terça-feira, 12 de dezembro de 2017

Medalhas há muitas

Para além de não vislumbrar interesse suficiente para fazer uma única chamada de capa ao assunto dos emails de Pedro Guerra - o que se compreende, porque é muito mais relevante dar destaque a um almoço supresa oferecido por Vieira à restante direção benfiquista em vésperas da sua partida para a China -, o jornal Record decidiu hoje vestir a capa de moralista e partilhar com os seus leitores o seguinte juízo de valor em relação à publicação e divulgação da correspondência eletrónica do ex-diretor de conteúdos da BTV:


Com muito boa vontade, pode-se encontrar aqui uma crítica ao email que Pragal Colaço envia a Pedro Guerra com a morada de Bruno de Carvalho, mas a grande conclusão que se pode retirar é que o jornal apenas se incomoda a questão da partilha de dados privados. Em relação ao lamentável conteúdo dos emails, que demonstra, sem margem para dúvidas, uma total podridão ética e moral, para além de incluir provas irrefutáveis de práticas criminosas como tráfico de influências e suspeitas razoáveis de corrupção, João Socorro Viegas, responsável pela atribuição das medalhas, não encontra motivo de espanto ou de repulsa. E é pena, porque a última frase - "inacreditável onde chegou o futebol fora dos relvados" - assentava que nem uma luva ao que o Benfica está disposto a fazer para influenciar o decurso do que se passa dentro de campo.

Não deixa de ser curioso esta postura do jornal, pois, há pouco mais de dois anos, o próprio Record teve o exclusivo dos primeiros documentos do Football Leaks - que, como todos se lembram, eram quase todos sobre o Sporting. Nessa altura não houve problemas em colocar o assunto na primeira página.





Ainda que um ou outro assunto justificassem a atenção dada, como o recurso do Sporting a Mosquito para a contratação de Bruno Paulista, os restantes - como a troca de SMS entre Inácio e Marco Silva, o contrato oferecido a Carrillo, ou mesmo...


... o contrato de Jorge Jesus, que por acaso também contém dados de natureza privada como a sua morada ou o número de cartão de cidadão - não tinham o mesmo nível de interesse jornalístico, servindo apenas para satisfazer a curiosidade mórbida do público sobre polémicas que envolviam dois clubes em guerra aberta.

Entretanto, a divulgação de dados confidenciais dos clubes passou a ser prática quase corrente, e tocando em assuntos bastante mais sensíveis. Como tal, depois de tudo o que se tem passado no futebol português, e depois de tudo o que o próprio jornal fez em casos similares num passado recente, o pseudo-moralismo com que o jornal hoje nos brindou é completamente dispensável. Como me disse um amigo em conversa, só faltou ao Record atribuir uma medalha de ouro a André Carreira de Figueiredo pelo esforço dispendido na promoção de boas relações entre clubes rivais.



16 comentários :

  1. Interessante, que o jornal que não dá noticias sobre o que se anda a passar, e foi até mais longe ao afirmar que andam a encobrir tudo, se sinta incomodado por os emails serem partilhados. Ou seja, o crime em si não importa muito, mas que se denuncie o crime é lamentável.

    ResponderEliminar
  2. Bom dia Sr. Mestre,
    Para quando a sua análise ao R&C da sporting sad do 1º trimestre de 2017/2018.
    Cumprimentos,
    Santos

    ResponderEliminar
  3. O Record para uns temas gostar de investigar bem, para outros "faz muito barulho".

    Excelente o post do Valdemar!

    ResponderEliminar
  4. até a Bola (Quo usque tandem, Bola? diria o burgesso, se não tivesse ido à escola só na fase de construção), até a Bola, repito, publica os e-mails do nosso (ahem! deles) descontentamento. Só resta o 'Record' como último bastião da recusa da Verdade, assim uma espécie de 'Baghdad Bob', revisitado agora em comédia...

    ResponderEliminar
  5. Nem A Bola, nem o Record querem dar e muito menos investigar os e-mails. Nunca pensei ver comunicação tão rasca e manipulada. Nunca se esqueçam, também se ganha o campeonato tendo a comunicação social a empurrar e para além de corruptos o Benfica tem a comunicação social na mão. Façamos uma coisa, Não compramos mais estes jornais enquanto não forem insetos.

    ResponderEliminar
  6. Jornais sérios recusam-se a comentar a devassa da vida privada.
    Não tendo a certeza da veracidade daquilo que é publicado e sabendo que alguns desses emails são falsos, como os próprios já atestaram, manda o bom senso não se pronunciarem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Manda o bom senso que estejas calado e tenhas vergonha sempre que entrar neste espaço mas como és lampião...

      Eliminar
    2. Realmente não têm nada que comentar ou divulgar aqueles e-mails "privados" em que a Máfia de Carnide partilha, por exemplo, o código de segurança da casa de Fernando Gomes ou a morada de Bruno de Carvalho e familiares.

      Estes mafiosos corruptos a falar de devassa é qq coisa.

      Eliminar
    3. Aham jornais sérios escreva lá isso outra vez mas agora sem se rir...
      Você tem uma spalas maiores que as mulas porque se isto se passasse com o meu clube eu era o primeiro acondená-los e a pedir eleições antecipadas mas convosco como vale tudo até manifestações claras de atitudes a la máfia o polvo à lagareiro até que é bom eheh,podridão escarlate é o que é...

      Eliminar
  7. Bem, se vamos falar em medalhas de LATA, podem começar pelo Farinha para não ir mais longe.
    Há adeptos do Barcelona que me tiram do sério...

    ResponderEliminar