sábado, 10 de dezembro de 2016

O que eram os Campeonatos de Portugal

Foi muito interessante a edição de quinta feira do programa "Jornal Sporting", na Sporting TV. Entre os convidados esteve Vítor Cândido, que foi entrevistado por Sofia Oliveira sobre a questão de se considerar ou não os Campeonatos de Portugal como títulos equivalentes aos campeonatos nacionais.

Fica aqui um apanhado dos momentos que, na minha opinião, são mais relevantes. Destaco a parte em que Vítor Cândido explica os motivos que levavam a que os Campeonatos de Portugal tivessem aquele formato, e as diferenças fundamentais para as ligas experimentais e para a futura Taça de Portugal. Esclarecedor.




Fica também o artigo que Pedro Figueiredo escreveu sobre este tema na edição do Jornal Sporting desta semana.



45 comentários :

  1. Com tantas provas e argumentos como é que ninguem processa a Federação Portuguesa de Futebol por falsificação e associação criminosa com os lampeiros?Quando temos clubes que até mentem na data da fundação,com as provas todas a vista de todos,mostra bem os valores desses clubes e que não têem vergonha nem pudor em mentir na cara das pessoas.
    Enfim..só mesmo alguem que esteja muito mal com a vida ou alguem muito ignorante consegue ser lampeiro.
    De 3 em 3 dias é constituido alguém arguido por corrupção em Portugal.È um dado estatistico factual..E estes arguidos devem ser aqueles que pagam menos do que os outros que continuam a corromper..Estão a espera que o Governo faça algo?A federação ou a liga?Deixem se de ingenuidades,vivemos num Pais da Republica das Bananas em que mais vale uma mentira do que uma verdade.Acho que o SCP deve de continuar a afirmar a verdade sem complexos e com orgulho os titulos que tem de campeão,22,mas se os outros não querem reconhecer,o problema é deles.
    Ps:Só um aparte em relação aos vouchers.As prostitutas que o fcporto oferecia aos arbitros tambem era cortesia?È que lembro me dos lampiões criticarem o fcporto e dizer que deviam de descer de divisão..são aquelas coisas da vida ;) a não ser que o problema seja o menu!lol
    SL

    ResponderEliminar
  2. Mestre,
    Este senhor é apenas um dos grandes responsáveis por me fazer comprar o saudoso lençol que dava pelo nome Jornal A Bola, jornal de todos os desportos.

    Que saudades dos verdadeiros jornalistas e de verdadeiro jornalismo.

    Seria interessante saber o que pensa hoje Vitor Cândido do jornalixo feito no seu jornal de sempre.

    SL

    ResponderEliminar
  3. Desde essa entrevista o Peyroteo marcou mais 10 golos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. vocês também vão querer falsear os golos do peyroteo, como fizeram com o ano de fundação e campeonatos ganhos?

      Eliminar
    2. Desde o último comentário, o Nuno Martins ganhou mais 10 cêntimos e um pouco de auto-estima:

      https://www.youtube.com/watch?v=l7S-u_qcrJw

      Eliminar
    3. E o Eusébio já bebeu 5 garrafas de Chivas, sem gelo..

      Eliminar
    4. E o teu clube acrescentou mais um século à data de fundação e mais oito títulos europeus e mais 500 Mendilhões à margem de lucro da última época.

      Eliminar
    5. Aliás, até iam conseguindo convencer toda a gente que a UEFA tinha arquivado o caso dos vouchers. Pena é que, afinal, não tenha sido bem assim. Mas foi boa a tentativa de manipular a opinião pública (mais uma). Em outubro, também garantiam que a UEFA não sabia do caso...

      Eliminar
    6. E o Eusébrio mandou mais 10 shots de whisky!

      Eliminar
    7. E o inzébrio chupou 15 "penaltes"...

      ... e mesmo assim o Elefante Branco fechou...

      Eliminar
  4. Nestas coisas ... para mim era simples.
    Em todos os nossos discursos, livros e murais ... somamos os 4 títulos e prontoss! Ou outros façam como bem entender.
    Tenho a certeza que de hoje em diante assumirmos todos estes títulos na nossa contabilidade ... ao fim de uns anos todos já o interiorizaram.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por isso é um assalariado do benfica...a diferença é que isto é verdade.

