domingo, 23 de abril de 2017

Cadeado

Foi um dérbi intenso mas com pouca nota artística, e em que o empate é um resultado adequado para aquilo que se viu em campo. Os onzes escolhidos pelos dois treinadores indiciavam um jogo em que o Sporting iria assumir as despesas do jogo de uma forma mais cautelosa que o normal, e com o Benfica a tentar explorar o contra-ataque para causar estragos. Essas estratégias rapidamente foram colocadas no lixo, face ao golo madrugador do Sporting. O Benfica pareceu acusar o golpe, mas a partir dos 20 minutos acabou por se recompor e foi obrigado a ter mais iniciativa do que inicialmente imaginara.

Há que dizer que o Sporting pareceu tão confortável na defesa do resultado quanto o Benfica pareceu desconfortável na procura do golo. Os caminhos da baliza estiveram sempre bem fechados - de parte a parte -, tornando o jogo muito disputado a meio e pouco atrativo.

Após o intervalo, o Sporting regressou com a ideia de ampliar a vantagem e teve, efetivamente, boas oportunidades para consegui-lo. No entanto, estava escrito que os golos só iriam aparecer de bola parada: o Benfica empatou e, uma vez tendo um resultado que lhe interessava, soube congelar o jogo e assegurar um empate que poderá ter valido o campeonato.





A entrada de Paulo Oliveira no onze - foi a grande surpresa no onze e, assim que foi anunciada, dava a entender uma abordagem defensiva mais conservadora do que é habitual no Sporting: uma linha defensiva um pouco mais recuada, com menos espaço nas costas, e com maior capacidade para conter o adversário na próximidade da área. Apesar de ter cometido uma ou outra falha sem consequências, Paulo Oliveira fez um jogo de grande nível, limpando tudo na sua área de ação e ainda nas inúmeras dobras que teve que fazer a Jefferson. Uma aposta bem sucedida.

A explosividade de Gelson - foi o único jogador do Sporting capaz de semear o caos na defesa adversária. A atacar fez o que quis de Grimaldo na primeira parte, mas também trabalhou defensivamente muito no apoio a Schelotto. Foi substituído por estar em claras dificuldades físicas.



O golo do Benfica acabou com o jogo - o Sporting acusou o golo do empate e, a partir desse momento, não teve capacidade para incomodar a defesa benfiquista. Notou-se uma quebra física e anímica da equipa, que começou a perder sistematicamente os duelos a meio-campo. É certo que, nessa altura, Artur Soares Dias foi uma ajuda importante em manter o cadeado bem fechado - deixando passar várias faltas óbvias nas disputas a meio-campo -, mas Jesus deveria ter feito mais para procurar a vitória (na minha opinião, Podence devia ter entrado mais cedo).

Exibições abaixo do exigível - foram vários os jogadores que não deram à equipa aquilo que era necessário face a um adversário como o Benfica. Começando pelas laterais, Schelotto não conseguiu adaptar-se à pressão que o Benfica lhe colocou e cometeu vários erros, enquanto Jefferson confirmou que não é mais do que uma sombra do jogador que já foi - nem sequer ajudou naquele que era o seu ponto forte: os cruzamentos. William jogou com um nível de agressividade demasiado baixo, estando pouco esclarecido com a bola nos pés e com vários momentos de desconcentração. Alan Ruiz foi demasiado lento perante um pressing mais intenso, e nunca conseguiu desequilibrar. Finalmente, Dost esteve em dia não. Teve duas excelentes ocasiões para marcar, mas finalizou ambas de forma desastrada.

A arbitragem - Artur Soares Dias teve um desempenho péssimo. Começou pela falta de cartão a Ederson no lance do penálti. Depois, houve um penálti claro de Schelotto sobre Grimaldo que ficou por assinalar. Podia também ter assinalado penálti de Bruno César sobre Lindelof, num lance de análise mais difícil. Na segunda parte, Artur Soares Dias pareceu tentar compensar os erros da primeira parte, revelando uma dualidade de critérios aberrante na marcação de faltas. Vi pelo menos três faltas claríssimas sobre jogadores do Sporting mesmo à minha frente que ficaram por marcar, mas existiram vários outros casos muito duvidosos noutras áreas do campo. Mas no cômputo geral o Benfica teve, obviamente, mais razões de queixa.



A vitória ainda nos poderia deixar com uma réstia de esperança em conseguir algo mais do que o terceiro lugar, mas este empate fecha a nossa classificação. Faltam quatro jogos, que deverão ser aproveitados para preparar a próxima época tanto quanto possível. Esta já era.

28 comentários :

  1. Parabéns, revêjo—me na integra na análise feita.

    ResponderEliminar
  2. Digamos que em termos de penalties ficou anulada a divida que tinhamos da 1ª volta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas então não havia uma conspiração a favor do Benfica? :(

      Eliminar
    2. Mas por outro lado o ederson só lá tinha ficado dentro 3 minutos

      Eliminar
    3. Talvez, mas eu diria que foi mais do mesmo, o jogo foi uma autêntica porcaria muito por culpa do árbitro, que para além da duplicidade, aplicou uma receita muito 'dejá vu'... "Não deixar jogar"... que também levou a outros resultados menos positivos do Sporting em muitos outros jogos.

