sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

Da série "Coisas que nunca aconteceriam numa equipa de Lopetegui ou Jorge Jesus"

Ainda na sequência do post anterior:

Meias-finais da Taça da Liga. O Benfica adiantou-se no marcador através de um penálti marcado por Talisca. Alguns minutos depois, novo penálti a favorecer os encarnados. Talisca pega na bola e...


... acabaria por ser Pizzi a marcar. Portanto, das duas, uma: ou Talisca era o marcador dos penáltis e deveria ser ele a converter o segundo; ou Talisca não era o marcador dos penáltis e não deveria ter sido ele a marcar o primeiro.

Isto numa equipa de Jorge Jesus. Será que Luís Pedro Sousa escreveu sobre o assunto?

(obrigado, @captomente!)

7 comentários :

  1. Mestre, eu comprava todos os dias um ou mais jornais. Deixei de comprar! Não dou nem mais um euro até o dia que estes jornaleiros despirem a camisola. Vivo muito bem sem ler jornais e cada vez que olho para a bancada de um quiosque, penso para mim....mais um que fica no monte.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Carlos, não tenho nada contra com quem compra jornais desportivos. Há jornalistas e colunistas que vale a pena ler, mas o que é facto é que a qualidade média está muito alinhada por baixo... Um abraço.

      Eliminar
  2. Realmente Mestre, deixe lá de ser assim. Parece que está a perseguir as pessoas que tentam ganhar a sua vida... Ainda para mais logo no espaço de uma semana a desmentir coisas que eles escreveram, em dois dos clubes visados? Porra, é maldade mestre, Tenha dó, pensava-o uma pessoa mais benevolente...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Espero não ir parar ao inferno por causa desta perseguição que lhes faço, André... :) Um abraço.

      Eliminar
  3. http://www.record.xl.pt/Futebol/Nacional/1a_liga/Benfica/interior.aspx?content_id=930690

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não percebo, Benfiquista Tripeiro: não há hierarquia? Porque quando houve a questão Lima / Cardozo em Barcelos na época passada, o Jesus disse que era o Cardozo o marcador de penáltis.

      Eliminar
    2. Não me queiram é convencer que o treinador deixa a questão em aberto para se decidir em campo quando há um penálti. Nenhuma equipa faz isso.

      Eliminar