quinta-feira, 25 de maio de 2017

Evolução dos empréstimos obrigacionistas dos três grandes

O Porto anunciou recentemente o lançamento de um novo empréstimo obrigacionista, no valor de 30 milhões de euros. A decisão não surpreende, visto que o clube tem apresentado prejuízos significativos nos últimos anos e há que pagar o empréstimo obrigacionista emitido em 2014, que está prestes a vencer.

O problema é que, não havendo dinheiro, não basta pedir um empréstimo do mesmo valor que o anterior. Há que pagar juros aos investidores, há que pagar comissões elevadas às entidades financeiras que servem de intermediários neste processo, e dá jeito se se conseguir aproveitar a oportunidade para injetar algum dinheiro fresco para os cofres da SAD. Daí que o Porto esteja a financiar-se em 30 milhões para compensar o empréstimo de 20 milhões que vence este ano.

É o temível efeito de bola de neve, que, à medida que os valores vão aumentando, fica mais difícil de travar e inverter. Não é um exclusivo do Porto. Também o Sporting e o Benfica recorrem a esta fonte de financiamento - uma necessidade cada vez maior a partir do momento em que a banca fechou a torneira a novos empréstimos -, e também o Sporting e o Benfica têm vindo a aumentar os valores dos empréstimos de cada vez em que fazem uma nova emissão de obrigações.

Tipicamente, estes empréstimos têm uma maturidade de 3 anos, com juros superiores à média praticada no setor bancário - de forma a serem interessantes para os potenciais subscritores (sendo que o Sporting tem pago juros superiores aos rivais, fruto da crise financeira por que passou). O problema é que a dependência se tornou de tal forma elevada, que já começou a haver a necessidade de fazer emissões paralelas. O Porto tem duas linhas de empréstimos obrigacionistas (uma que começou em 2013 com 11,5M e que já vai nos 45M, e outra que começou em 2011 com 10M e que agora subirá para 30M), e o Benfica já vai em três (um de 50M, outro de 45M e outro de 60M).

(clicar para aumentar a imagem)

A evolução tem sido praticamente linear. No final do prazo do empréstimo, contrai-se outro de valor superior. Com o Porto tem sido sempre assim. Com o Sporting também, com uma exceção: em 2014, na altura do acordo de reestruturação financeira, a banca assumiu temporariamente as responsabilidades do Sporting, o que permitiu adiar em um ano a emissão de novo empréstimo obrigacionista. No Benfica, a 2ª e 3ª linha puderam ser suspensas temporariamente porque o Novo Banco aceitou reabrir as linhas de crédito em 2014. No entanto, rapidamente a SAD teve que voltar a recorrer aos empréstimos obrigacionistas para reembolsar o Novo Banco.

A única boa notícia é que as taxas de juro têm caído (já se chegou a pagar taxas próximas dos 10%), mas isso acaba por ser curto consolo perante o aumento constante do valor dos empréstimos contraídos.

Serão capazes os clubes de inverter esta tendência, ao mesmo tempo que os bancos vão também fazendo pressão para que os seus empréstimos são reembolsados? À partida não se vislumbra vontade de mudar, mas o certo é que quanto mais tempo demorarem a tomar medidas, mais difícil será a resolução do problema.

95 comentários :

  1. Mas ali para os lados de Carnide as receitas cobrem tudo...dizem eles.

    Já agora Mestre, que dizer da homenagem ao Midas por parte da freguesia de São Domingos de Benfica, entidade pública onde, só por acaso, trabalha um membro da Direcção do slb?

    Aquela sentida homenagem fez-me lembrar todas as condecorações do 10 de Junho a gente que depois acaba na prisão...mas condecorados!

    Assim também acontecerá com o emocionado arguido do caso BPN, que irá também um dia destes ser arguido no caso BES, que já foi julgado e condenado pelo roubo de camiões e que será um dia engavetado por tráfico de droga na porta 18 (quando deixar a presidência) e seguirá caminho para a Carregueira.

    Belo exemplo de utilização de dinheiros públicos o desta freguesia de Lisboa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As entidades públicas não podem fazer homenagens. Estamos sempre a aprender.

      Eliminar
    2. Homenagear condenados em tribunal? proque não homenagear o Vale e Azevedo tb?

      Eliminar
    3. Epa, a condenados por roubo, arguidos por fraude (e afins), caloteiros e (fortes) suspeitos de tráfico de droga...

      ... parece-me bem, sim senhor!!!

      Eliminar
    4. Quando fazem parte do Estado a quem o midas deve 600M, sim é bonito.

      Eliminar
    5. Até ser condenado é considerado inocente. Em relação ao assalto ao camião ou lá o crime que cometeu, já ocorreu há mais de 20 ou 30 anos. O registo criminal dele deve estar limpo.

      Eliminar
    6. Sporting até morrer, digo-te que ontem o midas tocou-me no coração!... caiu-me uma pinguinha de ver tanta emoção na condecoração da sua freguesia natal. De facto não sei se o homem chorava de emoção por recordar a sua infância ou se chorava de inquietação ao ver o "amigo" Oliveira e Costa levar 14 anos de pena efectiva.

      Fiquei com essa dúvida, mas que foi bonito e emotivo lá isso foi... talvez um dia seja condecorado pela instituição social do sistema prisional.

      Eliminar
    7. Este comentario e' muito violento para o Arguido Luis. Assim, decreta-se que o clube do Arguido Luis comecara' a proxima epoca com 3 pontos de avanco.

      Eliminar
    8. A homenagem de uma junta de freguesia não me incomoda por aí além, acho triste é que figuras mais relevantes do Estado não tenham vergonha em aparecer ao lado de uma pessoa com os problemas com a justiça como Vieira.

      Eliminar
    9. Mas já não foi condenado por roubar camiões?
      Bilhas, Bilhas...

      Eliminar
    10. Mais preocupado fico quando vejo elementos do governo com problemas com a justiça. Na volta os que votaram no Portas são os mesmos que criticam o Costa por aparecer ao lado do Vieira.

      Eliminar
    11. Dependendo do crime o questão, o registo criminal fica limpo após determinado tempo. Por isso muito provavelmente o registo criminal do Vieira deve estar limpo.

      Eliminar
    12. Mas para alguns se alguém cometer algum delito durante a sua juventude, deve viver com essa cruz para o resto da vida.

      Eliminar
    13. E porque o registo criminal ficou limpo, deixou de ser um criminoso?
      Olha para a porta 18 Bilhas, mesmo com tanto pó no ar, tenho a certeza que conseguirás ver o teu presidente ligado ao crime.

      Já agora, o Orelhas foi jovem até que idade?
      É que o roubo do camião ocorreu quando ele tinha a tenra idade de 34 anos (1983)...

      Bilhas, Bilhas...deixa de comer tanto gelado.

      Eliminar
  2. Apesar de estarmos longe dos montantes dos nossos rivais, penso que estamos a seguir o mesmo caminho e é só uma questão de tempo até atingirmos volumes muito elevados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, não se fazendo um esforço para inverter, mais cedo ou mais tarde chegaremos lá. No caso do Sporting, há a dificuldade adicional de ter que colocar uma parte significativa de determinados tipos de receitas para reembolsar os empréstimos bancários e recomprar VMOCs.

      Eliminar
  3. Pelas propostas de resolução que me foram apresentadas, estou em condições de assegurar que até ao fim deste mandato de LF Vieira, todas as dívidas bancárias estarão saldadas. Para além dos títulos e do grande crescimento verificado, chegou a hora do Benfica se virar para a sua sustentabilidade.
    O Sporting irá ter muitas dificuldades pois basicamente é um clube insustentável. Tem muitas dívidas, irá gastar cada vez mais para tentar chegar ao título, muito fruto dos desejos alucinados de JJ, não consegue gerar proveitos suficientes e tem BdC ao leme.
    O Porto está perto do abismo e se não tiver a ajuda dos amigos da área metropolitana, como tem tido até aqui, alicerçado pela corja musculada legal, sairá inevitavelmente do plano cimeiro do nosso futebol.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Qualquer dia acordas e nem o ceú vês...

      Eliminar
    2. Ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah! Rudolfina, minha meretriz do Parque Eduardo VII, só mesmo tu para me fazeres soltar uma gargalhadazona destas de manhã... confesso que a gargalhada foi tão grande que soltei, igualmente, um pinguinho... ou dois!!! Ahahahahahahahahahahahahah!

      Eliminar
    3. Obrigado, Rudolfo. Alegraste-me a manhã! É a primeira vez que me rio sozinho no local de trabalho.

      Eliminar
    4. "Pelas propostas de resolução que me foram apresentadas"
      AHAHAHHAHAHAHAHAHAHAHAHAHA
      FDX, JÁ ME CUSPI TODO!!
      AHAHAHAHAHAHHAHAH

      Eliminar
    5. Esta Rena acredita mesmo no pai natal!!!

      Olha em Alverca, também acreditavam que até ao final do mandato, o rei midas teria o clube/SAD com uma saúde financeira pujante após a venda do Mantorras...

