sexta-feira, 4 de agosto de 2017

Vai começar

Após mais um mês de trabalho e de uma mão-cheia de jogos de preparação, confesso que não sei bem o que esperar da época que se seguirá.

Ao que tudo indica, o Sporting atacará 2017/18 mudando mais de meia equipa titular, incluindo - e aí é uma certeza - três quartos da defesa. A estrutura decidiu defrontar na pré-temporada um conjunto de equipas que, em média, têm valor bastante superior ao típico adversário da Liga NOS, experimentando vários sistemas de jogo e dando minutos relativamente equilibrados a uma grande parte do plantel. Os desempenhos variaram entre o bom e o sofrível, o que acaba por ser normal face às condicionantes do calendário, nível dos adversários e as experiências levadas a cabo pelo treinador.

O plantel ainda não está fechado, mas parece que a estrutura aprendeu com os erros cometidos na época passada: a maior parte das contratações foi feita a tempo e horas, e tem um perfil que dá maiores garantias de rendimento. Apesar de William e Adrien estarem na porta de saída - no mínimo sairá um deles, mas é bem possível que acabem ambos por serem transferidos - e de faltar um defesa direito para concorrer com Piccini, o grupo de trabalho foi constituído, globalmente, de uma forma atempada. Para além disso, os responsáveis pelo clube já perceberam que a qualidade paga-se: dois dos reforços que mais prometem - Bruno Fernandes e Acuña - entram diretamente para a lista das contratações mais caras da história do clube, e as primeiras indicações levam a crer que terá sido dinheiro bem gasto. Mathieu, Coentrão e Doumbia são outro perfil de contratações, que encerram determinados riscos e interrogações - virão com a motivação necessária e terão capacidade física para aguentar uma época inteira? -, mas ninguém deixará de lhes reconhecer argumentos teóricos para serem um grande upgrade em relação ao que havia na última temporada.

Nos testes levados mais a sério - Monaco e Fiorentina -, a resposta da equipa foi positiva. De qualquer forma, falta saber como será o desempenho contra adversários fechados que apostem quase exclusivamente no contra-ataque. Nos dois testes contra adversários com este perfil - Valencia e V. Guimarães -, a resposta foi má, mas existem atenuantes fortes: segundo jogo no espaço de 24 horas no primeiro caso, e um onze completamente inventado pelo treinador no segundo, com a agravante de ter jogado em inferioridade numérica a partir dos 25 minutos. Ainda não vi a dinâmica e velocidade que me parecem imprescindíveis para desmontar autocarros, mas vejo potencial para isso: Podence, Gelson e Acuña, apoiados por Coentrão e conduzidos sob a batuta de Bruno Fernandes, estão muitos furos acima do que Alan Ruiz, Gelson, Bryan Ruiz e Marvin conseguiam dar sob a batuta de Adrien. A minha maior dúvida, aqui, é o equilíbrio que Battaglia conseguirá dar nas transições defensivas. Ainda assim, a combinação de agressividade / capacidade de construção dada por Battaglia e Bruno Fernandes (e Acuña) poderá funcionar melhor do que o duo a que nos habituámos: William sempre foi um construtor (de excelência) recuado com agressividade a menos para 6, Adrien sempre foi um destruidor adiantado com criatividade a menos para 8.

A qualidade do banco causa-me preocupações maiores. Tenho muito receio na falta de alternativas que há em várias posições:
  • nas laterais, Jonathan não serve para fazer mais do que uma dúzia de jogos, mas poderá ser obrigado a mais do que isso caso Coentrão tenha problemas físicos;
  • nos centrais, ainda não percebi o que vale André Pinto, enquanto Tobias não dá para mais do que para ser 4ª opção;
  • a médio defensivo, Palhinha chegará para backup de Battaglia caso este corresponda às expectativas, mas ainda me parece cedo para assumir um papel mais importante - ou seja, há aqui um risco que só será eliminado se o argentino corresponder às expectativas; Petrovic, apesar do bom início de pré-temporada, foi decaindo para a irrelevância;
  • a box-to-box, não vejo alternativas a Bruno Fernandes: Bruno César desenrasca, Mattheus Oliveira não tem a pedalada necessária;
  • nas alas, há Bruno César, que... desenrasca, e Iuri, que precisa de confiança para partir tudo - esperemos que Jesus o ajude a tê-la.

