terça-feira, 22 de abril de 2014

Degradante

A intimidação aos adeptos do #Benfica no Porto                                                                       
É uma tristeza que num país supostamente livre e democrático existam alguns energúmenos que se achem no direito de impedir adeptos de outros clubes de festejar um título acabado de conquistar.


Como é evidente, ver benfiquistas a festejar um título não é um acontecimento que me encha de satisfação, mas isso é um problema meu com o qual tenho que lidar sozinho. Não me dá o direito de impedir que outros desfrutem de um momento feliz, da mesma forma que não aceitaria que outros me impedissem a mim de festejar títulos do meu clube.

O pior é que, mais uma vez, ficamos com a certeza que na cidade do Porto existem alguns indivíduos a quem tudo é permitido. Não me parece que seja difícil identificar, prender e levar a julgamento as pessoas responsáveis pelos desacatos, nomeadamente as que pertenciam ao bando que estava estacionado na Avenida dos Aliados. Não sou jurista, mas parece-me evidente que estão a cometer vários crimes. Infelizmente começa a ser comum ver a PSP do Porto a assobiar para o ar e fazer de conta que nada se passa. Degradante.

10 comentários :

  1. E já não é a 1ª vez que acontece. Também houve a mesma coisa quando eles ganharam o título e 2010. A policia estava avisada.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Já no final do jogo com o Estoril houve um tipo da segurança do Porto que empurrou um polícia, e não aconteceu nada.

      Eliminar
  2. Uma vergonha. Esses corruptos estavam bem era a jogar sozinhos o campeonato das barracas.

    A PSP (e não só...) do Porto envergonha Portugal e qualquer estado de direito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sar, um campeonato a três: Porto, Porto B e Dragon Force. Assim podiam ser sempre eles a festejar nos Aliados. Parece-me uma ideia com potencial.

      Eliminar
  3. isso era pessoal responsável,que tinha de ir trabalhar no dia seguinte e não estavam para aturar o barulho.que falta de respeito por quem trabalha,fazer uma barulheira dessas a um domingo à noite.
    lol

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar era isso... stewards mandatados pela PSP para manterem a tranquilidade e ordem pública... não tinha pensado nisso! :)

      Eliminar
  4. Um estado À parte como bem sintetizou o José Mourinho.

    Infelizmente isto vai resvalar não para melhor mas para pior.
    E quem vai ficar com a batata quente serão os portistas em Lisboa, penso eu de que...

    Infelizmente a polícia do porto (mais uma vez) não se dá ao respeito.

    Que um grupo de marginais decida impedir que outros se expressem livremente e invada as ruas de uma cidade com pedras e agressões já é suficientemente degradante.
    Que não sejam identificados e presos não se entende.

    Bastava que a lei fosse respeitada e esses tipos da próxima vez ficavam em casa.
    É muito bonito ser herói com a conivência das autoridades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Infelizmente as últimas décadas têm-nos demonstrado que o Porto é um clube que está acima da lei em muitas vertentes...

      Eliminar
  5. O mal é que pago impostos para esse estado à parte. A RTP, cujo sector de "informação desportiva" é, há décadas, controlado por essa seita - não sei até como essa notícia passou! Durante horas não houve imagens dos festejos burmelhos na Invicta - e quando deram, foram 30 segundos. Mesmo ontem, no noticiário principal, deram festejos em toda a parte, do Minho a Timor, menos na Rotunda da Boavista. Estou-me nas tintas para os lampiões (àqueles que estimo e que o merecem já dei os meus parabéns, com as devidas ressalvas) mas, nas costas dos outros vemos as nossas e 30 anos deste estalinismo murcom já cansam. JPT. SL!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. JPT, não há "stalinismo" que resista à vontade de, livremente, se expressar algo como alegria na via pública.

      O caso tem passado porque os clubes de Lisboa têm vencido menos do que o normal. Se isso, como eu espero, não acontecer nos próximos anos o tema continuará a aparecer.
      E a polícia vai ter que deixar de concolher os ombros e assobiar para o lado.

      Eliminar