sábado, 10 de junho de 2017

Critério disciplinar incompreensível

O Conselho de Disciplina suspendeu na sexta-feira o jogador Diogo Brás, um dos principais elementos da equipa de juvenis do Sporting, por 3 jogos. Isto significa que não pode participar nas três últimas jornadas do campeonato, em que o Sporting defronta Porto, Académica e Benfica - encontros obviamente decisivos para apurar o campeão nacional.


O jovem jogador foi expulso no fim-de-semana passado em Oeiras, mas olhando para a falta que provocou o cartão vermelho - cuja justiça não está em causa -, não é nada de particularmente grave. O jogador não reclamou a expulsão e abandonou o terreno de jogo sem qualquer outro incidente. Como tal, não se compreende o que é que o CD viu neste caso para impor uma pena tão dura.

O caso ganha contornos de escândalo quando analisamos um outro caso, bem recente, ocorrido no campeonato de juvenis. Apenas duas semanas antes, o Sporting deslocou-se
ao Seixal e venceu o Benfica por 2-0. Perto do final, um jogador do Benfica teve uma agressão bárbara sobre o guarda-redes do Sporting: sem haver disputa de bola, dá um pisão forte e completamente intencional numa zona do corpo em que poderia ter causado uma lesão gravíssima. Qual foi o castigo que o jogador teve? Um jogo. UM JOGO!


Aqui ficam os lances, para verem o absurdo do critério do Conselho de Disciplina.


Espero que o Sporting recorra do castigo. Esta decisão do CD é uma palhaçada e pode complicar as contas do clube na luta pelo título. Esperemos que os restantes jogadores consigam dar a volta a este obstáculo adicional.

24 comentários :

  1. É isto que o Presidente tem de luta, não é falar da #PutaDaGala com jornaleiros!
    Já não bastava o castigo de 6 jogos ao Rafael Barbosa e agora é mais isto... Nojento!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto não tem solução sem uma revolução no futebol, un 25 de Abril que peca pela enorme tardia.

      A coisa não é de agora, é de sempre desde que me lembre, seja a norte ou a sul... é mais que um modo de vida, já é uma instituição... bem ao nível duma Coreia do Norte. (dexer para 7o na Europa e em plano inclinado )

      Resta-nos a nós Sportinguistas expôr o "podre" no estrangeiro, e nada melhor que as redes sociais...

      E resta ao Sporting (por agora) tentar levar o Sporting de Paris e Londres às 1as divisões dos respectivos países, o investimento a sério deve continuar 'lá fora', pois isto aqui é uma podridão, um atraso, um marasmo, como muitos emigrantes realizaram.

      Eliminar
  2. Como é se chamavam os do Porto aos da camisola vermelha corrupta ?,a equipa da Liga Salazar.Arrumaram com um dos melhores jogadores do Sporting...

    ResponderEliminar
  3. A proxima época desportiva de futebol tem que correr o risco de não se realizar e ser boicotada pela maioria dos clubes, ponto assente. Vive-se numa ditadura desportiva em Portugal e numa hipocrisia pegada!!!!

    ResponderEliminar
  4. Mestre, há algum motivo em particular para o video do jogador do Benfica estar em slow motion e o do Sporting não? heheh

    Mesmo assim é notório que o jogador do Sporting agride com o braço a cara do adversário.

    De qualquer das formas, concordo com o Mestre a respeito da dureza do castigo. Um jogo apenas para o jogador do Benfica é pouco para o que ele fez, deveria também ver três.

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não me parece que a agressão tenha sido na cara, parece-me mais o pé direito do Brás a ir a perna direita do vosso jogador.
      Não há como comparar a gravidade das duas faltas: numa, tens o jogo parado, o guarda-redes no chão, a proteger a bola e a ser pisado na zona do calcanhar/tornozelo (o Samaris deu um soco e vai sofrer uma pena, ainda que virtual de 3-4 jogos);
      no outro, o lance é corrido, é disputa faltosa, que o árbitro considerou merecer expulsão - que jogador teve "direito" a 3 jogos, qualquer que seja o escalão?