      Eliminar
    6. Continuam as mentiras e os delirious do Mentiroso Rudolfo com "u":

      "propostas de resolução que me foram apresentadas"

      "estou em condições de assegurar"

      Eliminar
    7. Vão pagar os 165M dos empréstimos obrigacionistas, mais os 500M de dívida (conhecida) ? Eeeeh lá, sim senhora, isso é que é falar, mas como ? Só se for da maneira que o presidente do teu clube (não)'paga as dívidas pessoais dele...não deixes a droga não que já estás todo queimado!!!!

      Eliminar
    8. Caldo Duche, autogay, tens que me informar o que se passa no Parque Eduardo VII. Eu não sou de Lisboa e nunca passei por lá. Quanto às pinguinhas é normal, a incontinência urinária costuma acompanhar a incontinência mental e verbal.

      Eliminar
    9. Ahahahahahahahahahahahah, rudolfina, sua bicha louca!!!!! Nunca deixes de nos fazer rir!!! Ahahahahahahahahahahah!

      Eliminar
    10. JPM, pagar dívidas bancárias, DÍVIDAS BANCÁRIAS.
      Alguém falou em pagar empréstimos obrigacionistas?
      E acredita que sei isso de fonte segura (esta é para o leão verde te).

      Eliminar
    11. de burro este não tem nada,...as fontes estão asseguradas
      decapitado ainda deve mexer

      Eliminar
  4. O SlB tem substituido empreestimos à banca por emprestimos obrigacionistas com juros mais baixos,como tal este artigi apresenta-se incompleto porque o que é relevante são a totalidade dos emprestimos e a relação com os capitais próprios e passivo/activo o que no caso do Benfica são crescentemente positivos....o mesmo não se passa nos restantes clubes que estão falidos, e não fossem as famosas vmocs que estão a ser pagas pelo erario publico ou seja por todos nós a situação do SCP era calamitosa...vamos ver se o FCP consegue resolver o fair play financeiro, porque se não o conseguir pode dizer adeus à Europa...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. loool, vmocs pagas pelo erário público.... ahahahaha

      Eliminar
    2. looool então as vmocs estão a ser pagas. Obrigado pela informação, é serviço publico.

      Será que a divida ao BPN do vieira também está a ser paga, para quem descobriu que as vmocs estão a ser pagas deve ser fácil prestar esta informação.

      Obgdo sócio do mais melhor bom de portugal

      Eliminar
    3. Falso!
      O SLB só neste ultimo empréstimo obrigacionista é que anunciou que o destino do dinheiro era para substituir parte do empréstimo da banca (o que ainda vão ter que o fazer).
      De resto, os outros foram para pagar obrigacões anteriores, que como se sabe nesse tempo serviam para torrar em jogadores e afins.

      Eliminar
    4. VMOCS pagas pelo erário público?

      OK! Fechem a internet, nos próximos mil anos dificilmente haverá pérola deste calibre.

      Vem isto do sócio 218219 do carnide, clube que não tem mais de 190000 sócios.

      http://www.jornaleconomico.sapo.pt/noticias/afinal-quantos-socios-tem-o-benfica-141906

      Para terminar, onde consegue o excelentíssimo a informação de que os empréstimos bancários estão a ser substituídos por EO? Que se saiba dessa afirmação a parte dos EO é real, quanto à parte da divida bancária estar a diminuir, é apenas teoria.

      Quanto a poder ser feita uma análise 100% fidedigna, seria necessário que o benfica apresentasse em nome da transparência, à semelhança do que faz o Sporting, contas consolidadas do clube, mas como não o faz até podem dizer que são donos do universo que a malta faz de conta que acredita.

      Eliminar
    5. Oh sócio:

      - o teu passivo passa de 90M€ para 600M€ em pouco mais de 15 anos... apesar de tantos e tantos sucessos financeiros e de uma gestão de... topo!
      - o guito da NOS era para "limpar" o passivo, mas continuas a emitir EO's que nem gente grande... basta ver o último ranking da UEFA, o que, em relação a resultados (especialmente europeus), tendo em conta o calote, parece-me... miserável!
      - os teus capitais próprios estão a ser sustentados pelos mendilhões... quando a bolha rebentar... vais-de-vela!
      - o teu presidente deu um calote de mais de 600M€, que esse sim estamos todos a pagar do nosso bolso!
      - as vmoc's já foram explicadas tantas vezes, e a sua consequência, que insistir nelas deixa de ser ignorância, passa a ser estupidez... daquela bruta que nem uma porta!

      Vá sócio, concentradíssimo aí, concentradíssimo!

      Eliminar
    6. O que são pagos pelo erário publico são os juros que o SCP devia pagar pelos mais de 600 milhoes de divida,e que as vmocs empurram com a barriga perdoando cerca de 10 a 15 milhões época...toda a gente sabe disto, mas os meus caros querem ignorar... força ....mais cedo do que tarde se verá quem tem razão....força Bruno de Carvalho, estamos contigo....continua o bom trabalho....4 anos 4 titulos...

      Eliminar
    7. O aldo o que têm os negocios de LFV e as empresas falidas de Bruno de Carvalho a ver com a história...força Bruno....dá-lhe....

      Eliminar
    8. Nem mais aldo! Há aqui um lampião bem confuso...

      Eliminar
    9. Mais um que vive na Twilight Zone...

      Vai-te informar melhor sobre a VMOC e faz a comparação com os empréstimos mal parados do teu rei midas, depois chegas aqui e resumes o significado de erário público, pode ser que assim abras a pestana e deixes de comer tanta arca cheia de cornetos.

      Eliminar
    10. Se nao fossemos nos, contribuintes, a pagar os 600 M euros do calote do Arguido Luis ao BES e os 400 M a CGD (que o Ministro tem tentado afanosamente esconder, mas que sera obrigado a divulgar por ordem do tribunal - para todos os grandes devedores da CGD, nao e' so' para o Arguido Luis), o que seria do clube dirigido pelo Arguido Luis.
      O desacaramento e a desonestidade lampionica nao tem limites.

      Eliminar
    11. Sócio, é verdade que é necessário juntar os empréstimos bancários para se ter uma imagem completa da dívida. Acredito que estes empréstimos obrigacionistas venham a servir para pagar os empréstimos bancários.

      Agora, convém relembrar que a relação ativo/passivo e os últimos resultados do Benfica se encontram empolados por transações que beneficiam os resultados financeiros imediatos, em contrapartida de mais custos a médio prazo (como a troca do Gaitán por Jimenez, outras vendas e compras por mendilhões, etc.).

      Eliminar
    12. Já vi que o número 600M te preocupa e deve ocupar bastante o teu pensamento, talvez pelo facto do teu presidente dever exactamente 600M á banca esses sim suportamos pelo erário público, ou ainda o facto da dívida acumulada estimada do teu clube já ultrapassar os tais 600M.....ou talvez os dois juntos, mas DOBRARES a dívida consolidada do SCP só para dar o tal número mágico de 600M isso já não é preocupação é obsessão patológica ou então tens uma noção errática da democracia, género, se o mais melhor bom deve 600M os outros todos também ou há democracia ou comem todos devo dizer que se for este o caso o teu raciocínio é no mínimo.....infantil tipo uma criança a quem estão a tirar a chucha....e se calhar até é mesmo, investigações umas atrás das outras ao teu presidente, arguido em não sei quantos processos, video-arbiro, relatórios de arbitragem públicos.....para manter o tema infantil, vai se vos acabar a mama dai teres pesadelos com 600M!!!!!

      Eliminar
    13. Peço-lhe encarecidamente que proceda a uma análise detalhada da evolução dos empréstimos obtidos pela Benfica SAD desde da época 2014/2015. Desse modo poderá confirmar que EO de 50milhoes 2015/2016 foram para abater a divida em papel comercial no BES/NovoBanco. Poderá igualmente analisar o facto da factura dos juros terem baixado anualmente, especialmente o facto da taxa média de juro nos empréstimos obtidos se terem reduzido anualmente. Assim peço-lhe explique estas operações numa visão de consolidação de passivos. Relativamente a este ultimo EO de 60milhoes temos de esperar pelo R&C 2016/2017, para confirmar a substituição de divida Empréstimos Bancários por EO (Empréstimos Obrigacionistas). E relativamente R&C 2016/2017, estou muito expectante, pois penso que poderá haver significativas melhoras relativamente ao passivo remunerado (com juros). Agora peço-lhe que imagine que é contratado para Gestor de uma empresa com um considerável nível de endividamento. Como primeiras medidas não seria tentar baixar os custos desse mesmo endividamento? Libertando os ganhos obtidos nessa operação para abater passivo?
      Se possível gostaria de obter a sua opinião pelo facto de apesar de não ser obrigatória apresentação de R&C trimestrais e só ser obrigatório apresentar R&C semestrais (pela CMVM). No entanto a Sporting SAD apresentou R&C do 1º trimestre 2016/2016 em tempo recorde e R&C do 3º trimestre ainda não foi apresentado.
      Desde já agradeço-lhe a atenção, mas gostaria que responde-se as minhas solicitações. Pois confesso que já não é primeira nem a segunda vez que lhe peço para explicar mais detalhadamente as suas afirmações e analises em posts anteriores. Mas não quero deixar de cumprimentar os responsáveis deste blog, pois nunca me foi negada o direito de opinião e nunca fui editado nos meus comentários, facto que não posso afirmar no blog do Benfica Eagle, pois já ocorram casos em que me foi negado esse direito, pelo simples facto que estaria a corrigir o senhor.
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    14. Senhor Mestre,
      Acabei de ler esta sua afirmação: "Agora, convém relembrar que a relação ativo/passivo e os últimos resultados do Benfica se encontram empolados por transações que beneficiam os resultados financeiros imediatos, em contrapartida de mais custos a médio prazo (como a troca do Gaitán por Jimenez, outras vendas e compras por mendilhões, etc.)."
      Poderá detalhadamente explicar num ponto de vista meramente contabilístico esta afirmação, pois não consigo compreender como a relação activo/passivo possa beneficiar resultados financeiros imediatos (estará o senhor a referir-se a resultados líquidos dos exercícios apresentados em R&C?) em detrimento de mais custos no futuro, por operações que possam estar empoladas? Gostaria que me elucida-se. Pois não consigo compreender a sua afirmação.
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    15. Santos, no texto escrevi que houve linhas de empréstimos obrigacionistas a serem suspensas e retomadas em função das linhas de crédito dos bancos.

