quinta-feira, 3 de novembro de 2016

Mixed feelings

O Sporting perdeu mais um jogo e ficou praticamente sem hipóteses de seguir em frente na Liga dos Campeões, mas não estou desapontado com a prestação da equipa. Pelo contrário. Jesus mexeu no onze como ainda não tinha mexido esta época, e, do ponto de vista daquilo que quereria alcançar taticamente, não se deu nada mal. Na maior parte do tempo de jogo, o Sporting controlou um adversário forte no seu próprio terreno. Por outro, também não estou excessivamente satisfeito com a exibição. Perder é perder, e atravessamos uma fase em que as vitórias morais não chegam para encher sequer um quarto de depósito da alma. E, para além disso, pela terceira vez faltou-nos aquele bocadinho assim de que se fala nos iogurtes para crianças. É verdade que a equipa correu, lutou, tentou adaptar-se às circunstâncias, mas faltou audácia no momento de correr riscos, e quando vemos que não feito tudo - mas mesmo tudo - para alcançar um resultado melhor, todas as boas ideias que possam ter existido antes acabam por ficar relativizadas no panorama geral do que nos foi dado a observar.

Foto: Global Imagens / Gerardo Santos


A alteração tática - muito interessante a mutação tática que Jesus promoveu na abordagem deste jogo. Perante a ausência de uma alternativa credível a Adrien, decidiu colocar três centrais - com Coates posicionado entre Paulo Oliveira e Rúben Semedo - e adiantou os laterais, organizando a equipa numa espécie de 3-4-3 com bola, e 5-4-1 sem bola. Numa primeira análise, esta opção favorece bastante as características de Schelotto e Zeegelaar - a quem a posição de médio não é desconhecida -, que demonstraram bastante mais confiança para a subir no terreno, contribuindo também para que a pressão alta funcionasse muito bem em determinadas fases da partida. Por outro lado, a linha defensiva jogou entre 5 a 10 metros mais recuada do que é habitual, o que dificultou o Dortmund de explorar as costas da defesa com a frequência inicialmente planeada. Pelo que me pareceu, a maior fragilidade que revelámos acabou por ser o espaço por vezes dado ao adversário à entrada da nossa área, causado sobretudo pelas hesitações dos nossos defesas em decidir qual deles deveria avançar em contenção - uma questão que, obviamente, tem a ver com a falta de rotinas neste esquema. Não é uma ideia que possa ser usada frequentemente na liga portuguesa, porque não nos podemos dar ao luxo de ter três centrais contra equipas fechadas nos último terço do terreno, mas pode perfeitamente ser um plano a utilizar em situações em que é preciso segurar um resultado.

Para variar, os laterais - Schelotto fez, na minha opinião, uma exibição bastante positiva. Concentrado a defender e muito ativo no ataque, pareceu sentir-se como peixe na água neste novo esquema. Teve boas combinações com Gelson, e fez um excelente cruzamento que Bryan Ruiz podia ter concluído de melhor forma. E, claro, é de louvar o espírito de sacrifício revelado nos últimos minutos, fazendo os possíveis para ajudar a equipa numa altura em que estava diminuído fisicamente. Está a subir de forma, pois já tinha sido dos melhores da equipa contra o Nacional. Quanto a Marvin, fez também um jogo globalmente positivo, tendo-se finalmente vislumbrado alguma vontade em criar alguma coisa - certamente por saber que o espaço nas suas costas estava melhor guarnecido.

A primeira parte de Gelson - esteve ao seu melhor nível: imprevisível e imparável. Falhou "apenas" na finalização, pois, aos 27', teve uma oportunidade clara para marcar na cara de Burki. Na segunda parte baixou de rendimento, para o qual terá contribuído o desgaste causado pelo trabalho que teve nos dois lados do campo.

A presença sportinguista nas bancadas - incrível como se fizeram ouvir, durante todo o jogo, num estádio mundialmente conhecido pelo apoio que é dado à equipa da casa. Foram enormes!



