quarta-feira, 1 de fevereiro de 2017

Balanço do fecho da janela de transferências


A janela de transferências fechou ontem e, como é habitual, existiram bastantes movimentações de entradas e saídas. Infelizmente, no caso do Sporting, não foram movimentações suficientes.

Começo por analisar as várias transferências anunciadas pelo Sporting:

Daniel Podence e Francisco Geraldes - a par do regresso de João Palhinha e da repescagem de Matheus Pereira, foram as boas notícias desta janela de inverno, no que ao reforço do plantel diz respeito. São quatro jogadores com uma enorme margem de progressão, e que têm condições para serem utilizados com alguma regularidade - assim Jorge Jesus o queira. Não vão ser os salvadores da pátria, não é justo colocar-lhes a responsabilidade de transformar o futebol do Sporting de um dia para o outro, mas são jogadores que, podendo já ajudar o clube, estão em processo de desenvolvimento para poderem vir a ser elementos diferenciadores na próxima temporada.

Petrovic - foi emprestado ao Rio Ave até ao final da época. É uma solução que fica longe do que seria ideal, porque o Sporting continuará, decerto, a suportar por inteiro - ou quase por inteiro - o (elevado) salário do sérvio.

André Geraldes e Ryan Gauld - foram inscritos pelo Sporting e podem jogar caso Jorge Jesus o entenda. O Sporting não conseguiu colocar os jogadores no Chaves, como inicialmente estava planeado, porque o V. Setúbal não cedeu às pretensões do Sporting. Justiça seja feita, os setubalenses poderiam ter impedido que os jogadores fossem inscritos mesmo pelo Sporting. Compreendo que, perante atitudes incorretas de dirigentes do V. Setúbal, o Sporting sentisse necessidade de fazer algum tipo de retaliação. Infelizmente, o processo foi mal conduzido: a decisão tomada foi precipitada e os principais prejudicados serão os jogadores, que transitam de uma situação em que jogavam com regularidade para outra em que raramente serão utilizados.

Ary Papel - veio de Angola no final de 2016, já foi utilizado em três jogos no Sporting B e deu boas indicações. Curiosamente, do duo angolano que o Sporting contratou, é Gelson Dala o jogador a quem se perspetiva maior futuro, pelo que esta opção não era (pelo menos para mim) a mais evidente. Será um grande desafio para o jogador, estou muito curioso para ver como irá evoluir.

Wallyson Mallmann - transferido para o Moreirense a título definitivo, com o Sporting a ficar com 70% dos direitos económicos e opção de recompra. Foi a solução possível para contornar o regulamento da Liga que limita a três o número de jogadores emprestados (o regulamento é omisso sobre se o limite se aplica ao número de jogadores emprestados em simultâneo ou ao número total de jogadores emprestados ao longo da época). É um jogador a quem o último ano e meio não correu nada bem, pelo que esta transferência poderá ser uma boa oportunidade para se afirmar em definitivo.


O mercado permanecerá aberto durante mais alguns dias em países como a Rússia e a Ucrânia, e o mercado brasileiro continuará em atividade até ao início de abril, pelo que ainda é possível que o Sporting consiga vender alguns jogadores. Pelo que se fala, André está muito próximo do Sport Recife. E, quem sabe, talvez se consiga fazer alguma coisa com Bruno Paulista. O que é certo é que, neste momento, o plantel e demasiado grande para os 15 jogos oficiais que faltam. Jorge Jesus disse, na entrevista dada na semana passada à Sporting TV, que o tamanho ideal do plantel seriam 23 jogadores de campo (entre os quais 3 guarda-redes). 

Como tal, a conclusão que se pode retirar desta janela de transferências é que, apesar de alguns dossiers satisfatoriamente resolvidos, ficou-se bastante aquém das necessidades. Não pelo lado das contratações, pois não fazia sentido contratar um defesa esquerdo sem vender Zeegelaar ou Jefferson, mas pelo lado das saídas, insuficientes em número - uma consequência da péssima abordagem ao mercado no defeso.