      Eliminar
    2. Quem são os mestres da propaganda na arte de deturpar, alterar e condicionar a realidade a uma agenda própria são os lampiões não os sportinguistas. Nesta questão a razão está totalmente do lado do Sporting. O Campeonato de Portugal era a unica prova oficial que decidia o Campeão de Portugal. O benfica acrescentou títulos ao palmarés de uma prova experimental não oficial. Bem podem vir comentar e estrebuchar em blogues afectos ao Sporting que o tempo mais cedo ou mais tarde dará razão aos justos contra os batoteiros e falsificadores.

      Eliminar
    3. Quem são os mestres da propaganda na arte de deturpar, alterar e condicionar a realidade a uma agenda própria são os lampiões não os sportinguistas. Nesta questão a razão está totalmente do lado do Sporting. O Campeonato de Portugal era a unica prova oficial que decidia o Campeão de Portugal. O benfica acrescentou títulos ao palmarés de uma prova experimental não oficial. Bem podem vir comentar e estrebuchar em blogues afectos ao Sporting que o tempo mais cedo ou mais tarde dará razão aos justos contra os batoteiros e falsificadores.

      Eliminar
    4. Em materia de Goebbels voces sao de facto peritos. Ate la tem, ou tiveram, um heteronimo, Joao Gabriel (JG=Josef Goebbels).

      Eliminar
    5. Se uns têm Goebbels, outros têm Kim Jong-un.

      Eliminar
  5. Os argumentos são tão fortes, óbvios e claros, que só por maldade, arrogância ou intuito de agredir o Sporting é que alguém pode pretender sonegar os títulos de Campeão Nacional do Sporting.

    Ou por se ser lampião, que é o mesmo.

    ResponderEliminar
  6. Da-se, ainda dura isto... que lampionada... sinceramente, dá-me vergonha. Eles que fiquem com os títulos da treta deles. Toda a gente sabe que são títulos da treta. Eles inclusive (ou não fossem lampiões). Agora nós!? Rebaixarmo-nos a isto?!!! Cresci em meio a lampiões e fruteiros, e com 8 anos sabia que era Sportinguista! Não pelos troféus, mas pela maneira de estar. Isto não é Sporting. Isto é benfica. Títulos desses não quero, obrigado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que rebaixar esta questão a uma medição de pilinhas é capaz de ofender quem leva o palmarés do Sporting a sério, e é errado porque os títulos contam e são verdadeiros.

      Ser lampião é contabilizar 35 titulos, dos quais os 3 primeiros foram ligas experimentais que ganharam enquanto as outras equipas se esforçavam para ganhar a competição que interessava.

      Eliminar
    2. Ser Sporting não é de certeza anuir e ratificar as manipulações e revisionismo dos lampiões e permitir a devassa da história...

      Eliminar
    3. A mim dá-me vergonha é ler opiniões vergonhosas de sportinguistas que não conhecem nem querem conhecer a História do Sporting (de certeza que não viste o vídeo que está aí em cima, seu palerma!), e que aceitam sem pestanejar que trocem deles, e que assumam sem duvidar que defender O QUE ESTÁ certo é uma "lampionice"...

      TEM VERGONHA NA CARA, SEU CROQUETTE NOJENTO!

      Eliminar
  7. Não é admissível não haver uma palavra da Federação sobre isto, o Sporting tem 110 anos, tem uma História ligada a todo o desporto em PT.!

    ResponderEliminar
  8. Isto é tão óbvio que até os croquetes-de-cócoras (e seus descendentes) vão ter de engolir os insultos ao nosso presidente por simplesmente defender a VERDADE HISTÓRICA e os INTERESSES do SPORTING CLUBE DE PORTUGAL,duas coisas muito simples para qualquer leão que se preze mas que muitos SPORTINGUENSES (como por exemplo o tão adorado Rogério Alves) DESPREZARAM DURANTE DÉCADAS, e constatá-lo é definitivamente muito triste...

    ResponderEliminar
  9. Não percebo como ainda algo pode ser "Esclarecedor" quando os "jornalista" do Jornal do Sporting andam há décadas a iluminar sobre o assunto.

    Continuo a estranhar - ou se calhar a achar "Esclarecedor" - que embora vários clubes tenham ganho essas competições só o SCP faz este banzé. Estranho. O Jornal do Sporting está banido em Olhão? Em Belém? Em Carcavelos? Em Setúbal? Ao fim destas décadas todas ainda ninguém nesses clubes pensou "é pá, pra distrair a carneirada esta época que tal reclamar duma cena que passamos décadas caladitos?"