Só na frente estamos claramente melhor, com Doumbia, Dala e Alan Ruiz. Na baliza, Salin deverá suprir as necessidades, apesar de achar que estávamos melhor servidos com Beto.

Tem a palavra Jorge Jesus. Mais uma vez, foi-lhe dado o plantel com as características que pretendia - em que a experiência se sobrepõe à juventude -, a tempo e horas, pelo que não há desculpas: tem a obrigação de pôr a equipa a jogar muito mais do que na época passada - se não o conseguir, não terá condições para cumprir a sua última época de contrato.

Ainda assim, e apesar das preocupações que coloquei nestes últimos parágrafos, estou moderadamente otimista para a temporada que começa no próximo domingo. E não creio que nenhum dos nossos rivais esteja em condições de partir com muito mais confiança do que nós. A época promete.

P.S.: falarei mais à frente sobre outros temas que estão, direta ou indiretamente, ligados a isto: as dispensas de Jesus e as vendas, a perceção que tenho sobre a capacidade dos nossos rivais, e ainda o VAR.

P.S. 2: muito obrigado a todos pelas mensagens que me fizeram chegar, pela caixa de comentários, pelo Twitter e pelo Facebook. Foi muito gratificante confirmar o apreço que tanta gente tem pelo que escrevo - não só sportinguistas, mas também benfiquistas e portistas. Ainda não sei qual será o ritmo da escrita - durante agosto será, seguramente, irregular -, mas cá estou de baterias mais ou menos recarregadas para uma nova época. Um abraço a todos!

39 comentários :

  1. Que bela maneira de começar o dia :)

    ResponderEliminar
  2. Bem vindo de volta!

    Por incrível que possa parecer vinha aqui todos os dias, fazia refresh e, quando via que não havia nenhum post novo, ficava desiludido.
    Quase como uma droga. :)

    Quanto ao tema do post, tendo em conta o seu regresso é "quase" secundário!

    Bem vindo de volta e que venha com energias redobradas!
    Esta será uma temporada muito importante para nós!
    SL

    ResponderEliminar
  3. Ganda mestre, bem vindo de volta.

    Tenho vindo cá todos os dias, felizmente voltou :)

    Um abraço e domingo é para ganhar, nem que seja com um pau

    ResponderEliminar
  4. Parece-me que William nao vai sair. Battaglia fica como alternativa (muito) viavel para 6 e 8 e ainda temos depois Palhinha, Mattheus e Bruno Cesar para qualquer eventualidade. Na minha opiniao, deveria-se vender Alan Ruiz e Adrien - assim como todos os excedentarios - e com esse encaixe tentar atacar um bom 3o central, um lateral direito e um 2o avancado que pudesse tambem jogar nas alas.
    Concordo com o facto de o plantel estar (praticamente) definido desde cedo ser um grande upgrade, o que para mim foi o maior erro do ano passado.
    Ps- Prazer voltar a ler!
    Ps2- Peco desculpa pela falta de acentos, mas o meu teclado nao permite.

    ResponderEliminar
  5. Benvindo de volta, com mais ou menos regularidade a malta quer é ler futebolês de qualidade. Fartos de gilices e restantes galinhagens.

    ResponderEliminar
  6. ai o bichinho, o bichinho...:p

    bom regresso Mestre!

    abraço

    S.L.

    ResponderEliminar
  7. Muito bem vindo de volta ao blog, sei que pelo menos no twitter a presença e actividade se manteve, mas este espaço é essencial!

    Com as forças retemperadas para mais uma época é o que espero, sempre com a acutilância e a assertividade que se lhe reconhece!

    ResponderEliminar
  8. Bem vindo de volta.
    Este intervalo parece que teve o condão de distrair os avençados. Já não têm 80% dos primeiros posts! :)

    Em relação à equipa, partilho de grande parte da apreensão. Jonathan parece-me que vai conseguir evoluir, tenha ele cabeça e capacidade de serenar o ímpeto. O resto oferece poucas garantias. Nos centrais, então, passámos de um sector que dava garantias para uma incógnita quase total. Se Mathieu for feito de cristal, temos apenas Coates como garantia de qualiade, e William (!) aparece como segundo melhor central...