      Quanto ao empolamento das contas: se eu comprar e vender jogadores com o valor inflacionado (vamos assumir um exemplo simplista, em que compramos por 22 e vendemos por 25):
      1. Os dois clubes assumem de imediato como receita as mais-valias;
      2. Os dois clubes apenas assumem como custo da compra a proporção referente ao número de anos de contrato do atleta; assumindo, por exemplo, que assinaram contratos de 5 anos, os clubes assumirão o custo, respetivamente, de 4,4 e 5 milhões em cada ano.
      3. Ou seja, a receita imediata seria 22 e 25, o custo imediato seria de 4,4 e 5, ou seja, o lucro imediato seria de 17,6 e 20 milhões; os restantes custos só serão assumidos nos anos subsequentes.

      Eliminar
    16. Verdade que a ser verdade, a intenção de substituir fontes de financiamento mais caras por outras mais baratas é um excelente acto de gestão.

      No entanto, falta informação para poder afirmar categoricamente que é o que sucede, ninguém, fora do grupo benfica, pode afirmar seja o que fôr em relação a esse tema, pelo simples facto de que não há informação disponível para tal. Só com contas consolidadas do grupo se poderia concluir algo de verdadeiro, dado que o benfica não disponibiliza as DF's consolidadas do grupo, apenas as da SAD tudo o que se diga é especulativo.

      Posto isto, seria um enorme acto de gestão disponibilizar, ao mercado de investidores as contas consolidadas do grupo benfica, e não somente as do grupo sad que a essas não podem fugir pois é obrigatório.

      Quanto ao relatório do 3º T do Sporting, ele será obviamente apresentado dentro do prazo legal.

      Eliminar
    17. mestre de cerimonias: as afirmaçoes de empolamento de contas carecem de provas, e sugiro que caso as consiga as envie para autoridade competente, CMVM ou outra. Não existindo, é apenas mais uma calunia. Quanto às contas devo dizer-lhe que acompanho os relatórios e contas do SLB SAD há longos anos e não retiro de forma alguma esse retrato. Tenho tb acompanhado no geraçao Benfica. Aguia livre e Guachos vermelhos a apresentação de estudos sobre os denominados 3 grandes que sugiro leitura.
      Saudações cordiais
      http://geracaobenfica.blogspot.pt/2016/06/financas-analise-dos-3-grandes-3.html

      Eliminar
    18. ...as celebres VMOCS, retiradas do texto/link anterior:
      ....2ª situação (VMOC's): A Sporting SAD teve de recorrer a uma reestruturação financeira que envolveu um aumento de capital da SAD, passagem da SPM para a SAD (empresa detentora dos direitos de superfície do Estádio de Alvalade), e recorreu a 127,9M€ de VMOC's, que são obrigações (financiamento) que serão obrigatoriamente convertidas em acções. O mais grave desta situação é que 55M€ "brutos" e 47,9M€ "líquidos" (1ª emissão) teriam de ser pagos em Janeiro de 2016, e a Banca prolongou o período de pagamento por mais 10 anos, juntando-se aos outros 80M€ de VMOC's (2ª emissão). Tratando-se de 2 instituição bancárias (antigo BES e BCP) que receberam ajudas estatais (dinheiro dos contribuintes) mais grave se torna esta situação, quando se sabe que estes 135M€ "brutos" / 127,9M€ "líquidos" na prática pagam taxa de juro de ZERO%. Apesar de o problema ter sido "empurrado com a barriga" para daqui a 1 década, o Sporting terá de garantir nessa altura a aquisição da maioria das duas emissões de VMOC's, ou então a Sporting SAD passará a ser "detida" por privados (Banca ou "investidores externos"). Apesar de as VMOC's não serem registadas contabilisticamente como Passivo, na prática são responsabilidades que o Sporting terá de assumir se quiser manter o controlo maioritário da SAD....

      Eliminar
    19. Antes de mais gostaria de agradecer ao Senhor Mestre a resposta.
      No entanto, esta lógica de empolamento beneficiar simultaneamente na compra e na venda, e entre a relação activo/passivo não faz sentido, dado que pode-se de facto aumentar (empolar) o activo, mas o atleta se for adquirido recorrendo a financiamento ou a prestações também se aumenta passivo, do ponto de vista de Capitais o rácio tende para o mesmo. Vejamos o exemplo por si apresentado o atleta foi adquirido por 22milhoes com cinco anos de contrato. Efectivamente há aumento em igual valor ao activo, com custos de amortização activo anual de 4.4milhões, isto é, para o ano seguinte o mesmo atleta valeria no activo 22-4.4: 17.6milhões assim sucessivamente até ao termino do contrato onde não teria qualquer valor contabilístico. Agora o atleta que foi vendido tem uma redução imediata no activo do valor que este teria contabilisticamente. No entanto, resultado da venda entra como receitas extraordinárias. Não havendo lugar aos custos de amortização no activo, pois este atleta deixaria de pertencer ao activo com sua venda. Agora imaginemos que em vez de 22-25milhoes seriam 12-15milhoes, isto é, foram empoladas em 10milhoes. Activo poderia ter sido empolado em 10milhoes mas o passivo seria igualmente empolado na mesma proporção. No final das contas o resulta líquido do exercício tenderia para o mesmo tendo sido empoladas ou não essas operações. Pois o resultado com transferência de jogadores (rácio entre compras e vendas) tenderia para o mesmo. Empolando ao mesmo tempo as compras como vendas.
      Gostaria que Senhor Mestre, de forma a esclarecer os seus seguidores neste blog, que explica-se que as contas que o Benfica tem vindo a apresentar publicamente são contas consolidadas da Benfica SAD, que são públicas por imperativo da CMVM em relatórios semestrais (deixou de ser imperativo CMVM apresentação contas trimestrais), que são estas que comparam com as contas consolidadas da Sporting SAD.
      E gostaria que concretiza-se que a informação que é publica CMVM, que permite concluir que há claras melhorias obtidas nas operações realizadas de consolidação de passivos (troca de divida).
      Relativamente as contas de todo universo do grupo Benfica não são apresentas publicamente, tais como as contas do todo universo do grupo do Sporting também não são apresentadas publicamente. A não ser que sejam sócios e que estejam presentes nas assembleias gerais dos clubes para apresentação de relatórios & contas.
      Se o Senhor Mestre tiver acesso as contas de todo Universo do Sporting de 2014-2015 e 2015-2016 e se o entender que faça uma análise a evolução dos Capitais próprios desses mesmos R&C’s.
      Mais uma vez agradeço a resposta Senhor Mestre,
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    20. MdC, apesar do meu pouco entendimento fiscal, é bom que olhe para estas explicações e da próxima vez pense bem antes de tentar inventar sobre as contas do Benfica.
      Mas ao ler esta explicação não posso deixar de me lembrar do falecido SQuid e das suas contas de merceeiro. Quanto deves? Quanto tens? Paga. Se te sobrou algum, estás a lucrar, se ainda te falta estás a dever. Simples!

      Eliminar
    21. Dieta, se o EO de 50milhoes 2015/2016 foram para abater a divida , então com que dinheiro se pagou o EO de 35M mais os seus respectivos juros?

      Eliminar
    22. Caro Sr. Santos

      Se o clube A vende ao B um jogador por 20M, aumenta os resultados em 20M. Se compra ao clube B um jogador por 25M vai registar nos gastos apenas a amortização, digamos que foi 5 anos = 4M. Então temos um resultado liquido de 16M.

      O clube B que vendeu por 25M, aumentou o rendimento em 25M e comprou por 20M e reconhece apenas a amortização caso por 4 anos = 5M, ou seja tem um resultado liquido de 20M.

      Se os valores estiverem empolados, o reflexo no resultado liquido é imediato e necessariamente os activos e passivos também estão empolados e isso dá margem para fazer imensas falcatruas, como é óbvio nos anos subsequentes com o reconhecimento das amortizações este empolamento tende diluir e daí a necessidade de manter o carrossel a girar.

