quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Oh não, mais uma notícia sobre novos investidores e VMOC's!

Tempos a tempos, temos de voltar ao mesmo. Quando o fumo do carvão anterior lançado sobre o Sporting começa a dissipar-se, e não havendo nada de novo para introduzir na discussão mediática, tenta-se recuperar temas antigos sob uma capa nova.


Oh não, outra vez a venda de 21% da SAD!

Refiro-me às notícias divulgadas no início desta semana sobre o facto de o Sporting estar vendedor de uma parte da SAD. Na segunda-feira, na TVI24, Sousa Martins iniciou o programa Prolongamento da seguinte forma:


"Sporting tem 21% do capital da SAD à venda!". Bombástico! Fiquei a saber, entretanto, que este tema já tinha sido noticiado, horas antes, no Jornal das 8 da TVI, como destaque das notícias de desporto. Primeiro falaram na questão do investidor, e só depois falaram no Sporting - Real Madrid. Estranha escolha de prioridades: a TVI optou por dar maior destaque à venda de 21% do capital da SAD do que do grande jogo que estava marcado para o dia seguinte.

Aqui fica, para quem não teve oportunidade de ver:


Só há duas hipóteses para explicar esta peça: ou os jornalistas da TVI andam a dormir, ou então foi mais uma encomenda vinda do sítio do costume. É que esta entrada de capital não tem nada de novidade: está prevista na reestruturação financeira acordada entre Sporting e banca, onde ficou definido a realização de um aumento de capital de 38 milhões - 20 milhões da Holdimo, pela troca de passes de jogadores, e 18 milhões de um novo investidor, através da entrada de dinheiro na SAD.

Este requentamento de notícias que se tentam fazer passar por novidades começa a ser uma praga: esta mesma operação de venda de 21% do capital da SAD já tinha sido requentada pelo Expresso... em junho de 2015!


Nada de novo nesta "notícia" da TVI, portanto. A única pergunta que fica no ar é: de onde é que veio a ordem para fazerem esta peça?


Oh não, outra vez as VMOC's

Na terça-feira, o Sporting emitiu uma nota de imprensa para (mais uma vez) esclarecer as "notícias" do dia anterior. Infelizmente, colocaram um quadro que acabou por levantar mais perguntas do que aquelas que esclareceu.


O quadro é perfeitamente claro, mas foi de uma enorme insensatez ter-se colocado a parte das VMOC's tal como está.

Em primeiro lugar, a situação atual é a seguinte: o Sporting emitiu 135M em VMOC's - 55M na primeira emissão e 80M na segunda emissão. Desses 135M, o Sporting só pode recomprar 44M, conforme foi divulgado no primeiro R&C da SAD após a reestruturação.



Ou seja, isto significa que o Sporting nunca recomprará 91 milhões (135 - 44) das VMOCs que, findo o prazo, serão convertidas em ações da SAD. Daí que, na última coluna do quadro, se possa ver que a banca ficará com 91 milhões de euros em ações.

Nada de novo, portanto.

Aquilo que lança mais confusão, neste caso, é a terceira emissão de VMOCs, no valor de 55 milhões. No entanto, também isto já estava previsto na reestruturação financeira:


Como se pode ver, esta terceira emissão de VMOCs já estava prevista, e servirá, no caso de vir efetivamente a acontecer, para pagar as primeiras VMOCs. Na prática, é apenas uma forma de estender o prazo das primeiras.

A única grande questão que me parece estar em aberto - e que também não é novidade nenhuma - é: para manter a maioria do capital da SAD, o clube terá de entrar com 99 milhões na altura em que as VMOCs forem convertidas em capital. Qual é o plano da direção do clube para concretizar esta operação?

P.S.: esta é a minha interpretação em função do que conheço sobre o assunto e daquilo que foi publicado nos últimos dias. No entanto, a SAD deve prestar esclarecimentos adicionais que dissipem as dúvidas criadas pelo quadro que foi enviado para a imprensa.

