sexta-feira, 3 de março de 2017

Era uma vez em março de 2013

Sábado, 23 de março de 2013. De manhã, bem cedo, um sócio sportinguista toma o pequeno almoço enquanto programa o que fará no fim-de-semana. Os seus pensamentos são dominados pela importância que o dia terá para o clube, apesar de, desportivamente, não haver grande coisa por que esperar. O campeonato está parado por causa das seleções. No dia anterior, a seleção nacional tinha empatado 3-3 em Israel e complica as contas do apuramento para o Mundial do Brasil. 

Rui Patrício foi o único jogador do Sporting presente nos 23 convocados por Paulo Bento. Tímida representatividade de um clube que sempre se caracterizou por formar os melhores jogadores portugueses, mas perfeitamente compreensível: o plantel atual está de rastos, acumulando resultados desastrosos. Jesualdo Ferreira (que sucedeu a Vercauteren, que substituiu o provisório Oceano, que pegou na equipa após o despedimento de Sá Pinto) tenta dar a volta à situação, chamando vários miúdos da B para substituir uma série de jogadores caros e acomodados. Ilori e Bruma foram titulares na última jornada, ajudando a derrotar o V. Setúbal por 2-1.  Com esta vitória, o Sporting ascendeu ao 10º lugar da classificação, estando agora a uns confortáveis 9 pontos acima da linha de água. O espectro da despromoção começa, finalmente, a desvanecer-se. Entretanto, 34 pontos à frente do Sporting, o Benfica lidera o campeonato, com o Porto a necessitar de uma escorregadela da equipa de Jorge Jesus para poder ficar dependente de si próprio - mas isso são outros campeonatos...

Voltando ao Sporting: mencionei há pouco Bruma e Ilori, dois jogadores lançados à pressa por Jesualdo no onze, mas que, felizmente, estão a dar-se bem. Não têm propriamente contratos blindados e de longa duração, mas a renovação é um assunto que pode esperar. São miúdos da casa, certamente que lhes agradará a perspetiva de continuarem a evoluir no Sporting, a assinatura no papel deverá ser uma mera formalidade. A aposta nos miúdos é fundamental, se a ideia é valorizar quem possa render, no futuro, muito dinheiro ao clube. É que a esmagadora maioria dos passes dos principais jogadores do plantel sénior já foram vendidos a terceiros: restam 50% do passe de Adrien, 30% de Carrillo, 35% de André Martins, 75% de Cédric, 25% de Rubio, 50% de Elias, 35% de Insua, 35% de Rinaudo, 25% de Rojo, 35% de Van Wolfswinkel, 65% de Rui Patrício, 46% de Arias, 37,5% de Schaars, 32% de Viola, 35% de Labyad, 50% de Miguel Lopes e... 100% de Bouhlarouz. Aliás, nem os passes dos putos da formação escaparam à necessidade de arranjar dinheiro para pagar as contas da água e da luz. Já voaram para outras paragens 52,5% de Chaby, 25% de Ponde, 25% de João Mário, 50% de Tobias Figueiredo, 5% de Betinho, 40% de Wilson Eduardo, 40% de William Carvalho e 40% de Owuso.

Isto explica parte da angústia que o sócio sportinguista sente nessa manhã de março. Há menos de um mês, foram divulgadas as contas referentes ao 1º semestre de 2012/13, com uns assustadores 22 milhões de prejuízo. Tudo indica que o ano deverá terminar com resultados tão desastrosos como os do ano passado, com perdas a rondar os 45 milhões. Ou seja, juntando esta época às duas anteriores, a SAD registará prejuízos acumulados de cerca de 135 milhões. Como é que é possível que, em apenas três anos, se tenha conseguido deixar um clube centenário à beira da insolvência?

Este sócio sportinguista, que gosta de se informar sobre o estado financeiro do clube, não vê como é que se conseguirá sair de uma situação destas. Como se poderá resolver o problema dos credores - que exigem uma revolução na governação da SAD - tendo um plantel desvalorizado e com grande parte dos direitos económicos alienados, e não se podendo contar com grande parte das receitas, que já foram antecipadas para fazer face a dívidas urgentes? Fala-se que a banca pode tomar conta da SAD, o que é um cenário que parece cada vez mais provável. Não que isso importe muito, porque daí a 3 anos vencem as VMOC's emitidas em 2011 por Bettencourt, e aí o clube perderá inevitavelmente a maioria da SAD. Portanto, se não for de uma forma, será de outra. E isto se o clube ainda existir em 2016, porque as conversas que há sobre a preparação de um PER levam a temer o pior.

Entretanto, o sócio saiu de casa e foi comprar o jornal. A capa é, obviamente, centrada nas eleições do Sporting, marcadas para esse dia, disputadas entre Carlos Severino, Bruno de Carvalho e José Couceiro. Mas as eleições podem esperar um pouco: o sócio quer ver primeiro a agenda do fim-de-semana. Vê que o Sporting joga nessa tarde com o Rio Ave em futsal, em Odivelas. Infelizmente, não deve conseguir ir ver o jogo porque tem de levar a mais nova a uma festa de aniversário de uma colega. E, para piorar, não há transmissão televisiva. O jeito que dava que o clube tivesse uma televisão que transmitisse os jogos...

Pouco antes da hora de almoço, o sócio dá um pulo rápido a Alvalade para votar. Enquanto estaciona o carro, olha para o descampado ao lado do estádio e pergunta-se se algum dia voltará a ver jogos num pavilhão próprio. E, já agora, que sonhar não custa, ver um jogo de hóquei, uma modalidade que o clube abandonou, e que tantas alegrias lhe deu quando era criança. 

Pouco depois, na fila para as urnas, ainda está a decidir em quem irá votar. Severino não conta para o totobola, se o sócio quisesse palhaços, então iria ao circo. Couceiro parece-lhe não ter um perfil minimamente apropriado para liderar o clube num momento tão crítico. Sobra Bruno de Carvalho, uma incógnita, que mais parece um miúdo a tentar intrometer-se no mundo dos adultos... mas que pelo menos parece ter fibra e ser apaixonado pelo clube. Enquanto se aproxima da mesa de voto, toma a decisão, mas sem grande convicção. Decide-se pela fibra e pela paixão... são qualidades que, se calhar, fizeram falta aos dirigentes que afundaram o clube.