      As contas consolidadas de todo o grupo Sporting, não foi verificar, mas ainda à pouco tempo estavam disponíveis para consulta por qualquer pessoa na internet, alias, B.Eagle que mencionou anteriormente já publicou alguns trechos que lhe interessava para suportar algumas teorias que habitualmente produz para incautos. Já às consolidades do Benfica eu nunca vi, e até tinha alguma curiosidade em ver a consolidação que fizeram à aquisição do Intangível referente à marca Benfica, no ultimo ano.

      Por ultimo, o ilustre benfiquista não se coibiu de dar uma bicada de pardal, quando insinua atraso na publicação do r&c trimestral. Deveria elogiar a opção de publicar ao contrario do Benfica que nada tem a esconder mas ... prefere não publicar. Mas vamos então ver as datas de publicação da contas do 3T: 2013/05/315, 2014/05/30, 2015/05/29, 2016/05/31, 2017/??/??, espera-se que nos próximos dias como habitualmente.
      Quanto às semestrais, que insinua terem sido rápidos a publicar: foram estas as datas: 28/02/2014, 23/03/2015, 04/03/2016 e 28/02/2017, tirando 2015 que foram publicados tardiamente, não vejo que tenha sido batido algum record na publicação como o Senhor Santos insinua.

      Por fim, que deveria ser isto que o Senhor Santos queria dizer mas não disse, é que muito provavelmente iremos ver nas contas trimestrais o consumo de uma importante parte das mais valias das vendas de Agosto. Efectivamente na minha perspectiva bem mais rápido do que aquilo que pelo menos eu esperaria, e vamos ficar com a noção clara que para equilibrar as contas da PRÓXIMA época terá de ser vendido, pelo menos um activo, no entanto as necessidades de venda serão muito inferiores às necessidades de venda dos dois maiores rivais.
      É o preço/risco a pagar, que eu preferia não correr, para diminuir a desvantagem competitiva, queremos melhor jogadores e treinadores, então temos de pagar pelo menos ao nível dos rivais. Não concordo mas aceito, até porque de momento o risco do Sporting é muito menor que o rivais, na minha leitura o Sporting para manter orçamentos idênticos às duas ultimas épocas, necessita de realizar 30 a 40M de rendimentos extraordinários já o Porto e Benfica terão necessidades na ordem dos 100M. Mas isto é apenas a minha avaliação ....

      Eliminar
    23. Só mais um pormenor para conhecimento do Senhor Santos e já agora do Sr. Rudolfo, para verem a transparência, se quiserem coloco aqui o link mas se forem ao google e colocarem contas consolidadas Sporting clube rapidamente chegam lá:

      Então a evolução dos Capitais Proprios solicitada, relativa ao universo Sporting, para já, como quem consolida as contas é o clube, não se chamas Capitais Próprios mas sim Fundos Patrimoniais e é a seguinte evolução:

      2013: -264M, 2014: -259, 2015: -162M e 2016: -174M

      Agora tal como o v/ amigo Eagle ensinou a fazer, podem acrescer o valor das vmocs e aquelas mistura de equivalência patrimonial com consolidação, que só ele e os incautos devem perceber, tendo como objectivo concluir que o resultado são -600M

      Eliminar

    24. Caro Dude,
      É verdade que a Benfica SAD tem feito emissões de EO para pagar EO anteriores, no entanto não é neste tipo de operação que verificamos uma clara melhoria nos custos de financiamento, pois no caso do Benfica nunca se financiou em EO a taxas de juros perto dos 10% como relatou o Senhor Mestre. O único clube que se financiou em EO desse valor foi Sporting TANB 9.25%. O máximo que o Benfica pagou TANB 7.25% e foi precisamente no 1º trimestre de 2013, com a famosa injecção de capital feita pelo Estado Português socorrendo vários bancos portugueses como BCP BPI CGD BANIF entre outros. É seguro afirmar que à época o sector financeiro não se encontrava com saúde ou disponibilidade de capital.
      Por norma a Benfica SAD financia-se a taxas inferiores a 5%. No entanto gostaria de realçar onde se verifica uma clara melhoria nos custos de financiamento é na redução abrupta no valor de 40 milhões de empréstimos bancários no Novo Banco que ocorreram no exercício de 2015/2016 e na redução de 13milhões ocorridos desde JUN15 até DEZ16 no financiamento em Papel Comercial. Gostaria de afirmar que estas duas formas de financiamento, Empréstimos Bancários (NovoBanco) e Papel Comercial venciam Juros Significativamente mais elevados que os recentes Empréstimos Obrigacionistas.
      Relativamente a sua questão, Caro Dude, EO15/18 (4,75%) de 45milhões poderá ter sido para liquidar EO13/16 (7,25%) de 45milhões, assim podemos afirmar que o “revolving”, não aumentou devido aos juros, pois os mesmos devem ter sido liquidados com outras receitas. Depois existe o EO16/19 (4,25%) de 50milhões que deverá ter sido para amortizar os valores referidos anteriormente de 40milhões em Empréstimos Bancários (NovoBanco) e cerca de 9milhões de papel comercial no 1ºsemestre de JUN16/DEZ16. De referir que EO 35milhoes já tinha sido liquidado em OUT14.
      Senhor Mestre, peço-lhe que analise as minhas afirmações e diga se não concorda com os recentes actos de gestão da Benfica SAD.
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    25. Dieta saudável, boa contribuição e acho que é o que a malta quer, apesar de não ser fácil seguir todos os detalhes para quem não está dentro do assunto.

      Pelo que percebi, faz algum sentido, só que há um pequeno detalhe que me está a escapar. Ora se o valor é extrapolado (não corresponde à verdade) o financiamento necessário também não será certamente igual. Assim o que dizes "mas o atleta se for adquirido recorrendo a financiamento ou a prestações também se aumenta passivo" não corresponderá inteiramente à verdade.
      Tentei meter aqui um exemplo mas não sendo de contabilidade existem muitas coisas que provavelmente não fariam sentido e outras não sei exatamente o seu impacto.

      Mas parece-me claro que extrapolando os valores tem pano para mangas, e dito por um amigo contabilista. A cosmética e a contabilidade andam de mãos dadas…

      Certamente o que estamos hoje a mandar para o ar, do carrocel do Mendes, da extrapolação dos valores e tudo mais só se saberá no dia em que os presidentes mudam, claro que isso não é possível em todos os clubes!

      Eliminar
    26. Como não gostava que o Senhor Dieta e o Rodolfo, não ficassem sem resposta, ontem fiz um comentário, que não vejo publicado, talvez se tenha perdido pelo caminho.
      Não tendo muito tempo, aqui fica uma resposta rápida:

      - O rácio de capitais, os resultados líquidos tendem para ao mesmo, mas ao longo de vários anos, exactamente o período que durarem as amortizações, daí a necessidade de manter o carrossel, empolando cada vez mais os números. Parece que já percebestes a engenharia, estás ainda na fase de negação em que recusas ver o objectivo óbvio.

      - O Benfica deveria apresentar publicamente tal como faz o Porto e Benfica as contas consolidadas do clube. São as contas do clube que devem consolidar a SAD e não o contrario. Esta marosca de apresentar as contas da SAD que consolidam o clube permite que algumas empresas fiquem de fora. Afinal quem é o dono de quem? É a SAD que é dona do clube?

      - Também ao contrario do Benfica as contas do clube que inclui a consolidação da SAD e de todas as empresas do universo Sporting estão disponíveis na Internet para consulta, é só procurares, e são sempre publicadas mais ou menos nas mesmas datas.

      - Se as entidades publicas funcionassem, IPDJ. AT, CMVM, CNC etc..., como deve ser, a arrogância de muitos Benfiquistas andaria nas ruas da amargura. Se até estas entidades não actuam, obviamente que é um sonho pensar que a Liga, FPF, CA, CSocial, etc..., têm um comportamento imparcial.

      Eliminar
    27. Opa, oh Mestre, isto vai aqui uma autêntica fábrica a Olá!!! Ahahahahah! Estas lã-parinas só nos fazem rir com as anormalidades que escrevem... aliás, até se põem com linguagem eloquente para ver se parecem mais inteligentes... ahahahahah! Que trolls!