Não fizemos TUDO para alcançar um resultado melhor - é natural que, perto do final, a equipa já estivesse muito desgastada fisicamente, e que faltasse clarividência nas decisões, mas, mais uma vez - à semelhança do que aconteceu no último sábado - não percebo por que Jesus não arriscou mais para chegar ao empate. Tinha três centrais em campo, pelo que poderia perfeitamente mandar Coates ou Semedo (ou até os dois) para tentar o chuveirinho. No entanto, mais uma vez, preferimos andar em trocas de bola inconsequentes em pleno tempo de descontos. Com o resultado em 1-0, tínhamos, obrigatoriamente, de fazer mais para conseguir evitar a derrota.

Falta de eficácia e excesso de cerimónia na finalização - duas características exasperantes desta equipa que têm sido recorrentes. Por um lado, não conseguimos converter nenhuma das várias oportunidades que tivemos na área alemã. Por outro, abdicámos da tentativa de alvejar a baliza em algumas situações bastante interessantes - a situação mais paradigmática foi a cavalgada de Zeegelaar até à área que, em muito boa posição de remate, acabou por preferir fazer um passe recuado para o centro onde não estava ninguém. Assim fica difícil.



O empate do Real em Varsóvia (os polacos marcaram três golos em três remates fora da área) acaba por nos manter, pelo menos matematicamente, nas contas do apuramento. Teremos, portanto, uma última oportunidade de fazer boa figura na competição. A atitude parece estar de volta, mas é fundamental recuperar os níveis de confiança - um percurso que demorará o seu tempo, e que terá que se iniciar, forçosamente, já no partida com o Arouca. É FUNDAMENTAL que os sportinguistas marquem presença em peso no Estádio de Alvalade, no próximo domingo.

37 comentários :

  1. Excelente análise Mdc, como sempre.
    De facto a alteração táctica foi muito interessante de observar. O próprio Tuchel reconheceu que em algum momento conseguiram por em prática o seu jogo. Que os 4 médios com que o Dortmund tentou ocupar o miolo, não foram suficientes. E isso deve-se ao povoamento do terreno pelo nossos médios e pelos nossos defesas centrais que subiam muitas vezes com a bola começando a construir de trás.
    E simm, a cerimónia exasperante na hora do remate. Parece quase que queremos entrar com a bola na baliza entre passes e tabelas. Assim torna-se dificil e começa a tornar-se mais previsivel para o adversário que invariavelmente sabe que vamos tentar sempre entrar a jogar na área, procurando o espaço.
    Continuo confiante que este momento vai ser ultrapassado. Continuamos a ser a equipa que melhor joga em Portugal contra adversários de igual ao maior calibre. Falta-nos apenas desbloquear aqueles jogos irritantes contra os tondelas desta vida.

    Continuação do bom trabalho Mdc!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se este sistema pegar, suponho que, com o regresso do Adrien, o Bruno César fique no lugar do Marvin. Os dois laterais poderão subir em simultâneo e dar mais largura ao ataque do Sporting. A minha dúvida é o apoio ao ponta-de-lança. Esse papel terá de ser dado pelo extremo que está no lado oposto à bola. Gelson não é particularmente talhado para esse tipo de função. Mas pode ser uma oportunidade para Campbell, quando for lançado em jogo.

      Eliminar
    2. O mais interessante neste sistema é a capacidade de asfixia do meio campo adversário, assim como o maior controlo das transições ofensivas do adversário em velocidade. Acho que a quantidade de vezes que fomos apanhados em contra-pé nos jogos anteriores levou o Jesus a tentar perceber que melhor sistema lhe permitiria o controlo do meio-campo e a solidez defensiva. Parece-me que vamos ter ainda mais jogo interior como ficou patente ontem. Veremos o que isto vai dar. pelo menos nota-se uma vontade de inovar para acabar com uma série frustrante de resultados.

      Eliminar
    3. Pegar onde? Alguma vez, 5 defesas é tática para jogar em Portugal?

