sábado, 3 de dezembro de 2016

Disciplina sui generis

O Pawn_pt fez um quadro bastante interessante com as estatísticas de disciplina de cada um dos árbitros até à jornada passada (inclui todos os jogos da 1ª à 11ª jornada, inclusive, exceto o Braga - Feirense). Acima da linha horizontal mais carregada estão os árbitros internacionais, e abaixo estão os árbitros não internacionais.

O quadro está dividido em duas partes. Do lado esquerdo, podemos ver os dados globais de cada um dos árbitros: o número de jogos que arbitraram, a média de faltas por jogo, a média de amarelos exibidos por jogo, a média de faltas necessárias para mostrar um amarelo, como cada árbitro se situa em relação à média (mais ou menos disciplinador), e a consistência revelada entre jogos. Árbitros com células a vermelho são os mais disciplinadores, e os que têm células a verde são os mais permissivos.

Na metade direita estão os dados relativos a cada jogo arbitrado, com a indicação do número de faltas cometidas por cada amarelo, para a equipa e o seu adversário. As células a vermelho indicam os jogos em que os árbitros foram mais significativamente mais disciplinadores para a equipa no topo do quadro em relação ao adversário. As células a verde indicam os jogos em que os árbitros foram significativamente menos disciplinadores para a equipa no topo do quadro em relação ao adversário. A laranja estão os jogos em que pelo menos uma das equipas não viu nenhum cartão. As células a branco significam que houve algum equilíbrio na cadência de exibição de cartões entre as duas equipas.


Olhando para os jogos do Sporting, deteta-se de imediato uma mancha vermelha. 7 dos 10 árbitros foram significativamente mais disciplinadores com o Sporting do que com a equipa adversária. Nenhum outro clube tem um registo tão penalizador.

O padrão é claro. É mais fácil o cartão sair quando são os jogadores do Sporting a fazer as faltas. Isso foi perfeitamente evidente, como todos nos lembramos, no jogo do Bessa.

7 comentários :

  1. Bom, vamos ver uma coisa. Cada vez que vejo os jogos do Sporting não é difícil ter esta impressão que existe dualidade de critérios analisando caso a caso.

    Depois, vendo este tipo de estudos, vai haver muita gente que vai logo tirar conclusões como se ficasse cientificamente provado, o que não é o caso.

    Para este tipo de "estudos" ter credibilidade é preciso seguir normas científicas, a começar por controlar para variàveis óbvias e por ter uma amostra significativa, tendo várias épocas de dados.

    Uma variàvel óbvia é modelo de cada equipa. O Sporting, em transição defensiva, depende muito da acção dos médios ou dos centrais que obviamente têm ordens para não deixar passar bola ou homem. Daí que, como passamos mais tempo a atacar, acabamos por fazer poucas faltas mas com uma boa proporção de faltas cirúrgicas.

    Já o porto ao fazer tanta falta desnecessária e ofensiva passa menos tempo a atacar e de certeza que isso contribui para a seca de golos que eles têm.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um estudo destes é quase impossível de ter qualquer credibilidade cientifica por faltar exatamente o que dizes (dimensão da amostra) o que não deixa de ser "engraçado" ver dados deste género.

      O Mister do café tinha mostrado uns dados engraçados com expulsões dos 3 grandes, nos ultimos 20 anos (não me lembro exactamente o espaço temporal) mas que mostrava uma clara tendência em períodos distintos, Apito Dourado e desde que VP esteve à frente das arbitragens, se não me engano.

      Tentei recuperar esse artigo, mas não encontrei com pena minha.

      Eliminar
  2. Mostra e bem o que é um "inclinar do campo" .

    Hoje mais do mesmo senão ainda pior .
    É estar preparado, bem preparado .

    ResponderEliminar
  3. luis godinho é um dos melhores árbitros jovens do quadro. Já o era na segunda liga.

    vasco santos fez um bom jogo na madeira.

    fabio verissimo, tiago martins e o capela não merecem andar ai.

    manuel mota está diferente e bastante estranho.

    luis godinho, vasco santos e bruno esteves, os melhores fora dos internacionais.

    ResponderEliminar
  4. Um aparte:
    Ao relembrar o jogo com o Real fui dar com este video.
    https://www.youtube.com/watch?v=iKrSUoOQNyY
    Podem ver tudo mas se não tiverem muito tempo vejam apartir do minuto 5.Adeptos da claque do Real Madrid a admitirem que Alvalade é melhor que o Barnabéu!!


    SL

    ResponderEliminar
  5. Fâbio Lampionissimo devia ser irradiado. Tiago Martins podia aproveitar a boleia. O Capela nem merece comentários já.

    ResponderEliminar
  6. Foi quase o ainda pior.

    Marcar quatro e só contar dois não é para todos.
    Bem que tentou mas não chegou.

    ResponderEliminar