    Naquelas comissões ou lá o que foi em que interrogaram os ex-presidentes, não deu tempo para perguntar porque nenhum deles leu o Jornal do Sporting sobre este assunto? Devia tar distraído quando analisaram as conclusões dessas cenas...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Andavam todos a ler A Bosta e o Rascord

      Eliminar
    2. "...O divertimento e o desportivismo levam o clube à liderança e tornam-no, em 1924, Campeão de Portugal. O Sporting Clube Olhanense conquista o título máximo do campeonato nacional e, a 22 de Outubro do mesmo ano, recebe um Louvor pelo Governo da Nação..."
      http://somosnos.scolhanense.com/clube/

      "Confirmando as potencialidades evidenciadas pelas suas equipas ao longo dos tempos, o Marítimo vai alcançar, na época 1925/26, aquele que ainda hoje é considerado o maior feito desportivo alguma vez interpretado por uma equipa madeirense – a conquista do título de campeão de Portugal de futebol."
      http://www.csmaritimo.org.pt/index.php/clubemenu/historial

      "Os torneios máximos de futebol (em que o Benfica até então não se sagrara campeão!) eram disputados em eliminatórias, ainda não por pontos... Neste 1929/30, o Barreirense venceu o Distrital, levando a melhor no último encontro, em 22 Junho 1930, no Montijo, sobre o valoroso Vitória sadino por 3-0"
      http://www.fcbarreirense.com/index.php?option=com_content&task=view&id=2274&Itemid=111

      Só gente maluca que não lê o Prvda do benfica nem ve a benficatv...

      MRMAQ

      Eliminar
    3. Mais um lampião burro que nem sequer se dá ao trabalho de ver o vídeo onde precisamente se recorda como o Olhanense sempre se declarou legítimo "Campeão de Portugal". Volta para a escola, seu BURRO!

      Eliminar
  10. Espero que não fiquem intimidados com a brusca realidade do meu comentário.

    O título é "A chico-espertice Portuguesa, por conseguinte Sportinguista"

    1- "O 1 campeonato de Portugal foi realizado em 1921/22"

    Engraçado que foi apenas uma final entre duas equipas, a duas mãos.
    Se não fosse por um empate de 2-1 na 1 mão e de 1-2 na segunda mão nem se quer teria havido um terceiro jogo.
    Querem passar a mensagem que o Porto é o primeiro clube a sagrar-se campeão de Portugal porque venceu uma final ? Até que podia ter sido se a Federação tivesse decidido em acta. Em lado nenhum aparece que o Campeonato Nacional da I Divisão é o antigo Campeonato de Portugal.


    A chico-espertice de denominar o Porto de campeão de Portugal aproveita-se do facto de ser competição única, mesmo havendo apenas 2 equipas no Campeonato de Portugal e da competição ter o mesmo nome que tem hoje a III Divisão Portuguesa.

    2- "Mas era tudo a nível regional/distrital... Mas tudo com a condicionante das dificuldades financeiras, das despesas."

    Por isso mesmo é que a Federação disse que iria criar o Campeonato da I liga, a título experimental. NUNCA denominando Campeonato Experimental.
    Apenas referiu a título experimental para ver se financeiramente era viável. Se não fosse a competição terminaria...mas o que é certo é que teve tanto sucesso que ainda existe nos dias de hoje.
    Não há em nenhuma acta o nome de Campeonato da Liga Experimental. Existe apenas um nome, o de "Campeonato da I Liga."

    Aqui está mais outro exemplo de Chico-espertice a tentar manipular o português das actas da Federação, afirmando que Campeonato da I Liga a título experimental era Campeonato Experimental.

    3- "Faz-se logo um congresso da federação...Epa isto não pode ser, temos que nos organizar, temos que ter uma competição mais a sério, mais cuidada, mais intensa."

    Ou seja o Campeonato da I Liga é uma competição mais séria, mais cuidada, mais intensa, mas os Sportinguistas incluindo o interlocutor diz que o Campeão de Portugal não é o que venceu a competição mais a séria mais cuidada mais intensa, etc... é o que venceu a outra competição que era em todos os aspectos pior.

    É chico-espertice fazer passar por mais importante uma competição que afinal de contas não era suficiemtente "séria, cuidada e intensa", apenas porque era a única nacional...

