesta tecla, mas a malta irá aceitar).

    Seria muito bom se os sportinguistas se unissem e se deixasse de tanguinhas de ser diferente.

    ResponderEliminar
  3. Bom dia.
    O exemplo da Champions é perfeito para demonstrar como o nome da competição não é argumento.
    A liga dos campeões começou por se chamar taça... Já teve outros modelos... E porque é que o palmarés de uma competição que muda de nome e formato se mantém? Porquê a nível oficial uma competição sucede a outra.

    Vocês ganharam 4 campeonatos de Portugal? Sim. Competição que deu origem à atual taça. Qual é a dúvida? O único argumento é que se chamava campeonato... Ora a taça e a liga dos campeões são a mesma competição... Tal como esse campeonato e a taça de Portugal são a mesma competição. Andaram pelo país como campeões? Tal como os campeões da taça das taças? Também eram campeões! Tal como os campeões nacionais de seniores também são campeões nacionais de seniores.

    O que interessa é que desta competição que agora se chama liga NOS e da qual resulta o campeão vocês têm 18 troféus! Esta competição nasceu em 34.
    Interessante é vocês quererem fazer parecer que os outros é que estão a rever a história.. quando é e sempre foi ponto assente que o Boavista foi o 5o campeão nacional... Quando o Benfica fica igual a nível de títulos... E quando mais ninguém reclama o mesmo. Será de o mundo esteve todo errado sempre até aparecer o Bruno?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rever a história

      Foi o que se fez em 2005, quando o madail foi "convencido" a homologar os 3 títulos da Liga Experimental (que basicamente, ninguém sequer conhecia, a não os que se dedicam a pesquisar os livros bolorento.

      "quando é e sempre foi ponto assente que o Boavista foi o 5o campeão nacional"

      Sempre foi ponto assente que a Académica venceu a 1ª Taça de Portugal (parece que não, visto que o Campeonato de Portugal afinal antecedeu a Taça) e de que o Porto foi o 1º campeão nacional, sendo o Costuras o 1º Melhor Marcador. Afinal, parece que não.

      A verdade é uma: havia uma competição que estabelecia quem era o campeão nacional, e essa era o CAMPEONATO DE PORTUGAL. Se o formato era todos contra todos, a eliminar, por convite, é irrelevante. Basta ver documentação da época. O que aconteceu é que foi criada uma liga a título provisório (porque nem se sabia se teria aceitação, e se seria viável), cujo formato foi adoptado posteriormente para a prova que apuraria o campeão nacional. O que "migrou" foram os formatos, não os títulos.

      Na altura, a imprensa considerou que o "verdadeiro" campeão era quem vencia a prova de regularidade. Como fez o Ornelas, mas o facto de um jornalista defender uma posição não faz dela uma verdade.

      "Daí, que a imprensa começasse a considerar o vencedor da prova, CAMPEÃO DA LIGA - tal e qual os relatórios da FPF designavam.
      Mais tarde, o famoso jornalista Ricardo Ornelas começou a defender nas páginas do jornal “Os Sports” que o vencedor da Liga é que era o campeão nacional.
      Mas a verdade é que de acordo com os regulamentos, o Campeonato de Portugal é que apurava o campeão nacional, enquanto o campeonato das ligas continuava a ser uma prova secundária."

      Quem quiser argumentar, que traga documentos da época (os tais bolorentos, mas que são as únicas provas factuais de então), não se limite a ler a década de 30 à luz do facebook de hoje. Temos pena, mas não é assim. As coisas valem o que valiam na altura, não o que pensamos que valem hoje.

      Eliminar
    2. Este idiota nem se apercebe que contra si escreve (com outro erro pelo meio):
      "Será de o mundo esteve todo errado sempre até aparecer o Bruno?"

      Então eu pergunto: Será "de" o mundo esteve todo errado até aparecer o Madaíl? Tenho de ir buscar as capas para mostrar o salto de 20 e tais para 30 e tais campeonatos dos lamps?
      Gabo a paciência de quem ainda tenta educar este imbecil...

      Eliminar
    3. Caro Nuno,

      Também me dá vontade de perguntar se o mundo todo esteve errado até o LFV se lembrar de rever a contagem de títulos nacionais do Benfica. Recordo que o primeiro título do JJ no Benfica, em 2009/2010 foi unanimemente aceite como sendo o 29º. Só depois é que se se lembraram de adicionar mais 3. Aliás, por algum motivo houve necessidade de espalhar 33's por todo o lado.