Avancemos agora quatro anos, até 2017.

O sócio, que tantas dúvidas teve nas eleições de 2013, já sabe há muito em quem vai votar. Considera que assistiu, ao longo do mandato do presidente que ajudou a eleger, a um pequeno milagre. Se lhe tivessem dito que, em quatro anos, o clube passaria de um estado de pré-falência para uma organização lucrativa com excelentes perspetivas de futuro, simplesmente acharia que estavam a gozar com a sua cara. 

Não acreditaria se lhe tivessem dito que iria concretizar-se uma reestruturação financeira que permitiria à SAD reembolsar os empréstimos apenas em função das receitas extraordinárias, que se conseguiria recuperar grande parte dos passes dos jogadores, e que se cortaria em definitivo com os fundos e empresários que ajudaram a sugar a riqueza do clube. Teria ficado cético se lhe dissessem que, quatro anos depois, o clube teria equipas competitivas no futebol, nos escalões de formação, nas modalidades, recuperando o hóquei em patins e o futebol feminino, ou que seria vendidos dois atletas por 70 milhões, sem pagar um cêntimo de comissões.

E muito menos imaginaria ser possível que, quatro anos mais tarde, teria um canal de televisão onde poderia assistir aos jogos das modalidades e da formação de futebol, que haveria uma explosão no número de sócios, e que estaria iminente a inauguração do pavilhão que, há tão pouco tempo, julgava impossível ser erguido.

E que se conseguiria alcançar tudo isto contra tudo e contra todos. Desde cedo , o clube e a direção foram a ser considerado um alvo a abater por praticamente todos os atores do futebol português: dirigentes dos clubes rivais e da federação, comunicação social, empresários e fundos.

Mas se pedissem hoje ao sócio para escolher o principal feito da direção que esteve à frente do clube nestes quatro anos, a resposta não seria o pavilhão, o aumento da competitividade do clube, nem sequer a reestruturação financeira. O principal feito não é palpável nem se pode avaliar em euros. Para este sócio, acima de tudo o resto, está a restauração da auto-estima sportinguista e do orgulho que os sócios e adeptos sentem no seu clube, consequências da visão que o seu presidente tem de recuperar o Grande Sporting, tal como foi idealizado pelos seus fundadores.

Ao contrário de 2013, o sócio não tem dúvidas sobre a sua escolha nas eleições de amanhã: colocará os seus votos na lista de Bruno de Carvalho.

80 comentários :

  1. Sem duvida! Mesmo no mau momento do clube nunca deixei de ser sócio ou de dizer que era Sportinguista (Ontem, Hoje e para sempre) a verdade é que me revejo no teu texto a 100%, e que hoje sentimos um orgulho em falar do clube que se tinha perdido já antes de 2013 na minha opinião.
    Apesar de estar longe de Portugal a mais de um ano, hoje sigo para Lisboa para amanhã poder votar em Bruno de Carvalho. Não acho que seja perfeito, não acho que seja o melhor que vai haver para o Sporting mas sim porque conseguiu trazer de volta o que nos faltou nos últimos anos, Garra e vontade de acreditar! (aparte de todo o projecto desenvolvido)

    PS: Continua o bom trabalho Mestre!
    André

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mesmo com os defeitos já mais que discutidos e identificados, o BdC é, repito: é, o tipo de presidente de que o SCP necessita nesta fase. Volto a repetir o q já por aqui tenho escrito: nos anos noventa pedíamos um presidente assim. Um destes. Pedíamos e não acreditávamos que viéssemos a ter um. Um destes. Agora está cá!! e eu quero lá saber dos bons modos e boa postura para inglês ver ...

      Eliminar
    2. "Não acho que seja o melhor que vai haver para o Sporting"...

      Mesmo depois de uma texto tão claro, objectivo, e exemplar de uma mudança tão drástica em tão curto tempo, continuo a ver demasiados sportinguistas preocupados com a forma, desagradados com a "comunicação", e incomodados com todos os defeitos (e são alguns) de Bruno de Carvalho, sem valorizarem suficientemente o enorme trabalho, a grande equipa, e os incríveis resultados alcançados pelo nosso presidente em apenas 4 anos, como se não fosse mais que a sua obrigação, como se fossemos todos uma cambada de meninos mimados e ingratos, como se qualquer outro pudesse ter alcançado algo similar, ou como se existisse um Bruno de Carvalho à espera de nos servir em qualquer esquina, à frente de qualquer autarquia, de qualquer governo, ou até de qualquer clube...

      Não, meus amigos, tipos como o Bruno de Carvalho não há por aí aos montes, não aparecem ao virar da esquina, nem não estão ao nosso lado sempre que nos sentamos numa sala de espera, muito simplesmente porque 90% das pessoas (e até estou a ser optimista) deste país em que vivemos se deixam corromper por muito menos do que os “300, 400 ou 500 euros" estipulados em entrevista ao CM pelo presidente do Sport Lisboa & Vouchers da Porta 18, o mais bem-sucedido discípulo do presidente do Fó-cul Frutas & Meretrizes, Dom Bufas Corleone, os dois “modelos” presidenciais reverenciados pelo mesmo jornalixo e pela mesma descomunicação social que nos quer fazer crer que o “Bruno” não só é banal, impulsivo, agressivo, e demencial, como até é prejudicial ao Sporting e, principalmente, à saúde global do futebol nacional...

      Não, meus amigos, tipos como o Bruno de Carvalho não há por aí aos pontapés, não é um cromo muito repetido, não os encontramos sempre que saímos à rua, não saem nos pacotes da farinha amparo, nem nas rifas da feira, ou nas raspadinhas, um tipo como o Bruno de Carvalho apenas podia ser presidente deste clube, do Sporting Clube de Portugal, um clube verdadeiramente diferente e especial, um baluarte do Respeito e do Desportivismo, um clube referencial para todo o Portugal, um clube Formador por Excelência, nos atletas e nos dirigentes, conseguiu criar desde muito jovem, na reserva protegida de Alvalade, através do seu avô-historiador, entre uma família de leões de juba farta, uma pequena fera com todas as condições para rivalizar com os melhores presidentes da História do Sporting...

