quarta-feira, 23 de novembro de 2016

Um filme já visto

A receção ao Real Madrid foi uma reprodução fiel daquilo que tem sido a prestação do Sporting na edição deste ano da Champions: a equipa foi competente e combativa, e jogou, na esmagadora maioria do tempo, de igual para igual contra um adversário temível, mas faltou, em determinados momentos decisivos, o killer instinct e/ou serenidade que poderiam ter ajudado a escrever um final mais feliz do que o que se registou.

No entanto, não tenho nada a apontar a Jesus e aos jogadores: a equipa jogou de forma ambiciosa e construiu (mais uma vez) o suficiente para alcançar um resultado melhor. Não o conseguimos por algumas falhas próprias, é certo, mas também porque o árbitro não ajudou, e porque defrontávamos aquela que é, simplesmente, a melhor equipa do mundo - atual campeão europeu e líder destacado da liga espanhola -, que veio a Alvalade com a consciência de que um mau resultado lhe poderia causar grande incómodo.

Foto: @BryandeBrito_04



A dupla de centrais - frente a jogadores a quem não se podia dar um milímetro de espaço, Coates e Semedo não facilitaram e realizaram uma exibição de grande qualidade. Só não foi perfeita por causa do golo de Benzema, numa jogada em que o francês conseguiu fugir à marcação de Coates para cabecear para o fundo das redes de Rui Patrício. Mas, convenhamos, não sei quantos centrais no mundo conseguiriam evitar este golo: o cruzamento, a desmarcação e a finalização foram perfeitos.

A diferença de ter Adrien - não fez uma exibição imaculada, com uma ou outra perda de bola em locais complicados, mas é fácil perceber tudo aquilo que acrescenta ao coletivo com a sua presença tentacular e a sua raça. Converteu, de forma exemplar, o penálti que igualou a partida, e foi buscar a bola ao fundo das redes porque ainda queria ganhar o jogo. Mais uma grande exibição de um verdadeiro líder. 

O ambiente em Alvalade - estiveram presentes 50.046 espectadores - um recorde de assistência no novo Estádio José Alvalade -, que não se pouparam no apoio à equipa, do princípio ao fim. Grande, grande ambiente.



Killer instinct precisa-se - tem sido um problema nesta época e ontem voltou a sê-lo. Chamem-lhe falta de capacidade técnica, excesso de ansiedade, vontade em complicar ou, simplesmente, azar, mas voltámos a dispor de oportunidades suficientes para conseguir um resultado melhor. Não vale a pena estar a particularizar, porque são vários os jogadores que teimam em não tomar as melhores decisões quando as grandes oportunidades aparecem. Se já nos tem causado amargos de boca contra equipas teoricamente mais fracas, é evidente que, a este nível, tem tudo para ser fatal. E foi mesmo.

A expulsão de João Pereira - depois de ver várias vezes a repetição, continuo a não perceber o que viu a equipa de arbitragem para expulsar o lateral português. Um amarelo para cada lado seria aceitável, apesar de a coisa se poder resolver com um aviso. Um amarelo para um e um vermelho para outro, não só é incompreensível, como também poderá ter sido decisivo para o desfecho final da partida. Infelizmente, é uma situação que o Sporting conhece demasiado bem, face ao que se tem passado nas nossas recentes participações na Liga dos Campeões.



Na última jornada, o Sporting lutará com o Legia pela vaga que dá acesso à Liga Europa. Obviamente que, apesar do ambiente hostil que nos espera, temos obrigação de sair da Polónia com uma vitória. O facto de ser um jogo que se disputará em vésperas de dérbi não ajuda, é certo, mas não poderão existir poupanças. São dois jogos em que o Sporting terá, obrigatoriamente, de fazer tudo para vencer. Até lá, não há motivos para depressões: contra adversários de top mundial - excetuando a primeira parte com o Dortmund em Alvalade - a equipa tem feito excelentes exibições e demonstrado muita qualidade. Agora é tempo de mudar o chip para o jogo com o Boavista.

39 comentários :

  1. Foram 4 jogos "iguais". O que merecemos mais perder ainda foi com o BVB em nossa casa... E mesmo aí tivemos mais ocasiões. Mas não vale a pena chover sobre o molhado, é futebol. Diferença de estaleca e de qualidade a finalizar. Passa tudo por aí. Mas claramente merecíamos outra pontuação, no mínimo. Agora é hora de ser pragmáticos e ir a Varsóvia com o foco total. Mas mesmo que consigamos os 3 pontos, vai sempre saber a pouco esta edição da Champions.