      De notar que não concordo nada com esta nova contagem de títulos do Sporting. Mas quem são os benfiquistas para nos dar lições de moral ou aritmética no que respeita a contas.

      Eliminar
    4. "ambém me dá vontade de perguntar se o mundo todo esteve errado até o LFV se lembrar de rever a contagem de títulos nacionais do Benfica. Recordo que o primeiro título do JJ no Benfica, em 2009/2010 foi unanimemente aceite como sendo o 29º. Só depois é que se se lembraram de adicionar mais 3. Aliás, por algum motivo houve necessidade de espalhar 33's por todo o lado. "

      http://jornais.sapo.pt/desporto/4138@2010-05-10
      http://jornais.sapo.pt/desporto/4139@2010-05-10

      Eliminar
    5. Jon D... desde 1939 que está estabelecido que o campeonato da 1ª divisão sucedeu á liga! Mais documentos do que os que são apresentados pelo Alberto Miguéns por exemplo: http://em-defesa-do-benfica.blogspot.com/2016/06/falacias-e-balelas.html)? A FPF estabeleceu que o antecessor do campeonato da 1ª divisão (agora liga NOS) foi a liga. Lê o documento original no link. Exatamente... valem o que valiam.. e os documentos estão ai! Não são jornais... são atas e regulamentos da FPF á data! As pessoas que não falam de cor (como p. ex. o Tovar) conhecem os documentos... os Vascos é que sabem o que apreendem com o bruno.

      Koboi... O mundo não estava errado. Desde o inico que está estabelecido no regulamento a origem das competições. Jornais? Mas interessa os jornais ou aquilo que é oficial desde 39? De qualquer das formas... com uma contagem ou com outra o Benfica tem sempre 35! Mas não estranhas que mais ninguém reclame aquilo como títulos de campeão?

      Madfox... já te responderam.

      Eliminar
    6. Sucedeu em termos de formato.

      "Mas a verdade é que de acordo com os regulamentos, o Campeonato de Portugal é que apurava o campeão nacional, enquanto o campeonato das ligas continuava a ser uma prova secundária."

      À altura, em que nem sequer se sabia se o modelo de todos contra todos ia continuar, o campeão nacional era o vencedor do campeonato de portugal. Aquela ERA a prova mais importante.

      Eliminar
    7. Só uma pergunta para o Nuno Martins e para o J.Billy, já que os meus comentários não são publicados no NGB

      Se é assim tão liquido que o Benfica tem mais esses 3 campeonatos porque não foi assim decidido logo em 1938 ? porque se esperou quase 70 anos para de um momento para o outro se contabilizar os campeonatos experimentais ?

      Se é tão claro que o Campeonato de Portugal é o inicio da taça de portugal e lá tem as plaquinhas e tudo, porque razão ninguem contabiliza esses trofeus como taças de Portugal ?

      Na minha opinião o Campeonato de Portugal é a primeira prova nacional a apurar o campeão de Portugal e com a criação da Taça da Liga é depois substituido por esta prova.

      Aliás varios relatos contam que essa evolução se deveu à necessidade de se promoverem mais jogos devido aos maus resultados da selecção

      Por isso das duas/uma - ou se contablizam os titulos do Campeonato de portugal até 1934 + os da taça da liga, ou naõ se mistura nada, cada clube tem X campeonatos de Portugal + X campeonatos da Liga + X Campeonatos Nacionais da 1ª divisão + X taças - como aliás sempre foi até um belo dia em que um presidente de um clube e o presidente da federação acharem o contrario

      Já agora alguem do blog pode comprovar ou mesmo ter acesso a esta informação:

      "acabar com os Campeonatos das Ligas e substituir o Campeonato de Portugal das jornadas em sucessiva eliminações, por um campeonato de maior rigor e regularidade, pelo sistema de "poule" em duas voltas"
      —Acta FPF

      Eliminar
    8. O jpinto... Mas desde 39 que são assim contados. Não é por existir uma capa do Record que deixam de ser. Vai lá ao site da UEFA! Aliás até vocês sempre confirmaram isso... Como se verifica na questão do melhor marcador de sempre dos campeonatos que vocês sempre invocaram ser o Peyroteo! Ora se contassem os golos do campeonato de Portugal em vez dos da liga o melhor marcador de sempre era o Eusébio. O Benfica continuava com 35 títulos.