      Não, meus amigos, não se trata da tão portuguesa “graxa” (não o conheço nem nunca falei com ele), não se trata de odes fáceis, endeusamentos expresso, ou precoces cultos messiânicos, trata-se apenas de ser grato, de ser racional, e de ser muito analítico, frio, e objectivo, perante um presidente que já mostrou mais sportinguismo (e competência), numa unha do dedo mindinho do que todos os presidentes da “Dinastia Crocrettina” (Santana Flopes, Croquette, Fífias da Cunha, Soares Fraco, Bettencourt “Cabeça-de-Cotonete”, e Godinho “Expulso” Lopes), que ia arruinando por completo o nosso clube, Dinastia essa denunciada publicamente pelo último grande presidente da História do Sporting, curiosamente homenageado através do novíssimo “Pavilhão João Rocha”...

      Eliminar

    3. Muitos sportinguistas não sabem, mas o Sporting foi criado como um clube de elite, para a elite, e só para a elite (por isso é que os nossos fundadores rejeitaram, por exemplo, a associação de Cosme Damião), e antes de João Rocha os presidentes eram “nomeados” pelo Conselho Leonino, e não havia aquilo que hoje entendemos por “eleições livres”, portanto não vale a pena comparar Bruno de Carvalho com os presidentes dos tempos em que o Sporting vivia na Ditadura do Estado Novo e funcionava como uma Ditadura da Aristocracia portuguesa, até porque a grandeza de um clube mede-se pela sua capacidade de crescimento, evolução, e regeneração, e o presidente Bruno de Carvalho conseguiu transformar o Sporting Clube de Portugal, um clube desde sempre Pioneiro, Ético e Eclético, no mais Respeitador dos Sócios, Transparente, e Democrático, de todos os clubes portugueses...

      Ou vocês acham que aquele debate a que assistimos na Sporting TV era possível nas televisões controladas pelos serviçais do Rei dos Pneus e do Dom Bufas Corleone?

      Eliminar
  2. Incrível como aqueles primeiros paragrafos ocorreram há apenas 4 anos e como a maioria de nós pensava que o caminho a percorrer seria igual ao do Rangers.

    Principal defeito destes 4 anos:
    - A cagança e bazófia demonstrada em certos momentos quando se aconselhava humildade.

    Principal feito:
    - A devolução do Sporting aos sócios que orgulhosamente sentem, vivem e vibram novamente com o Sporting Clube de Portugal* e que voltaram a acreditar num futuro feliz para esta grande Clube.

    *(nem todos, mas esses são uma minoria como amanhã ficará provado)

    SL

    ResponderEliminar
  3. Sócio já votei CD no CF custou um pouco votar no MAG mas assim como nos 2 primeiros não tive dúvidas no CL (Grande Gonçalo!).

    Atualmente fico com um grande sorriso qd no trabalho (na cidade do Porto) vejo portistas e benfiquistas questionarem-me em quem vou votar ... a uns anos alguma vez eles iam querer saber !? A frustração que lhes fica na cara qd respondo já votei e não foi no manso ... vem logo "tu é que sabes" pois sei e por isso é que me borrifo para a vossa opinião!

    Mas atenção eles até querem o BdC no SCP porque é sinonimo de vitórias ... o problema do PMR é que os lampiões e os corruptos não votam nas nossas eleições!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eles até querem o BdC....

      Mais uns casos de psicologia invertida.

      Eles se pudessem até pagavam para retirar BdC de cena.

      Eliminar
    2. Eles espumam-se todos só de ouvir falar no homem.

      Eliminar
    3. Correr com o BdC e não só.. os espumados da boca são apenas os mentecaptos (mentes capturadas pela jornalixeirada e afins) para ser os soldados da linha da frente, a carne para canhão.. dos verdadeiros interesses..

      Eu lembro que chegou a ser debatido a realidade do futebol português, no sentido de haver espaço unicamente para 2 grandes, até por questões do tecido sócio económico do pais, e pela necessidade de relevância e exposição mediática com entrada practicamente assegurada (SEMPRE) no grande palco Europeu... pois isso era fundamental para fazer as tais GRANDES receitas extraordinárias, que lhes permitiria fazer as grandes despesas necessárias para assim competir a nível internacional.

      O Sporting simplesmente não contava para nada (talvez o primeiro dos outros). ponto

      Por muito nojo e revolta que isto provoque, este esquema este cozinhado antecipado de realidades, contrário a qualquer noção de desporto, a verdade é que a lógica dele até tem alguma razão de ser... E NÃO RESTAM DÚVIDAS QUE O PLANO FOI IMPLEMENTADO, e con sucesso até. Não houve nenhuma Champions, mas houve várias finais Europeias, havia vendas extraordinárias acima dos 100 milhões, e Venfica e Oporco com orçamentos bem acima dos 90 milhões para o futebol, sem contar passes, como foi público e notório (coisa que agora é MUITO MAIS PERIGOSO fazer-> depois vêem os empréstimos obrigacionistas quase todos os anos ou os prejuízos astronómicos).

      ... O Sporting por GRANDE trabalho dos fundos, incompetência, oportunismo, CONLUIOS, incúria e marasmo, foi definitivamente, pensavam eles, relegado para uma situação de subalternudade no futebol, que muitos previam e queriam assegurar, poder ser defenitiva...

      Mas então apareceu um tal de BdC, a mandar um pé-de-cabra para a engrenagem da máquina do futebol instalada... Bravo Magnífico!! e duas situações tornaram-se mais que evidentes:

      O mérito não é só do BdC... se dissessem a qualquer Sportinguista em 2013, que o clube em 2017 ia ter mais de 150 mil sócios, eles seriam os primeiros a rirem-se... depois de tanta tanta propaganda, e venham lá todos os sociólogos explicar isto, o Sporting revela-se nacionalmente practicamente nada inferior ao Venfica em dimensão (isto sem titulo rei à bem mais duma década, só imagino quantos socios venfica ou Oporco teriam em situação semelhante!)... mas não SÓ ISSO, o Sporting revela-se DE LONGE o clube português com mais expansão Internacional (Obrigado gabdes leões e leoas, e SL)...

      O tal que era para ser SUBALTERNO segundo o plano, é de facto não só a maior potência desportiva nacional como já com poucas dúvidas o MAIOR CLUBE EM PORTUGAL!