      Eliminar
    28. Caro Dude,
      É verdade que a Benfica SAD tem feito emissões de EO para pagar EO anteriores, no entanto não é neste tipo de operação que verificamos uma clara melhoria nos custos de financiamento, pois no caso do Benfica nunca se financiou em EO a taxas de juros perto dos 10% como relatou o Senhor Mestre. O único clube que se financiou em EO desse valor foi Sporting TANB 9.25%. O máximo que o Benfica pagou TANB 7.25% e foi precisamente no 1º trimestre de 2013, com a famosa injecção de capital feita pelo Estado Português socorrendo vários bancos portugueses como BCP BPI CGD BANIF entre outros. É seguro afirmar que à época o sector financeiro não se encontrava com saúde ou disponibilidade de capital.
      Por norma a Benfica SAD financia-se a taxas inferiores a 5%. No entanto gostaria de realçar onde se verifica uma clara melhoria nos custos de financiamento é na redução abrupta no valor de 40 milhões de empréstimos bancários no Novo Banco que ocorreram no exercício de 2015/2016 e na redução de 13milhões ocorridos desde JUN15 até DEZ16 no financiamento em Papel Comercial. Gostaria de afirmar que estas duas formas de financiamento, Empréstimos Bancários (NovoBanco) e Papel Comercial venciam Juros Significativamente mais elevados que os recentes Empréstimos Obrigacionistas.
      Relativamente a sua questão, Caro Dude, EO15/18 (4,75%) de 45milhões poderá ter sido para liquidar EO13/16 (7,25%) de 45milhões, assim podemos afirmar que o “revolving”, não aumentou devido aos juros, pois os mesmos devem ter sido liquidados com outras receitas. Depois existe o EO16/19 (4,25%) de 50milhões que deverá ter sido para amortizar os valores referidos anteriormente de 40milhões em Empréstimos Bancários (NovoBanco) e cerca de 9milhões de papel comercial no 1ºsemestre de JUN16/DEZ16. De referir que EO 35milhoes já tinha sido liquidado em OUT14.
      Senhor Mestre, peço-lhe que analise as minhas afirmações e diga se não concorda com os recentes actos de gestão da Benfica SAD.
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    29. Dieta, sei que que o post já tem um dia e já está ultrapassado neste momento.
      Mas coloquei-lhe uma pergunta de uma linha "então com que dinheiro se pagou o EO de 35M mais os seus respectivos juros?", escreveu um texto de cerca de 25 linhas com isto referente à pergunta "De referir que EO 35milhoes já tinha sido liquidado em OUT14"
      Pergunto outra vez:
      -Como é que se pagaram esses 35M?
      É que dizer que não se utilizou o dinheiro de um novo EO para pagar os 35M, mas depois contrair um outro novo papel comercial(diferente) para o fazer, parece-me a mim que é fazer o mesmo mas com outra roupagem para enganar tolinhos.

      Eliminar
    30. Caro Sr. António Fonseca,
      Gostaria desde já agradecer-lhe o tempo despendido nas suas respostas.
      Primeiro, aquando da minha referência a apresentação R&C 3ºtrimestre16/17, na minha opinião quando foi apresentado R&C 1ºtrimestre16/17, foi efectivamente apresentado bem antes do tempo limite de apresentação de R&C (Quando CMVM obrigava apresentação contas trimestrais). Posso confidenciar-lhe que me pareceu bastante oportuno apresentar aqueles resultados quando registaram as 2 maiores receitas extraordinárias alguma vez registadas pela SAD Sporting.
      No entanto relativamente a apresentação R&C do 3ºtrimestre16/17, se apresentarem (Não é Obrigatório CMVM) até 31MAI17, vão somente cumprir o que outrora era requisito da CMVM.
      Segundo relativamente a questão da consolidação de contas de todo o universo dos clubes. Posso somente afirmar-lhe que nunca tive acesso a nenhuma de nenhum clube. As afirmações ou dados presentes em blogs, peço-lhe desculpa mas eu só considero fidedignos dados constastes R&C. Não baseio as minhas opiniões sem ter analisado os documentos.
      Por isso, aconselho a todo Simpatizante/Adepto, realmente interessado, a ler esses documentos, pois considero serem a informação mais próxima da realidade dos clubes. Tendo consciência que muito se poderá adulterar/empolar no parecer/cosmética das contas. No entanto se porventura houver o cuidado de fazer uma monitorização contínua das contas, reduz a possibilidade de haver grandes desvios a realidade das contas, isto é, se as contas tiverem, vejamos 5 anos seguidos de resultados líquidos positivos, é seguro afirmar pelo menos não estaremos a caminhar para uma situação de falência, mas sim a melhorar situação financeira.
      Terceiro, agradeço-lhe os dados por sim apresentados e cito: “Então a evolução dos Capitais Proprios solicitada, relativa ao universo Sporting, para já, como quem consolida as contas é o clube, não se chamas Capitais Próprios mas sim Fundos Patrimoniais e é a seguinte evolução:

      2013: -264M, 2014: -259, 2015: -162M e 2016: -174M
      Agora gostaria que Senhor procede-se a uma análise da evolução dos Fundos Patrimoniais (Agradeço-lhe explicação Capitais Próprios/Fundos Patrimoniais), pois verifico que houve uma significativa redução do ano 2014 para 2015, cerca 97milhões, poderá esta redução estar relacionada com constituição da segunda emissão VMOC’s (VMOC b 80milhões)? Se sim peço-lhe que opine se será um acto de gestão tão significativo, pois tenho acompanhado as dissertações do Senhor Mestre a elogiar a magnífica gestão da actual administração da SAD Sporting, onde não poucas vezes li que tinham reduzido o passivo de forma abrupta (100milhoes). Ainda se for possível uma explicação para o facto de uma evolução negativa do ano 2015 para 2016 mais 12milhões negativos.
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    31. Caro Sr. António Fonseca,
      Como ponto de honra eu não sou do tipo de pessoa que inveja as melhores condições que os meus pares possam ter, e considero bom que cada um procure o melhor para si. No entanto fico extremamente irritado quando meus pares continuamente vêm para a praça pública afirmar que eu encontro-me falido e que as minhas contas são falsas quando eu estou a procura de melhores condições. Considera admissível, exemplo Benfica emite um prospeto de um empréstimo obrigacionista e a administração do Sporting comentar na praça pública que as contas não são consolidadas e o Benfica se encontra falido? E administração do Sporting justificar-se do excelente estado de saúde das suas contas, quando efectivamente beneficia de condições extraordinárias por parte do NovoBanco. E Senhor Fonseca, não vou-lhe falar das VMOC’s pois considero como risco que administração do Sporting aceitou de perda da maioria da SAD, encontra partida inexistência de juro nessa responsabilidade, mas sim no facto do Sporting SAD ter um descoberto Bancário com mais 25milhões (chegou a ser 30milhões) a uma taxa de Juro 3,25%, assim explica-se a inexistência de problemas de tesouraria. Na sua experiência de vida, alguma vez encontrou taxa tão baixa num descoberto bancário, peço-lhe que seja honesto. E mais a existência de linhas de empréstimos bancários de 1%spread mais Euribor de 50milhões. Conhece alguma empresa que se financie em Portugal a 1%de spread.
      Desde já agradeço-lhe a atenção,
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    32. Caro Dude,
      Antes de mais, todas as minhas afirmações não passam da minha visão (Após analise R&C) de como estão a evoluir as “contas”, no entanto posso confidenciar-lhe que acho que o EO que venceu em OUT14 (35milhões) foi liquidado em parte com uma emissão de papel comercial de 34milhões. Agora questionas-te tu “Seguramente essa forma de financiamento não seria a mais adequada” (Juros Altos), mas peço que recordes que em AGO14 ocorre a famosa resolução do antigo BES e criação do NovoBanco. Com todos os constrangimentos de falta de liquidez que originou. Seguramente terá sido naquele momento a única solução para a SAD Benfica não incumprir nos seus pagamentos. Facto que não podemos afirmar no caso de outras SAD’s.
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    33. Sr. Santos,
      Os r&c do 1T foram apresentados em 29/11/2013, 30/11/2014,30/12/2015 e 30/11/2016, há um atraso em 2015 mas nada que justifique a observação que o amigo fez. Em todo o modo, já dei opinião sobre a questão e julgo que nada de relevante e anormal se passa ou passou nesta temática.
      A partir do momento que a opção foi de apresentar relatórios trimestrais, legalmente, julgo que pelo menos durante 3 anos serão obrigados a apresentar, teria de verificar a legislação mas creio que a opção é valida por 3 anos. Foi um "risco" a opção mas também é uma medida de transparência.

      Os r&c do clube que consolidam todo o universo do grupo Sporting, está disponível para consulta publica, é só fazer uma pesquisa no google, que facilmente chega lá, mas se quiser, eu coloco aqui o link.
      Resumindo, os r&c do Sporting clube consolidados estão disponíveis para consulta publica, os do Porto não sei estão disponíveis para consulta, não procurei, mas sei porque já analisei um, que o r&c do clube é consolidado, já do Benfica clube nunca tive acesso a nenhum r&c consolidado, existem r&c consolidados mas são da SAD e não é a mesma coisa, se percebi bem, o amigo também não tem acesso porque r&c consolidados do Benfica clube, provavelmente não existem.

      Quanto aos comentários relativos à evolução das contas que solicita, já fiz essa analise em tempo, confesso que de momento estou sem disponibilidade para rever, mas de memoria julgo que em 2015 são influenciados pela 2ª fase da reestruturação e em 2016 são influenciados pelos resultados negativos da SAD. É um assunto que quando for apresentado o próximo r&c, será devidamente avaliado.

      Por fim, o caro amigo comete o mesmo tipo de erro muito comum nos adeptos do Benfica, ficou irritado com o facto dos concorrentes comentarem na praça publica factos relativos às contas do Benfica, nem interessa se verdadeiros ou não. Então o Estimado Sr. Santos, deve imaginar a irritação de quem ouviu dois vices do Benfica (Moniz e RGSilva) na praça publica a denegrirem um acordo extremamente difícil de alcançar e com pesadas obrigações mas essencial e única via para salvar o clube de uma falência anunciada.