    É pegar nas palavras do Zizou e usá-las na próxima palestra para o jogo do Bessa. Se os nossos jogadores mantiverem sempre uma intensidade alta em todos os jogos... Não há Veríssimos que nos consigam mandar abaixo. Ele identificou bem o nosso problema.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Não há Veríssimos que nos consigam mandar abaixo." - Não concordo, já vi de tudo quando o Sporting joga.

      Eliminar
  2. Não acho que a vitória seja uma obrigação em Varsóvia. O objectivo tem que ser esse, mas obrigação é a qualificação para a LE. Não vai ser nada fácil esse jogo.

    ResponderEliminar
  3. A prestação do Sporting nesta Champions resumir-se-á desta forma:
    - Garra e atitude na maior parte do tempo que não se tem visto nos jogos do campeonato, algo que só por si não chega para ganhar jogos.
    - Falta de cruzamentos/assistências para a área. É confrangedor ver a equipa levar a bola até à área e depois não a cruzar ou voltar para trás com ela...
    - Falta de estrelinha, sorte, vaca, etc.
    - Falta e qualidade de alguns jogadores e por sua vez falta de soluções de qualidade no banco (Zeegelaar, Schelotto, André, Elias, etc)
    - Falta de cabeça (nos momentos finais do jogo de Madrid sobretudo mas também na estupidez de João Pereira que conseguiu ser expulso pela nona vez na sua carreira!)
    - Falta de pernas, sobretudo de Ruiz que aos 31 parece ter acabado para o futebol pois nem 15 minutos aguentou em alta rotação

    Precisamos urgentemente de ir ao mercado encontrar soluções para este plantel ou de promover soluções vindas da equipa B, esperando que não sejam cometidos os mesmo erros que vimos nas contratações da maior parte dos reforços desta época.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Falta de pernas, sobretudo de Ruiz que aos 31 parece ter acabado para o futebol pois nem 15 minutos aguentou em alta rotação" - Não é preciso correr à maluca como o... vocês sabem de quem estou a falar... para se ser competitivo: o sentido posicional e a boa leitura do jogo permitem ao Ruiz estar a bom nível, tanto ofensiva como defensivamente.

      Eliminar
    2. Bryan Ruiz - Grande Jogador e Grande Senhor. Ultimamente vê-se que anda algo fatigado, não se esqueçam que ainda agora fez 2 jogos pela Seleção, mas espalha o seu perfume nesta Equipa do Sporting. Temos de nos orgulhar de ter um jogador destes nas nossas fileiras.

      Eliminar
  4. Ontem tive um bate-boca com um pseudo futuro treinador.

    Acusou a equipa de falta de empenho. (Lol)

    Uma questão. Se o delegado português que tem por hábito avisar as equipas de arbitragem da expressividade do treinador Jorge Jesus no banco (ontem, quando o 4 árbitro admoestava JJ de estar cms fora da área, BdC apontou-lhe Zidane, que estava metros),

    quem nos garante que não avisou acerca da agressividade do João Pereira? Que ontem nem toca no fiteiro Kovacic...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falta de empenho!??! Isso realmente não. Agora vai ver o 1° golo do Real...o Semedo ganha a bola, tem a bola controlada à sua frente, disponível pra iniciar uma jogada de ataque e faz o quê?? Nem sei o que chamar aquilo...e tem como epílogo o golo do Real. No segundo golo há tempo para o jogador do Real montar o cavalete, desenhar, tirar a tela e mostra-la ao Benzema, fazer em câmara lenta o desenhado...sem nunca ser incomodado!!! Se pressionados já tem qualidade, assim então... A palavra certa não será falta de empenho, é verdade...

      Eliminar
    2. "No segundo golo há tempo para o jogador do Real montar o cavalete, desenhar, tirar a tela e mostra-la ao Benzema, fazer em câmara lenta o desenhado"

      Caso não tenha reparado, estávamos a jogar com 10 jogadores contra 11 (e que 11!) havia mais de 30 minutos.

      Quando acontece estar a jogar em inferioridade numérica os jogadores têm que se desdobrar. Frente a um Boavista ou um Paços de Ferreira esse esforço ainda é comportável; contra o Campeão da Europa é natural que a equipa não aguente esse esforço na totalidade e que, como foi o caso, aconteçam situações de 2 para 3.

      Caso não tenha notado, uma vez mais, quem esteve à vontade para fazer o cruzamento foi um defesa central: isto apenas costuma ser possível ao adversário quando tem... mais um jogador.