      Depois verificou-se outra coisa engraçada que pôs os tais fundos, grandes obreiros do plano, em estado de choque e fernezin... Não só perderem a questão das TPO, com um tal de BdC em proeminência até internacional (que ódio lhe devem ter!!!)... como afinal onde há petróleo a sério é em Alcochete... bem comprovado pela sondagem ao terreno feita pelo EURO2016... pasmo total!

      Por isso não é só em BdC... se calhar todos em Alcochete, muito incluído o Aurélio Pereira, são alvos a abater.. e o desespero na contingência é evidente... tal como AS ESCOLHAS deste PMR lançado de para-quedas...

      É longo, e se é sobre eleições e direcção de voto, acho que não podia ser mais claro.

      SL

      Eliminar
  4. É por isto que este blog é único.

    Um abraço.

    ResponderEliminar
  5. Existe uma réstia de esperança nos inimigos do Sporting Clube de Portugal: os sócios desinformados. É necessário que todos vão votar para demonstrar a força do SCP e aos rivais e a PMR que o trabalho e o esforço destes 4 anos foram em benefício do clube e não de interesses de abutres que anteriormente serviram-se do clube. A derrota de Pedro Madeira Rodrigues será a derrota dos Godinhos, dos Pereira Cristovão, dos rivais e da Comunicação Social que tudo fizeram para que o Sporting voltasse a ser o "coitadinho" que não batia o pé a ninguém. O Sporting é nosso outra vez! Viva o Sporting!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exato: lembrem-se da confiança que havia na vitória do 'sim' aquando do primeiro referendo pela despenalização do aborto. A malta nova baldou-se. Os velhos católicos votaram em massa. A abstenção foi elevadíssima e, no final, ganhou o 'não'...

      'Aqueles que não aprendem com o passado, estão condenados a repeti-lo'
      Jorge Santayana

      Por isso, meus caros consócios, e porque o otimismo exagerado é a mais subtil forma de estupidez, vamos lá todos amanhã votar em massa. Não me obriguem a vir para aqui no domingo com uma depressão enorme citar Bernard Shaw:

      'A única coisa que aprendemos com o passado é que nunca aprendemos nada com o passado' :)

      Eliminar
    2. Tenho tentado passar essa mesma ideia, pois a mim assustam-me as "landslide victories" normalmente estes anúncios só fazem aumentar a abstenção.

      Eliminar
  6. Estou completamente de acordo com este Sócio. Este sócio incorpora o pensamento da maioria dos sócios do Sporting. Não esqueço facilmente o que se passava em 2013 e muito menos o que se passou antes dessa data. Hoje, por muito que se tente negar e contra tudo e contra todos estamos vivos. É ver as capas dos jornais, televisões vermelhas e azuis, comentadores (cães de fila) que se reúnem e levam guiões para ver quem Bate mais no Sporting e no seu Presidente, com o apoio de jornalistas que se dizem independentes, mas que no fundo não conseguem disfarçar o sua clubite e o ódio ao nosso clube e presidente. Com isto tudo não conseguiram DESTRUIR O NOSSO SPORTING, hoje estamos muito mais fortes e não necessitamos de favores, tudo o que alcançamos é pelo nosso Esforço, Dedicação, Devoção e estou convicto que vamos ter um futuro ainda mais Glorioso. Amanhã vou votar no meu clube com muito Orgulho, depois vou esperar pelo resultado final e se vencer o meu candidato, vou comemorar em casa fazendo um brinde ao meu Sporting e ao meu Presidente Bruno de Carvalho

    ResponderEliminar
  7. Por tudo o que disse neste post e que amanha me vou levantar cedo e fazer uma curta viagem, de Setubal ate Lisboa, para ir votar em Bruno de Carvalho!
    Felizmente, nao tenho memoria curta. Como tal, nunca me esquecerei do estado calamitoso em que se encontrava o nosso clube em 2013!

    Ps: Lamentavel a lista A usar os contactos dos socios a "pedir" votos.
    A isto chama-se desespero!

    Saudacoes a todos os Sportinguistas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Todas as listas utilizaram os contactos, uns o SMS outros por e.mail, foi dada autorização, sob proposta da Direcção, aos serviços para difundirem uma mensagem de cada lista. Mais uma lição de democracia!

      Eliminar
    2. Desconhecia isso Antonio.

      Obrigado pela informacao

      Eliminar
    3. Por acaso não vejo porque isso possa ser lamentável. O acesso ao eleitorado não é lamentável. Aliás, lamentável seria a direcção vir a ser criticada por ter impossibilitado a lista A a esse mesmo acesso aos sócios. O António Fonseca refere uma lição de Democracia, e com razão.

      Eliminar
    4. Sim tens razao!

      Tens razao a partir do momento que esta disponivel para todas as candidaturas.
      Quando comentei desconhecia isso.

      Eliminar
  8. Que grade BOMBA.....Meus Parabéns Mister.

    ResponderEliminar
  9. Uns fundaram, outros afundaram. Felizmente houve quem reerguesse.
    É, muito possivelmente, a principal razão da minha escolha para amanhã: MEMÓRIA.

    ResponderEliminar
  10. Simplesmente brilhante este texto, só um cego obtuso é que não percebe isto, está clarinho como a agua do mar das caraíbas...

    ResponderEliminar
  11. Vejo neste grande post, um possível auto-retrato do autor que de uma forma bem escrita faz um panorama correto das diferenças entre 2013 e 2017.
    Mas este retrato pode ser também o de milhares de sócios e adeptos e será certamente também o meu.
    Seria lamentável que agora, depois de tudo o que se fez ir pôr tudo em risco novamente, votando em pessoas que nunca se resignaram de terem perdido dentro do Sporting o poder que detinham como se o clube fosse sua propriedade.
    Também eu tive dúvidas em 2013, também pensei que o clube precisava de sangue novo, também eu não tenho dúvidas agora.
    Viva o Sporting Clube de Portugal

    ResponderEliminar
  12. Este socio alia a uma enorme clarividencia, o dom da escrita. Este socio consegue descrever o sentimento, diria eu, da esmagadora maioria dos socios.
    Parabens por este texto brilhante, socio!

    ResponderEliminar
  13. Nem mais Mestre! Como deitar abaixo alguém que ajudou de uma maneira inacreditável a reerguer o clube? Enfim.... Estamos definitivamente no Rumo Certo.

