sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

Sobre a segunda dívida mais alta da Europa

A UEFA divulgou ontem um relatório bastante amplo, onde se exploram várias temáticas e tendências das ligas e clubes europeus. Um dos quadros apresentados mostra os clubes mais endividados: à cabeça está o Manchester United, e logo a seguir está o Benfica.


Já se sabia que o endividamento bancário e obrigacionista do Benfica é o mais elevado de entre todos os clubes portugueses, mas confesso que não esperava que fosse tão elevado em comparação com todas as outras ligas europeias.

Ao longo das últimas épocas, Luís Filipe Vieira tem batido várias vezes nesta tecla. Lembro-me de várias declarações suas (e de outros elementos da sua direção) em que foi prometido uma redução gradual do passivo e do endividamento. No entanto, os anos vão passando e não se vislumbra nenhuma ação real nesse sentido.

Em teoria, não é por falta de capacidade financeira que não se reduz a dívida. O Benfica vai em três épocas consecutivas com lucros. Em 2013/14, 2014/15 e 2015/16, o Benfica apresentou resultados positivos de, respetivamente, 14M, 7,1M e 20,4M, o que dá um total de 41,5 milhões de euros. No entanto, neste mesmo período, o endividamento bancário e obrigacionista não baixou. Pelo contrário, aumentou... quase 29 milhões de euros: subiu 36M em 2013/14, diminuiu 6M em 2014/15, e diminuiu apenas 1M em 2015/16.

Na minha opinião, existem dois fatores principais que ajudam a explicar por que razão o Benfica não reduz a dívida, apesar dos anos consecutivos a apresentar lucros. 


1. Mendilhões não pagam dívidas

O Benfica entregou-se às mãos de Mendes. Dos negócios de maior valor, são poucos ou nenhuns aqueles que não passam pelas mãos do empresário. Vendas como as de Ivan Cavaleiro, André Gomes, Bernardo Silva ou João Cancelo, realizadas na altura por valores completamente desfasados da cotação real dos atletas, e exclusivamente para clubes que estão dentro da esfera de influência de Mendes, ajudaram a compor a contabilidade do clube. Mas será que ajudaram a compor, na mesma medida, as necessidades de tesouraria? Será que todo o dinheiro inscrito nesses contratos acabou realmente por circular entre os clubes? Tenho muitas dúvidas que isso tenha acontecido.

Aliás, é curioso ver que os quatro grandes clientes de Mendes - Benfica, Valência, Atlético Madrid e Monaco - estão presentes na tabela dos vinte clubes mais endividados. São, respetivamente, a maior dívida de clubes portugueses, as duas maiores dívidas de clubes espanhóis, e a segunda maior dívida de clubes franceses. Simples coincidência, ou haverá algo mais?


2. Vieira não está realmente interessado em abater a dívida e, consequentemente, o passivo

Isto não é uma crítica, é apenas uma constatação. É a ideia com que fico ao analisar o discurso e as ações do presidente benfiquista. Apesar de Vieira já ter dito, em variadíssimas ocasiões, que o passivo é para se ir abatendo, e apesar de o Benfica ser um dos clubes do mundo que mais vendas realizaram nos últimos cinco anos, essa promessa ainda não se concretizou de forma palpável.

Acho normal que a SAD opte por usar parte dos lucros para investir em novas infraestruturas, no reforço da estrutura ou da equipa de futebol. A redução da dívida não é a primeira prioridade de nenhum clube do mundo. Mas basta ler as declarações de Vieira nas entrevistas que vai concedendo para se perceber que a redução do passivo e do endividamento está muito, muito longe do topo das suas prioridades, apesar das promessas que vai fazendo. O Benfica não tem um passivo mais reduzido porque, muito simplesmente, o seu presidente não quer.

Assim de repente, lembro-me de ler que Vieira quer construir (ou já construiu) um lounge VIP, mais não-sei-quantos relvados no Seixal, um centro de alto rendimento, um simulador de futebol, ampliação do número de camas no Seixal, um polo de ensino secundário, um polo de ensino universitário, uma casa do atleta, uma rádio, uma residência sénior e um hotel temático na baixa de Lisboa. Tudo projetos tão dispendiosos quanto ambiciosos, de maior ou menor utilidade, alguns dos quais fogem completamente ao que é o core business do Benfica - com todos os riscos que isso implica -, e em que nem todos são auto-sustentáveis financeiramente - não é só o que custa a construir, é também o que custará a manter daí para a frente. E depois destas obras estarem concluídas, outras certamente se seguirão.