      Eliminar
  5. "Só não foi perfeita por causa do golo de Benzema"

    MdC só não foi perfeita pela dispelicência de Semedo na forma como "cria" a falta para o 1º golo. O lance de Benzema é produto da enorme qualidade do francês.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "MdC só não foi perfeita pela dispelicência de Semedo na forma como "cria" a falta para o 1º golo."

      Discplicência? Ou falhou o passe? É que na mesma jogada Adrien também perdeu a bola com um mau passe e Semedo cortou, muito bem, o contra-ataque merengue. Ou Adrien também foi displicente?

      Eliminar
  6. o real não perdeu nenhum dos últimos 30 jogos europeus...
    6 vezes semi finalista da competição nos últimos 6 anos...
    pode vencer 3 das 4 últimas finais, se lá chegar.
    pode repetir a vitória, algo que ninguém conseguiu até hoje...

    4-2 no somatório dos 2 jogos, 2 derrotas mas 2 bons jogos.

    não há que desanimar. No bessa regressaremos às vitórias para nos aproximarmos da frente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não!! O wolfsburg nos quartos de final tava num amigável contra o Madrid e não devia tar a contar os 2-0!!

      Eliminar
    2. 30 jogos sem perder... não 30 jogos europeus.

      Eliminar
  7. Fizemos um bom jogo mas voltámos a cometer o mesmo erro que cometemos em Madrid.

    A partir do momento em que conseguimos empatar, o jogo teria de acabar ali. Podiam simular lesões a cada minuto, mas não podiam permitir que o real empatasse.

    Este era o jogo em que tinhamos de garantir a Liga Europa, não conseguimos e vamos ter um jogo muito dificil na Polónia.

    Não me interessa quais são os jogos antes ou depois do Legia, temos de seguir para a Liga Europa, se não o conseguirmos será um desastre.

    Mais uma vez tivémos um árbitro ridiculo e a prejudicar-nos num jogo da uefa, já são vezes demais para ser só coincidência.

    Bom esforço da equipa e muita entrega, se jogássem sempre com a mesma atitude de ontem nos jogos do campeonato, não estávamos com esta desvantagem pontual.

    Agora vamos ao bessa e só a vitória interessa.

    Força Sporting!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não concordo. Se o objectivo fosse jogar para o pontinho, teríamos montado o camião desde o primeiro jogo, frente ao Real e ao Dortmund. O que JJ quis, e muito bem a meu ver, foi jogar de igual para igual. Perdemos mas vimos muito bom futebol. Financeiramente não é bom mas em termos de espectáculo e emoção não nos podemos queixar.

      Os pontos têm que se garantir frente ao Legia. 3 já conseguimos, falta 1.

      Eliminar
    2. Eu escrevi "após o golo do empate" nunca falei em jogar para o empate desde o inicio do jogo.

      Estávamos a jogar com 10 jogadores a dez minutos do fim, assegurar o empate era o essencial.

      Eliminar
  8. o arbitro não é parvo e não ia ser ele que ia pôr em perigo o apuramento do real de Madrid que ficava obrigado a ganhar ao Dortmund que não é nada fácil.

    por isso, numa fase em que o Sporting dominava e sabia-se que depois do jogo intenso com o atlético que os jogadores estavam de rastos, como tal o melhor é à mínima coisinha expulsar algum do Sporting e assim dar "descanso" aos madrilenos.

    o penalti foi ridículo mas era o cumulo não ser marcado.

    depois era fácil, se com 11 contra 11 o real em dois minutos marcou-nos dois golos, 11 contra 10 era só esperar uns minutos.

    ResponderEliminar
  9. Desculpe Mestre, e posso estar enganado, mas discordo da sua conclusão: o jogo de Varsóvia é tudo menos prioritário. E neste momento não vejo que, mesmo querendo que o Sporting ganhe sempre, ficar de fora da Europa nesta fase seja mau. A Liga Europa é tudo menos interessante (a menos que se vá à final) e o desgaste extra pode ser fatal para as aspirações nas competições internas.

    Não digo que se tenha que perder de propósito mas sinceramente acho que se deveria pensar muito bem no que queremos desta época e talvez fazer em Varsóvia alguma gestão de esforço dos jogadores principais.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gestão de esforço em Fevereiro com a LE começar. Agora não. Tem de ser para ganhar os dois. Ficarmos fora da Europa em Dezembro pode ter efeitos secundários perigosos...
      Mas concordo que o campeeonato é prioritário.