    ResponderEliminar
  14. Grande post Caro MdC!

    Haja memória, capacidade e honestidade para enquadrar e avaliar a gigantesca tarefa levada a cabo por esta direção e os resultados obtidos.

    Saudações Leoninas e Viva o Sporting!

    ResponderEliminar
  15. Foi a maneira de viver o Sporting do actual Presidente que me convenceu a ser sócio. E é o melhor elogio que lhe posso dar.

    ResponderEliminar
  16. Completamente de acordo, Mestre! Assino por baixo!

    Mas este sócio ainda teve mais dúvidas há 4 anos... tantas que acabou por, confesso, não ajudar a eleger este presidente. Em má hora o (não) fiz, agora se vê! Mas amanhã redimo-me... o que de (muito) bom nos trouxe a candidatura de PMR foi fazer-nos perceber facilmente que neste momento só há mesmo um caminho... o de BdC... com todos os defeitos que lhe são inerentes incluídos... nunca deixei (nem nunca deixarei) de ter um orgulho incumensurável em ser Sportinguista, mas hoje, 4 anos volvidos, afirmo-o com toda a cagança, com toda a pujança! BdC tem muitos, mas mesmo muitos defeitos, pessoais, é certo, e terá mesmo que se resguardar mais... mas amanhã, quando votar, será com a mesma perspectiva do sócio aí desse lado... com uma auto-estima nos píncaros, mesmo sabendo que ainda não será esta época que inundaremos o país, e o mundo, de verde e branco para festejar o tão desejado título de futebol!

    Obrigado também, Mestre, por ao longo deste tempo nos ter ajudado a perceber o que estava correcto, e o que estava errado... apesar de ser "brunista", "avençado", "carneiro", nunca deixou de nos elucidar, de nos esclarecer de forma isenta (como [muito] poucos) sobre o que se passava no nosso clube... e arredores! Continuação de um extraordinário trabalho!

    Esforço, Dedicação, Devoção & Glória...

    ... eis o Sporting Clube de Portugal!

    Saudações Leoninas, e até amanhã!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Aldo,

      Também eu votei no Couceiro mas, ao contrário de si, não me arrependo. Não estou contra o BdC mas, a esta distância, não posso saber qual seria o resultado. O mandato do BdC é o que o MdC descreve no post e melhor prova não posso ter quando vejo que os nossos rivais andam incomodados.
      Espero no entanto que o BdC emenda a mão em algumas acções menos prórpias e principalmente que tenha tento na língua. Convenhamos também que não apareceu nenhum candidato que lhe possa fazer a mínima sombra... este PMR nem conta para o totobola.

      Abraço e amanhã vamos todos votar!

      Pedro

      Eliminar
  17. Enorme (em termos qualitativos) texto!

    Nesse dia de 2013, em que já tinha mais que definido o meu sentido de voto, jamais imaginaria que 4 anos volvidos estivéssemos onde estamos. Aliás, mesmo assumindo que o meu candidato iria ganhar, não almejava muito mais para além da sobrevivência do clube. Sobrevivemos (a muito custo, como é sabido) e estamos aí para as curvas e a dar cartas, como o texto tão bem expressa.

    Sábado vão daqui 7 votos para a lista B, em todos os orgãos sociais, excepto no CL (deverei votar em branco).

    ResponderEliminar
  18. Depois de ler isto dá vontade de chorar, como pode haver alguém (PMR) que diz o que diz Tem memória muito curta. É só veneno. Espero que este (senhor) nunca mais apareça.

    ResponderEliminar
  19. so falta mesmo ganhar.... portanto daqui a 4 anos ou menos nao havera desculpas ja teremos ganho um campeonatinho

    ResponderEliminar
  20. Agora o que é preciso é imprimir 5000 copias disto num panfleto e distribuir a porta das eleicoes.

    ResponderEliminar
  21. Que esta página nunca acabe!! Orgulho!!

    ResponderEliminar
  22. Já tiveste grandes textos aqui no blog, Mestre. Mas este é enorme.

    É um excelente exercício de comparação, objectivo e que toca em todos os pontos com clareza e eloquência. Pessoalmente, revejo-me em quase tudo o que escreveste (talvez apenas tenha tido menos dúvidas em quem votar há 4 anos), como acredito que seja o caso de qualquer sportinguista sério.

    ResponderEliminar
  23. Estou sem palavras. Este post diz tudo, tudo, mas mesmo tudo aquilo que há a dizer!

    Obrigado por teres colocado "no papel" aquilo que todos nós pensamos e que nem sempre conseguirmos organizar de forma tão sistematizada.

    Post para ler, reler e espetar na cara de todos os que não conseguem ver os méritos dos 4 anos de BdC.

    Obrigado!!!

    ResponderEliminar
  24. Como eu me revejo neste texto! Parabéns MdC!

    Por saber que as qualidades de BdC ultrapassam largamente os seus defeitos, sendo a sua maior qualidade (ou aquela que mais prezo e a que acho que o SCP mais necessita) uma inabalável dedicação ao clube, por isto mesmo terá novamente os meus votos.

    Basta ver a forma como somos atacados, para saber que estamos NO RUMO CERTO!

    PS: Ainda ontem senti isso ao ver um adepto\comentador do porto que ate tinha em muito boa conta, acusar o BdC e também PMR de serem os culpados do actual estado do futebol em Portugal, numa tentativa vergonhosa de ilibar o seu porto e os superdragoes dos actos de vandalismo praticados no restaurante do pai do arbitro Jorge Ferreira. Fico á espera de uma reacção corporativa desta mesma classe que foi tao ligeira em declarar greve aos jogos do Sporting Clube de Portugal.

    ResponderEliminar
  25. Incrível este texto e incrível também como é que existem sportinguistas que parece que já esqueceram isto tudo, a sorte é que penso serem poucos. Grande feito, Grande Presidente.

    ResponderEliminar
  26. Provavelmente o teu melhor texto até agora.

    ResponderEliminar
  27. Brilhante!

    O principal feito não é palpável nem se pode avaliar em euros. Para este sócio, acima de tudo o resto, está a restauração da auto-estima sportinguista e do orgulho que os sócios e adeptos sentem no seu clube - É ISTO!!!

    ResponderEliminar
  28. O que fizemos em 4 anos não é nada comprado com o que vamos fazer nos próximos 4!