      Eliminar
  2. Acho que foi globalmente um bom jogo, que no entanto deve ser melhor enquadrado:
    - O Borussia Dortmund apesar do excelente plante, está a atravessar uma crise de resultados;
    - Está neste momento em quinto lugar com os mesmos pontos do oitavo;
    - Dos ultimos 8 jogos ganhou apenas 2. Foram os jogos contra o Sporting;
    - Parece que perder por um na Champions contra um Real ou um Borussia, não é mau resultado;

    Preferia ter perdido hoje por 2 ou 3 e ter feito muito mais para it atrás do resultado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois, o problema é que o SCP também está a atravessar uma crise de resultados, estamos em 4º na liga portuguesa e não vencemos há 4 jogos, pelo que nesse aspecto estamos em momentos de forma iguais.

      Depois, não concordo com o último parágrafo. Com o estado psicológico da equipa, perder por 2, 3 ou 4, seria cavar um buraco demasiado grande na motivação da equipa. Pessoalmente compreendo a pouca ambição de JJ, não quis arriscar em demasia, até porque a equipa apresentava bom futebol e relativa facilidade em chegar à área dos alemães.

      Para variar faltou também a sorte do árbitro marcar os 2 penaltis, um a favor e outro contra para, quem sabe, termos a sorte que o carnide teve ontem. Mas isso é coisa que nunca nos "assiste".

      Eliminar
  3. Já eu gostei do que vi. As falhas que se viram foi do esquema tactico novo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, também me parece. Nomeadamente na falta de coordenação defensiva no início do lance do golo do Dortmund.

      Eliminar
  4. Pelo andar da carruagem já se viu que a Liga Europa também já era...

    ResponderEliminar
  5. Muito melhor do que temos vindo a ver nos últimos jogos para o campeonato! ... e bem vindo de volta capitão!

    ResponderEliminar
  6. O problema da nossa finalização são 2:

    1º Nenhum dos médios que jogou tem boa relação com o golo;
    2º Poucas oportunidades de golo criadas para serem finalizadas pelo ponta-de-lança (as criadas não foram para Castaignos nem Dost);

    ResponderEliminar
  7. O empate em Varsóvia vai isso sim, é arrumar com o SCP da Europa, ficando assim livre para se poder concentrar só no Campeonato. O que vai de encontro às pretensões de Jay Jay e BdC!!

    - - -

    Entretanto hoje no tasco GB & Friends fala-se muito aqui do Staminé do MdC. Diz o Milhafre das Contas Murmelhas ficcionadas, aldrabadas que este Blogue é avençado da Direção verde.

    E o Papagaio Melancia, o Sombrero diz que não, que corrupto, salafrario mesmo é o PdC e o FCP.. que PdC é o Mafarrico em pessoa, culpado deste País ter batido no fundo. Esquecendo que no SLV até as Claques estão ilegais e que no FCP nunca matamos, agredimos, incendiamos, vendemos droga, apagamos a Luz!!

    Que no FCP não temos cadastrados, condenados, vigaristas, batoteiros como os A B C D.. a Z...?! desde o Albarran, Berardo, Capristano... Damásio, Dias Loureiro, Duarte Lima, ao Vale, Vara, Veiga, Vibi, Vieira, Zeinal?! E que se PdC roubou uma galinha, o Bieira roubou o galinheiro, o aviário todo !!!!

    Aos tais papagaios sombreros o que lhes dói é que o FCP tem 7 Títulos Internacionais ganhos no tempo da TV a cores.. e desde o 25 de Abril que ganhou 22 Campeonatos. Enquanto no SLV andaram 38 anos para ser TRI à custa de Vouchers de 300, 400, 500 Euros por pessoa. E em 108 anos NUNCA foram TETRA sequer!!!

    O que os incomoda, é que o FCP não levou o BES à falência, nem o BCP, nem o BPN, nem a OnGoing... nem recebeu 18 Milhões da C M Lisboa, nem faz falcatruas com R&C à custa de Activos Intangíveis !!

    "Os jogadores valem o que uma SAD pagou por eles. Se um jogador custa 8 M€ por 4 anos de contrato, são amortizados 2M€ por época. mas no SLV os Activos ainda aumentam virtualmente."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ahahahah, tinha lido o post, mas não o 1º comentário. Maravilhoso! :)

      Eliminar
    2. Vou encarar a etiquetagem de "profissional" como um elogio, no entanto. :)

      Eliminar
    3. Podem esclarecer porque estou longe, muito longe... GB & Friends?