      Eliminar
  4. Nem mais! Totalmente de acordo. O problema é parecer não haver consenso leonino, quanto mais aceitação nacional. Requer-se união a uma só voz. Queremos o Sporting campeão, pela 23a vez.
    SL e um bem-haja,
    MCM.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Baseado em que? Pergunto isto pois todos os escritos oficiais da FPF vai em sentido contrario as pretensões do actual presidente do SCP.

      Ao contrario dos que afirmam que o BdC esta a tentar alterar a historia, BdC não consegue apresentar uma prova que seja que o SCP tem 22 em vez dos 18 campeonatos oficiais atribuídos pela FPF.

      Eliminar
  5. Eles pecam por falta de ambição.
    Desenhei aqui um plano para eles até nos ultrapassarem no número de campeonatos de futsal. Só não o fizeram porque estão a dormir.

    http://ocalcanhardoxandao.blogspot.pt/2016/11/o-numero-de-titulos-como-nos.html

    ResponderEliminar
  6. Mas isto agora não passa disto? Chiça... a ver se bola o campeonato, para passarmos a queixas de arbritagem.

    Deixo-te duas perguntas, passando ao lado das camadas de ridiculo que já meteram nesta conversa com repescarem jornais bolorentos com 30 e mais anos para justificar que isto não é demagogia do presidente do SCP para vos entreter...

    - Porque é que só o SCP é que reclama equivalência desses títulos com os actuais? Nem no auge da demagogia do Pinto da Costa com o centralismo lisboeta me lembro de ver reclamação equivalente. O Olhanense? O Maritimo? O Belem? Dos potenciais beneficiados dessa equivalência - alguns que nunca foram campeões nacionais - só o SCP reclama. Os outros estão todos avençados? Onde é que andam os jornais bolorentos desses clubes?


    - A seguir vamos ter peixeirada com a UEFA, para isto https://pbs.twimg.com/media/CxJNej4WQAAznmS.jpg:large dar título de campeão europeu ao SCP? É a capa do Jornal do Sporting! E tá lá escrito "campeão europeu"! #InchaUEFA


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Porque é que só o Benfica reclamou a equivalência das 4 ligas e o Porto nunca o fez?

      O Belem e Maritimo querem é sobreviver, querem lá chatear-se com isto. Estão falidos, sabem que se chateiam quem manda nisto ainda vão parar com os costados à 2ª Liga, ficam quietos e caladinhos...

      Eliminar
    2. Já se sabia que a ignorância é muito atrevida, mas a ignorância lampiónica, então, é insuportavelmente atrevida (e ignorante a triplicar).

      Fica então o senhor ignorante a saber que o Belenenses, o Olhanense, e o Marítimo (pelo menos estes) sempre se reclamaram "Campeões de Portugal" e sempre clamaram por Justiça e Reconhecimento, mas sabemos que neste país a justiça é só para os "Gloriosos" do Lado Corrupto da Segunda Circular.

      Eliminar
  7. Estamos em 1938.

    Em 1938 o Benfica foi o Campeão, venceu, ganhou o Campeonato Nacional da I Divisão, prova disputada por jornadas a duas voltas, todos contra todos. O FCP ficou em 2º lugar e Peyroteo do SCP foi o melhor marcador do Campeonato Nacional com 32 golos.

    Em 1938, numa outra prova, outra competição, chamada então de Campeonato de Portugal, o FCP foi eliminado pelo Benfica nos 4ºs de Final. Nesse ano, a Final do Campeonato de Portugal, prova por eliminatórias com clubes da 1ª e da 2ª divisão, o SCP foi à Final
    com o Benfica e ganhou por 3-1 na Final. O SCP foi o vencedor, o campeão, o ganhador da Final do Campeonato de Portugal, prova antecessora da Taça de Portugal.

    http://www.zerozero.pt/edition.php?id=21615


    Moral da história: em 1938 o Benfica venceu, ganhou o Campeonato Nacional da 1ª Divisão e o Sporting venceu, ganhou a Final do Campeonato de Portugal.

    ISTO são factos que aconteceram em 1938. Persistir na mentira, na falácia, no erro, na teimosia da perfídia, mostra, demonstra bem o carácter das pessoas.

    Lá está o FCP assume no seu Palmarés que ganhou, venceu 4 Títulos do Campeonato de Portugal, 27 Títulos do Campeonato Nacional da 1ª Divisão, 16 Títulos da Taça de portugal e 20 Supertaças.