    4- "Eu só pretendo é que não apaguem estes títulos... Era a única competição e grande competição do futebol nacional"

    Eu não quero de maneira nenhuma apagar títulos. Os títulos ganhos no Campeonato são para juntar à Taça de Portugal!
    Além do mais ninguém pode apagar algo que existe representado em troféus. No trofeu da Taça de Portugal aparece lá todos os vencedores do Campeonato de Portugal. Ninguém esqueceu nada. a História está bem documentada.
    A chico-espertice tenta é ir contra o que a Federação Portuguesa de Futebol decidiu em 1938-1939.
    A chico-espertice é tentar passar a mensagem que o Campeonato da I Liga conta ZERO e o Campeonato de Portugal é que conta para o Campeonato Nacional da I divisão.
    A chico-espertice tenta aproveitar para dizer que os títulos não podem ser apagados, mas tentam por todos os meios apagar os títulos do Campeonato da I Liga. Jamais um sportinguistas , ou um não sportinguistas considerará um Campeonato da I Liga como uma Taça de Portugal. Será ZERO! Tentarão apagar sempre os títulos do campeonato da I Liga. Vão dizer porttanto que eles andaram a correr e a jogar para nada! Um vencedor em 14 jornadas vale ZERO porque o campeão é o vencedor do Campeonato de Portugal e não o vencedor do Campeonato da I Liga.

    E deixo a cereja no topo do bolo deixo para outro comentário.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oh rapazito, estás aqui a meter o nome do FCP ao barulho, porquê?! pura ignorância. O FCP tem os seus Títulos bem definidos e separados.

      04 Campeonatos de Portugal
      27 Campeonatos Nacionais da I Divisão
      16 Taças Portugal
      20 Supertaças de Portugal
      00 Canecos da Cerveja
      00 Taças Latrina
      00 Xícaras do Tremoço

      http://www.fcporto.pt/pt/clube/palmares/Pages/palmares.aspx

      Assim que, não metas o nome do FCP ao barulho em zangas de vizinhos.

      Eliminar
    2. Aqui está mais outra pessoa que vai em tudo contra aquilo que alguns iluminados Sportinguistas defendem.
      Ele tal como os outros pega nos Campeonatos da I Liga e coloca-os como títulos do Campeonato Nacional da I Divisão como deve ser, depois não pega é nos Campeonatos de Portugal e não os coloca como Taças de Portugal.

      É contra estas pessoas que os Sportinguistas deviam estar em desacordo.

      Eliminar
  11. Como prometi para terminar:


    5- "Só há aqui uma lógica de alguns iluminados que comentam sobre isso, que é o facto da competição ser também por eliminatória. Mas mesmo assim não se pode considerar que é da mesma maneira, porque a Taça de Portugal entram os clubes todos das divisões, tudo no mesmo saco para fazer o sorteio puro e duro."

    Aqui pressuponho que mais que chico-espertice é pura e simples ignorância o que é ainda mais triste que chico-espertice.


    É totalmente descabido, e patético, e se não for ignorância, mal intencionado! querer comparar o Campeonato de Portugal dos anos 20 ou 30 do século XX com a Taça de Portugal dos anos 10 do século XXI.

    O que é sensato, verdadeiro, honesto é comparar o Campeonato de Portugal dos anos 30 com a Taça de portugal dos anos 40.
    E a conclusão é que o campeonato de Portugal de 1937-1938 é EXACTAMENTE igual à Taça de Portugal de 1938-1939
    E sim para os que ainda se perguntam o Campeonato da I Liga de 1937-1938 é EXACTAMENTE igual ao Campeonato da I Divisão de 1938-1939.
    Ambas as competições se efectuaram exactamente no mesmo moldes. Nenhuma chico-espertice mudará isto!!!!

    Alias é mais que sabido que o Campeonato Nacional da I divisão dos anos 30 e da primeira metade dos anos 40 era bem diferente do Campeonato Nacional da I Divisão de 2016/2017.
    Todos sabemos que as subidas e descidas de divisão apenas apareceram a partir da época de 1946/1947.

    Os iluminados e chico-espertos nunca conseguirão dobrar a realidade à sua medida, por muito que tentem.
    Em relação ao artista vou poupar-lhe rebater ponto por ponto apenas fico satisfeito em pensar o que acha do ponto 5. Ou seja a semelhança/Diferença que existe entre o Campeonato de Portugal de 1937-1938 e a Taça de portugal de 1938-1939 e a semelhança/diferença do Campeonato da I liga de 1937/1938 e o Campeonato da I Divisão de 1938-1939.
    Estou deveras interessado em saber o que o artista do dia pensa e não o que ele publica sobre o que outros pensam.


