quinta-feira, 15 de dezembro de 2016

Dost e Patrício contra o karma

Vou ser sincero. Ao intervalo, depois de um par de sustos resolvidos por Rui Patrício, depois de um penálti defendido a dois tempos de forma brilhante por Trigueira, vendo um Sporting com dificuldades de mandar no jogo perante uma equipa do V. Setúbal muito pressionante e aguerrida, adivinhando-se o desgaste físico após dois jogos exigentes na Polónia e na Luz - e com o V. Setúbal com mais dois dias de descanso - e sabendo do karma sportinguista de ter jogadores emprestados a marcarem-nos golos, via os astros a alinharem-se para fechar da pior forma aquilo que seria uma semana de pesadelo. Aliás, não seria a primeira vez que perderíamos três objetivos no espaço de uma semana.

Felizmente, enganei-me. Não que a segunda parte tenha sido melhor do Sporting do que a primeira - não o foi -, mas porque, numa altura em que o V. Setúbal começava a quebrar fisicamente, acabou por se impor a qualidade de Bas Dost - um jogador que, apesar de estar a corresponder plenamente às expetativas dos adeptos, ainda não está a ser bem aproveitado pela equipa.



O golo de Dost - para o melhor e para o pior, o holandês não é Slimani. Percebo que Jesus tente trabalhar Dost de forma a dar algumas das coisas que Slimani também dava, mas também está à vista de todos que Jesus devia adaptar o sistema de jogo da equipa de forma a proporcionar mais ocasiões a Dost de fazer aquilo que sabe melhor: finalizar. Bas Dost é um fantástico finalizador,  já leva 10 golos, apesar da reduzida quantidade de bolas que, em média, lhe chegam em condições por jogo - e apesar de não ser marcador de penáltis. Não ajuda o facto de não termos jogadores que sabem cruzar bem, mas a própria filosofia de jogo da equipa não faz nada para aproveitar o target man que temos lá na frente. Ao excelente cruzamento de Zeegelaar, Bas Dost correspondeu com um disparo fulminante de cabeça. Bom golo, que valeu o apuramento.

Rui Patrício decisivo - teve duas intervenções absolutamente cruciais na primeira parte. A primeira foi uma defesa perante um isolado Edinho, que se viu na cara do 12º melhor jogador do ano graças um passe disparatado de Rúben Semedo. Depois, fez muito bem a mancha perante Ryan Gauld, que se isolou após uma boa combinação na esquerda. Parece estar a regressar à sua melhor forma.

A oportunidade de rever Gauld - fiquei agradavelmente surpreendido pela exibição do escocês. Depois de ter passado os primeiros meses da época sem jogar, parece finalmente ter conquistado o seu espaço na equipa de Couceiro. Ontem fez um excelente jogo e, continuando assim, não sairá do onze tão cedo. Aproveitando bem esta época e ganhando experiência de primeira divisão, ficará mais perto de, no próximo ano, seguir as pegadas de João Mário e Rúben Semedo.



Perdas de bola - a grande pressão feita pela linha atacante do V. Setúbal ajudou à festa, mas houve demasiadas perdas de bola não forçadas protagonizadas por vários jogadores do Sporting. Rúben Semedo foi o que mais cabelo me fez perder, mas não foi o único. William e Adrien também estiveram muito mais inseguros na condução de bola e passe do que é normal. Sinal de cansaço físico ou insegurança causada pelas últimas duas derrotas? Provavelmente, uma mistura das duas.

A recarga - Adrien bateu bem o penálti, mas houve muito mérito de Trigueira na defesa. No entanto, o capitão foi muito displicente na recarga, mesmo considerando o duplo mérito de Trigueira. Na pequena área, com o guarda-redes no chão, não se pode falhar daquela forma. Felizmente, o falhanço acabou por não ter consequências.



A tarefa não era simples, mas foi superada. E isso era algo fundamental, não só pela continuidade na competição, mas também para quebrar a sequência de duas amargas derrotas - não é difícil adivinhar o impacto que uma eventual derrota e eliminação da Taça de Portugal teriam no clube.