    E sim, é verdade nunca o FCP venceu, ganhou, foi campeão do Troféu SLB - Senhor Lucílio Baptista - mais conhecido por Caneco da Cerveja Lucília !!

    É verdade.. mas em troca o FCP sozinho tem o dobro dos Títulos Internacionais dos outros
    2 rivais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. ARRE! O campeão nacional é o clube que vence a prova mais importante do calendário nacional, QUE ERA O CAMPEONATO DE PORTUGAL de 1922 a 1938 (isto está bem claro nos vários documentos oficiais e jornais da altura!). Ninguém diz ao Real Madrid que eles não foram 11 vezes campeões europeus porque só ganharam 5 Ligas dos Campeões e as suas 6 TCCEs eram em formato de Taça, nem ninguém diz que eles ganharam 11 LC! 22 vezes campeão - 4 CP e 18 CN! Qual é o problema em perceber isto, lampiões?

      Eliminar
  8. Eu sempre ouvi que só cinco clubes tinham sido campeões nacionais. Benfica, Porto, Belenenses, Boavista e Sporting. Andava toda a gente errada pelos vistos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso era antes de se falar sequer das ligas experimentais. A partir do momento que elas se começam a contabilizar (viva o Madaíl e ligações ao venfique), então o campeonato de Portugal é que entra ao barulho. Até aí, os lamps tinham 27 ou 28 campeonatos e pronto.
      Portanto, se estás incomodado podes pedir explicações ao corrupto que estava à frente do teu clube (nem sei qual deles seria, são tantos), e ao Madaíl...

      Eliminar
    2. A questão não é o que tu ouves é o que é ou não oficial.
      Antes de haver Liga Experimental, só existia 1 prova nacional neste país e chamava-se Campeonato de Portugal. Os vencedores dessa prova eram chamados de campeões nacionais.

      O que hoje querem fazer é dizer que afinal aqueles clubes que eram chamados de campeOes nacionais, deveriam passar a ser chamados de vencedores da taça de Portugal. Isto não faz sentido nenhum e altera a essência da História do nosso futebol. Um campeão nacional não é a mesma coisa que um vencedor da taça de Portugal e o que interessa ver é o que era oficial NA ALTURA e não agora.

      Eliminar
    3. Não faz sentido? Faz sentido por toda esta Europa fora menos para vocês. Em todos os país a primeiro competição a aparecer foi a taça e só mais tarde é que organizaram o campeonato. No entanto nenhuma federação considera os vencedores destas taças que decorreram neste período pro campeonato como campeão nacional.
      Estranho que não houve nenhum dirigente, do Sporting ou não, que questionou este assunto nos últimos 80 anos. Até o próprio Bruno de Carvalho só se lembrou disto ao fim de 3 anos de presidência. Alguém consegue explicar isto?

      Eliminar
    4. Isso não é verdade.

      Já vários presidentes lançaram a problemática, antes do BdC.

      No benfica também se assenhoraram de 3 campeonatos que antes não tinham. Antes disso, não havia discussão? E a data de fundação? Também alguém decidiu depois de certa data mudar para 1904.

      Eliminar
    5. Mike o billy já te explicou. è tão fácil.
      E mesmo que nos outros países fosse diferente... nas competições organizadas pela FPF, a atual liga tem origem no campeonato da 1ª divisão.

      Eliminar
  9. Este fim de semana foi fértil em capas de jornais ridículas,feitas à medida pelos cães de fila do costume, para atacarem não só o Sporting instituição, como também o seu presidente a título pessoal.

    Da Bola nem vale a pena dizer muito,é o jornal oficial do estado lampiânico.O broche ao Orelhas com a capa sobre o Carrillo é um must,no Domingo viraram-se para nós com a questão dos títulos do Sporting.Por mim tudo bem,temos 22 e mais nada.

    Ontem tivemos a capa do Correio da Manhã com sobre o Bruno de Carvalho e as suas dívidas ao fisco.

    Depois de devassada a sua vida familiar viraram-se para os seus negócios particulares.As intenções são fáceis de perceber,mais um broche feito ao orelhas e à oposição por cães de fila do CM com o objectivo de de destruírem a imagem do presidente do Sporting e por arrasto o clube.