    É sabido que o Campeonato Nacional da I Divisão era bem diferente do Campeonato Nacional da I Divisão do final dos anos 30 e da primeira metade dos anos 40.
    Aliás as subidas e descidas de divisão apenas tiveram início na época de 1946/47. A competição tem sofrido alterações desde 1934-1935, mas não há dúvidas que é a mesma!!

    Esta é a verdade e é apenas mais uma razão pela qual o Sporting nunca conseguirá juntar o Campeonato de portugal ao Campeonato da I Divisão, como tão desesperadamente tenta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Esqueci-me de uma coisa:nesses anos o formato do CP e o do CN eram muito semelhantes.

      Aliás, no CP jogavam todas as 8 principais equipas que também foram experimentar o CN e MAIS algumas, portanto além de mais conpetitivo o CP era também mais representativo das restantes regiões do país.

      Se não me engano, o CP juntava os vários vencedores regionais.

      Eliminar
    2. A aldrabice e a manipulação descarada destes revisionistas nunca passará.

      Este esqueceu-se de referir que no campeonato de Portugal, antes da fase em eliminatórias, os clubes eram apurados pelos campeonatos regionais. Em que jogavam, em dada região, todos contra todos.
      A habitual omissão desonesta de factos que permitam iludir os incautos e sustentar o revisionismo e manipulação histórica descarada.

      Mas vejam lá como o artista também se esqueceu de referir que nos campeonatos da liga experimentais os participantes foram por convite e não havia representantes de todas as regiões.
      É mesmo à descarada.

      Depois ignoram sempre o facto de na época, para os contemporâneos e quem viveu naqueles anos, ou seja, perante a realidade da época que não pode ser alterada posteriormente e retroativamente, ser unânime que o campeonato de Portugal era a competição mais importante e que determinava o campeão nacional como pode ser verificado nos inúmeros registos de imprensa.

      Os manipuladores e revisionistas que mostrem um registo de imprensa da época em que o vendedor do campeonato da liga experimental seja considerado o Campeão nacional. Mostrem só um... Na realidade, pouco se ligava a uma competição secundária e experimental.

      Esta tentativa de revisionismo lampião é muito fraquinha e só numa república das bananas estes manipuladores se safam em levar avante a "verdade" do regime.

      Sugiro que se contenham e se limitem a manipular os dados do vosso clube, como a data de fundação, e deixem os outros clubes e a verdade histórica fora dos vossos revisionismos.

      Eliminar
    3. "Aliás as subidas e descidas de divisão apenas tiveram início na época de 1946/47. A competição tem sofrido alterações desde 1934-1935, mas não há dúvidas que é a mesma!!"

      Isso é mentira...Logo na 1º edição do Campeonato Nacional da I divisão o Casa Pia num campeonato com 8 equipas ficou em ultimo e na edição seguinte não participou mesmo eela tendo sido jogada por 10 equipas.
      E nessa epoca o Carcavelinhos o Academico do Porto, Leixões e Vit. Setubal ficaram em 7º, 8º, 9º e 10º e não participaram na edição seguinte, com 8 equipas onde para alem das equipas que ficaram acima do 7º lugar em 39/40 entraram o Unidos de Lisboa e o Boavista que nessa edição ficarm em penultimo e em ultimo e não entraram na edição de 41/42 com 12 equipas.

      Só naqueles campeonatos experimentais que serviam para apurar o "campeão" é que não havia nem subidas nem descidas...Pois em 4 edições do mesmo...A Académica ficou em ultimo em duas e participou em 4...Enquanto o União de Lisboa ficou em 6º numa edição e pronto...Nunca mais participou em nenhuma edição.

      MRMAQ

      Eliminar
    4. Mário Quintas,

      Não é mentira nenhuma. Lá por uma pessoa ser ignorante em assuntos históricos do futebol português não dá o direito de considerar outro mentiroso. Até pode tentar chamar um terceiro de mentiroso, mas mais depressa se apanha um chico-esperto que um mentiroso.

      Como não gosto de passar por mentiroso passou a explicar.