Mais ou menos acertada (isso cabe aos benfiquistas avaliar), a política de betão de Vieira faz parte de uma agenda (ou filosofia, se preferirem) que o próprio nunca escondeu, mas que não facilita, de modo algum, a redução efetiva da dívida. De qualquer forma, no final desta época, os seguidores mais crentes do presidente benfiquista terão uma boa oportunidade para perceber até que ponto a redução do passivo é mesmo para se concretizar: aquando da assinatura do contrato com a NOS, Vieira disse o seguinte ao Expresso (LINK): 
"Há 12 anos, tivemos de ‘salvar’ o clube. Depois, foi necessário criar infraestruturas, o que obrigou a criar dívida. Apostou-se no projeto desportivo, e agora chegou o momento de amortizar a dívida. Seguramente que pelo menos parte substancial deste contrato será para reduzir passivo."

Olhando para as receitas operacionais (excluindo atletas) e para as vendas de jogadores que se perspetivam no horizonte (partindo do pressuposto que não serão em mendilhões), o Benfica tem todas as condições para abater a sua dívida. Se o irá ou não fazer, só Vieira saberá.

81 comentários :

  1. Mdc original está de volta? A sua propaganda deixou o ter uma opinião tão "não cega"? Apesar de ainda se espalhar um bocado com a sua teoria da conspiração sobre as vendas.
    O man utd, o líder da dívida, está cheio de medo de clubes como o malmo que ficaram no top dos lucros no ano analisado. Feliz ano doyen para vocês.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O nosso feliz ano Doyen foi 2016. 2017 é o vosso feliz ano Doyen, graças ao Ola John. :)

      Eliminar
    2. Eheheh, bem metida Mestre.

      "Teoria da conspiração sobre as vendas", ahahahahah. Foda-se. A passarada é um verdadeiro caso de estudo. Estamos em 2017, vão se descobrindo os esquemas do Mendes a um ritmo semanal (a última foram os 500k a que ele deitou a mão e que levou para as Caimão), relativamente ao Carnide e ao Vieira nem é preciso falar, as evidências estão aí para quem não quiser tapar os olhos/comer gelados com a testa, e ainda há quem se preste a estas figuras em público.

      Eliminar
    3. ahaha e vocês com a doyen.. que já está provisionada há muito e fora dos nossos radares. Já vocês ainda têm ligações com eles (já pagaram o Ola?) e 100% dependentes de mendilhões. Viva o carnide! Viva o geladinho!

      Eliminar
    4. Vai ler o artigo, por uma vez na tua vida.
      O passivo do Man Utd corresponde a 80% das suas receitas anuais. Tenta lá perceber qual é o mais sustentável, e quem deve estar mais preocupado: Man Utd, Malmo ou venfique?

      Eliminar
    5. Feliz Ola John que Doyen Doyen....espera o culpado da sua contratação foi o JJ !...

      Eliminar
    6. Ainda vão pôr isso na PI do processo que instauraram contra o JJ.
      Oh wait.. onde andará ela?

      Eliminar
    7. MdC anda desactualizado. Não lê as notícias dos blogues da concorrência?
      Olá John está pago, meus senhores, está pago (como o pavilhão)!
      "A Sporting TV ou o lado negro da BTV, como lhe queiram chamar, andou semanas a fio em agosto a promover que o Benfica devia à Doyen cerca de 6 milhões de euros pelo jogador Ola John. Questionaram os jornais desportivos, acusaram o Benfica de não ter dinheiro para pagar e disseram que tinham até ao final do mês de agosto para pagar a dívida.
      Pois bem, o "lado negro da BTV" e os seus comentadores, enganaram-se na guião que lhes meteram à frente. O Benfica deixou-os falar e hoje, 5 meses depois, saiu a notícia de que o Benfica pagou os 5,9 milhões à doyen no último mês de junho, tendo desta forma arrecadado os 50 por cento dos direitos económicos que estavam nas mãos da referida empresa."