      Portanto, admito que sabia, mas agora fica a saber, que foi esta intromissão na gestão do Sporting(actual), que está na génese de tudo o que se seguiu, ou seja o deteriorar de relações e ataques mútuos. Se tiver dificuldade em encontrar também posso colocar aqui os links das declarações de Moniz e RGS para que o Amigo verifique o tempo em que foram feitas, ou seja numa altura que o Sporting até pactuava com adiamento de jogos e tinha apenas como foco combater a influencia do Porto nos órgãos desportivos.

      Eliminar
    34. Caro Santos, tendo o Sporting optado por entregar as contas trimestrais, obrigou-se a entregar as contas trimestrais a cada período, poderia ter optado como o benfica e porto fizeram por não o fazer.

      Pode-se especular se foi para evidenciar os resultados com as vendas do Slimani e JM, pode-se dizer o que se quiser, no entanto essas vendas eram do conhecimento público, não haveria necessidade de "chover no molhado" pelo que, na minha opinião tratou-se mais de uma questão de manter o mercado e os accionistas informados do que de tentar fazer brilharete.

      Quanto aos EO do benfica, não pode o caro Santos nem pode ninguém afirmar peremptóriamente que qualquer um deles serviu para liquidar divida financeira, pelo simples facto de que não há transparência nas contas do benfica, não são publicadas as contas consolidadas do grupo o que permite mil e uma formas de esconder o gato e "mascarar" as contas de modo a obter os resultados que convém.

      Quanto às taxas de juro do Sporting, são baixas? São sim senhor, são melhores que as de benfica e porto? Sem dúvida. Há no entanto um ligeiro aparte que muita boa gente se esquece ou faz por se esquecer, que é o facto de o Sporting se ter obrigado a contingências impostas pela banca para poder ter essa "benesse". Estou certo que tivessem benfica e porto a mesma abertura a que a banca se intrometesse nas decisões do dia a dia das suas SAD e também teriam oportunidade de condições iguais ou semelhantes.

      Quanto ao facto de o Sporting afirmar que o benfica não apresenta contas consolidadas, é eventualmente mentira? Não será relevante para o mercado que isto se saiba? Obviamente que não cabe ao Sporting alertar para este facto, mas perante a passividade das autoridades haja quem o faça.

      Quanto aos fundos patrimoniais de 2015 para 2016 terem sido agravados em 12M€ deriva do resultado do exercício 2015/2016, da SAD, ter sido negativo, uma resposta tão simples...

      Quanto às análises às contas que recomenda, é de facto um importante meio de se conhecer o estado dos clubes, mas, mais uma vez, só será efectivamente importante se os clubes apresentarem as contas consolidadas, e, mais uma vez, há pelo menos um clube que não o faz, adivinhe qual!

      Eliminar
    35. Sr.Fonseca,
      Relativamente a minha afirmação que R&C 1º trimestre 2016/2017, ter sido apresentado em tempo "record", o Senhor, depois dos dados apresentados, tem toda razão. Terá sido a minha impaciência a provocar este meu lapso, pois confesso que estou expectante, para ler nos blogs afectos ao Sporting as explicações pela evolução das "contas", comparando e denegrindo as contas do Benfica.
      Quanto a questão das contas consolidadas de todo grupo/universo Benfica, a única informação que tive conhecimento, foi relatado, no Expresso, o exercício 2016, onde constatava-se que os capitais próprios / fundos patrimoniais eram cerca de 80milhões negativos com evolução positiva de 20milhões, pois no exercício de 2015 eram 100milhões negativos.
      Segue Link: http://tribunaexpresso.pt/benfica/2016-10-09-Contas-do-Benfica-e-do-Sporting-estao-no-vermelho--perceba-como-e-porque-
      À data publicação faz referência que as contas Sporting clube (grupo) não teriam sido apresentadas, no entanto a administração Sporting à data referia que as contas do Benfica não eram consolidadas. No entanto gostaria de realçar o facto, se os dados por si apresentados em posts anteriores, que grupo Sporting tinha uma situação de fundos patrimoniais no exercícios 2016 de 174milhões negativos, com evolução negativa 12milhões, pois no exercício 2015 os fundos patrimoniais eram 162milhões negativos. Qual dos dois grupos apresenta melhor situação relativa aos fundos patrimoniais, qual dos grupos teve melhor evolução, nos exercícios entre 2015 e 2016?

      Continuação.

      Eliminar
    36. Meu caro amigo, quanto a sua afirmação, cito ” Por fim, o caro amigo comete o mesmo tipo de erro muito comum nos adeptos do Benfica, ficou irritado com o facto dos concorrentes comentarem na praça publica factos relativos às contas do Benfica, nem interessa se verdadeiros ou não”
      Tenho de lhe garantir, que me preocupa imenso as informações e as contas do Benfica, e tento com a informação disponível averiguar se são verdadeiras ou não. Posso-lhe assegurar que muitas das opiniões relatadas neste blog por parte Senhor Mestre, principalmente à crescente constituição de EO pela SAD Benfica, são no mínimo tendenciosas. Pois para fazer uma análise correcta, temos sempre de averiguar e definir um ponto de partida. Agora imagine que o Senhor indigitado para gerir o Grupo Benfica a partir do final 2015 (3º trimestre), onde constata muito resumidamente tem uma divida financeira (onde incidem juros) que se constituía da seguinte forma:
      Empréstimos Bancários (CGD/NovoBanco): 118,5 milhões
      Empréstimo Obrigacionista 2013-2016: 45 milhões (taxa 7.25%)
      Empréstimo Obrigacionista 2015-2018: 45 milhões (taxa 4.75%)
      Papel Comercial: 46,6 Milhões
      Empréstimo Bancário Estádio (MillenniumBCP): 50 milhões (Taxa bonificada Project Finance Euro2004)
      Agora partindo que do exercício 2014/2015 a taxa média de juro dos empréstimos obtidos foi 6.77%, pergunto-lhe quais seriam as suas primeiras decisões relativamente à sustentabilidade desta divida remunerada de 305,1milhões. Posso confidenciar-lhe que os EB NovoBanco e Papel Comercial têm Taxas de juro superiores a 7/8%, extrapolando pelos dados que temos pois nunca foi divulgada as taxas de juros dos EB NovoBanco e Papel Comercial. Já EB MillenniumBCP construção Estádio são taxas com juro bonificado pelo Project Finance Euro2004.
      Qual seria a sua orientação para divida num horizonte a 3 anos?
      Continuação

      Eliminar
    37. Por fim, relativamente ao último ponto do seu post, no que se refere ao Senhor RGS, as afirmações suportadas por esta pessoa deveria envergonhar qualquer Benfiquista. Digo suportadas, pois quando era Vice-Presidente do Clube deveria ter sido imediatamente destituído, se o Presidente do Benfica fosse realmente uma pessoa de Bem. E recordo-me de uma afirmação senhor Presidente do Benfica a pedir moderação aos comentadores afectos ao Benfica, no entanto não teve o mínimo de bom senso, em despedir o funcionário Pedro Guerra ou no mínimo impedir a sua participação nos programas TV. Se realmente o Presidente queria acalmar o estado de guerrilha no futebol, só teria de proibir qualquer funcionário do universo do clube de proferir qualquer comentários relativos aos rivais.
      Agora, não posso deixar de afirmar, que sabendo quais foram os resultados da restruturação/condições obtidas pelo Sporting, faria toda pressão possível aos administradores do NovoBanco para melhorar a minhas condições financeiras. Não querendo prejudicar as negociações/condições do Sporting mas sim melhorando as do Benfica. Em última analise requisitando condições semelhantes para o Benfica. Não o faria na praça publica, ao criticar o Sporting, mas sim movia toda minha influencia em criticar a administração do NovoBanco, pois tornaria publico que NovoBanco pratica taxas de Juros 7 ou 8 vezes superiores ao Benfica em relação a outras entidades. Afirmando que o Benfica presentemente se encontra refém de uma política que claramente prejudica o Benfica, solicitando a todos os Benfiquistas, se sentem confortáveis em terem relações comerciais com o NovoBanco sabendo deste facto. Por isso e muito mais penso que administração do Benfica está muito bem em querer substituir EB NovoBanco/Papel Comercial por EO.
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    38. Caro Zanizo,
      Gostaria a afirmar que o Benfica consolida na SAD mais 90% do universo empresarial do grupo Benfica. Portanto a sua afirmação de que não apresenta contas consolidadas e que com os dados apresentados não é possível verificar a evolução dos empréstimos obtidos do grupo Benfica. Bem não sou eu que afirmo ou avalio, são o regulador CMVM e o revisor oficial de contas PWC. Se estas duas entidades não lhe merecem confiança, não poderei teimar consigo.
      Mas posso questionar-lhe se aceita para comparação os dados apresentados a CMVM (R&C SAD) ou descarta por completo esses dados consolidados?
      Em relação à questão de tão fácil resposta, o que pretendia era uma análise de projecção para os próximos exercícios, e a verificação da de teorização das condições financeiras do grupo Sporting no último exercício. Pois confesso que só tenho lido, opiniões do Senhor Mestre, que a situação financeira do Sporting tem sempre evoluído positivamente desde do ano 2013.
      Cumprimentos,
      Santos.