      É aberrante a duplicidade de critérios, e como a receita JÁ É CONHECIDA!!.. fora das áreas podes roubar o que quiseres!...

      Por isso, para além de se queixar do Sporting ou da arbitragem, o Merdica devia de se queixar acima de tudo da *CARTILHA* imposta aos elementos do apito -> não há competição nem jogos a serio, e o que sofre é o nível de futebol de todos

      Eliminar
  3. --Do jogo: "Foi um dérbi intenso mas com pouca nota artística" o que normalmente significa que foi mal jogado, ainda por cima marcado pelo lamentável incidente da noite anterior.
    --Do Sporting: pressão a meio campo, pressão a meio campo e passe para o Gelson. No contra ataque há que procurar onde está o Gelson. Só em ataque planeado as coisas mudam de figura pois aqui o Sporting prefere tentar a sorte com as investidas do Gelson. O resto do jogo é zero. Muito bem o proscrito Paulo Oliveira.
    --Do Benfica: Mitrogolo muito mal ou muito bem anulado, Pizzi todo o terreno e muita coesão na equipa. Ederson com a cabeça mais na Edersona e nos milhões que irá receber no próximo ano do que propriamente no jogo. Zero defesas em 90 minutos e um golo sofrível sofrido.
    --Da arbitragem: sujinho, sujinho, sujinho. Nem precisamos de receber a cartilha para falar do ensaio sobre a cegueira temporária que o ASD teve em três ou quatro minutos na área do Sporting, escamoteando 3 penaltis. Mas em parte não o culpo, pois ele tem mulher e filhos. Espero que assim tenha ficado provado que a vossa aliança a norte resultará sempre e só em benefício do clube a norte e nunca no vosso.
    Entrevistas finais interessantes. Adrien a referir que queriam a vitória mas há coisas que não controlamos. Depois deste jogo, esta afirmação é para rir ou então, honestamente, queria dizer que é o Porto que controla. Adeptos leoninos divididos, enquanto que 50 por cento dizia que o resultado é justo, a outra metade, já com a cabeça formatada por alguém com o espírito Vale e Azevediano, dizia que a arbitragem foi uma roubalheira. No estádio deve-se ver mesmo mal, deve ser da fossa.
    Resumindo, jogo mediano e o resultado mais justo seria 1-4 a favor do Benfica se ASD tivesse tido a coragem de marcar os três penaltis que viu mas não pode marcar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pela "cartilha" da rena, o Sporting Clube de Portugal tinha ganho o jogo da 1.ª volta, no galinheiro de Carnide e não sigas a cartilha do "Orelhas", pois Vale e Azevedo só há um e é do vosso clube.

      Eliminar
    2. Sujinho sujinhi sujinho LOLADA... disseste o mesmo da dupla mão de Pizzi e do corte com o braço do semedo?

      Vamos esperar que a uefa se pronuncie quanto aos penaltis...

      Foi pena não termos ganho com dois penaltis roubados a vossa pequena equipa, ainda me dava mais vontade de rir, pois merecem isso e muito pior , não apenas neste jogo mas pelo menos na próxima década!

      Vá vai lá preparar o próximo estorilgate!

      Eliminar
    3. fizeste-me lembrar o personagem dos gato fedorento. deje a dejajero seria o resultado mais justo. Dói, não dói?

      Eliminar
    4. Rena se o Ederson O MELHOR JOGADOR DO MERDICA A GALAXIAS DE DISTANCIAS, não fez uma única defesa, nem teve que, exactamente o mesmo se pode dizer do Patrício.

      Para mim, claramente a CULPA DE NÃO TER HAVIDO JOGO, foi de todos menos do Sporting.

      Eliminar
    5. A Martins não insultes o Val & Azevedo q pela primeira vez na vida tem razão ao reclamar de injustiça e traição ... ele q deu a mão a um tal ladrão de camiões...

      E *A CARTULHA*, já que não podem perder os 2, foi seguida à risca oelo apitadeiro, e é típica de equipa pequenina e ao colinho-> não deixar jogar!; por isso a haver um vencedor só poderia ter sido o Sporting.

      Eliminar
  4. Então se o Artur compensou a não marcação de 3 (não dois) pênaltis com "três faltas claríssimas sobre jogadores do Sporting mesmo à minha frente que ficaram por marcar." o universo ganhou equilíbrio e uma mão lava a outra!

    De bom a atitude dos jogadores em campo de parte a parte, deram um exemplo a todos com um comportamento exemplar de saudável rivalidade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, porque também não houve faltas desse tipo por assinalar a favor do Benfica. Inventam cada desculpa... Pensei que era fácil perceber que esse é o tipo de argumento de quem não quer admitir que foi beneficiado, mas no fundo sabe bem que foi. E o Mestre é um deles, não convém é admitir. heheh

      Cumprimentos

      Eliminar
  5. Prezados,
    Se alguém souber, alguma equipa portuguesa que teve de iniciar a época mais cedo devido à Champions, foi campeã nessa época desportiva?
    Obrigado e Bom Domingo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. 2004-2005 SLB fez 3ª eliminatória da CL e foi campeão.