      Eliminar
    8. Oh Nuno, mas o Manchester faz 90 milhões na venda de uma camisola de um jogador numa semana... tanto quanto o Merdica gasta no futebol, fora transferências, numa época.

      O Manchester mesmo sem champions tem receitas 4 a 5x superiores ao Merdica (acho que é mais-> po Mister fazer um artigo), só os direitos televisivos BASE, iguais para todos os clubes da Premier Ligue, são 150 milhões {~4x mais}

      Portanto são comparações estúpidas no mínimo, mais que a dívida do Manchester se calhar não é o dobro da do Merdica...

      A política do betão tem um caracter de subterfugio nitidamente social... para mim o Merdica prepara-se para chular o estado (todos nós) com a propaganda dessa vertente se a coisa der po torto... Ladrão de Camiões filantropo(get out of jail free card) ... pois po torto vai dar

      (podem guardar este post, para me o atirar a cara)

      Eliminar
    9. Ui, que eles até se puxam os cabelos uns aous outros! Calma pessoal.

      Eliminar
    10. Eh pá lamps sem nexo!

      Isso da doyen só pode ser ELOGIO... 14 milhões para os pôr a ir morrer longe não é uma pechincha concerteza, mas salva-se o enorme gosto de já nem os vêr pelas costas pois estão demasiado longe...

      Agora gosto gosto é ver que mendez já leva pelo menos 140 milhões e o orelhas quase outro tanto... e são vocês que eles estão a vêr pelas costas LOL (caguei para adeus Johns e doyens... isto sim é espetacular e hilariante)

      Eliminar
  2. As próprias contratações do SLB, pelo menos umas quantas, devem estar por pagar, o que também entra na dívida. Não nos esqueçamos do custo de: Salvio, Rafa, Pizzi, Mitroglou e Jonas, todos acima dos €10M, sendo Rafa o mais caro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estes números são de junho de 2015, nessa altura o Rafa e o Mitroglou não estavam no Benfica. O Jonas foi a custo zero. De qualquer forma, não sei se as dívidas a outros clubes entram nestas contas.

      Eliminar
    2. Nos últimos 4 anos o Merdica gastou o dobro do FCPorco, e 3 a 4x mais que o Sporting em contratações.

      Tem o melhor 'banco' sem dúvida em Portugal, mas não tem a melhor equipa, e para isso muito contribuiu terem deixado escapar o JJ para um rival (por isso a guerra suja que lhe fazem)... e por isso precisarem de toda ESTA CORRUPÇÃO, que lhes permite jogarem voleibol com futebol entre muitas outras coisas (ajuda imenso!)

      Eliminar
  3. Mestre,

    Aquilo que o Benfica faz, também o Porto o fez, recheando o seu plantel de jogadores com custos incomportáveis no preço de aquisição, ordenados e prémios de assinatura para jogador, empresário, fundos, etc.

    Este tema é secundário se a coisa corre bem e os títulos aparecem, tornando-se ainda mais secundário se as presenças na Champions se traduzem em retorno de milhões.

    O problema está, como bem sabemos, quando a coisa corre mal e os resultados não são os esperados, como bem se viu com Lopetegui ao comando.
    O discurso inverte-se e a aposta na formação passa a ser uma prioridade.
    Os resultados nos anos seguintes ficam claramente comprometidos como se constata nestas quatro últimas épocas de Porto, as piores dos últimos 40 anos.

    No Sporting foi ainda bem pior, 2 ou 3 anos de maus investimentos com JEB e Godinho Lopes juntaram-se a uma situação financeira que já era grave e o desastre só podia ser mesmo o que vimos atingir o clube em 2012/13.

    Espero e desejo sinceramente por essas duas ou três épocas menos positivas dos lampiões para ver um Emirates a despenhar-se com toda a força contra a triste realidade de quem vive acima das suas possibilidades.
    Pode ser que não estejamos tão longe asim desse dia.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Claro, havendo títulos para mostrar, a dívida é uma questão perfeitamente secundária para praticamente toda a gente, independentemente do clube. O problema é quando os títulos não aparecem ou deixam de aparecer.

      Eliminar
    2. Veja-se o que agora está a acontecer ao Porto,sem títulos e apesar de todas as vendas uma dívida a subir perigosamente.O Porto já não está cumprir as regras do fairplay financeiro imposto pela UEFA.