    SL

    ResponderEliminar
  29. Porra, até fiquei com pele de galinha.

    ResponderEliminar
  30. Agora imaginem-se indecisos entre BdC e outro sportinguista com um projecto ambicioso bem estruturado e que pudesse levantar reais indecisões nesta segunda fase de reestruturar o clube. Isso é que eram eleições à Sporting :) Assim não há sequer hesitação no momento do voto

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isso fica para quando o SCP já tiver "crescido" novamente.
      Diga-se o que se disser, são os sócios quem têm que crescer.
      Uns temos vindo a ser putos e outros ainda têm resíduos da croquetada enfiados na corneta. Temos que crescer todos. Estamos a crescer todos, julgo.

      Eliminar
    2. 'crescido' novamente!?

      Como disse anteriormente o mérito não é só do BdC (embora tenha a parte de leão), é também de todos nós que nunca desistiram...

      Mas sim!.. espero que para as próximas eleições haja mais de 190 mil sócios... se creceu 60 mil em 4 anos sem um título rei, se o tal título fôr conseguido, então aquele número só pode ser bem por baixo.

      E o teu 'post' tem muito do sentimento 'até pode ter sido um milagre, mas não chega.'... e eu concordo plenamente, até para mais para evitar 'os tais planeamentos' que expus num post acima.

      Hoje em dia o Sporting não é só a maior potência desportiva nacional.. mais modalidades, mais atletas... provavelmente é o maior clube 'de' Portugal, contando com todas as vertentes nacional e internacional. E se tamanho vê-se muito nos sócios, então a figura de sócio estrangeiro é estratégica... tal como sustentabilidade dum colosso tem muito a ver com negócio, então os mercados internacionais tem de ser também estratégicos. O primeiro tem muito a ver com o segundo... insentivo... (tudo o que se faz por aqui, mais... bombas de gasolina com desconto, lojas verdes e de conveniência com desconto, serviços de telecomunicações (tv tlm) etc)

      Se estes próximos 4 anos vão ser de consolidação de tudo, os 4 a seguir têm mesmo de ser dum salto gigantesco internacional... até ponho a questão que devido ao colinho e corrupção nestes próximos 4 anos não haja um título nacional no futebol(Europeu até era MUITO melhor), mas se há clube na Europa e no Mundo em nitida vantagem para dar um salto gigantesco internacional em termos de expansão, esse clube é o Sporting.

      Este vai ser o meu candidato daqui a 4 anos.

      Eliminar
  31. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  32. É tudo isto!

    Viva ao Sporting!!!

    ResponderEliminar
  33. É sempre um regalo passar por aqui.
    Eu não a Alvalade votar porque estou a 500 Km de distância, mas votei por correspondência, em BdC obviamente!

    ResponderEliminar
  34. Tudo dito. Também eu, em 2013, tendo já deixado de pagar as quotas por não querer dar dinheiro a Godinhos e companhia, me tinha conformado com a aparente inevitabilidade da refundação. Hoje estamos praticamente no outro extremo, o que faz com que a única oposição visível seja um pateta medíocre movido a carnidices.

    Os meus votos na lista B já seguiram pelo correio. E não me passa outra coisa pela cabeça que não seja a reeleição.

    ResponderEliminar
  35. aplausos de pé, com um brilhozinho nos olhos... Boa malha MestreDC

    ResponderEliminar
  36. Muito bom mesmo! É bom recordar o nosso passado mais recente para se poder comparar o que está feito, isto sem esquecer do que temos ainda por fazer.
    Estávamos de rastos e todos nos gozavam mas hoje recuperamos muito da nossa auto-estima graças a uma direcção que trouxe muito ar fresco e diferente.
    Epá, acho extraordinário mas talvez tenha alguma doença vir para a CS dizer o que diz a outra lista. É impressionante que até hoje no Record, volta a dizer mentiras e a utilizar mais chavões do rival.
    Como é possível dizer que BdC dividiu os sportinguistas e agora dizer que há sportinguistas que não lhe interessa UNIR?
    Como é que é possível vir dizer que aquele sócio que ele maltratou e ainda bem que está filmado é de um núcleo e que andou á sua roda a dizer-lhe nomes baixinho...provocando-o? Como se a forma de falar não mostrasse logo o seu carácter!!
    Estes sportinguistas(são com muita vergonha minha. E ainda diz que vestiu a camisola do Clube em pequeno) que formam uma lista formada por todos os que saíram da lista de BdC e outros que têm algo contra ele dizem coisas extraordinárias como:
    -BdC consegue controlar as AG´s. Está tudo muito bem feito!
    -Falta muita transparência no Clube!
    -Está instalada uma cultura de medo no Sporting!
    -Por causa de BdC os benfiquistas parecem uns senhores!
    -Conheci o BdC em 2011 e vi logo que era um mentiroso!!
    -O mandato de Godinho Lopes "acertámos" mais em jogadores do que com BdC!!
    -Percebi logo que era um mentiroso compulsivo!
    E isto só hoje no jornal Record.
    Enfim.....há 3/4 anos que esta gente maltrata e difama, lança vídeos, coloca outdoors, distribui panfletos, encomenda noticias nos media...nem me admirava que esta do Donald Trump também não fosse do mesmo....que faz isto igual ao que faz a máquina de propaganda encarnada.
    E no fim da entrevista afirma que cumpriu tudo o que prometeu??????
    A sério....esta gente só pode ter problemas de foro psicológico.

    Só espero de amanhã um grande dia para o SCP, para o Sportinguismo e claro, para BdC.
    SL

    ResponderEliminar
  37. Excelente post. De forma isenta e pragmática compara friamente o que era o nosso clube em 2013 e 2016. Espero que após as eleições todos nós sportinguistas em assembleia geral e com o nosso voto possamos erradicar de vez certos ditos sportinguistas que se dizem elitistas e superiores aos demais associados mas que levaram o nosso clube ao estado de quase falência em 2013.

