sábado, 12 de julho de 2014

A fuga de Oblak

Não vou ser hipócrita e dizer que estou aborrecido com esta novela que se repete entre Oblak e o Benfica. Como se costuma dizer, pimenta no cu dos outros para mim é refresco, e toda está história acabará irremediavelmente mal para o Benfica. O clube ou receberá uma quantia considerável que, no entanto, não é suficiente para eliminar o amargo de boca pela saída prematura de um guarda-redes muito promissor, ou conseguirá, à semelhança do ano passado, fazer o esloveno regressar a Lisboa e colocá-lo a jogar, mas aí com todo um capital de desconfiança entre jogador e adeptos que seria impensável existir há uma semana atrás.


De uma forma ou outra, é uma situação Win-Win para os adeptos dos outros clubes.


No entanto, pensando um pouco para além destas pirraças típicas entre adeptos de clubes rivais, vejo com preocupação mais um caso de um jogador aliciado por terceiros que, unilateralmente, deixa o seu clube de calças na mão. Hoje é Oblak, ontem foi Bruma, amanhã sabe-se lá quem poderá ser. É certo que se tratam de jovens que estão expostos a enormes pressões de pessoas que supostamente são da sua confiança, mas não é admissível que este tipo de casos continue a acontecer num universo como é o futebol profissional. 


Estas transações deviam começar sempre pelo contacto entre clubes e, em caso de acordo, envolver o jogador nas negociações. Infelizmente, são cada vez menos as situações em que isso se passa, e o pior é que não há qualquer tipo de penalização para quem provoca estas situações. Na tentativa de minimizar danos, os clubes lesados costumam optar compreensivelmente pelo mal menor - vender o jogador, encaixando a verba possível, sem ter tirado o proveito desportivo e financeiro que esperavam de um jogador em quem investiram muito tempo e dinheiro.

13 comentários :

  1. Independentemente de poder acontecer o mesmo a qualquer clube não é possível comparar o que se passou com Bruma no SCP e a fuga do Oblak para Madrid, quando até tinha acabado de renovar com o SLB. No SCP, apesar do drama todo, simplesmente não se chegou a acordo para renovar, não foi por acaso que terminou tudo com o SCP a desejar felicidades ao Bruma na nova etapa. Outros com contrato encostaram à boxe porque não aceitaram as novas imposições da direcção e até se acabou de saber que o Evaldo, com quem tinha havido acordo de rescisão, afinal foi obrigado a estar uma época parado e nem quer ouvir falar do SCP.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É relativo, caro anónimo. Parecem-me níveis de desrespeito semelhantes para os clubes. É verdade que Oblak renovou apenas há um ano, mas o seu histórico com o Benfica limita-se a uma época (antes disso andou a rodar por outros clubes).

      Bruma tinha anos de casa. Começava agora a justificar os anos de investimento que o Sporting fez nele. Impôs, ao que se diz, condições pouco razoáveis, querendo no imediato uma retribuição salarial acima daquilo que o clube podia pagar.

      Note-se que não gosto da solução de encostar jogadores, mas compreende-se que o clube não perca tempo a apostar num jogador que já sabe que não faz parte dos planos para o futuro.

      Um abraço.

      Eliminar
  2. E isto se também não se vier a descobrir mais tarde que afinal o SLB sempre esteve interessado nos €€ da venda do Oblak e não passa tudo de mais uma peça de teatro para os sócios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tinha pensado nisso, mas realmente não se pode descartar essa possibilidade... sabendo-se de quem manda no clube, não parece mesmo nada impossível! :) Um abraço.

      Eliminar
  3. pra mim este caso do Bruma branco (Oblak) vai acabar com a saida dele e não vai ser para o Atletico.....segundo ouvi o Ochoa está mais bem posicionado. A pergunta que fica, é que confiança teriam num Oblack caso tivesse de voltar para Carnide ??? por isso a unica solução é e venda definitiva.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo. No caso de Bruma não havia condições para o jogador continuar. Eu pelo menos, a partir de uma certa altura, já só o queria ver pelas costas. Felizmente que o clube ainda conseguiu receber uma compensação financeira bastante razoável. Um abraço.

      Eliminar
  4. Um pequeno off-topic sobre a "formação" dos lamps e sobre a integridade do Rascord:
    http://ontemvi-tenoestadiodaluz.blogspot.pt/2014/07/contar-carneirinhos-e-outras-historias.html

    Em traços largos, um miúdo do Seixal sem qualidade, mas afilhado de um responsável da formação foi enviado para o Barnsley (3a divisão inglesa). Desculpa apresentada pelos lamps: protocolo entre 2 clubes para troca bidireccional (lol) de miudos e jogadores do plantel principal das 2 equipas.
    Pormenor delicioso: mudança da notícia apresentada pelo Rascord, que elimina o nome do rapaz da notícia e substitui foto dele a assinar pelo barnsley por uma de um jogador inglês.

    Jornalismo de alto gabarito, isento, aliado a uma estratégia sólida de aposta na formação de carnide. Quem dera ao Sporting ter esta visão a longo prazo e uma aposta tão acertada (incompreensível para leigos como eu :\).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. FC, que mimo. Não digo que seja inédito haver cunhas nas formações dos vários clubes, mas estabelecer um pomposo protocolo do qual dificilmente o Benfica extrairá algum benefício para colocar o tal jogador é uma coisa extremamente rebuscada. Ao nível do que aquela direção já tem vindo a habituar os seus adeptos...

      Em relação ao Record, mais um exemplo de como são um meio de propaganda de Vieira e não um jornal propriamente dito.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Quando vi essa notícia do Barnsley tive um pressentimento, fui pesquisar, et voilá: têm projecto de renovação do estádio, para substituição de uma bancada que data de 1909. O LFV não dá ponto sem nó...

      SL

      Eliminar
    3. H, há coisas que realmente não mudam... vou fazer um post sobre isso. Um abraço.

      Eliminar
  5. Off-topic: o Vitor Baia tem sido um dos comentadores do mundial de futebol na televisão angolana. Sobre o Scolari, ele diz que o treinador pode ser bom a incentivar os jogadores, mas que taticamente é muito mau. O Baia diz que sabe bem do que fala. As emoções recalcadas dos portistas saltam agora todas cá para fora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não há de saber muito, porque não teve grandes oportunidades para ver como Scolari trabalha. :) Só se foi por interposta pessoa.

      Mas pelo menos o Baía tem razões válidas para não gostar de Scolari...

      Eliminar
  6. Não há fuga nenhuma, o que se passa é que é preciso justificar tantas saídas, muitas delas ao desbarato; entretanto, os jornais obviamente cavalgam a onda e aproveitam para vender papel com notícias pseudo-bombásticas.

    ResponderEliminar