      Eliminar
  4. O Banco de Portugal divulgou no ano passado que o rácio da dívida sobre o PIB passou de 133 por cento. Mais um clube que vai fechar portas.
    Será que a UEFA sabe o que são VMOCs?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não pá os especialistas financeiros da UEFA não percebem nada de finanças, mas não desesperes há um tipo no blog NovogeraçãoBenfica um tal de eagle que percebe mais disto do que a UEFA do que as auditorias que verificam as contas das sads todos os anos do que a CMVM do que autoridade trubutária e fianceira do estado português! Este eagle é um tipo brilhante, o gajo alem de um génio das finanças também escreve comédia e ficção cientifica, vai ler os posts dele vai que ficas esclarecido e feliz da vida...OLHÓ GELADINHO!!!! VENHAM BUSCAR REFRESCA A TESTAAAA!!!

      Eliminar
    2. A UEFA sabe, já tu, o VenfiqueByVouchers e o Eagle Nugget...

      #MidasSchoolOfEconomics

      Eliminar
    3. Este burro ainda não percebeu que Portugal também está perigosamente perto da bancarrota. Se a DBRS nos baixa o rating, temos novo resgate. Tens noção do que isso significa? Não tentes responder, é uma pergunta retórica. :)

      Eliminar
    4. Limpa essa testa...

      ... estas a sujar o estabelecimento todo.

      Eliminar
    5. Tiago, o Eagle é tão génio como o Mister do Café. Mas para ti este já é o supra sumo das finanças, não?

      Eliminar
    6. Cowboy, e se vier a bancarrota Portugal vai-se refundar? Formar os Estados Unidos da Ibéria?
      O que eu disse e tu asnentamente não entendeste é que o Benfica é grande demais para "desaparecer", ao contrário do ScP.

      Eliminar
    7. Oh Rena!, a UEFA e todas as pessoas minimamente inteligentes sabe o que são VMOCs (se não sabem informam-se antes de abrir a goela imunda).

      Pelos vistos tu não sabes nem queres saber...

      Dica: não são dívida nem passivo (caridoso: são instrumentos para aumento de capital)

      Eliminar
    8. Rena... qualquer estado refinancia-se automaticamente assim que conseguir relançar a actividade económica em grande(muito maior receitas de impostos)

      O problema é a Alemanha que tem o CA (aka BCE) do lado deles (nunca param de meter o bedelho), pois apsar de ser o motor industrial da Europa, financeiramente se o Deutchbank fôr no caminho do BES, ficam piores que Portugal (então toca de colinho pos meninos)

      Até deste uma de inteligente con esse paralelismo entre o mundo do futebol e das finanças... é pena é que tenha sido completamente inadvertido como se vê pelo teu discurso.

      Eliminar
    9. Engraçado, vários bancos tínham esse epíteto "too big to fail" antes de rebentar a bolha e provocar a crise que conhecemos.

      Eliminar
    10. Angelo, a diferença é simples: os big bancos que faliram tinham milhões de clientes que se queriam servir deles, o Benfica tem milhões de simpatizantes que querem servir o clube.

      Eliminar
    11. Maria Silvas, VMOCs não são dívida nem passivo. Eheheh
      Mas o ScP tem a obrigatoriedade de pelo menos comprar uma percentagem delas, se não quiser que outros mandem no clube em vez dos sócios. Isso não é dívida?

      Eliminar
    12. A Manuela Ferreira Leite discorda! Afinal de contas se nao fosse " a boa vontade " dela ja nem existiam seus miseraveis

      Eliminar
    13. ahahahahahaah este rotolfo é um comico, "grande demais para desaparecer"...

      ...o que tens em ego, falta-te em noção da realidade!

      http://www.instantshift.com/2010/02/03/22-largest-bankruptcies-in-world-history/

      Como dizia alguem da minha terra quando lhe pediam se podiam pagar mais tarde, a sua resposta era sempre a seguinte:

      "Pagas hoje, porque ja vi impérios maiores que o teu caírem"

      Eliminar
  5. tudo muito bonito mas estas a falar dum relatorio da UEFA de 2015 acerca do sucesso do Fair Play Financeiro (e nao acerca das dividas de clubes)....estamos em 2017...muito o Benfica vendeu desde esse ano!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. fm.carv, o Benfica de facto vendeu muito desde junho de 2015, mas desde essa data apenas abateu 1 milhão de dívida bancária e obrigacionista - o que vai precisamente ao encontro do que escrevi.