    ResponderEliminar
  38. Belo texto,aqui está a verdadeira comunicação do Sporting clube de Portugal. Obrigado Sl



    ResponderEliminar
  39. Obrigado Mestre por avivares a memória de alguns sócios mais esquecidos. Amanhã lá estarei a votar em Bruno de Carvalho e espero tranquilamente pela inauguração do Nosso Pavilhão, onde, orgulhosamente terei o meu nome no portal ao contrário desse cavalheiro que apregoa ser mais abonado que os outros.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sublinho o "orgulhosamente terei o meu nome no portal ao contrário desse cavalheiro que apregoa ser mais abonado que os outros.".
      Sublinho porque eu também tenho assim o primeiro e também vejo assim o segundo. Eu, tu Luís e, felizmente, muitíssimos outros.

      SL

      Responder

      Eliminar
    2. Concordo em tudo!

      Felizmente NUNCA me esquecerei de onde chegamos a estar e de onde estamos agora!

      E ainda estamos a meio da subida...

      Eliminar
  40. Magnífico Mestre!!!
    Depois de anos de depressão, passámos a andar com um belo sorriso na cara, e isso é impagável!
    Amanhã votarei em Bruno de Carvalho, com a convicção que daqui a 4 anos estaremos muito melhor em termos económicos e desportivos.
    Se for possível eliminar as vmocs, garantindo a maioria na sad, e ganharmos títulos no futebol, os citydogs da vida não irão aparecer em 2021.
    SL

    Mestre, hoje respira-se muito bem no Artista do Dia...

    ResponderEliminar
  41. Brilhante texto !
    Eu sou como esse sócio ! Tenho memória e sobretudo um orgulho cada vez maior em ser Leão !

    ResponderEliminar
  42. Muito bem, Mestre. Um texto que é um refrescar e memória para aqueles que já a têm fraca. Ou então têm outra coisa...

    E parabéns por manteres este post "lampions free". Isto é um assunto que só diz respeito aos Sportinguistas. O lampiões já sabemos como votariam. Felizmente não votam, excepto aqueles que eles lá têm infiltrado nos últimos 2 anos.

    #VotaB(em)
    #PMRparlapatão

    ResponderEliminar
  43. Pelos vistos, Pedro Batista, da Sporting TV, segue o seu blog. Fica aqui o link do Bom Dia Sporting de hoje.
    https://youtu.be/K54X4jwoZ2Y?t=1m16s

    ResponderEliminar
  44. As melhorias são muitas e videntes.

    No entanto é preciso entender que quem quer que fosse eleito em 2013, Couceiro ou Bruno, pois o Severino não conta para nada, teria sempre de proceder à remodelação e reestruturação do clube pois nada era viável sem isso. Tendo ganho o Bruno, foi ele a ter de fazer isso - e é bom lembrar que na altura das negociações, difíceis, se chegou a falar que o Bruno se demitiria se não fossem feitas como queria - pelo que há que lhe dar o mérito a ele.

    Tem todo o mérito no equilíbrio financeiro do Clube, conseguido muito pela renegociação feita mas também pela gestão efectuada nos 4 anos.

    Todo o mérito em fazer o Pavilhão. Fica até difícil aqui adjectivar o quanto isto é importante.

    Todo o mérito não só em ter trazido mais 15 modalidade como em ter colocado quase todas a lutar pelos títulos nacionais e ainda algumas por títulos europeus.

    Todo o mérito em ter conseguido a Sporting TV.

    Todo o mérito em ter conseguido níveis de facturação e patrocínio que ultrapassaram em muito o que estávamos habituados e era o normal no clube.

    Mas teve coisas menos boas, especialmente ligadas ao futebol. E quase sempre ligadas ao futebol.

    Em termos de aquisições temos mantido um desempenho muito similar ao do passado. Compram-se jogadores demais, gasta-se bastante, e jogadores de qualidade, em quatro anos, contam-se pelos dedos...
    No ano do Jardim vieram o Jefferson e o Montero, não havia dinheiro para melhor que o Mauricio e o Slimani foi um achado em quem ninguém apostaria. O resto, 13 jogadores, lixo!
    No ano do Marco veio o Nani no negócio do Rojo, o Paulo Oliveira e o Jonathan, e a promessa Gauld. Veio o Tanaka, pelo mercado japonês, também. O resto, 8 jogadores, lixo!
    No 1º ano do Jesus veio o Bryan Ruiz, o Naldo e o João Pereira no verão, e vieram em Janeiro o Bruno César e o Coates, se quiserem o Schelotto! O resto, 9 jogadores, lixo.
    Finalmente este ano veio o Dost e o Beto. Dou o beneficio da duvida ao Spalvis porque nunca teve hipótese de mostrar nada. Dou também o beneficio da duvida também ao Ary Papel e ao Gelson Dala que fecharam em Janeiro. O resto, 18 jogadores, não trazem mais valia nenhuma, especialmente tendo em conta a relação qualidade/preço.
    Destes 48 jogadores que na minha opinião não servem estão o Teo e o Alain Ruiz.
    O Teo porque comprar um gajo de 30 anos por 5M€, a pagar-lhe 1,8M€ de ordenado, mais um prémio anual de 400 mil euros por cada época que fizer no clube, quando todo o passado dele é problemático, é um acto de gestão, no mínimo, duvidoso!
    O Alain porque comprar um gajo por 6M€, ter de lhe dar ainda 2M€ para assinar e um ordenado acima do 1M€ por ano, quando chega com 10Kg a mais, quando ao fim de 4 meses não aguenta mais de 45 minutos em campo a jogar devagarinho e ao fim de 8 meses não aguenta mais de 60 minutos em campo a jogar devagarinho... parece-me uma má compra. Por 8M€ e um ordenado igual ao dele conseguia-se melhor de certeza!
    Portanto dos cerca de 70M€ que o clube diz que gastou neste 4 anos em jogadores, para cima de 40M€ foram simplesmente deitados fora em jogadores sem qualidade para jogarem no Sporting, ou problemáticos no caso do Teo, e uns 10M€ em jogadores de qualidade fraca ou duvidosa (Mauricio, Tanaka, Schelotto, Alain, etc).
    Há muito, mas mesmo muito a melhorar neste aspecto.

    (continua)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Falta o Shikabela, MC, o xic'à bala! ... A sério: todo esse "lixo" quanto valeu em termos de Deve/Haver? Isso é importante, a meu ver.
      Em lado nenhum, quando há uma aquisição, por mais cara que seja, nunca há a certeza de resultar - mesmos com internacionais brasileiros...
      Depois, é preciso tempo e paciência - exemplos: Acosta, Alan.
      E há, ainda, os que chegam e a quem nos rendemos e, na época a seguir...puufff!!

