sexta-feira, 3 de janeiro de 2014

José Manuel Ribeiro e a ode a Fernando

Na véspera do Sporting - Porto para a Taça da Liga, o diretor do jornal O Jogo, José Manuel Ribeiro, fez uma análise comparativa entre os dois trincos que iriam a jogo, Fernando e William Carvalho.



Se por acaso teve ocasião para ler este texto antes do jogo, William Carvalho deve ter ficado com as pernas a tremer. É que não é fácil para nenhum jovem entrar numa partida sabendo que do outro lado estará um jogador do calibre de Rijkaard, Albertini, Makelele, Gattuso, Vieira ou Deschamps.

Felizmente William acabou não envergonhar os sportinguistas: não só não fez xixi pelos calções abaixo em pleno relvado, como por acaso até acabou por fazer um excelente jogo. Fernando também esteve bem, principalmente quando não tinha a bola nos pés.

Mas como os números são o que quisermos fazer deles também posso atirar uns para o ar. William pode nunca ter partilhado relvados com Messi, mas por acaso até já fez uma coisa que Fernando nunca conseguiu: partilhar o relvado em simultâneo com Ronaldo e Ibrahimovic. E, apesar da sua tenra idade, até já tem mais uma internacionalização A do que Fernando. Com 100% de vitórias nos jogos internacionais. Tem apenas uma derrota na sua carreira na 1ª divisão. Com uma média de 1 golo em cada 7 jogos para a Liga, enquanto que Fernando marca 1 golo em cada 50 jogos.

Um possível onze de sonho para José Manuel Ribeiro, formado exclusivamente por jogadores que já partilharam relvados com Ronaldo, Messi e Ibrahimovic

Em relação ao desafio feito por José Manuel Ribeiro a Paulo Bento para convocar o médio portista, tenho uma dúvida. Tendo como boa a análise de todos os comentadores encartados que dizem que Fernando rende muito mais sozinho no meio-campo defensivo do que tendo um colega ao lado, não será isso um problema para a seleção?

Dizem-nos que o melhor Fernando é aquele que rende mais num trio deste tipo:

Fernando - Moutinho - James ou Fernando - Lucho - Novo Deco

Na seleção encontrará isto:

Fernando - Raul Meireles - Moutinho

Ou será que José Manuel Ribeiro espera que Paulo Bento irá alterar a forma de jogar da nossa seleção por causa da entrada de Fernando? Não me parece, mas admito que o diretor de O Jogo esteja melhor informado do que eu. Eu, que não percebo nada disto, diria que a configuração William - Adrien - Martins é bem mais aproximada à forma como o trio de meio campo da seleção funciona, ou seja, sem um 10. E William Carvalho não se tem dado mal.

Note-se o seguinte: apesar de compreender os argumentos de quem não quer ver naturalizados na seleção, eu sou a favor da convocatória de Fernando por Paulo Bento, tal como já tinha sido a favor da chamada de Liedson. A minha opinião sustenta-se em três motivos principais: 
  • legalmente é um cidadão português de pleno direito
  • é um bom jogador que poderá ser útil à seleção
  • não acredito na existência de verdadeiro amor à camisola das quinas na generalidade dos jogadores; logo, penso que a presença de Fernando não afetará o balneário e espírito da seleção; afinal, habituei-me a ver Pepe a jogar com uma enorme vontade, bem como a testemunhar casos de portugueses de gema que se escusaram a ir à seleção por não estarem para aturar estágios sem serem muito utilizados (Paulo Ferreira, Ricardo Carvalho, Bosingwa, Simão ou Tiago)
Por isso ficarei satisfeito se houver talento e vontade para dar o litro pela seleção, independentemente da nacionalidade com que o jogador nasceu. E não irei fazer campanha por um jogador naturalizado só porque o jogador é do meu clube. Será que José Manuel Ribeiro fez semelhante campanha por Liedson? Gostaria de saber.