    Eu que li a "noticia" gostava de destacar que o Correio da Manhã anda desactualizado 1 ano uma vez que esta execução fiscal verificou-se em 2015.Lembraram-se agora desta execução com que intuito?,já se está a ver o objectivo.Porcos.

    De positivo quero destacar a equipa de futsal do Sporting.Equipa com uma exibição fantástica frente ao Leões de Porto Salvo.Grande jogo de futsal,grandes e bonitas jogadas do Sporting.

    Há muitos anos que não via uma equipa a jogar tão bem,respirasse confiança,jogasse assim a equipa de futebol de 11 do Sporting e eu dormia sossegado.

    Ontem ia a passar em frente ao estádio do Braga e vi que havia algum movimento e estacionei o meu carro.Ia com a minha cara metade e pensei deve estar a jogar a equipa B do Braga.

    Não pois quem estava a jogar era sim o Braga mas sua equipa de futebol feminino.Lá fui ver o jogo Braga-Albergaria no estádio 1º de Maio.
    Ao intervalo estava um nulo com alguma superioridade do Braga mas o resultado ajustava-se pois foi equilibrado.

    Na segunda parte o Braga veio mais forte e lá está,em dois lances de bola parada fez dois golos.A partir daí o Albergaria quase nem chegava à área do Braga pois notou-se uma quebra física que limitou bastante a equipa.

    Mas o futebol também é uma caixinha de surpresas e de um momento para o outro o Albergaria em duas vezes que vai à baliza do Braga quase que faz dois golos.Na primeira oportunidade a guarda-redes do Braga fez uma excelente defesa.

    Depois o Braga fez o 3º golo com a guarda-redes do Albergaria mal batida.O Braga tem uma boa equipa e das jogadoras que mais gostei do Braga foi a 5 e a 23.

    Atrás de mim estava um pai com a sua filha,adeptos do Braga,que me disseram que a número 5 era da selecção.Ele também se lembrou que o Boavista há 15 anos tinha uma grande equipa.
    Eu disse-lhe olhe que vai há mais tempo,reflecti e disse-lhe nem há 20,já vai há mais de 30 anos.

    Hoje fui ver à wikipédia e confirmei o que tinha a certeza,a primeira vez que o Boavista foi campeão data de 83-84 e o título chamáva-se TAÇA NACIONAL.Eu era miudo e lembro-me bem dessa grande equipa do Boavista porque na cidade onde nasci o clube local também tinha futebol feminino.


    Coincidência se esses títulos do inicio do futebol feminino se chamam Taça Nacional e equivalem ao título de campeãs nacionais porque é que o Campeonato de Portugal ganho 4 vezes pelo Sporting não equivale ao título de campeão nacional, quando todos os jornais da época se referiam ao Sporting como campeão.

    Depois aparece uma competição em período experimental e é a que passa a valer...ehehehehehehe

    De Braga também recordei quando eramos miudos e iamos dois ou três à boleia ver o futebol aquele estádio.Depois punhamo-nos na viagem de regresso à boleia em frente ao estádio para chegarmos a Guimarães e depois mais uma boleia para casa.Como o tempo passa depressa!...



    ResponderEliminar
  10. Só me esqueci de referir uma coisa que não sabia,é que este é o primeiro ano do Braga no futebol feminino e foram contratar as melhores jogadoras ao Vilaverdense,equipa que o Sporting venceu por 4-0.

    De resto fiquei admirado com o staff do Braga para esta equipa.Imagino que já não devem ter um orçamento pequeno e que é um projecto para levar a sério.
    O Sporting fez muito bem em ter uma equipa de futebol feminino pois é uma modalidade que vai crescer muito rápidamente e vai ajudar o clube a crescer em termos de adeptos e de preaticantes.É notório o crescimento do interesse do sexo feminino no futebol.

    ResponderEliminar
  11. Mestre, ao afirmar que a posição do jornal abola é ridícula e absurda, então certamente que também estará a incluir todos os sportinguistas que acreditam no mesmo. Obviamente que Bruno de Carvalho estará incluído, tendo em conta que eke esteve presente na apresentação do Almanaque do Sporting.