O sorteio dos quartos-de-final será realizado no dia 20. Juntamente com o Sporting, estão o Benfica, Chaves, Estoril, Sp. Covilhã (!), Académica e Leixões. Falta disputar o V. Guimarães - Vilafranquense. Considerando que a próxima eliminatória se disputa a 18 de janeiro, ou seja, no pico do inverno, prevejo uma viagem a Chaves, de forma a cumprir a fatal atração do Sporting por Trás-os-Montes nesta época do ano. Melhor do que um jogo em Chaves no pico do inverno, são dois jogos em Chaves no pico do inverno, separados por apenas 3 dias - é que o Sporting já lá vai jogar a 15 de janeiro para o campeonato.

25 comentários :

  1. Esperemos que essa profecia chaventa seja cumprida. Pelo menos aproveitam a dobrar o bom presunto e cabrito transmontano.
    E que saia a sorte grande ao Leixões na visita ao Estádio da Luz pois já não estão na primeira há muitos anos e merecem esse prémio. Na seguinte poderíamos receber o vencedor do Covilhã-Académica, mais um prémio de uma vida futebolística para uma equipa dos escalões secundários.
    Quanto ao jogo podem agradecer a São Patrício. Vive sem dúvida o seu melhor momento de forma, mas mesmo assim ainda fica a léguas do Ederson.
    Off topic: para que é que reclamam penaltis (injustos) por assinalar no recente derbi, se não os conseguem concretizar? E agora não há nada a dizer no importantíssimo jogo para o lugar mais baixo do pódio e que pode permitir o sempre importante acesso à LC quando uma equipa vem jogar sem treinador?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Quando te imagino a proferir as barbaridades que aqui esplanas so me vem esta imagem á cabeça!

      https://www.youtube.com/watch?v=XrbumvF-Oe4

      Eliminar
    2. Olha este a criticar o despedimento do treinador do 4º classificado depois de eliminação frente equipa fraca na Taça de Portugal, nem uma semana depois de sair da Liga Europa.
      Contra os lamps, decidiram despedir o Pepa (Moreirense) dias antes do jogo, quando tinha havido uma pausa de 2 semanas para a selecção.

      Eliminar
    3. Parece que o Carrillo está em alta...obrigado pelo terem levado...parece que as propostas de 30 milhões de cornettos na tua testa estão a chegar em catadupa às mãos dos Orelhas !...ehehehehehehe

      Já agora marcar ou não marcar penalties não invalida que os árbitros não tenham de os marcar quando existem.

      Já agora parece-me que ficou mais um por marcar e duas faltas claríssimas que o árbitro não quis marcar.


      Eliminar
    4. Claro que este escriba só acerta numa coisa: o Patrício está de facto a léguas desse tal Ederson. Tantas léguas. que o Ederson nem aparece em nenhum ranking credível. Só naquele imaginário com origem no Dubai.

      Eliminar
    5. "Perturbação Histriónica da Personalidade (PHP):

      - As pessoas que apresentam este tipo de perturbação de personalidade partilham a necessidade de atenção e o protesto excessivo quando não se sentem o centro das atenções. Indivíduos com este distúrbio são ingénuos, crédulos, têm um baixo limiar de frustração, e forte dependência emocional.
      -O seu estilo cognitivo pode ser definido como superficial carecendo de detalhes.
      -O padrão persistente dos seus relacionamentos é marcado pela falta de sinceridade e intempestividade levando a um comprometimento das suas competências social e ocupacional."

      Espero ter ajudado.

      Eliminar
    6. A PHP descrita faz-me lembrar um Orc.

      Eliminar
  2. MdC as suas ultimas previsões bateram certinhas! (Aquelas em que calhou o Praia). Espero que desta vez se volte a enganar e em vez de ir a Chaves vá a Guimarães! eheh

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, este ano as minhas previsões têm estado muito em baixo. :)

      Eliminar
    2. Porquê o SCP e nao VenfiQuê?
      Nao queres voltar la para reabastecer o stock?

      Eliminar
    3. O Nuno disse tudo, está na hora do regresso do "Tudo a roubar em Guimarães"

      Eliminar
  3. Só duas coisinhas, ou três.