      Eliminar
    4. Krpan. Um blog lampião qualquer, não ligues porque é muito mau. Tem pessoas pagas pelo carnide para passar boatos

      Eliminar
    5. Diogo, não adquiras a mitomania do teu presidente. É o blogue mais visto e mais comentado da esfera futebolística nacional.
      Agora concordo com o que disse o Benfica Eagle, este blogue este Saraivo-dependente, senão o MdC e T só para alguns, deixava passar os meus isentos, imparciais, realistas e extremamente educados comentários.

      Eliminar
    6. LOL É tudo pago. Tudo Bloggers pagos a peso de ouro em todos os clubes. Penso que estão no top 5 dos mais ricos do futebol PT.

      Eliminar
    7. Ou seja continua a estratégia de acusar os outros daquilo que eles fazem...

      Nem sei porque razão, voces ainda dao cliques a esses gajos...

      Eliminar
    8. Preciless, a rena...

      Começa com ".. adquiras a mitomania ...."
      Para a seguir nos presentear com;
      " É o blogue mais visto e mais comentado da esfera futebolística nacional."
      Viva a coerência!!

      Rena. Convém sustentar a mito mania com dados.
      Queres partilhar os Page views?

      Eliminar
    9. Aposto o meu testículo esquerdo em como o das bombas é pago para passar boatos

      Eliminar
    10. Quid com o que se anda a passar no Porto tens mesmo lata para vir falar do dinheiro da CML.

      Gaia completamente falida continua a bancar o Porto, Já tens um centro de estagio, um estádio, um pavilhão vem ai mais outro e novos projectos no futuro.

      Do CM Porto tirando os anos Rui Rio sabemos que é uma alegria e até umas piscinas tb tiveram de oferta recentemente.

      Que mais podes querer ???? Gaia já a CM mais endividada do Pais mas por este ritmo só mesmo quando for ao Buraco completo.

      Eliminar
  8. Pois eu acho que, na Liga Portuguesa, devíamos jogar muitas vezes não com 3 centrais mas com 3 defesas.

    São tácticas que requerem muito trabalho e devem ser trabalhadas nas pré-épocas. Mas quando bem utilizadas permitem ter muitas opções de ataque que complicam a forma de defender das equipas pequenas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Na prática, neste sistema acabaríamos por jogar apenas com 3 defesas, porque os laterais se transformam em alas quando a equipa tem a bola. Para além disso, um dos centrais pode subir para auxiliar os médios na construção. A minha principal dúvida em relação a este esquema é a qualidade da presença na área adversária, porque a entrada do central é feita à custa do segundo avançado.

      Eliminar
  9. O que de positivo tiro do jogo de ontem... temos mesmo dos melhores adeptos do mundo... ir a Dortmund, e fazerem-se ouvir, o jogo todo, mesmo quando ao despique com mais de 50.000... brutal... a confiança da equipa... já jogam mais fluídos novamente... mas principalmente pelo regresso do nosso Capitão... parece que (re)aprenderam a jogar... o William ficou três vezes "maior"... depois de tudo o que se passou no fim da janela de transferências, o que jogou, e o que tem feito jogar... e a falta que nos fez até ontem... foi a melhor resposta... mesmo com a proposta mirabolante que lhe terá sido feita... por mim, já me passou a azia que tive aquando da pressão que fez para sair... e fazia-lhe um contrato tipo JVP/carnide... até deixar de querer jogar... o grande desafio de JJ é arranjar um novo "Manel" para o substituir quando necessário... urgente!

    ... que (re)comece a nossa época!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Completamente Aldo. Isso é que me preocupa.. não haver um jogador capaz de fazer o papel de adrien (ou perto disso)

      Eliminar
    2. Disse isso mesmo na tasca hj de manhã, por mim fazia um contrato de 10 anos até 2027, com o "top payment" possível.