      Eliminar
  10. Gostei muito do William e dos centrais, assim como dos laterais. Mas no global estiveram bastante bem e mereciam melhor sorte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eu também gostei dos laterais. O Marvin fez um excelente jogo, apenas lhe faltando, uma vez mais, rematar quando tem oportunidade.

      Eliminar
    2. Também acho! Devia arriscar mais.. Mas gostei.

      Eliminar
    3. O Zeegelaar vai começar a rematar (ou melbor, subir e centrar, acho que rematar é pedir demais) quando tiver uma série de boas exibições. Vamos ver, parece faltar pouco.

      Os problemas do Zeegelaar foram sempre dois. O primeiro foi aprender a defender numa equipa grande. O segundo é ter mais auto-confiança do que uma pedra de calçada.

      Vamos ver, parece que engatou na defesa pelo menos. Gosto muito dele.

      Eliminar
  11. No cômputo geral pode-se dizer que o Sporting fez um jogo de boa qualidade com a maior parte dos seus jogadores a fazerem uma boa exibição.

    Há grandes diferenças indíviduais entre o Real e o Sporting e por isso estas duras derrotas,embora bem amargas,são compreensíveis porque o Sporting jogou de igual para igual e mesmo com 10 jogadores nunca virou a cara à luta nem se remeteu à sua área.

    Gelson.O Real já não se deixou surpreender e fez uma marcação cerrada ao nosso jogador mais criativo.Pena que o Gelson em duas ou três jogadas não tenha tido a melhor decisão final e então quando se hesita na definição de um lance estas equipas recompôem-se com muita facilidade e ficamos com ocasiões perdidas.

    Lance do primeiro golo.Recuperou-se uma bola a meio campo e a seguir entregou-se a bola ao adversário.Nasceu um canto que deu origem ao 1º golo.Contra estas equipas um erro é a morte do artista !...

    João Pereira.Envolveu-se com o Kovacic para quê quando o lance tinha sido com o Campbell,armou-se em chico esperto,pôs-se a jeito e foi expulso.Acabou por prejudicar a equipa.

    Schelotto.É triste ver a este nível um jogador que por vezes joga com galochas.Quando cruza,cruza mal, e então quando a bola vem pelo ar para o pé dele sai sempre mal.Houve um lance perto da grande área do Real em que ele poderia ter feito um bom cruzamento mas como é habitual cruzou mal.Enfim é preciso uma calibragem para as galochas deste homem.

    Adrien e William.Os melhores então o Adrien é um jogador TOP.É pena por vezes o embelezamento dos lances que ambos gostam de fazer e que por vezes dão a perdas de bola que causam calafrios para a nossa defesa.

    Bas Dost.Parece-me que ontem o Slimani esteve em Alvalade...foi um grande lutador.Pena não ser servido à frente da melhor forma.

    Marvin.Surpreendeu-me pela positiva.Muito certinho,muito esforçado.Gostei.

    Benzema versus André o baladas.O primeiro marcou um golo em dois ou três toques de bola o segundo quase que virou as costas a um cruzamento do Gelson...levou um amarelo,amarelo que o árbitro não mostrou a um jogador do Real na primeira parte, numa falta igual sobre o Gelson.

    Arbitragem.Mais do mesmo...tenho a impressão que quem marcou o penalty foi o bandeirinha,nada a que não estejamos habituados...o Real é muito poderoso.

    Assistência.50046 espectadores.Jackpot para o Sporting e um grande espectáculo no regresso do melhor jogador de todos os tempos de Portugal à sua casa.

    Jorge Jesus.Gostei das suas palavras,mais comedido, falou em defesa do grupo e do João Pereira.Deixou recados que tem de ser resolvidos em privado.

    Agora há a responsabilidade de fazer um bom jogo na Polónia,jogo que não vai ser fácil,ainda por cima em vésperas do jogo com o Benfica.A Liga Europa é também importante para o Sporting.

    Força Sporting





    ResponderEliminar
  12. Mestre, o arbitro não ajudou é verdade, mas era suposto faze-lo ?

    O JJ em 7 épocas de CL (slb & SCP) apenas em 1 passou aos oitavos...
    Será que isso quer dizer alguma coisa, ou foi sempre apenas porque os árbitros não ajudam ?

    Até o Jesualdo tem aí melhor curriculum...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "Mestre, o arbitro não ajudou é verdade, mas era suposto faze-lo ?"