P.S. 2: de relembrar que a questão da maioria da SAD é, sobretudo, simbólica, devido à existência de 2 categorias de ações. 

As ações de categoria A só podem ser detidas pelo clube, têm poder de veto sobre todas as decisões tomadas em AG, incluindo a nomeação da administração da SAD, alterações de estatutos e aumentos de capital. 

As ações de categoria B são aquelas detidas por outros acionistas. Se o Sporting vender ações de categoria A a outros acionistas, estas transformam-se automaticamente em ações de categoria B. As ações de categoria B têm outra restrição: nenhum acionista, independentemente da percentagem de capital que possua, pode ter um peso superior a 10% nas votações da AG da SAD. Por outro lado, acionistas que tenham 10% ou mais do capital têm o direito de nomear um elemento para o Conselho de Administração da SAD.

23 comentários :

  1. Quanto aos 100M€, terás uma boa folga para isso.

    ResponderEliminar
  2. Uma coisa é mais do que evidente: nao vejo qual o interesse do Sporting em comprar as VMOCs. Se o argumento categoria A/B é sólido, nao ha nenhum interesse do clube esbanjar 90 milhoes de euros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pode haver, se a cotação à altura estiver superior a 1€. Mas isto sou eu a pensar.

      Dá os 90M e pode ir vendendo na bolsa as 90M de acções por um valor superior.

      O que parece claro é que não é o fim do mundo dispersar as ações da SAD, uma vez que as decisões do clube estão mais ou menos ressalvadas.

      Eliminar
  3. O que é grave é isto: http://foradejogo08.blogspot.pt/2016/11/acusacoes-de-pedido-de-boa-arbitragem.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+blog-fora-de-jogo+(Fora-de-jogo)

    ResponderEliminar
  4. Vamos por partes.

    A TVI recebeu a noticia da própria SAD verde e deu na segunda-feira PARA depois na terça, dia de jogo com RM poder fazer a Nota de Imprensa. Não, não foi uma Comunicação Oficial, nem um Comunicado enviado à CMVM!!!

    E, os 80 Milhões menos 44 Milhões não dá 91 !!!!

    Não.

    :-)

    Mas a que mais gostei ainda foi as dos Novos Investidores. Nem nomes, nem datas, nada.

    Aposto no entanto que a Holdimo e o Sobrinho, o Mosquito não vão gostar nada da brincadeira.

    Tudo isto a mim, faz-me sempre lembrar aqueles ilusionistas da feira popular que transformam água em vinho :-)

    Vamos esperar para ver.

    Mas, sim, gostei daquela dos 'Novos Investudiroes'.

    Ou como dizia ontem a filha do Peter Lim no Valença: We do what we want. We own the club.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, sei ler.. aliás, sei ler e sei interpretar, desmontar um texto.

      "No dia 16 Dezembro de 2014... a Sociedade... no valor de 80 Milhões.
      Importa salientar a d i c i o n a l m e n t e que a SAD tem opção de compra sobre 44 Milhões.

      Ora 80 - (menos) 44 não dá 91 Milhões !!!!

      - - -

      Mas sem dúvida a que mais gostei na ' Nota Informativa ' (!!! ???) foi as dos Novos Investidores. Nem nomes, nem datas, nada, nickles.

      Aposto no entanto que a Holdimo, o Sobrinho e o Mosquito não vão gostar nada da brincadeira.

      Tudo isto a mim, faz-me sempre lembrar aqueles ilusionistas da feira popular que transformam água em vinho :-) Ou então o jogo da vermelhinha !!
      Vamos esperar para ver.

      Mas, sim, gostei daquela dos 'Novos Investidores' tout court. Ou como dizia ontem a filha do Peter Lim no Valença: We do what we want. We own the club...

      Eliminar
    2. Olha que os ilusionistas da feira popular não transformam mesmo a água em vinho, é um truque! De nada. :)

      É isto que retiro depois de ler a resposta do maluquinho da mesma forma que ele leu o post.

      Eliminar
    3. ISTo de comentar num Blogue Avençado e ter de levar com os cães de palha do Dono..