    No fundo nem o Mestre acredita nos 22 títulos, o que importa é criar distrações. Já com os vouchers aconteceu o mesmo. Bruno de Carvalho é o único presidente/dirigente que se importa com estes não assuntos. Sempre que as coisas não estão a correr tão bem ao Sporting lá vem ele criar uma distração.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JF vou dizer-te uma coisa,ontem cometi o sacrilégio de comprar o Record,ainda estou com os meus olhos lacrimejantes,sabes porquê ?,quando abri as páginas do Benfica e começei a ler tudo aquilo que o teu clube está a fazer pelo Jonas desatei a chorar copiosamente...depois pensei na choradeira que ia no Record por tamanha desgraça e quando vi aquelas fotografias em MOMENTOS quase desmaiei de tanta emoçao !...

      Digo-te uma coisa,os cães de fila do Benfica que trabalham no Record não tem a noção do ridículo.Até fico mal disposto depois de tanta estupidez.Aquele Nuno Martins devia era levar meia dúzia de pauladas para aprender a ser homenzinho e deixar-se de tanta estupidez.

      Quanto à Bola nem vale a pena dizer nada,jornal oficial do Orelhas.Pois os Vouchers são distracções...mas quando era o café com leite do Porto era corrupção,é a vossa coerência...não dúvides de uma coisa,és adepto de um clube corrupto,com um polvo muito maior do que nos anos do "melhor" Porto.

      Eliminar
    2. Sempre que a verdade e os factos vem ao de cima, lá vem a lampionagem estrabuchar para os blogs sportinguistas. Eles amam o Sporting, eles amam o BdC. É um amor louco. Ate este lampião com a mania que é bom orador vem para aqui preocupar se em tentar descredibilizar o presidente do Sporting. Dá gosto ver, e significa que estamos a ir no caminho certo

      Eliminar
    3. Eu tenho esperança que o BdC, depois de ler e reler os meus comentários aqui, consiga dizer: que grande lição que tu, Rudolfo deste-nos.

      Eliminar
  12. Isto é que é moderação mestre?? Postei anteriormente sobre o tema sem faltar o respeito a ninguém e mesmo assim o post não passou!
    Volto a tentar repetir, o benfica tem 35 campeonatos conquistados e todos os seus troféus expostos que são iguais! Se o sporting tem os clamados 22 titulos, onde estão esses mesmos no museu? Existe alguma imagem do campeonato de portugal da altura?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se o Benfas foi campeão europeu, onde está a Taça da Liga dos Campeões...? Não está nenhuma no museu... (lógica lampiónica)

      Eliminar
    2. Existe. É a taça de Portugal. Onde até estão as chapas dos vencedores do campeonato de Portugal.
      O Sporting só tem um argumento... O nome.

      Eliminar
    3. Não são Taças de Portugal (nem podiam pois a prova só foi criada décadas depois), são troféus de vencedor de Campeonato de Portugal - prova que definia o campeão de Portugal. Que as primeiras sejam iguais às segundas, não é culpa do Sporting, é da FPF. Os troféus que definem o campeão europeu e campeão mundial também mudaram de aspecto e ninguém se chateia por isso.

      Eliminar
  13. Pois... esta gente decide, porque lhes apetece , que só a partir de 1934/35 é que houve campeão nacional em Portugal. Nos anos 20, toda aquela gente que foi aos estádios, os adeptos, a própria comunicação social, declaravam e festejava o "campeão nacional", no final de cada época, mas era impressão deles.... alguém decretou, anos depois, que aquilo afinal era como a Taça de Portugal, e pronto... Depois os outros é que querem alterar a História...

    ResponderEliminar
  14. Argumento LAMPIÃO : "o campeão nacional era decidido pela liga experimental! O facto de a mesma apenas englobar 4 associações não quer dizer nada. Ao fim ao cabo o resto do país é paisagem! A prova que realmente englobava TODAS as associações e cujo vencedor era unanimemente considerado o CAMPEÃO DE PORTUGAL não conta para nada!"

    Só dá mesmo para rir... Sai mais uns gelados na testa para a mesa do canto! Que cambada de hipócritas/mentecaptos...

    ResponderEliminar
  15. Quando é para investigar, convém ir buscar fontes que nos convenham. É como aquelas auditorias encomendadas em que já se sabe qual o resultado final.

    http://recordesdabola.blogspot.pt/2007/05/campeonato-das-ligas-e-de-portugal.html

    ResponderEliminar
  16. Não esqueçamos que quem "oficializou" esses títulos das ligas experimentais foi Gilberto Madaíl em 2005. E quem é Gilberto Madaíl? É só um gajo que colocou em risco o estatuto de utilidade pública da FPF para tentar beneficiar o benfica:

    CASO NUNO ASSIS PODE AFECTAR SELECÇÕES
    TAMBÉM 500 MIL EUROS DE APOIOS EM CAUSA
    A eventual perda do estatuto de Utilidade Pública Desportiva (UPD) retirará à Federação Portuguesa de Futebol (FPF) o direito ao reconhecimento das selecções nacionais, às receitas consignadas por lei e à organização dos quadros competitivos da modalidade: um cenário de pesadelo que já fôra equacionado no Caso Mateus.