      Não mas é suposto não fazê-lo também em relação ao adversário.

      Ainda a conversa do JJ? Isso agora é problema nosso. Que azia!

      Eliminar
    2. O Green Street Hooligan tirou-me as palavras da boca.

      Eliminar
    3. Mestre, menos fanatismo...

      O lance da expulsão não é menos polémico que o do vosso penalti, em que o Coentrão está com o braço no ar a pedir falta, porque viu (claramente) o Campel a dominar a bola com a mão:
      https://www.youtube.com/watch?v=jOfK7dXT4cE

      No mesmo lance e num raio de 2m, o jogador do SCP pôde jogar com a mão, o do RM, não!
      Ou não ?!

      Mas concordo plenamente que o arbitro não ajudou o SCP.

      Eliminar
  13. assalta-me uma dúvida...

    ontem na meia final da mls o jogo entre o toronto fc e o montreal impact jogou-se meia hora mais tarde porque as grande e pequena áreas estavam mal desenhadas.

    será que alguém da liga faz uma verificação métrica a todos os campos? existirão grandes e pequenas áreas anormais?

    ResponderEliminar
  14. Killer Instinct!! À quantos anos já falava Bobby Robson disso?
    É que o problema do Sporting é mesmo esse. E não tem a ver com treinadores, jogadores ou presidentes. Muito menos com avançados, laterais ou médios. É um problema de cultura. De exigência. De subir o último degrau. De matar o jogo na altura certa, de matar os jogos, e os campeonatos.
    Em 20 anos, tivemos 2 boas oportunidades de voltar a ganhar. Mas não soubemos aproveitar. Foram dois anos esporádicos. A cultura e a exigência como que "se foram".
    Vamos demorar mais um bom par de anos para podermos entrar nestas guerras.

    ResponderEliminar
  15. Começo por dizer que não vi o jogo, pois não consigo ver jogos onde só torço para uma equipa perder.
    Expulsão injusta, se bem que o João Pereira se pôs a jeito devido ao seu carácter conflituoso. Penalti mal assinalado pois a primeira infracção é do Campbell que joga voleibol.
    De resto mais do mesmo, jogam como nunca, perdem como sempre.
    Será que agora o vosso treinador vai descurar o jogo com o Légia, preferindo ter a equipa em condições para o derbi que se aproxima?

    ResponderEliminar
  16. Porque a censura existe... 42 anos depois do 25 do 4 voltam os tempos da Noite escura.

    Vergonha !!


    ResponderEliminar
  17. a equipa tem feito excelentes exibições e demonstrado muita qualidade".

    Que frase, artista. O que é para ti, ambição?

    ResponderEliminar
  18. O que falta a esta geração no plantel é ganhar títulos para estabilizarem e ganharem confiança: o campeonato do ano passado deveria ter ido para Alvalade (!) e isso fazia toda diferença. Se fossem campeões não apanharíamos nem Reais Madrid nem Dortmunds.

    ResponderEliminar
  19. O SCP foi prejudicado em Madrid (livre que deu origem golo), em Alvalade com RM (expulsão de JP) e com o Dortmund. Tal como na última participação contra o Schalke. O clube de Alvalade é sistematicamente prejudicado por abéculas de apito na boca. Não explicam tudo mas os erros dos árbitros fazem parte do jogo e desestabilizam a equipa. Sorteio que é mau, arbitragens medianas ou fracas. Parece que o SCP é o persona non grata no seio da UEFA.

    Mais dinâmica de vitórias e títulos davam outra experiência e robustez psicológica a esta geração de campeões europeus. Essa é que é a diferença. A última época deveria ter sido campeão o SCP e não o SLB. Agora é importante ganhar ou empatar na Polónia e depois pensar em tentar ganhar a Liga Europa, desde que não tenhamos o azar de apanhar mais "lobbys" pela frente.

    ResponderEliminar
  20. Se isto http://foradejogo08.blogspot.pt/2016/11/acusacoes-de-pedido-de-boa-arbitragem.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+blog-fora-de-jogo+(Fora-de-jogo) tivesse tido ou se terá algum efeito a história hoje era outra.

    ResponderEliminar
  21. Mais uma vez o timing destas decisão é escolhido a dedo: http://foradejogo08.blogspot.pt/2016/11/acusacoes-de-pedido-de-boa-arbitragem.html?utm_source=feedburner&utm_medium=feed&utm_campaign=Feed:+blog-fora-de-jogo+(Fora-de-jogo)

    ResponderEliminar