      Eliminar
    2. A questão não é essa. A questão é irem buscar jogadores cujo risco é enorme logo à partida.
      É sabido, e há estudos e estatísticas disso, que cerca de 50% dos jogadores que vêm da América Latina não rendem na Europa por isso quando vais buscar um jogador daí já partes com um grau de risco grande. Se o jogador te custa 1M€, enfim, mas se te custa 8M€ já é de ter bastante cuidado. Se depois esse jogador joga a passo grande parte do jogo, é de torcer o nariz. Se esse jogador mesmo jogando a passo só aguenta 45 minutos, tens de torcer o nariz muitas vezes...
      Um Bayern pode dar-se ao luxo de ir buscar um gajo destes, pagando os 8M€, mais um ordenado acima de 1M€, e pôr o gajo a adaptar-se durante 1 ano ou 2. Aliás, pode até fazer isso pagando 35M€ por um projecto de jogador, dando-lhe um ordenado de 2M€ por ano. O Sporting não pode fazer isso. Pode pagar 8M€ ou 10M€ ou 12M€ por um jogador que chegue e pegue de estaca na equipa, contribuindo para para ganhar jogos e atingir objectivos.

      Este é um dos pontos. Outro é a politica, quanto a mim, completamente errada de ir buscar 10 ou mais jogadores todos os anos. Sou 100% contra isso e defendo que se escolham até 3 jogadores novos por época e depois se acrescente, se necessário, mais um por cada um que for vendido dos 14/15 jogadores mais utilizados durante a época. Não vendendo ninguém, terias 5 novos jogadores no plantel (que substituiriam outros 5 dos menos usados durante a época), sendo 3 aquisições e 2 vindos da formação.
      É isto que eu defendo!

      Quanto ao deve/haver que falas, 90% deles saem por menos do que se pagou por eles - e nem conto aqui com os o valor dos ordenados - e mais de metade destes saem por zero, ou seja, perdes todo o dinheiro que investiste!
      Mas, como disse, nem é isso que eu coloco em causa de base.

      Eliminar
  45. (continuação)

    Outro ponto negativo nestes 4 anos é a comunicação do clube, ou do BdC, que chegam a confundir-se. Duvido que haja adeptos que gostem que o BdC fale todos os dias, às vezes até mais de 1 vez por dia. Fala vezes demais e o modo como se exprime, mesmo às vezes tendo razão, faz com que se foquem na maneira como se exprime e não na mensagem que quer passar. E isso é outro erro, sobre o erro de falar já demais. Melhorou ligeiramente, mas foi mesmo muito ligeiramente, o que vindo do ponto negativo onde começou continua a ser negativo.

    O ultimo ponto onde acho que não foi feito o trabalho necessário foi no arranjar aliados para as nossas lutas contra o sistema. O caso mais paradigmático disso é a maneira como se abordou a questão dos 22 títulos do Sporting. Eu não tenho duvida que a razão está do nosso lado mas isso não impedia que fossemos inteligentes e juntássemos os clubes que também ganharam esses campeonatos (Belenenses, Marítimo, Olhanense) nessa luta connosco. Faria toda a diferença ter 4 clubes a reclamar pela reposição da verdade em vez de só termos 1 e até 3 dos eventuais interessados nisso nem abrirem o bico!
    É necessário trazer os clubes, o máximo de clubes, da 1ª e 2ª Liga, para a nossa luta pela verdade desportiva, na luta contra o sistema. O que se fez com o Gauld e o Geraldes com o Setúbal foi ridículo prejudicando imensamente o desenvolvimento dos atletas, que estava a ser muito positivo, e acabando por prejudicar mais o Sporting do que o Setúbal, além de que criámos uma situação embaraçosa com um clube que sempre foi um aliado do Sporting - nem vou falar do facto do actual presidente do Setúbal ter sido treinador adjunto no Sporting.
    Em paralelo com isto há que meter pessoas na FPF, no CA, no CD, não para nos beneficiarem mas para, de algum modo, controlar os benefícios dos outros e os nossos prejuízos.

    Para sermos campeões temos de ser muito superiores à concorrência e não é com tiros nos pés deste calibre, ou indo buscar o treinador que diziam que só ganhava no Vergonhoso com colinho, que o vamos ser!

    Há muito a melhorar e ou o BdC melhora neste próximo mandato ou não vamos passar disto!

    ResponderEliminar
  46. Eu também não tenho dúvida nenhuma em quem vou votar

    ResponderEliminar
  47. Genial... Até me arrepiei.. Este texto resume bem a importância do dia de amanhã.
    Há por aí dezenas de jornalistas, paineleiros e opinadores com tempo de antena quase diário em jornais e TVs que não chegam aos calcanhares do Mestre. Sem dúvida o melhor blog deste segmento. MUITO OBRIGADO E QUE NUNCA LHE FALTE O TEMPO PARA ESCREVER AQUI. SL

    ResponderEliminar
  48. Há muita gente esquecida ou, simplesmente, quer-se fazer de esquecida.
    Ouço diariamente adeptos rivais afirmarem: "Entre BdC e PMR, um é mau mas o outro ainda é pior". Dá-me vontade de sorrir por pensarem assim.
    Não foi um mandato perfeito mas foi globalmente bastante positivo, principalmente comparando com os anteriores.
    Além de que não merecia ter eleições num ano como este, com más prestações das equipas profissionais de futebol masculino.
    Porém, não tenho grandes dúvidas de que não falharemos e teremos a continuidade.

    ResponderEliminar
  49. Este Post é brilhante ! Estava a lê-lo , e ao mesmo tempo enquanto lia , a "envidraçar " os olhos tal o sentimento que me envolvia. Revejo-me em quase tudo . Obrigado por este texto

    ResponderEliminar
  50. Obrigado a todos pelas palavras simpáticas. Ainda bem que gostaram!

    ResponderEliminar
  51. Concordo em absoluto e também não tive no passado sábado as duvidas que tive em 2013. Identifico-me até nas virgulas deste soberbo texto. Devemos estar atentos a qualquer presidente que se queira apropriar do clube, como já aconteceu no passado, mas este presidente merece + 4 anos de gestão, mas agora com vitórias...

    ResponderEliminar