      Eliminar
    2. Sempre venderam muito. O endividamento sempre cresceu.

      É tentar somar 2+2 e lidar.

      O Mendes e o Nélito agradecem.

      Eliminar
    3. Este que chegou de paraquedas ainda não tirou as palas. Vieste ao sítio certo, se quiseres realmente ficar informado.

      Eliminar
    4. Tal como eu digo,quanto mais vendem mais devem !...ehehehehehehehe

      Eliminar
  6. Capas dos desportivos..... So o jogo faz referência a esta situaçao e num pequeno quadradinho.
    A serventia continua no futebol português.
    Entretanto reparem no arbrito nomeado para o Sporting.
    Sera q nao existe por ai um adepto em fase terminal da sua vida que faça desaparecer alg

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bruno, em relação às capas, estranho seria se fosse ao contrário... :)

      Eliminar
    2. as capas dos jornais ingleses nem mencionam q o Man Utd esta em primeiro nesta tabela....outra cultura!

      Eliminar
    3. O Orelhas quando chegar da China vai dar um puxão de orelhas aos cães de fila da comunicação social porque não conseguiram filtrar esta informação até serem campeões em sociedade com a APAF !...

      Eliminar
    4. E a meme do dia, "se temos divida, é porque temos credibilidade para a ter".

      Eliminar
    5. Gande porcaria de meme!... todos dizem o mesmo, exactamente até o último instante antes de entrarem em 'default' (insolvência).

      Eliminar
  7. Se não se fala da dívida, é porque não existe. É a mentalidade reinante.

    Tem, efetivamente, uma dívida "de estado". Suponho que seja por isso que é apelidado de "o estadista".

    ResponderEliminar
  8. Não é o core business do benfica mas é o do vieira: construção.

    ResponderEliminar
  9. É melhor chamar os bombeiros ou o INEM que vai haver passarada que vai sentir-se mal....espera o Orelhas está na China... o Naming,o Jiménez,o Carrillo,o gajo que trata das pulgas,o Diabo de Gaia,o Taxista,o Cozinheiro,o gajo da cal tudo a caminho da China !...ehehehehehehehe

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O Vieira foi à China à procura do "feeling" e treinar o mandarim.

      Eliminar
    2. King Lion, isso é um conceito novo, chama-se internacionalização da dívida.

      Eliminar
  10. Mestre, o seu post foi de um tremendo... politicamente correcto... demais até, na minha humilde opinião, mas não vão faltar aqui (aliás, já começaram) os suínos de carnide a disparar bazucadas na sua direcção...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem, Aldo, tentei limitar este post às conclusões que retirei daquilo que se tem visto. As consequências desta política irão ver-se com o tempo, não me cabe a mim antecipá-las.

      Eliminar
  11. Caros,

    Há aqui um ponto que o MdC não se dedicou a findo e que para mim é chave: o fair play financeiro. A dívida contraida para reforçar equipas, infrastruturas e afins tem de ser em linha com todos os clubes, em percentagem claro. Não há fair play desportivo quando podemos aceder a tudo, falseando as regreas do jogo. Não é só por isso que o benfica tem experimentado sucesso nos últimos tempos, mas ajuda! Não há grandes novidades neste aspecto, já que o Porto fazia o mesmo. Não há problemas em obter financiamento mas, há problema em não haver nem limite nem equidade.

    Abraço,
    pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. tu entendeste que este relatorio e' acerca do sucesso do fair play financeiro? ou seja mesmo o Benfica e Man Utd estao incluidos nesse sucesso....ja o Sporting andou ai a cozinhar as contas com a divida a' Doyen pra nao ser castigado pela UEFA devido ao Fair Play Financeiro na epoca passada

      Eliminar
    2. Pedro, o Fair Play Financeiro é uma questão diferente. Aí são apenas analisados as receitas e os custos que uma equipa tem em cada época.

      Eliminar
  12. Se é divida liquida, é porque é divida liquida. Se é de 2015 é porque já não retrata a realidade. Se, se, se ...