27 comentários :

  1. Mestre,

    Duas situações que se destacam:
    - Um claro excesso de jogadores neste plantel.
    Espero que a equipa B seja utilizada para dar rodagem a alguns que pouco ou nada vão ser utilizados por Jesus até final da época.

    - Continuaremos a ter um problema no lado esquerdo da defesa com dois jogadores que não têm capacidade para corresponder à exigencia do lugar e às ambições do clube.
    Mais uma vez não se compreende a não ida ao mercado para trazer alguém que seja uma mais-valia para a posição.
    Do lado direito não estaremos muito melhor mas pelo menos temos jogadores que dão tudo em campo.

    Tenho esperança de ver Podence e Geraldes a jogar assiduamente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo, e a equipa B bem precisa de ajuda. Em relação ao defesa esquerdo, não fazia sentido contratar quando já existe um excesso de jogadores (e, consequentemente, de custos) sem sair alguém primeiro.

      Eu gosto do Schelotto, por acaso (sei que nesta opinião estou quase sozinho).

      Eliminar
    2. Eheh, fazemos parte de uma imensa minoria, então. :)

      Eliminar
    3. Schelotto é muito bom a atacar e seguro a defender, não desiste de um lance, tem técnica e sentido posisional. Sempre preferi Schelotto a João Pereira e o lado direito não me preocupa, já a lateral esquerda...

      Eliminar
    4. Eu também gosto do Schelotto e em forma é jogador que faz todo o flanco direito . E penso que no Mercado de inverno não se arranjava ninguém que fosse uma real mais valia para o lado esquerdo a não ser que se tivesse de largar alguns milhões . Quanto mais não saindo ninguém dessa posição .

      Eliminar
    5. Eu também gosto do Schelotto.

      É óbvio que tecnicamente deixa a desejar, mas compensa com grande capacidade física e muita entrega: preenche bem o corredor direito.

      Eliminar
  2. Não concordo com os regressos dos 2 emprestados do Setubal pois de certeza que não vão jogar. Também não concordo com o regresso de Palhinha pois não lhe vejo qualidade suficiente ainda para trazer mais valia à equipa. De resto, concordo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mike, o problema é que se não fossem inscritos no Sporting, não poderiam ser inscritos noutro clube - o V. Setúbal tinha poder para impedir isso.

      Eliminar
  3. Os laterais meu Deus, desde final da epoca passada, que esse é o nosso calcanhar de Aquiles, nada foi feito,e andamos á 6 meses nisto!

    Entretanto tivemos de abdicar de um bom médio, com capacidade remate de fora da area, algo que nos faz falta, para fazer o lugar de lebre!

    ResponderEliminar
  4. No diagrama da direita há 2 jogadores que eu não concordo com a posição nativa. O Daniel Podence é extremo direito e o Campbell é extremo esquerdo. Isto não significa que não troquem de posição pontualmente como sabemos. Penso também que o Bruno César corretamente devia ser colocado a defesa esquerdo pois a maior parte dos jogos é aí que o Jesus o coloca.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Luís, coloquei o Podence ali porque foi a posição em que JJ o colocou na pré-época. JJ vê-o como um 2º avançado (e bem, na minha opinião). Em relação aos outros, são jogadores polivalentes que, efetivamente, têm sido mais utilizados noutras posições. Coloquei-os assim por serem as suas posições de origem.

      Eliminar
    2. Pois olha eu acho que Podence vai dar um bom 2º avançado!