    De facto, este é o cenário mais grave que a FPF enfrenta caso não revogue a decisão do Conselho de Justiça (CJ) de arquivar o processo de doping do médio Nuno Assis, do Benfica, como defende o parecer consultivo pedido pelo secretário de Estado da Juventude e do Desporto, Laurentino Dias, à Procuradoria-Geral da República (PGR).

    O parecer, a cujas linhas gerais a Agência Lusa teve hoje acesso, considera que o CJ da FPF violou a lei e defende a suspensão do estatuto no caso de a federação não revogar a decisão.

    Compete agora à Secretaria de Estado decidir se homologa e faz cumprir o parecer, exigindo à FPF que revogue a decisão do CJ. Se o organismo não o fizer incorre na suspensão da UPD, por um período a fixar pela tutela, findo o qual o estatuto será cancelado se a ilegalidade persistir.

    A suspensão da UPD será aplicada, como previsto no ponto 1 do Artigo 18.º-A do Decreto-Lei n.º 144/93 de 26 de Abril, "por despacho fundamentado do membro do Governo responsável pela área do desporto", com base nas infracções previstas nas alíneas a) e b) do n.º 1 do artigo 18.º.

    A alínea a) refere que o estatuto de UPD será cancelado ou suspenso caso as federações desportivas tenham "incorrido, por acção ou omissão, em ilegalidade grave ou em prática continuada de irregularidades".

    Um ano de suspensão renovável

    A suspensão pode ser decretada por um período até um ano, com possibilidade de renovação pelo mesmo tempo. Se até aí não for regularizada a situação que justificou a medida, o estatuto é cancelado.

    Segundo o ponto 3 do Artigo 18.º-A, a "suspensão do estatuto de UPD implicará a impossibilidade de durante o referido período, a federação desportiva ser beneficiária de quaisquer apoios ou fundos públicos, nomeadamente os decorrentes de contratos-programas em curso ou de verbas que lhe estejam legalmente consignadas".

    A FPF tem actualmente celebrados com o Estado contratos- programa no valor de mais de 500.000 euros, verbas que, depois da suspensão da UPD, "não lhe poderão ser restituídas, ainda que entretanto cesse tal suspensão", de acordo com o ponto 4.

    O ponto 5 do mesmo artigo precisa que, "decorrido o período da suspensão da UPD, sem que a Federação desportiva tenha eliminado os fundamentos que deram origem a tal suspensão, o estatuto utilidade pública será cancelado".

    Se o cancelamento for consumado, a federação desportiva perde os direitos previstos na lei, nomeadamente "as receitas que lhe sejam consignadas por lei", a "coordenação e orientação dos quadros competitivos da própria modalidade" e o "reconhecimento das selecções nacionais por ela organizadas".

    Contactada pela Agência Lusa, uma fonte da FPF - cujo presidente, Gilberto Madaíl, participa numa reunião da UEFA em Nyon, Suíça - afirmou que o organismo "não vai reagir enquanto não tiver conhecimento oficial" do parecer da PGR.

    Fonte do gabinete do secretário de Estado recordou que Laurentino Dias está no Brasil, numa reunião de ministros do Desporto da CPLP, e afirmou que, de momento, o governante não tenciona prestar qualquer declaração sobre o assunto.

    http://www.record.xl.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/benfica/detalhe/caso-nuno-assis-pode-afectar-seleccoes.html

    ResponderEliminar
  17. E sendo assim quem é o melhor marcador de sempre do campeonato do campeonato nacional????

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sporting 22 títulos nacionais
      benfica 35
      porto 30

      melhor marcador dos campeonatos nacionais: Eusébio.

      Eliminar
  18. Não vejo qual o interesse dessa contagem ...
    Agora acho piada alguns "contabilistas" que aparecem por aqui, que, não há muito tempo, teimavam em dizer que o seu clube tem 112 anos (apesar de ter sido fundado em 1908).

    ResponderEliminar