    Ponham os olhos no carnide. Enquanto roubarem e ganharem, mais de metade daqueles lampiões não se importam que o clube se perca em movimentos contabílisticos fajutos.

    O que é que lhes interessa que os clubes do mendes, entre os quais o carnide, sejam dos maiores devedores. Os movimentos de jogadores entre estes só serve para mascarar contabilisticanmente as contas e fazer aumentar artificialmente o valor dos ativos.

    O problema será quando a bolha rebentar. E nestas coisas rebenta mesmo, mais tarde ou mais cedo.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E mais cedo do que eles imaginam... mas não nos pesadelos!.. pois todo o ambiente de pressa, ansiedade e certo temor, que transparece de toda esta balbúrdia de CORRUPÇÃO À DESCARADA, quer dizer que pelo menos a ideia lhes passa pela cabeça (no reinado do porco da costa a coisa foi sempre mais subtil).

      O Mendes já está a ser investigado lá fora (cá ainda é um paraíso pa 'rota do mendez')... e então os 40 milhões pelo Lindlof e mais 40 por outros!?... se calhar nem +5 milhões do Bayern, pois fica muito mal convocar um jogador que nem po banco vai maior parte das vezes... nem a champions lhes vai valer!

      Eliminar
  13. Mendilhões, mendilhões... Eles bem podem estrebuchar e negar as evidências, mas a realidade não muda. Expectante por ver o dia em que a realidade lhes vai rebentar na cara, o problema é que desconfio que ainda vai sobrar para nós todos. Nada de novo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Um dos efeitos de negociar em mendilhões é que se empurram problemas para a frente, isso não há dúvida.

      Eliminar
  14. fazendo contas às miudezas...

    obriverca - 183 milhões.
    promovalor - 381 milhões.
    dívida ao bes convertida em capital social do benfica - 107 milhões.

    restante dívida do grupo slb - 200 milhões.

    Meste, o Vieira toca música como ninguém... são quase mil milhões de euros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dívida ao BES convertida em capital social do Benfica? Não creio que alguma vez tenham recorrido a isso. Mas sim, de dívidas percebe bem o Vieira.

      Eliminar
    2. Sr. MC, o senhor sabe tão bem quanto eu, que a afirmação de "dívida ao bes convertida em capital social do benfica - 107 milhões." não é verdade, portanto como lhe reconheceu bom nível de análise, peço-lhe que seja inequívoco ao afirmar que se trata de uma afirmação falsa.
      Cump.

      Eliminar
    3. Mas houve valores que foram convertidos em acções não sei se foi o BES ou ou o BCP.Isso tenho a certeza.

      Eliminar
  15. Ou seja, de novo, mais uma vez só não acerto no Totoloto, no Euromilhões...

    Aos anos que eu falo que Robertazzos, Pizzis, Kikins, Mendilhões, Pilins, Patacas tailandesas são moedas virtuais sem cotação monetária real.

    Aos anos que eu falo nos Entrepostos da Corunha, Valença, Mónaco, Chipre, Dubai... e agora nos novos Entrepostos de Bogotá, Mar Negro, China.. e até o Wolverhampton !!

    Aos anos que eu falo que nas contas de mercearia, do 2 + 2 = 4, o SLV - EL - EStado Lampiónico tem mais de 650 MILHÕES de PASSIVO acumulado !!!

    Só não acerto no Euromilhões, no Totoloto!!!!!!

    ResponderEliminar
  16. interessante que o Sporting aparece em 13 lugar num ano em que vendeu o Rojo e em que mentiu acerca do dinheiro que devia a' Doyen....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já vocês com as vendas milionárias a toque de Midas são vice-campeões europeus... da dívida! E não vos vejo nos primeiros 20 das receitas líquidas...

      Imagina este ano com as vendas do Slimani e João Mário e sem ter de pagar o taxa Mendes & Nélito (Olá John!).

      Lida.

      Eliminar
  17. O grande problema da UEFA foi não ter consultado o maior guru em finanças desportivas em Portugal, de seu nome Pedro "el gordo" Guerra, que logo lhe explicaria que as contas estão mal feitas, apresentaria uns gráficos A4 com entradas de mendilhões, e outros em que demonstrava como o activo (à custa de jogadores que custam 22 mendilhões) são, em muito, superiores ao passivo.

