quarta-feira, 19 de março de 2014

O amarelo de Abdoulaye

Não consigo compreender porque motivo se anda a tentar vender que Abdoulaye viu bem o cartão amarelo no lance em que derrubou Carlos Mané.

Aliás, segundo José Leirós, nem amarelo deveria ter havido:


Na minha opinião, Pedro Proença fez mal em dar a lei da vantagem. Mané já ia isolado quando é derrubado pelo defesa do Porto. Mangala ia 2 metros atrás, e Danilo estava afastado 10 metros na diagonal.

Quando Slimani consegue controlar a bola, já tinha Danilo e Mangala em cima.


Com a falta de Abdoulaye e com a decisão de dar a lei da vantagem, transformou-se um lance em que Mané seguia isolado para a baliza, num lance em que Slimani está pressionado por dois adversários.

Como é evidente, este não foi o principal erro de arbitragem do jogo. De qualquer forma, na minha opinião também aqui houve um erro grave: interromper o jogo e mostrar cartão vermelho seria a decisão correta neste lance.

17 comentários :

  1. Eu quero acreditar que critérios editoriais e de espaço de OJOGO não deixaram Leirós acabar a frase, cortando-a no ponto fulcral.

    "Foi o primeiro exagero disciplinar de Proença [aqui não concordo. acho que isso ocorreu quando deu amarelo a Adrien e não ter dado a Mangala por uma falta igual, um choque]. A falta cometida por Abdoulaye naquela zona do terreno, naquela jogada, não justificava o cartão amarelo, MAS SIM O VERMELHO, VISTO QUE MANÉ IA ISOLADO PARA A BALIZA COM A BOLA CONTROLADA." [esta é a parte que falta. OJOGO tem de aumentar o espaço e o nº de caracteres do seu tribunal].

    ResponderEliminar
  2. A lei da vantagem não faz sentido também porque o Slimani estava em posição de fora-de-jogo quando o Mané toca a bola para a frente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Por acaso não reparei se o Slimani estava ou não atrás da linha da bola nesse momento. Se estivesse adiantado, era de facto mais um motivo para parar a jogada.

      Eliminar
  3. Li essa análise no dia seguinte ao clássico e achei inacreditável o comentário que o José Leirós fez a esse lance. Que o homem era pró-porto já se sabia...agora tanto descaramento julguei que não fosse possivel! O Mané seguia isolado e a falta é clarissima!

    Continua com este grande trabalho de alerta, Mestre! ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. PM, pior do que esta foi quando o Leirós, no Gil Vicente - Sporting, disse que uma entrada de um jogador do Gil de pitons à canela do Adrien nem sequer merecia um amarelo.

      Ou este tipo não vê nenhuma repetição dos lances, ou tem uma agenda que não passa por dizer a verdade. Estou mais inclinado para a segunda hipótese.

      Obrigado e um abraço.

      Eliminar
    2. Tb me parece a 2ª hipótese! Claramente!

      Eliminar
  4. Há um pormenor que ninguém se lembra de falar (jornais), só se falaria caso o SLimani tivesse marcado golo. No momento em que o Slimani toca na bola, este parte de posição irregular, isto é, fora de jogo, ou seja, numa arbitragem correcta, o jogador do fcp ia para a rua.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo Whiplash, se fosse golo certamente que seria mais um fora-de-jogo escandaloso, para algumas mentes brilhantes...

      Eliminar
  5. Vermelho directo em qualquer parte do Mundo! Já agora por falar em pasquins, hoje o rascord (que não compro) titula a toda a 1º página: "Juntos contra o Sporting" juntando em fotografia pdc e LFVvieira. Será que a intenção é demonstrar que o Sporting está isolado? Visa fragilizar o Sporting? pretende enganar fazendo crer que pdc e vieira estão juntos e em consonância? É uma capa miserável! No interior é uma grande folha informativa, essencialmente, do Benfica. Penso que "a bola", com todos os defeitos que tem, não editava uma "coisa" daquelas! Os sportinguistas já abriram os olhos...Por mim jamais ganharão um cêntimo que seja.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, tenciono escrever sobre essa capa brevemente. Um abraço.

      Eliminar
  6. Que eu saiba falta por trás dava direito a vermelho, qto mais isolado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Viva Metralha! Não reparei se foi uma entrada às pernas ou simplesmente rasteira. Estava mais focado na questão de Mané estar isolado.

      Eliminar
  7. Nesta situação, o que devia ter acontecido era o Slimani parar, levantar os braços e apontar para o arbitro (pressão). Aí penso que o arbitro iria mostrar o vermelho directo. . O Benfica é exímio em fazer estes choradinhos...e lucra muito com isso. Basta ver os amarelos arrancados ás equipas adversarias.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, o facto de o Slimani ter tentado continuar o lance certamente que influenciou decisivamente a decisão do árbitro. Mas não o podemos criticar por isso, fez aquilo que lhe competia.

      Eliminar
  8. Se um jogador se vai isolar, ficando apenas com o gr na frente e com todas as possibilidades de fazer golo, e é rasteirado, é vermelho directo. Nem interessa se a falta é violenta ou é feita por trás. Impede uma jogada promissora de golo, logo vermelho directo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Exatamente, a questão aqui é o facto de uma falta sobre um jogador que vai isolado na direção da baliza equivaler à interrupção de uma jogada de perigo iminente.

      Eliminar