      Eliminar
    39. Sr.Fonseca,
      Relativamente a minha afirmação que R&C 1º trimestre 2016/2017, ter sido apresentado em tempo "record", o Senhor, depois dos dados apresentados, tem toda razão. Terá sido a minha impaciência a provocar este meu lapso, pois confesso que estou expectante, para ler nos blogs afectos ao Sporting as explicações pela evolução das "contas", comparando e denegrindo as contas do Benfica.
      Quanto a questão das contas consolidadas de todo grupo/universo Benfica, a única informação que tive conhecimento, foi relatado, no Expresso, o exercício 2016, onde constatava-se que os capitais próprios / fundos patrimoniais eram cerca de 80milhões negativos com evolução positiva de 20milhões, pois no exercício de 2015 eram 100milhões negativos.
      Segue Link: http://tribunaexpresso.pt/benfica/2016-10-09-Contas-do-Benfica-e-do-Sporting-estao-no-vermelho--perceba-como-e-porque-
      À data publicação faz referência que as contas Sporting clube (grupo) não teriam sido apresentadas, no entanto a administração Sporting à data referia que as contas do Benfica não eram consolidadas. No entanto gostaria de realçar o facto, se os dados por si apresentados em posts anteriores, que grupo Sporting tinha uma situação de fundos patrimoniais no exercícios 2016 de 174milhões negativos, com evolução negativa 12milhões, pois no exercício 2015 os fundos patrimoniais eram 162milhões negativos. Qual dos dois grupos apresenta melhor situação relativa aos fundos patrimoniais, qual dos grupos teve melhor evolução, nos exercícios entre 2015 e 2016?
      Continuação...

      Eliminar
    40. Meu caro amigo, quanto a sua afirmação, cito ” Por fim, o caro amigo comete o mesmo tipo de erro muito comum nos adeptos do Benfica, ficou irritado com o facto dos concorrentes comentarem na praça publica factos relativos às contas do Benfica, nem interessa se verdadeiros ou não”
      Tenho de lhe garantir, que me preocupa imenso as informações e as contas do Benfica, e tento com a informação disponível averiguar se são verdadeiras ou não. Posso-lhe assegurar que muitas das opiniões relatadas neste blog por parte Senhor Mestre, principalmente à crescente constituição de EO pela SAD Benfica, são no mínimo tendenciosas. Pois para fazer uma análise correcta, temos sempre de averiguar e definir um ponto de partida. Agora imagine que o Senhor indigitado para gerir o Grupo Benfica a partir do final 2015 (3º trimestre), onde constata muito resumidamente tem uma divida financeira (onde incidem juros) que se constituía da seguinte forma:
      Empréstimos Bancários (CGD/NovoBanco): 118,5 milhões
      Empréstimo Obrigacionista 2013-2016: 45 milhões (taxa 7.25%)
      Empréstimo Obrigacionista 2015-2018: 45 milhões (taxa 4.75%)
      Papel Comercial: 46,6 Milhões
      Empréstimo Bancário Estádio (MillenniumBCP): 50 milhões (Taxa bonificada Project Finance Euro2004)
      Agora partindo que do exercício 2014/2015 a taxa média de juro dos empréstimos obtidos foi 6.77%, pergunto-lhe quais seriam as suas primeiras decisões relativamente à sustentabilidade desta divida remunerada de 305,1milhões. Posso confidenciar-lhe que os EB NovoBanco e Papel Comercial têm Taxas de juro superiores a 7/8%, extrapolando pelos dados que temos pois nunca foi divulgada as taxas de juros dos EB NovoBanco e Papel Comercial. Já EB MillenniumBCP construção Estádio são taxas com juro bonificado pelo Project Finance Euro2004.
      Qual seria a sua orientação para divida num horizonte a 3 anos?
      Continuação...

      Eliminar
    41. Por fim, relativamente ao último ponto do seu post, no que se refere ao Senhor RGS, as afirmações suportadas por esta pessoa deveria envergonhar qualquer Benfiquista. Digo suportadas, pois quando era Vice-Presidente do Clube deveria ter sido imediatamente destituído, se o Presidente do Benfica fosse realmente uma pessoa de Bem. E recordo-me de uma afirmação senhor Presidente do Benfica a pedir moderação aos comentadores afectos ao Benfica, no entanto não teve o mínimo de bom senso, em despedir o funcionário Pedro Guerra ou no mínimo impedir a sua participação nos programas TV. Se realmente o Presidente queria acalmar o estado de guerrilha no futebol, só teria de proibir qualquer funcionário do universo do clube de proferir qualquer comentários relativos aos rivais.
      Agora, não posso deixar de afirmar, que sabendo quais foram os resultados da restruturação/condições obtidas pelo Sporting, faria toda pressão possível aos administradores do NovoBanco para melhorar a minhas condições financeiras. Não querendo prejudicar as negociações/condições do Sporting mas sim melhorando as do Benfica. Em última analise requisitando condições semelhantes para o Benfica. Não o faria na praça publica, ao criticar o Sporting, mas sim movia toda minha influencia em criticar a administração do NovoBanco, pois tornaria publico que NovoBanco pratica taxas de Juros 7 ou 8 vezes superiores ao Benfica em relação a outras entidades. Afirmando que o Benfica presentemente se encontra refém de uma política que claramente prejudica o Benfica, solicitando a todos os Benfiquistas, se sentem confortáveis em terem relações comerciais com o NovoBanco sabendo deste facto. Por isso e muito mais penso que administração do Benfica está muito bem em querer substituir EB NovoBanco/Papel Comercial por EO.
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    42. Caro Zanizo,
      Gostaria a afirmar que o Benfica consolida na SAD mais 90% do universo empresarial do grupo Benfica. Portanto a sua afirmação de que não apresenta contas consolidadas e que com os dados apresentados não é possível verificar a evolução dos empréstimos obtidos do grupo Benfica. Bem não sou eu que afirmo ou avalio, são o regulador CMVM e o revisor oficial de contas PWC. Se estas duas entidades não lhe merecem confiança, não poderei teimar consigo.
      Mas posso questionar-lhe se aceita para comparação os dados apresentados a CMVM (R&C SAD) ou descarta por completo esses dados consolidados?
      Em relação à questão de tão fácil resposta, o que pretendia era uma análise de projecção para os próximos exercícios, e a verificação da de teorização das condições financeiras do grupo Sporting no último exercício. Pois confesso que só tenho lido, opiniões do Senhor Mestre, que a situação financeira do Sporting tem sempre evoluído positivamente desde do ano 2013.
      Cumprimentos,
      Santos.

      Eliminar
    43. Espero que senhores administradores deste blog não me bloqueiam os meus comentários, primeiro estariam a cometer uma injustiça pois estariam a negar o direito de opinião a alguém que se expressou sempre com respeito. Segundo, estariam a negar-me a possibilidade de resposta aos Senhores António Fonseca e Zanizo.
      Espero que compreendam a minha insistência na publicação dos meus comentários.
      Cumprimentos,
      Santos

      Eliminar
    44. Caro Sr. Santos

      Começando pelo seu ultimo comentário, não se preocupe com o bloqueio aos comentários, por vezes são publicados com atraso, mas o filtro do administrador é extremamente largo, não raras vezes publica comentários insultuosos para com o Sporting nas pessoas do seu Presidente e do seu treinador, que manifestamente não é o seu caso. Nitidamente o Sr. Santos é Benfiquistas e não lampião e as suas comentários são discutíveis e não meras provocações. Posto isto queria dizer o seguinte:

      1 - Muito sinceramente, de momento, não tenho disponibilidade para de novo avaliar a evolução das contas quer dos Sporting quer das contas dos rivais. Assim de forma curta e grossa, estão todos muito mal e a viver acima da realidade, temo que um dia a bolha rebente. Obviamente uns estão piores do que outros, mas essa analise fica para quando forem apresentadas as próximas contas.

      2 - Tentei dizer-lhes nos diversos comentários que o Sporting apresenta e disponibiliza a todo o publico contas consolidadas, no inicio de cada ano, na data do artigo do expresso que refere ainda não estavam publicadas as contas de 2015/2016. Para que não fique com duvidas e se entender analisar, neste link encontra todos os r&c consolidados do Sporting clube:
      http://www.sporting.pt/pt/clube/eventos/assembleia-geral/relatorios-e-contas

      Já do Benfica tirando o tal resumo, muito limitado, publicado pelo expresso nunca vi um relatório consolidado do Benfica clube.

      2 - Tentei também dizer-lhe, que o clima de guerrilha, teve a sua génese nas declarações de José Eduardo Moniz e Rui Gomes da Silva, quando em 2014, atacaram ferozmente o acordo de reestruturação conseguido pelo Sporting que tem óbvios benefícios mas também contem pesadas obrigações, mas foi a única via possível para salvar o clube. Devido a essas pesadas obrigações que limitam a gestão do clube, nem o Benfica nem o Porto consideraram negociar um acordo semelhante, o que se compreende, já não se compreende são as criticas que fizeram que até a mim quase convenceram que foi esse acordo que originou a entrada da Troika no pais.
      3 - Tentei nos primeiros comentários que fiz, explicar de que forma eventuais empolamentos das transferências influenciam no imediato as contas, obviamente o efeito tende a diluir-se nos anos seguintes, a não ser que se continue a manter o carrossel a girar, mas suponho que essa parte ficou esclarecida. Como é óbvio, esta situação é mera especulação não tenho dado que a confirmem mas que existem transferências e clubes suspeitos, existem.