      O Campeonato da I Liga da altura era diferente do Campeonato Nacional da I Divisão de hoje em dia, tal e qual como o Campeonato de Portugal da altura era diferente da Taça de Portugal de hoje em dia.
      No Campeonato da I Liga participavam quatro clubes de Lisboa, dois do Porto, um de Coimbra e outro de Setúbal. Assim o foi durante o Campeonato da I Liga, como foi durante os primeiros anos da década de 40 do Campeonato Nacional da I Divisão. Depois sofreu uma primeira alteração onde o Campeonato Nacional da I Divisão teve a participação de quatro clubes de Lisboa, dois do Porto, um de Coimbra, um de Setúbal, um de Braga e um do Algarve.

      Ou seja os clubes eram apurados regionalmente para participar no campeonato Nacional da I Divisão!
      Tem que inventar outra treta porque essa chico-espertice não faz sentido. Se tentar fazer passar por rídicula uma competição onde os clubes eram apurados regionalmente (e daí o Casa Pia não ter particiado no Campeonato seguinte mesmo tendo sido jogado por 10 equipas - devido a interesses do FC Porto de modo a que não fosse jogar na II Divisão) então teria que retirar campeonatos vencidos na década de 40...

      Não havia descidas nem subidas de divisão. O Porto por duas vezes não foi apurado regionalmente para o Campeonato Nacional da I Divisão. E por duas vezes essa competição foi alargada de modo a que o FC Porto fosse jogar na I Divisão e não na II Divisão (mesmo que tivessem vencido a edição anterior)


      Como disse e volto a repetir O Campeonato da I Liga é EXACTAMENTE igual ao Campeonato Nacional da I Divisão dos finais dos anos 30 e inícios dos anos 40. Não houve alteração no modelo. Não houve alteração no formato da Taça, houve apenas uma alteração -> I Liga para I Divisão.

      Defende pois o caro Mário Quintas que em 1945/46 o Campeonato era Experimental e só a partir de 1946/1947 com um modelo de subidas e descidas é que passou a ser a sério ? Estou deversa curioso em saber como irá a chico-espertice contornar esta questão.

      E continuo à espera de saber a opinião do artista do dia.

      Eliminar
    5. Sar O rei da chico-espertice,


      Esqueci-me tanto de referir que no Campeonato de Portugal eram apurados pelos campeonatos regionais como no Campeonato da I Liga eram também apurados pelos campeonatos regionais.

      E aqui além de chico-esperto o sar passou por mentiroso, pois nunca houve clubes a se qualificarem para o Campeonato Nacional da I Divisão por convite. (Ou será que está a falar do FC Porto quando este deveria ter participado na II Divisão???)
      Por convite foi o Sporting seleccionado para participar na Taça dos Clubes Campeões Europeus agora Liga dos Campeões, quando o clube que havia vencido o Campeonato Nacional fora o Benfica! Pena que se tenha esquecido falar desse convite.
      Foi má-fé sua porque essa argumento só me daria mais razão.

      Um Campeonato a 14 jornadas de ida e volta onde os clubes não desciam de divisão nem subiam (eram pura e simplesmente apurados através dos campeonatos regionais) e que devido ao sucesso que obteve continuou a ser usado nos anos seguintes e chegou a ultrapassar a prova Rainha, que já existia, antes em importância seja desportiva como financeiramente. Um Campeonato igualzinho seja 1935/36, ou 1937/38 ou 198/39 ou 1939/40 ou etc..


      Engraçado que o chico-esperto do Sar em lado nenhum rebateu um ponto meu, ao contrário do Mário Quintas que tentou fazê-lo num completo desconhecimento sobre a história do Campeonato Português.


      Por último não tenho problema nenhum em concordar que a prova Rainha nos anos 20 e 30 era a prova mais importante. É normal, Não havia outra! E quando apareceu outra foi logo vista com desconfiança. Até duvidavam que desse lucro.
      Tudo o que seja novidade na história da humanidade nunca é logo aceite nem mete rapidamente na sombra algo que já existe. Leva tempo a transição. Assim o foi com o Campeonato, e assim o foi com a Taça da Liga. Daqui a 80 anos as pessoas olharão para a Taça da Liga necessariamente com outros olhos que as pessoas olham hoje em dia.
      Curioso que a Taça da Liga já teve vários formatos como o Campeonato nacional teve desde 1934/1935, já teve vários nomes, mas é sempre a mesma competição. E porquê ? Porque a instância superior assim o decidiu!!! Não foi a imprensa da época -> Abola, Record, Jogo. Tal e qual como a Federação decidiu em 1938/39 e não a imprensa da época -> sports, etc .