      Eliminar
  10. Não concordo, e acho deveras preocupante que um jogador vindo de mês de paragem sobressaia tanto em relação aos outros, até à nível de agressividade.
    O Semedo está irritantemente complicativo e o Bryan uma desgraça fisicamente.
    E para terminar o markovic provou definitivamente que é para devolver à precedência, pois tem tanta vontade de ali estar como eu de ser atropelado!

    ResponderEliminar
  11. O que me parece é que esta tática de 3 centrais já deveria ter sido utilizada no campeonato ou então a partir do momento em que o Adrien se lesionou, e visto que o Elias tem sido uma nulidade, o Rúben Semedo poderia já ter sido utilizado num 4-4-2 para termos um meio campo mais dominador.

    O JJ arriscou num jogo da champions e a por vezes a falta de rotinas paga-se caro,por coincidência embora seja verdade que o centro é muito bem tirado,quem
    é batido é o Paulo Oliveira !...

    Não me parece que até agora a imagem do Sporting tenha sido beliscada na champions mas os adeptos querem resultados e não vitórias morais.
    É claro que o Sporting com a sorte que tem no próximo jogo vai defrontar o Real que precisa de confirmar o seu apuramento por causa do empate com o Légia o que abre perspectivas a esta equipa para a Liga Europa.

    Em abono da verdade a mim não me surpreende pois com a mudança de treinador este Légia só poderia melhorar e o Sporting fruto da sua irregularidade é vitamina para qualquer equipa.

    Mais uma vez por nossa sorte o jogo depois do Légia o Sporting joga com o Benfica o que vai levar mais uma vez o JJ a fazer ou poupanças para o jogo com o Benfica ou então meter a melhor equipa para garantir o apuramento para a Liga Europa.

    A não ser que o Sporting vença o Real e o Légia perca ou empate com o Borrusia então a Liga Europa fica resolvida e há perpectivas de apuramento para os oitavos da champions,o futebol por vezes é uma caixa de surpresas !...



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Faltaram 3 centímetros ao Paulo Oliveira... :) Mas, fora esse lance, fez um bom jogo.

      Eliminar
  12. Ninguém me diga que o Schelloto é jogador para o Sporting que não acredito :)

    O JJ tarda em perceber que Ruiz apesar de toda a sua classe, não está em forma e têm de ir ao banco, que Schelloto não é jogador para o Sporting pois apenas consegue fazer prai 1 cruzamento como deve ser em cada jogo. Isto pra não falar que é surreal não sabermos quem é o companheiro de Dost no Ataque.. é surreal e arrisco dizer que neste momento (na minha opinião) a solução mais viável seria mesmo aquela que nunca é testada.. Campbell

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ainda assim, é o único que tem feito cruzamentos bem direcionados. Melhor que o Gelson e Marvin... :)

      Quanto ao companheiro de ataque de Dost, completamente de acordo.

      Eliminar
  13. É isso e os cabrões do Visão de mercado sempre a bashar o William.. Até mete nojo..

    ResponderEliminar
  14. Mestre, o Sporting deu um salto maior que a perna e isso sente-se. O que não quer dizer que não esteja a fazer um bom trabalho, ou que o Jorge Jesus não esteja a cometer alguns erros.

    Para mim, ainda não temos a estaleca necessária para jogar com 2 médios. Sofremos muito com qualquer erro por incapacidade de compensar rapidamente perdas de bola, e isso expôe-nos em demasia. Se é esse o caminho: talvez sim ou talvez não, se por um lado nos pode levar a patamares superiores, por outro pode matar já este projecto. A teimosia do Jesus é esta: quer o Sporting a jogar como um grande deve jogar, mas por vezes a qualidade do advservário e a pouca qualidade de algumas posições do plantel faz com que percamos jogos estupidamente.

    O segundo problema major é a falta de qualidade na frente. Temos 1 avançado e muitos aprendizes, o Sporting precisa de mais que isto. Este ano não vai dar para mais, temos o tipo mais caro da história do clube na frente, mas precisamos de outros jogadores com baliza para que todo o trabalho não seja perdido. Tipo com baliza=Tipo com muito golos por época=jogador caro. Quem sabe, um qualquer Pedro Marques nos oferece essa sorte.

    ResponderEliminar