      Cumprimentos
      Fonseca

      Eliminar
    45. Só mais uma coisa Sr. Santos, quando diz que o Benfica clube consolida na SAD, é precisamente aqui que está o erro. A SAD é que tem de consolidar no clube, pois o clube é que é proprietário da SAD e não o contrario. Só desta forma, é possível avaliar a situação de todo o grupo Benfica.
      A CMVM não tem nada a ver com com as contas do Benfica clube, já o Revisor pode dizer algo sobre o assunto, mas para sabermos o que ele diz teríamos de ter acesso às contas consolidadas do Benfica clube e isso, pelo menos eu não tenho e tenho duvidas que existam.

      Eliminar
    46. Como disse o caro António Fonseca e muito bem, as contas da SAD devem concocorrer para a consolidação das contas da sociedade mãe, que no caso do benfica é o clube. Ou seja nunca a informação será 100% fidedigna não havendo apresentação consolidada das contas do clube.

      Quanto à CMVM, este organismo regula as entidas cotadas em bolsa, o clube não é cotado em bolsa logo "foge" do raio de acção da CMVM, o que não sucede com a SAD.

      Supunhamos que o benfica canaliza os passivos mais "tóxicos" para os 10% do grupo benfica não sob domínio da SAD, sabe o que acontecerá certo? A SAD apresentará resultados e uma eventual robustez enganadora, na medida em que as componentes que não interessam ser conhecidas nunca verão a luz do dia, pelo simples facto de o clube não consolidar contas.

      Isto que enunciei acima trata-se de "engenharia" contabilistico/financeira. Não estou a afirmar que seja o caso, porque como já disse várias vezes não há elementos que permitam sustentar a teoria, pelo facto de não haver consolidação do universo benfica. Do mesmo modo ninguém poderá afirmar sem reservas que a teoria de que os EO são mera troca de divida mais cara (a bancária) por outra mais barata (por via dos EO).

      Ou seja as mesmas pessoas que afirmaram que os proventos do contrato com a NOS seriam para abater passivo, hoje dizem que os EO são para anular a divida financeira. Tendo em consideração que a primeira afirmação se revelou falaciosa, parece-me legítimo que se dúvide da veracidade da segunda, a menos que haja sustentação por meio de documentos legais, e o que melhor que uma consolidação do grupo para terminar com toda a especulação?

      SL

      Eliminar
    47. Caro Sr Santos, volto a enaltecer os seus contributos neste blog. Nesta fase não sei se haverá muita gente a seguir esta conversa, mas eu como Sportinguista e sobretudo gosto de saber das coisas como elas são, não como nos tentão vender.

      Denoto algumas incongruências no seu discurso, deixo aqui algumas soltas:

      Primeiro, queixam-se de terem taxas mais elevadas, mas depois não existe problema em pagar grandes comissões a empresários, não se sujeitão ao mesmo escrutínio que o Sporting se sujeitou em reduzir a dívida e criar por exemplo uma conta em que parte das vendas são para comprar VMOC’s. (acho engraçado que nunca vi nenhum sportinguista a referir e queixar-se que o seu clube paga menos juros sobre as obrigações)


      Outra questão de desigualdade de tratamento é quando dinheiros públicos são usados de forma diferente nos dois clubes, tens por exemplo a questão patrocínios da CGD, a questão dos terrenos do seixal, que é só mais um exemplo. A pouca vergonha que foi o tratamento da CML para com o Sporting que nos fez perder uns milhões em atrasos de pagamentos que já tinham sido acordados.
      Outra questão, as VMOCS, é um instrumento financeiro como outro qualquer, o Sporting pode fazer, porque tinha a maioria da SAD, o benfica também pode fazer, só que só tem 40%, acho eu…

      Questão dos capitais próprios, quando se tem um plantel avaliado em 190 Milhões de euros e outro em 30 Milhões (se formos por exemplo ao transfermet não existe assim uma diferença tão significativa na avaliação dos planteis)

      Outra questão quanto à informação fidedigna, no sporting uma das bandeiras deste presidente foi a auditoria da gestão, para não falar da “caça ás bruxas” que se instaurou. Apesar de não se poder afirmar com 100% de garantia qual é que é mais fiável, eu se tivesse de arriscar numa certamente não era num clube que tem um presidente com um passado (e recente) muito dúbio, para ser simpático. Já anda no poder à mais de 10 anos e para além disso todas as suas intervenções são reduzir a democracia dentro do clube, com inclusive alterações dos estatutos nesse sentido.

      Eliminar
  5. Como a bola vermelha cresce... mas é só para o que não é bom!

    ResponderEliminar
  6. Então esta estratégia, de pedir empréstimos para pagar os anteriores ("revolving"), que o Benfica seguia e que o Bruno de Carvalho apelidou de "patética" é...também seguida pelo Sporting?
    http://www.record.pt/futebol/futebol-nacional/liga-nos/sporting/detalhe/bruno-de-carvalho-nao-houve-perdao-de-divida-900887.html

    Como é que o auto-proclamado vencedor da Champions da gestão segue uma estratégia, dita por ele, "patética"?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha, um novo propagandista cartilhado por aqui. O teu blog anda muito popular, Mestre.

      Eliminar
    2. Contrair um novo empréstimo para pagar o anterior não é "revolving".
      Contrair um novo empréstimo para pagar o mais antigo é "revolving"
      Parece igual mas não é.
      O SLB a aprtir da emissão deste ultimo (2017)vai precisar de emitir obrigações todos os anos (pelo menos os próximos 3 seguidos,)a não ser que arranje 155M + juros nesses mesmos três anos

      Eliminar
    3. mendilhões conta dude? se sim, estão safos. :)

      Eliminar
  7. Sigo este blog há pouco tempo, mas tenho gostado bastante das suas intervenções! Para além de poder informar-me e discutir alguns temas que afectam o universo sportinguista, o que aprecio particularmente é o facto de, apesar de afecto ao Sporting, haver uma análise sensata que não se deixa toldar por clubismos. Parabéns por isso!
    Acho esta publicação bastante importante, uma vez que o futebol, nomeadamente os 3 grandes, é um dos responsáveis da situação financeira em que nos encontramos. No entanto, a cegueira futebolística cultural que afecta os portugueses, em geral, impede que as mudanças ocorram e o problema continua a alastrar-se sem fim à vista, porque no final do dia o que interessa é o meu clube ganhar e os outros perderem. Se exigimos maior responsabilidade a quem está no poder, temos também de ser mais responsáveis.
    SL

    ResponderEliminar
  8. É verdade que vamos entrar no carrossel JorgeDealerMendes??????????????? Não brinquem comigo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Eheheh, oh Batista Santos, uma título numa capa e já esse drama todo? Não será melhor esperar para ver?

      Eliminar
    2. Pelo que me dizem as minhas fontes, as comissões a cobrar ao Sporting pelo Mendes ainda vão ser superiores às cobradas ao Benfica.
      Bruno de Carvalho ainda vai ao perdoa-me com o Mendes e os sócios ficam a perceber que o que hoje é verdade, amanhã é mentira.

      Eliminar
    3. As minhas fontes dizem que "o jogo" está à rasca de €€€€€ esta é uma noticia click bait!!!

      Eliminar
    4. As minhas fontes dizem-me que as fontes da rudolfina são seres extraterretres que o visitam nos seus sonhos mais húmidos.

      Eliminar
    5. Afinal não sou só eu que tenho fontes.

      Eliminar
    6. Estou para ver como o Artista se vai referir aos mendil... milhões dos negócios Jorge Mendes! Vai ser bonito ver a mudança de paradigma.

      Eliminar
  9. O futebol portugues esta' falido, mas ainda nao lhe disseram. Como o clube do regime vai ganhando, isso nao interessa nada. Convem nada mudar para que os mesmos continuem ganhando.

    ResponderEliminar
  10. Excelente para perceber a bola de neve (nuns a começar, noutros já em estado bem avançado). No caso das linhas de crédito paralelas interessa também perceber o que substituiram (ou se foram simplesmente nova geração de dívida). E no caso do Porto há ainda aqueles empréstimos de muito curta duração às For Gools e que tais para tapar buracos de tesouraria.

    Dá que pensar como estaria a situação sem aquele epifenómeno da guerra de conteúdos MEO-NOS para antecipar umas massas.

    ResponderEliminar
  11. Qual é o nome daquele clube que em duas épocas em comissões pagou mais de 40 milhões de euros....uma pista, é o segundo clube mais endividado da Europa !...ehehehehehehehehe

    ResponderEliminar
  12. King: deve ser este...https://geracaobenfica.blogspot.pt/2017/05/benfica-avaliado-em-340m-estudo-dos.html

    ResponderEliminar