      A chico-espertice não tem limites. E tudo o que escrevi ainda não foi desmentido. Alias tentam apenas pegar em outros exemplos, em diferentes argumentações para rebater a minha opinião nunca deitando abaixo um único argumento meu.


      Mas confesso que contra mentes fechadas é muito dificil argumentar. Tenho plena noção que nunca conseguirei, por mais que saiba sobre a história do futebol, convencer o sar de nada. E se assim é neste assunto simplista, noutros muito mais complexos ainda pior é. nunca haverá entendimento na Terra seja entre pessoas de outros clubes, de outros países, de outras nacionalidades, de outras culturas, etc.

      ps: mas continuo curioso sobre o que o artista do dia pensa sobre o Campeonato de Portugal de 1937/38 e Taça de Portugal 38/39 e o Campeonato da I Liga de 1937/38 e Campeonato da I Divisão de 1938/39.

      Eliminar
    6. O assunto resume-se a isto: o benfica considera 3 títulos nacionais de uma competição experimental que era uma prova secundária na época para adeptos, imprensa, clubes e atletas.

      Quase tão degradante como a aldrabice da data de fundação.

      Pegar pela semelhança dos formatos ignorando tudo o resto é revisionismo de quinta categoria.

      A comparação com a taça da liga é apenas idiota. A comparação certa seria daqui a dez anos vir um lampião da federação dizer que a taça da liga é que apurava o campeão e, retroativamente, alterar todo o passado como os revisionistas tentam fazer passar com essa decisão de 1938, que apenas se refere ao formato das competições e nunca a manipular e devassar o passado alterando a importância e o sentido das competições. Nunca foi dito em 38 que as provas a título experimental dos 4 anos anteriores contavam para alguma coisa. Nunca.

      O benfica considera títulos nacionais a conquista de uma prova a título experimental. Prova. Título. Experimental.

      E sim, a contabilização correcta é historicamente fiel devia contabilizar cada diferente prova individualmente:

      - campeonatos de Portugal;
      - campeonatos nacionais;
      - taças de Portugal;
      - taças da liga

      Se o benfica faz questão pode acrescentar uma nova linha e pôr:

      - 3 campeonatos da liga a título experimental.

      A
      Título
      Experimental.

      Eliminar
    7. "Ou seja os clubes eram apurados regionalmente para participar no campeonato Nacional da I Divisão!"

      Portanto so pode ter sido mesmo uma coincidencia daquelas...que todos os clubes que na época "x" tenham descido da I Divisão, na epoca seguinte tenham disputado a II Divisão e que os clubes que na época "y" tenham subido da II Divisão na epoca seguinte disputaram a I Divisão?!

      Exemplo pratico: Época 40/41.
      Na epoca 39/40 o Carcavelinhos o Acad. Porto o Leixoes e V.Setubal desceram de divisão o que fez com que na época que serve de exemplo participassem na II Divisão (O Acad.Porto e o Leixões na 1ªserie do Grupo Douro Litoral o Carcavelinhos e o Setubal na 1º serie do Grupo Estremadura) e devido á boa prestação do Acad.Porto e do Carcavelinhos na epoca seguinte voltaram a disputar a I Divisão sendo acompanhados na subida de divisão pelo Olhanense que participou no Grupo Algarve da II Divisão, o Guimaraes que disputou o Grupo Minho da II Divisão e o Leça que que tal como o Acad.Porto disputou o Grupo Douro Litoral da II Divisão mas na 2ª serie...

      E sim..a II Divisão estava dividida por regiões mas não deixava de ser uma prova de ambito nacional..


      MRMAQ

      Eliminar
    8. Diria que o Sar já começa a mudar ligeiramente o discurso.

      Pelo menos já não chama ao Campeonato da I Liga como Campeonato Experimental. Agora passou a ser Cammpeonato da I Liga a título experimental!

      Engraçado é que ainda não li(mas lerei brevemente, certamente) Campeonato de Portugal a título experimental.

      Tenho a certeza que o sar sabe que naquela altura realizar uma competição nacional era puramente experimental! Nunca tinha sido feita. A maior parte das associações recusaram participar pois ou os clubes eram amadores ou não havia dinheiro. Daí apenas terem participado dois campeoões regionais. O de Lisboa (Sporting CP) e do Porto (FC Porto).