      Como se a mim, me incomodassem os insultos, as tentativas de me arranharem.. tentarem denegrir, rebaixar :-)

      Sim, sou tolinho, tontinho, burrinho, parvo :-)

      Eh pá, Oh Mestre ponha aí os seus esbirros todos a insultar-me como se com isso conseguisse negar o óbvio.

      http://anortedealvalade.blogspot.pt/2016/11/no-mais-puro-croquete-style.html

      É que felizmente são cada vez mais os sportinguistas a abrir a pestana.
      E ainda bem.

      Eliminar
  5. Quando para a conversão em capital faltam ainda 10 anos e mais de 1/4 dos 100M estará já garantido.... Só imaginar mais 4 anos desta direcção deve meter muito Medo.... :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não lhes dês pistas. Deixa-os falar sobre 50% nem entra no Sporting até rebentarem.

      Eliminar
    2. Mais de um quarto? Antes um oitavo. 20% das transferências vai para fundo de reserva, que (entre outras coisas) servirá para pagar as VMOCs. Os outros 30% que mencionas são para pagar dívidas a bancos.
      Dos 54M do Slimani+JM, devemos ter ficado com cerca de 12M no fundo de reserva. Como também dá para usar esse fundo para outros fins já devemos ter menos que isso.

      A partir de um certo valor da dívida paga (acho que já o ultrapassámos), passamos a "guardar" 30% em vez de 20% no fundo de reserva para cada transferência (acima de X se não me engano).

      Eliminar
  6. O plano para esses 99 milhões tem que passar por uma poupança anual do dinheiro vindo dos direitos televisivos. Não há outro modo que não seja demasiado arriscado para ser interessante.

    JRamos

    ResponderEliminar
  7. Dizem as minhas fontes que depois vão-se seguir os VMOC D para pagar os VMOC C que serão emitidas para pagar os VMOC A.
    Virão os VMOC E, para pagar os VMOC D que tinham sido emitidos para pagar os VMOC C pois os VMOC A continuam por pagar.
    De seguida vêm os VMOC F, para pagar os impagáveis VMOC E, originalmente emitidos para o pagamento dos VMOC D que ainda não foram pagos mas que foram emitidos para pagar os VMOC C enquanto os VMOC A continuam por pagar.
    FINALMENTE seguem as letras todas do alfabeto romano, árabe, chinês e grego.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Empréstimos obrigacionistas.
      Pergunta aos teus donos quanto está a ser guardado em contas de reserva para prever os custos desses meninos.
      Podes voltar para a toca. :)

      Eliminar
    2. Cowboy, empréstimos obrigacionistas todas as grandes empresas fazem.
      VMOC (Vender Mal O Clube) será exclusivo do lumiar? Foi feita alguma lei à medida do Scp para não acabar?

      Eliminar
  8. Salvo melhor opinião, o quadro está errado. A emissão C, servindo para pagar a emissão A, anula-a. Logo, existem só 135 M€ para converter. (aquela linha com o total de € 275M deve ter o valor de € 220 M). Se a SAD tem opção sobre € 44, sobrando € 91 para a Banca (assumindo que se convertem na maturidade) e mantendo as restantes posições, o Sporting fica apenas com 39,5% do capital, perdendo a maioria.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há ali 55M que não se sabe de onde virão, mas que o clube terá de meter para evitar a perda de capital (para além dos 44M de VMOCs com opção de compra).

      Eliminar
    2. Chamo também a atenção que o direito de preferência é da SAD e não do clube ou de outra sociedade dominada por este, pelo que, pelo menos, diretamente esse montante não poderá ir para o acionista SCP.

      Eliminar
    3. Certo, Tiago, mas ficará no controlo do universo Sporting.

      Eliminar
    4. Se o ENCAIXE de uma emissão servir para pagar outra Não desaparece nenhuma mas passam a existir duas em que uma fica liquidada e ao ser convertida em Acções será Propriedade da SAD. Por isso é correcto os 275M e por isso o Controle de 51,6% (143M)

      Eliminar