8 comentários :

  1. Bem visto!

    Aproveito para lhe dar os parabéns pelo trabalho realizado neste blog. Rapidamente se tornou num sítio de leitura obrigatória para mim.

    Obrigado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Luke! Que a Força esteja consigo! :) Um abraço.

      Eliminar
  2. Quero ver qual será a conversa se o Fernando não renovar...
    Mas eu até acho que a renovação está dependente da ida ao Mundial. Se Fernando for (pela selecção portuguesa), Fernando renova. Se não for...
    É Paulo Bento sabe que tem de retribuir os favores de quem lhe deu trabalho mas talvez opte por manter Josué e Varela, lavando as suas mãos.

    ps: claro que Fernando é, neste momento, melhor que qualquer jogador português para aquela posição. E Bento vai chamá-lo.
    ps2: gostava que este debate se centrasse em Cédric/Almeida/Sílvio/Ricardo Costa ou em Adrien/Micael/Meireles/Amorim. Aí é que estes jornalistas deviam perder o seu tempo a falar de justiças e estatísticas.

    Já agora, caro Mestre de Cerimónias, se não estiver a ser abusador, para quando um post sobre as constantes notícias/rumores (no passado houve mesmo confirmações) que ocorrem, geralmente, antes dos jogos do Benfica, mencionando interesse em jogadores dos próximos adversários? Esta semana (mas já vem desde meados do Natal) fala-se de Luís Martins (Gil Vicente, que amanhã joga na Luz), na época passada em vésperas de ir a Paços falou-se de Vítor (que só fez um jogo péssimo e foi expulso nesse jogo), antes tinha-se falado em Mossoró antes do jogo com o Braga...
    E, porque não relembrar Jardel (Olhanense) que veio convocado como adversário mas acabou fora da convocatória? E Jorge Ribeiro, Makukula, Moreto, José Fonte?
    O timing é tudo...

    Continuação de um bom trabalho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Cantinho, confesso que não sei o que pensar da renovação de Fernando. O que é normal é o Porto encostar jogadores que estão a entrar no último ano e meio de contrato e que não querem renovar. Neste caso, continuam a usar intensivamente o Fernando. Estou confuso. Provavelmente já chegaram a acordo e vão anunciar a renovação para demonstrar a sua competência.

      Em relação ao tema dos assédios a jogadores que vão alinhar contra o Benfica durante o mercado de inverno, é de facto uma questão que mete nojo.

      E falando no Luís Martins, que por acaso viu no jogo com o Arouca dois amarelos (o segundo por protestos) no espaço de um minuto, e não pode jogar contra o Benfica neste fim-de-semana para a Taça. Há de facto muitas coincidências nesta altura do ano, e quase todas estão relacionadas com o clube do costume.

      Obrigado por me recordar tanto e bons exemplos. Hei-de escrever sobre o assunto assim que tiver oportunidade.

      Um abraço.

      Eliminar
  3. Basta ver também as prestações de Amoreirinha sempre que joga contra a sua ex (será?) equipa. Ou é expulso ou dá "casas". Um pouco à imagem do antigo guardião, reformado por invalidez Brassard.
    E quantos jogadores foram expulsos ou levaram o 5º amarelo antes de jogar com o Benfica? Na época passada isso foi mato...
    Ainda sou do tempo em que Carlos Valente expulsava 3 jogadores leoninos em vésperas de um jogo do título com o Benfica. Parece que há seguidores.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No ano passado foram casos atrás de casos de jogadores amarelados que ficavam de fora no jogo seguinte com o Benfica. Vamos ver como corre este ano, agora que muitos jogadores se aproximam do 5º amarelo...

      Eliminar
  4. Ainda vamos ouvir esse "artista" armando em jornalista e outros clones dizer e justificar que Fernando é nome português e William é nome "estrangeiro". Querem uma aposta?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Bem visto, Tuga! :) Não tinha pensado nisso...

      Obrigado pelo comentário e um abraço.

      Eliminar