      Eliminar
  5. A incompetência desta direcção, a nível desportivo, está bem visível no que foram os mercados de Janeiro deste ano e do anterior. No ano passado vendemos um bom suplente para contratar um Barcos que nem para suplente servia.Este ano tentámos e não conseguimos despachar todo o entulho que contratámos no Verão, como consequência milhões de prejuízo e impossibilidade de reforçar o plantel no exterior, DE,DD e alternativa a Bas Dost, se este se lesiona.....sempre temos o Castagnos que também é holandês.A política desportiva não existe, hoje é assim.....até ver.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carlos, o mercado de Janeiro do ano passado foi dos melhores de que tenho memória: entraram Coates, Bruno César, Schelotto e Marvin, todos eles muito utilizados. Barcos foi de facto um flop.

      Eliminar
    2. Esta direcção tem uma política tão incompetente a nível desportivo que contratou sempre grandes treinadores (teve sucesso nos 3), ganhou pela primeira vez dinheiro com a venda de um treinador, ainda não despediu nenhum (deve ser um record no clube), e tem um lucro brutal entre compras e vendas de jogadores(entre os quais se conta um jogador comprado por 300 mil euros e vendido por 30 milhões, e ainda a venda do mais caro jogador português de sempre, por 40+5 milhões).

      O entulho comprado no Verão (por opção de JJ) não pode fazer de uma excelente gestão global uma "direcção incompetente a nível desportivo" (e é só para lembrar que o Montero era SUPLENTE, corria pouco, e tinha ZERO ESPÍRITO DE LUTA)...

      Eliminar
  6. A entrada destes jovens da formação foi claramente um assumir de culpas, por parte do treinador e presidente, na má programação da época desportiva e no rotundo falhanço nas contratações, excluindo o Dost.
    Estes jogadores são "suficientes" para os objectivos em curso, nomeadamente o subir ao lugar mais baixo do pódio no actual campeonato dado que todos os outros objectivos foram naturalmente sendo postos de parte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo com tudo, não é todos os dias que posso dizer isto. Eventualmente poderemos lutar pelo segundo lugar se ganharmos no Dragão.

      Eliminar
    2. Esquecer a entrada de Beto é pitoresco e diverte! Para o lugar do talvez único jogador que tínhamos (e felizmente ainda temos!) impossível de substituir. Entre a falta de Slimani e a do Rui não sei qual delas nos traria mais problemas ... resumindo: Beto foi uma contratação do caraças!!

      Eliminar
    3. Não foi por acaso que não mencionei o Beto.
      Apesar de ser reforço, tal como o Dost, tem primeiro que aprender a defender penaltis sem sair antecipadamente da linha da baliza.

      Eliminar
    4. Com o devido respeito ao MdC e aos demais sportinguistas que por aqui me aturam, espero sinceramente que encurtem para metade a distância que vos separa do segundo lugar, única e exclusivamente para que ainda tenham um objectivo claro até ao fim do campeonato.

      Eliminar
  7. Off topic: como é que ninguém fala disto?

    http://www.abola.pt/clubes/ver.aspx?t=4&id=653730

    ResponderEliminar
  8. Tenho pena de não ter saído o Douglas, o Campbell (o Matheus vai continuar sem minutos) e os 2 defesas esquerdos e de não ter regressado o Jonathan e o Iuri. A esquerda com o Jonathan e o Geraldes estaria muito melhor entregue

    Agora é rezar pela saída do André.

    ResponderEliminar
  9. E já agora, o Jug era bem rescindido para dar lugar ao Pedro ou ao Maximiano

    ResponderEliminar
  10. Mestre, off-topic...

    Mais uma vez, recue lá na tvi24, até ao discurso directo de hoje, e por volta das 14:38, o Sr. Aguilar acabou de confirmar que o Filipe Augusto (coitado), que não era sequer titular indiscutível do Rio Ave, foi para o carnide assim como que... numa compensação do orelhudo do guedes ter ido para o PSG... porque o mendocas teria que (re)valorizar um activo que parece que se tem perdido desde que chegou à Europa... isto já é assim... à papo-seco... já nem há preocupação em esconder...

    Ou então... someone will be sacked!

    ResponderEliminar