    ResponderEliminar
  9. aaaaaaaaaah que bom que voltou!!! :D
    Todos os dias vinha aqui ver se já tinha voltado das merecidas férias de escrita no blog :)
    Vamos lá partir isto tudo e ser campeões! SL

    ResponderEliminar
  10. Bem vindo de volta! Ainda nem li o post. Já volto para comentar.

    ResponderEliminar
  11. Bem vindo Mestre!!! (ainda bem que durou menos tempo do que pensei!)!!

    ResponderEliminar
  12. Estou a estranhar, só boas notícias,primeiro o Mestre está de regresso e depois tivemos o sorteio da champions que acabou por ser teoricamente favorável,repito teoricamente !...

    ResponderEliminar
  13. Desconfio que tirando o blog 'o meu pipi' nunca terá havido outro com tanta visualização em estado inactivo.
    Obrigado e abraço.

    ResponderEliminar
  14. A melhor notícia do dia.
    Bom regresso.

    ResponderEliminar
  15. Steaua Bucharest

    Parece que andamos com sorte!
    Tudo o que não seja o apuramento para a fase de grupos da liga dos campeões será uma catástrofe!
    SCP4EVER

    ResponderEliminar
  16. Obrigado pelo regresso
    Espero que os lampiões do costume sofram também eles de amnésia e não voltem e este espaço
    um abraço

    ResponderEliminar
  17. Maravilhoso regresso. Já estava com saudades de passar por aqui e ter posts fresquinhos.
    Aquele do Intervalo já estava a ficar chato...

    Espero que o pessoal que por aqui passa (eu incluído) continue a dar força para que este espaço nunca morra.

    Grande abraço

    ResponderEliminar
  18. Não concordo com algumas coisas:

    "-Jonathan não serve para fazer mais do que uma dúzia de jogos
    -ainda não percebi o que vale André Pinto, enquanto Tobias não dá para mais do que para ser 4ª opção;
    -a médio defensivo, Palhinha chegará para backup de Battaglia caso este corresponda às expectativas,
    -nas alas, há Bruno César, que... desenrasca"

    -Jonathan tem garra e vontade, precisa de moderar a irreverência e picardias
    -André Pinto está lesionado
    -Tobias precisa de ganhar confiança aos poucos
    -Palhinha também precisa de ganhar experiência aos poucos
    -Bruno César desenrasca? Foi ele que marcou o golo contra o Real em Madrid

    ResponderEliminar
  19. Bom regresso e espero que em força, pois a lampionagem tem que ser combatida.
    Quanto à equipa, a vender-se que seja apenas um jogador para não comprometermos a época.
    Mestre, quando abordares o tema do VAR, tem cuidado, pois está a tirar a emoção ao futebol e a culpa é dos Sportinguistas.

    Saudações Leoninas,
    Abraço
    CB

    ResponderEliminar
  20. Bem vindo Mestre. Espero que as férias lhe tenham feito bem e esteja pronto para mais um ano de luta. Bem haja.
    S.L.

    ResponderEliminar
  21. Daqui a pouco dizes que o Battaglia e o Bruno Fernandes são melhores que o William e Adrien...:)
    Não foi, de certeza, por estes dois que o Sporting não foi campeão. São jogadores de topo que custaria a qualquer equipa digerir as suas saídas. O Bruno Fernandes é muito bom, mas para os jogos grandes, não sei se será capaz de segurar o meio-campo. Terá a sorte de ter um jogador como Podence a ajuda-lo, o que trará outro equilíbrio ao Sporting. Mas se a aposta recair no Doumbia...

    ResponderEliminar
  22. Bem-vindo. Sabes que gosto deste espaço.

    ResponderEliminar
  23. Regresso em Boa hora Mestre.

    Quero acreditar que apenas Adrien vai sair e que vamos manter William.
    O Sir parece encaixar bem com estes novos jogadores, precisa de gente rápida à frente dele para colocar em prática todo o seu futebol.

    O problema que verificar na ala direita da defesa é o mesmo que eu vejo, titular fraco é não há qualquer alternativa.

    Mas o centro da defesa também não me deixa descansado pois Mathieu não mostrou ainda nada.

    ResponderEliminar
  24. Saúdo o seu regresso.
    Saudações Leoninas

    ResponderEliminar