segunda-feira, 22 de maio de 2017

Rei Patrício nas cortes de Leiria


Vídeo captado há pouco, na cerimónia de inauguração da estátua de Rui Patrício, em Leiria. Que receção incrível.












(fotos e vídeo via @SofiaOlive7ra) 

7 comentários :

  1. Falta o busto a condizer. Mas parabéns ao Patrício.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostava de saber porque é que criaturas com resquícios ténues de humanidade como este jorgen80 têm sempre os seus comentários asquerosos aprovados neste blog. Enquanto que respostas a este energúmeno doente e pernicioso são censuradas para, presumo eu salvaguardar a sensibilidade do menino. Que eu saiba este blog é para sportinguistas já é hora de, ou nos poupares a estes cretinos ou nos deixares responder em conformidade!

      Eliminar
  2. Melhor que a estátua de CR7 na Madeira, sem falar no busto no aeroporto...

    Agora a sério, prova de gratidão bonita para o nosso menino de Marrazes, bem merece o reconhecimento.

    ResponderEliminar
  3. bom dia para o fazer, véspera do feriado municipal.

    Bom ver os miúdos a gritar Patrício, jogadores do SCL Marrazes, clube onde o Patrício começou a "carreira".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. "bom dia para o fazer, véspera do feriado municipal"
      bom dia para o fazer, DIA do feriado municipal.

      Eliminar
  4. Haja alguém com eles, que faça a mais do que justa homenagem ao Rui Patricio.

    Sem ele e mais alguns bem formados o Europeu teria sido só mais uma tentativa.
    O Rui Ganhou jogos!

    Lembro-me de ler faz uns anos um livro que se chama, "Futebol ao Sol e Sombra" de um Uruguaio amante do futebol tal como nós.E. Galeano.
    Lá pelo livro fala dos guarda redes e da sua solidão, do peso, da responsabilidade e de como é a posição mais ingrata no futebol, a tal posição que não é de facto para qualquer um, aposição que raramente é lembrada nas alegrias mas que leva com tudo nos desaires.
    Patricio e a sua carreira encaixam perfeitamente nisto tudo, Patricio lutou e ganhou, aguentou e não se pertubou com tudo o que lhe atiraram para cima.

    Patricio merece e agora pelo menos em Leiria e no Sporting jamais será esquecido.

    Grande Rui.

    ResponderEliminar
  5. Só como curiosidade pois isto é mesmo assim :

    "O goleiro
    Também chamado de porteiro, guardametas,
    arqueiro, guardião, golquíper ou
    guarda-valas, mas poderia muito bem ser
    chamado de mártir, vítima, saco de
    pancadas, eterno penitente ou favorito
    das bofetadas. Dizem que onde ele pisa,
    nunca mais cresce a grama.
    É um só. Está condenado a olhar a
    partida de longe. Sem se mover da meta
    aguarda sozinho, entre as três traves,
    o fuzilamento. Antigamente usava
    uniforme preto, como o árbitro. Agora o
    árbitro já não está disfarçado de urubu
    e o arqueiro consola sua solidão com
    fantasias coloridas.
    Não faz gols. Está ali para impedir
    que façam. O gol, festa do futebol: o
    goleador faz alegrias e o goleiro, o
    desmancha prazeres, as desfaz.
    Carrega nas costas o número um.
    Primeiro a receber? Primeiro a pagar. O
    goleiro sempre tem a culpa. E, se não
    tem, paga do mesmo jeito. Quando
    qualquer jogador comete um pênalti,
    quem acaba sendo castigado é ele: fica
    ali, abandonado na frente do carrasco,
    na imensidão da meta vazia. E quando o
    time tem um dia ruim, quem paga o pato
    é ele, debaixo de uma chuva de bolas
    chutadas, expiando os pecados alheios.
    Os outros jogadores podem errar
    feio uma vez, muitas vezes, mas se
    redimem com um drible espetacular, um
    passe magistral, um tiro certeiro. Ele,
    não. A multidão não perdoa o goleiro.
    Saiu em falso? Catando borboleta?
    Deixou a bola escapar? Os dedos de aço
    se fizeram de seda? Com uma só falha, o
    goleiro arruína uma partida ou perde um
    campeonato, e então o público esquece
    subitamente todas as suas façanhas e o
    condena à desgraça eterna. Até o fim de
    seus dias, será perseguido pela
    maldição."

    Futebol ao Sol e Sombra
    Eduardo Galeano.

    ResponderEliminar