      Os primeiros Campeonatos de Portugal foram portanto puramente experimentais. Com o tempo e derivado ao sucesso começaram outras associações a participar inclusivé, imaginem só, das ilhas!

      Uma prova bem vísivel que o Campeonato de Portugal no inicio da década de 20 era puramente experimental é o própria troféu de Taça de Portugal. Podem ver claramente no trofeu que não existe uma chapa individual para os 5 primeiros vencedores.
      O trofeu propriamente dito foi criado e foi decidido pela FPF colocar religiosamente a chapa de vencedor, excepto os primeiros cincos que já havia vencido a prova, mas cujo trofeu ainda nem se quer existia como o conhecemos hoje em dia.

      A contabilização história é a que foi definida pela Federação Portuguesa de Portugal. Podes achar o que bem apetecer. A Bola, Record podem opinar o que lhes bem apetecer mas a FPF tem a única palavra. A decisão foi feita pela máxima instituição.
      Enquanto a Federação não vier alterar o que os seus dirigentes informaram na acta de 1938-1939 continuarei a contabilizar:

      Campeonato da I Divisão:

      - 35 SL Benfica
      - 27 FC Porto
      - 18 Sporting CP

      Taças de Portugal:

      - 28 SL Benfica
      - 20 FC Porto
      - 20 Sporting CP


      ps: sar o Sporting não venceu o Campeonato da I Liga porque os dirigentes disseram aos jogadores que aquilo era experimental e que nem valia apena correr e marcar golos e que fizessem de proposito para perder? FOi isso ?
      Olha que o teu companheiro Sportinguista - Vitor Cândido - disse que a criação do Campeonato da I Liga foi derivado ao facto do Campeonato de Portugal não ser suficientemente séria, cuidada e intensa. Portanto não tinhha importância porque o Campeonato de Portugal era a única competição, mas quando apereceu o Campeonato da I Liga passou a ser a competição mais séria, cuidada e intensa.
      hahhaha é só contradições. Mas lá que vencer o Campeonato de Portugal era uma honra era ! e se estás em desacordo com o que a FPF há 80 anos está no teu direito.

      Eliminar
    9. E aí está a novilíngua tão característica dos revisionistas.

      Agora querem redefinir o significado das palavras e fazer-nos crer que "prova a título experimental" é diferente de "prova experimental" e sinónimo de "competição oficial".

      Ridículo.

      Eliminar
  12. Tanta letra junta para dizer nada e fazer uma teoria com base numa falácia.

    Usando ao tua própria narrativa, nos anos em que existiram competições em paralelo, está mais que demonstrado que a que apurava o campeão nacional, a melhor equipa ou o que lhe quiserem chamar, era o Campeonato de Portugal.

    Era o CP que as equipas se esforçavam para ganhar. O CN era a taça da carica da altura.

    Isto é claro como água. O que é errado é o vosso clube mentiroso conpulsivo incluir 3 taças da carica como títulos de campeão nacional.

    ResponderEliminar
  13. Sporting Tv
    Jornal O Sporting

    Não diga mais nada.

    :-)

    Juízes em causa própria !!

    Esta treta já cheira mal.. e a mim só comprova aquilo que sempre digo, este Blogue e o seu Autor foram mesmo sequestrados pelos badochistas!!

    Desde quando uma competição a eliminar com equipas da I divisão e da II divisão poderia ser considerada um Campeonato?!

    Se a questão em causa é a utilização da palavra 'Campeão'... então, sim, o Braga também foi Campeão da edição de 2016 da prova Taça de Portugal ao vencer na Final o FCP. Sim, o Braga é o actual Campeão da Taça de Portugal. Tal como por ex., o Sorting foi Campeão, Vencedor da prova do Campeonato Nacional em 1938. Mas o Sporting não foi Campeão, vencedor do Campeonato Nacional da I Divisão em 1938. Não, não foi !!!

    E o autor deste Post, dono deste Blogue sabe-o bem. Logo ao insistir nesta aldrabice pegada tipo banha de cobra da IURC, só pode mesmo estar refém, sequestrado pelos esbirros do sr que não quer perder o emprego.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tu não atinges mesmo...que surpresa.

      O CP era a competiçao que apurava o campeão. O que é complicado perceber acerca disso?

      Eliminar