      Eliminar
  6. Será que um dia vou ver um sportinguista dizer que só não perderam porque o árbitro ajudou?
    Tirando a arbitragem, acho que o Benfica devia ter feito mais. Não percebo como não conseguem aproveitar as limitações dos vossos laterais. Então o vosso lado esquerdo com Jefferson e Bruno César é uma completa anedota. Espero que os dois pontos perdidos não façam falta.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JF... o Merdica fez tudo o que podia, e sabia, e a mais não tem nem é obrigado (já o Sporting sabe e deve fazer melhor apsar de jogar com menos 1)... Além da vaca monumental no golo, tal como com o Dortmund na ETAR da Luz, tudo estava montado para o Merdica jogar à Dortmund, pois estava a jogar con mais 1 no meio campo, q por virtude disso estava instruído de fazer vista grossa nas areas (o incrível é como marcou um penalti a favor do Sporting-> o resto apsar da muita facilidade com que os jogadores do Merdica caem no chão, ou talvez por causa disso, É MUITO BEM FEITO! )

      Eliminar
  7. Bom jogo, resultado justo, arbitragem razoável. Como já foi dito, ficaram 2 penaltis por assinalar, o do Rafa não me parece que seja. De qualquer das formas isso não é desculpa para o Benfica, mas depois de posts como vimos ontem acerca de um assistente, alguns devem ter ficado corados de tanta vergonha. heheh

    PS: achei curioso ter sido o Adrien a marcar o penalti, então o JJ não confia no Bas Dost?

    PS 2: continuem a fazer o serviço sujo do FCP, vão no bom caminho. heheh

    PS 3: Ainda estamos à espera que bdc critique o comportamento da claque legalizada por estar às 3h da manhã a criar o pânico e a vandalizar propriedade alheia. Como sempre o SCP é o único clube dos grandes a não condenar atos criminosos próprios.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PS 3: Não fales do que não sabes. E mais: morte nunca é justificável, ainda para mais quando o adepto nem sequer foi mortalmente atropelado. Atropeleram-no e ainda foram matá-lo à facada. Mas segue a linha do teu presidente cadastrado.

      Eliminar
  8. Sporting que comece a preparar a próxima época.

    Excelente analise do Mestre.
    Ontem podia e devia ter jogado bem mais, não tínhamos nada a perder e só a ganhar, com a vitória ficávamos a 5 pontos do Benfica e á espera do Porto hoje.
    Mas depois da bomba do Lindelof, o jogo morreu e Jesus mexeu tarde e mal na equipa, mas adiante é uma época para esquecer.

    Ontem foi uma arbitragem da compensação, errou na primeira parte no penalty não marcado e na segunda compensou com a dualidade de critérios.

    Para o ano é o tira-teimas a Jesus.

    ResponderEliminar
  9. Tinha tudo para ser um bom jogo de futebol mas não foi e muito por culpa do suposto melhor árbitro português.

    Se os lampiões se queixam de um penalty por assinalar sobre Grimaldo, muitas razões de queixa tem também o Sporting da habitual merda de arbitragem deste Soares Dias, marcando falta a tudo o que é lampião que se manda para o chão e deixando de marcar a nosso favor jogadas em tudo idênticas.
    Assim nasceram as duas oportunidades de golo do benfica, de dois livres inventados pelo árbitro, um deles acabando por dar o golo do empate.
    No resto, este jogo foi um remake do célebre Boavista-Sporting da época passada.
    Soares Dias é perito a controlar jogos, apitando para um lado o que não apita para o outro, parando o jogo e não deixando que haja aquilo que todos queremos ver, futebol.

    Sobre o futebol, mais uma vez ficou evidente a falta de dois laterais à equipa do Sporting.
    Jefferson e Schelotto, tal como Zeegelaar ou Esgaio são nulidades para uma equipa que quer ser campeã.

    A aposta em Brian Ruiz continua a ser para mim um mistério, pois parece-me claramente acabado para o futebol de alto nivel.
    Só Jesus ainda não viu isso.

    Os 10 minutinhos dados a Podence para mostrar serviço são mais uma demonstração de estupidez de Jesus que continua a colocar o seu ego acima dos interesses do Sporting...

    Para o ano há mais, a começar mais cedo e certamente com um play-off da Champions contra um adversário muito complicado.

    ResponderEliminar
  10. Só me interessava a parte da arbitragem. Ganhas um mais de respeito pela coragem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois a parte de dizer mal do teu clube deixas para o NGB!

      Eliminar
  11. A sério que nem num blogue sportinguista e depois do dia de ontem tenho de tenho de ler os encartilhados?

    E este "Este já era."? Também vir este blog esta época.

    ResponderEliminar
  12. Diz o autor do post: "Depois, houve um penálti claro de Schelotto sobre Grimaldo que ficou por assinalar. Podia também ter assinalado penálti de Bruno César sobre Lindelof..."

    Pergunto que:

    Já viram algum benfiquista ou melhor lampião a admitir erros da arbitragem a seu favor?

    ResponderEliminar