    Não tive oportunidade ver e seguir o jogo e só hoje soube que o g.r. Beto nem nos jogos de Taça. Que tristeza Jay Jay.

    O Inverno começa dia 21 Dezembro. A 15 de Janeiro não é o pico do Inverno.. e para quem
    já jogou no gelo de Varsóvia ou joga de 15 em 15 dias no erval/batatal da Alvaláxia questionar a linda princesa do Tamega?! por favor.

    E o Jay jay a queixar-se do Karaté do Setúbal... pelos vistos não viu o futebol australiano que o mesmo Setúbal fez contra o FCP. Já sei, pimenta no dito cu-jo dos outros é refresco. E o árbitro nem era sportinguista!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JJ fez bem em usar o Rui Patrício, e a melhor prova disso foram as duas defesas decisivas que fez.

      Eliminar
    2. Ainda não vi o resumo do jogo do Porto ontem.
      Alguém tem o link?

      Eliminar
    3. O Beto já foi Campeão pelo FCP e já venceu a Liga Europa.. logo não é nenhum Boeck.
      E ontem o Beto também fazia as mesmas defesas que o Patrício fez.

      Eliminar
    4. (s)quid, e desenhos... aqui pá malta... num fazes?!?!?! Daqueles a cores e tal... com a relva... em baixo... e o céu... lá em cima... com um sol... mas só um... e uma casota... a deitar fumo pela chaminé... aproveitas e contas ali a "estória" da carochinha...

      Eliminar
  4. Mestre, bolinhas quentes... pó frio de Chaves!!!

    ResponderEliminar
  5. Ao intervalo também pensei no pior. E prevejo também uma deslocação a chaves ou guimaraes...

    ResponderEliminar
  6. Bom dia. Prefiro os lampiões na luz, outra vez do que ir novamente a Chaves...
    Ah, esquecia-me dos Sousa & Cia....

    ResponderEliminar
  7. Também partilhei o mesmo sentimento ao intervalo. A equipa entrou a medo, inibida, e se Adrien é um canalizador para levar a equipa para a frente, quando está desinspirado parece que nada funciona.
    Felizmente que conseguimos superar essa inibição. Numa boa jogada de ataque, marvin fez tudo bem, e Dost resolveu o jogo.

    Não partilho do desejo Chaves, mas sim de um jogo mais acessível - em Alvalade. Se for para ser dificil, com desgaste e nervosismo, então que venham já índios!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A previsão de Chaves não é um desejo, seria uma deslocação complicada, por vários motivos. Preferia apanhar em casa uma equipa de outra divisão.

      Eliminar
  8. As bolas estão quentes. O meu prognostico é um Leixões - Carnide e Guimarães - Sporting

    ResponderEliminar
  9. Já está com medo Mestre? heheh Para vocês as bolas deixam de ser quentes quando calha um Praiense. Acho ridículo essas previsões, primeiro porque nunca batem certo e segundo porque deixa bem patente as fragilidades do vosso clube. Só assim se explica essa perseguição aos benefícios e facilitismos.

    PS: Finalmente um post sobre o Sporting, foi preciso uma vitoria (sofrida) para o Mestre ganhar coragem? heheh

    Cumprimentos

    ResponderEliminar
  10. Ainda não percebi essa eterna cena de compararem o Dost ao Slimani. Se o Dost não é Slimani, a culpa não é do Dost. Alguém o comprou pro SCP. O Dost não enganou ninguém, que eu saiba. Ou saibam como ele jogava e queriam aquilo, ou se achavam que ele ia mudar... vai ser preciso mais paciência.

    E pela bazófia do "não há pressa, fazemos as compras quando for pra fazer porque esta Estrutura faz as coisas bem e tem tudo controlado"... sabiam ao que iam.

    Agora estar sempre a comparar com quem la estava antes... é injusto pro Dost. O Dost vai em 9 golos em 16 jogos, ou algo assim. O Slimani na primeira época em Alvalade jogou 30 jogos, marcou 10. Já sei que não era treinador pela Dádiva de Deus Ao Futebol mas o Leonardo Jardim não é nenhum cepo.

    Tenham calma do Dost. O Slimani alguma vez teve direito a cântico gamado aos AC/DC?

    ResponderEliminar