      Eliminar
    2. Notória mesmo só a tua estupidez habitual...
      Só mesmo um asno lampião consegue ver uma agressão nas imagens que existem.
      Termino com o habitual eheheh, digno do asno que és.

      Eliminar
    3. Nem houve agressão. O que houve foi uma falta inequívoca e depois uma cena teatral que certos clubes, digo certos clubes, aqueles que sabem, que basta uma cena teatral p/ o árbitro fazer para o que foi contratado pelo clube do Alcapone. O regabofe acabou e veremos como será a v/ próxima época, c/ os árbitros vigiados.

      Eliminar
    4. "Nem houve agressão" heheh

      Deve ter sido por isso que o jogador abandonou o campo sem reclamar.

      Cumprimentos

      Eliminar
  5. hahhaha olha me este....entao o castigo do Sporting é q deve estar bem??...e pra nao dizer q somos prejudicados, toca a dizer q era o do slb q merecia tb 3 jogos lolol

    ResponderEliminar
  6. Vocês dizem que nem se questiona a justiça do vermelho...pois eu nem falta vejo, não percebi a expulsão muito menos o castigo exagerado. Já o jogador do Benfica é uma agressão clara e grave.

    ResponderEliminar
  7. INACREDITÁVEL. Isto é ultrapassar todos os limites, é à descarada

    ResponderEliminar
  8. Vitoria hj sobre o porto por 3-2, com mais uma arbitragem vergonhosa. Porto marca com dois penaltys, o primeiro inexistente e no 2o deu o 2o amarelo ao Djalo qdo foi o G.Costa ( que penso q n tem amarelo) a fazer o penalty.Ou seja vavaomos para o jogo q pode dar o titulo sem dois dos melhores jogadores - Djalo e Brás. Que bem se reza a missa nas juventudes operárias...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais!
      Eles estão a tentar por todos os padres (meios), fazer com que os lampiões ainda cheguem ao título.

      Eliminar
  9. o jogo de hoje foi uma vergonha, Isto hoje foi feito para o Sporting perder o jogo. Não tenho duvidas que estes gajos estão controlados pelo Benfica. O Sporting não pode ganha em Benjamis, infatis,juvenis e em juniores, mas vão ter uma supressa. vão ser cabeçudos na última jornada de juvenis. CURRUPTOS!!!!

    ResponderEliminar
  10. Critério disciplinar incompreensível? Depois de assistir ao Sporting-Porto ficamos a perceber tudo e também sabemos de que lado sopra o vento. Juvenis do Sporting ponham-se a pau que isto ainda não acabou.SL

    ResponderEliminar
  11. Incompreensível só para quem não acompanha o futebol em Portugal, a muito tempo que existe uma justiça para o benfica e depois existe outra para os outros, então se for o Sporting costuma ser exemplar, pois é o que se queixa mais.

    ResponderEliminar
  12. É evidente a razão do 1.º ministro, quando defendeu que era mais importante ter as pessoas certas nos lugares certos que adquirir jogadores. Lógico que José Manuel Meirim fez o seu papel de padre, porque o boifica ainda tem pretensões a vencer o campeonato e afastar um dos melhores jogadores do Sporting, é um valioso contributo para missas favoráveis. Mas o escândalo não se fica por aqui, uma vez que basta apenas ver a arbitragem do nosso último jogo, com o afastamento do nosso melhor central, do próximo jogo. OS PADRES VERMELHUSCOS ESTÃO EM TODA A PARTE...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. obvio que é isso
      experimenta ter: Di Maria, Gaitan, Salvio, Ramires, Witsel, Javi, Enzo, Matic, Fejsa, Garay, David Luiz, Saviola, Aimar, Rodrigo, Cardozo, Lima, Mitroglou, jonas, Oblak, Ederson....

      Eliminar
    2. Já agora este vermelhusco gostava de jogar só com padres. Até dá impressão que os adversários do boifica não têm jogadores. Querias jogar só com padres?

      Eliminar
  13. Esses fdp do conselho de disciplina mereciam que lhes partissem os cornos

    ResponderEliminar