    Resumindo, qual o problema?

    ResponderEliminar
  18. Quero lá saber dos lampiões!Nós temos é que apontar baterias para a APAF e CA neste momento.

    SL

    ResponderEliminar
  19. Mestre, preciso de uma ajuda sua, um esclarecimento, apenas.
    É o seguinte: julgo ter ouvido no noticiário das 13 H da RTP1, que os lã-piões contestam os números da UEFA porque, terá dito o papa vermelho (e branco, do pó), os uefeiros não consideraram as vendas do clube nas compras que fizeram.
    Confesso-me mau em contas e vivo no terror de que o meu merceeiro me diga que lhe devo, contas todas feitas, 1.000 € e eu, sem outro argumento, só tenha como justificação que o homem não incluiu a venda que lhe fiz de 20 kg de hortaliças, a 50€ o quilo, como combináramos para enganar o Fisco.
    Mas voltando aos lã-piões: a ser verdade o que ouvi, pergunto-lhe, Mestre:
    - Mas as contas uefeiras não resultam da análise das Contas do clube?
    - E os Resultados dessas Contas não incluem as receitas em Vendas e, logicamente, os gastos totais em Compras?

    Mestre, ajude-me, por favor. Acredite que, pensando nisto, fico com a impressão de que o meu citado merceeiro quer duplicar nas contas o valor do Red Fish que tem vendido...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não vi o noticiário, não sei que argumentos usaram. As contas da UEFA usaram os R&C de 2014/15, ou seja, são números referentes a junho de 2015. Mas, no que diz respeito à dívida do Benfica, nada mudou durante o ano seguinte.

      Eliminar
    2. Não ouvi argumentos. Foi só isso, tout court, e pelo que me diz, o artista mete o red fish nas contas dele e diz que eu não o meti. Habilidoso, o merceeiro.
      Vamos esperar para saber outras justificações, a que ouvi pode ser maluquice de um empregado.

      Eliminar
    3. Retirei agora d'aburla online:
      "Águias tranquilas em relação à dívida
      17:44 - 12-01-2017
      A- A A+
      «O Benfica não está preocupado nem tem muitos comentários a fazer» sobre o relatório financeiro apresentado pela UEFA, em relação à época 2014/15, no qual surge como o segundo clube mais endividado, apenas atrás do Manchester United.

      Fonte dos encarnados sublinha a A BOLA que a SAD «tem feito um trabalho profundo de redução de dívida nos últimos anos» e que a UEFA não considerou os valores das transferências para chegar ao rácio da dívida.

      Por outro lado, as águias sublinham que «o facto de não ter havido necessidade de reconstrução da dívida, ao contrário de outros clubes, demonstra a solidez da recuperação financeira».

      O meu merceeiro não está sozinho - afinal, havia outro...

      Eliminar
    4. "tem feito um trabalho profundo de redução de dívida nos últimos anos"...

      Eliminar
  20. Sr. MC, se poder faça o favor de explicar ao painel que o Benfica desde 2013 está proceder a uma contínua consolidação de Passivo. Transformando divida (corrente) bancária a vencer juros de mais 8%, para empréstimos obrigacionistas (não-corrente) a vencer 4%. E com isto, acrescentar que factura dos serviços bancários (Juros) têm vindo a baixar consecutivamente. De referir, apesar do passivo ter aumentado em aprox. 25M, a divida remunerada manteve-se praticamente igual (+1M).
    Cump. Santos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto dito sem uma risada?
      Dieta Saudável (?), diz-me: os empréstimos obrigacionistas fazem parte do Passivo?
      Cá para mim essa dieta saudável é feita de Cozido à Portuguesa e Tripas à moda do Porto...

      Eliminar
  21. Sr. MC, sff podia confirmar se este relatório refere à época 2014-2015. Se sim então refere-se à época que o sporting apresentou lucro de aprox. 19M. Sendo unicamente possível, pois contabilizou o valor total da venda do Rojo, quando tinha somente 25% dos direitos financeiros do atleta em causa. Deste modo evitando possíveis sanções do Fair-Play financeiro da UEFA.
    Cump. Santos.

    ResponderEliminar
  22. Quando a ETAR de carnide for pelos ares, afastem-se, porque aquilo vai cheirar muito mal...

    ResponderEliminar