quinta-feira, 9 de outubro de 2014

A velha cartilha

                                                                                                                                                        
A desagradável polémica que envolveu recentemente Manuel Fernandes e Bruno de Carvalho abriu a discussão sobre o papel que os comentadores ligados aos grandes (e mais concretamente do Sporting) devem ter nos diversos programas semanais que inundam o espaço audiovisual em Portugal.

Pessoalmente, e limitando-me aos participantes ligados ao Sporting, acho importante que sejam pessoas independentes da direção, que conheçam profundamente o clube e os adeptos que representam, que saibam elogiar aquilo que é bem feito, e criticar construtivamente o que é mal feito. Outra característica que me parece essencial é que não sejam ingénuos ao ponto de pensar que os seus interlocutores são todos indivíduos desinteressados sem qualquer tipo de agenda.

Isto vem a propósito de algo que aconteceu no princípio desta semana. Eduardo Barroso, no programa Prolongamento, referiu que Manuel Serrão lhe revelou que recentemente alguém lhe tinha pedido que confrontasse o ex-presidente da AG sobre o caso Luís Aguiar - numa tentativa de o descredibilizar. Manuel Serrão (que pode ter os seus defeitos, mas que sempre me pareceu uma pessoa independente) recusou-se a fazê-lo. Coincidência das coincidências, houve um outro comentador noutro programa que se prestou a fazer esse serviço pouco tempo depois. 


Eduardo Barroso está a falar de Rodolfo Reis, que no programa Play-off atacou-o de uma forma completamente descontextualizada do tema que em cima da mesa, de uma forma que nada teve de espontâneo - o momento em que saca dos óculos para ler o nome que tinha anotado no caderno não engana ninguém.


Não me vou aqui a pôr considerações sobre quem terá ou deixará de ter razão no caso Luís Aguiar - tenho uma opinião formada sobre o assunto que se baseia exclusivamente na reputação profissional das duas pessoas em causa -, porque se trata de um caso antigo e sobre o qual nada de novo foi escrito ou dito. O que me parece relevante neste caso é que, apesar de muitos acharem que se deve ignorar este tipo de programas, é inquestionável que alguns clubes usam-nos como parte da sua estratégia de comunicação.

Como tal, reafirmando que aprecio a independência dos nossos representantes - porque é importante haver quem critique construtivamente quando há motivos para isso -, seria bom que todos eles tivessem plena consciência que não estão numa conversa desinteressada entre amigos.

Há duas semanas, não era preciso ser-se uma pessoa particularmente atenta para ter reparado que enquanto Manuel Fernandes reagia às duras palavras de Bruno de Carvalho, era constantemente encorajado pelo mesmo Rodolfo Reis com os seus "Fala Manel, fala". Rodolfo não estava interessado que o amigo Manel desabafasse para aliviar o seu espírito. A ideia era, como é óbvio, tentar ampliar o mais possível um foco de instabilidade aberto no Sporting. Assunto que, ainda no domingo passado, Rodolfo Reis procurou por várias vezes reavivar tentando picar o amigo Manel. Uma dessas situações pode ser vista no vídeo abaixo.


O Porto sempre trabalhou de forma muito próxima com os seus paineleiros, usando este meio de forma recorrente para atingir os seus fins. É bom que todos os representantes sportinguistas tenham plena consciência disso. 


47 comentários :

  1. Pessoalmente não ligo a estes programas. Apenas sigo o Grande Área porque foge a este paradigma. Já agora, Mestre diga ao seu presidente para evitar incendiar os ânimos antes do jogo do Dragão como ele ontem veio mais uma vez fazer

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olha agora o "anjinho". Grande hipócrita. Sabes qual é uma das diferenças entre o Bruno de Carvalho e o vosso bufarento? É que o presidente do Sporting não manda recados, diz o que tem a dizer pela sua própria boca. Já o bufas tem vários incendiários a trabalhar para ele, nos jornais e nas televisões. Enxerga-te, choninhas.

      Eliminar
    2. Isso anónimo, insulta. És mesmo corajoso

      Eliminar
    3. Meu caro,

      Se quer mandar recados faça-o no seu clube ao seu presidente. Nunca ouviu dizer que quem tem telhados de vidro não deve mandar pedras?

      Eliminar
    4. "Isso anónimo, insulta. És mesmo corajoso"

      Choninhas, querias beijinhos e abraços, não?

      Eliminar
    5. Hugo, não gosto deste tipo de discurso e logo veremos o efeito que terá. Mas em consciência não o posso criticar, porque na realidade todos sabemos as receções que o Porto reserva aos seus rivais: os balneários empestados, os guardas Abéis, a intimidação constante, tudo com a passividade e cumplicidade da PSP do Porto, que permite que os seus oficiais seja empurrados e insultados pelos dirigentes daquela casa.

      Eliminar
  2. É pena que o grande Manel se deixe ir na conversa destes "amigos".

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tiago, neste programa felizmente ignorou completamente o Rodolfo Reis. Não lhe deu troco. Um abraço.

      Eliminar
    2. É para mim uma novidade que o Rodolfo Reis seja "amigo" do Manel Fernandes. Quando o eterno capitão era treinador do Sporting, houve um jogo qualquer contra o Porto, onde na altura o Rodolfo Reis era adjunto, em que no final o Manel Fernandes e o Rodolfo Reis envolveram-se numa dura troca de palavras, que tiveram de ser separados. Por acaso estava a ouvir o relato do Pedro Sousa na RR, que na altura comentou que a picardia não era de então, mas já viria de trás, do tempo em que ambos jogavam em campo e tiveram algumas picardias enquanto adversários. Ou seja, é para mim uma novidade o Manel Fernandes dar-se bem com o Rodolfo.
      Parabéns pelo post, excelente como sempre.
      SL

      Eliminar
  3. O Fruta clube do Porco para mim é como se não existisse. Teria nojo de ser adepto de um clube como aquele!! Podem ganhar sempre, e para sempre, mas nunca deixarão de ser um clube corrupto, de merda e local!!!

    ResponderEliminar
  4. Acho piada aos morcões, ah e tal o PdC nem lhe responde e depois põem os prostitutos de opinião a falar por ele contra o presidente do SCP. Com uma agressividade inusitada.

    Contra o amigo orelhas nunca vi isto.

    Só prova que o presidente do SCP está no bom caminho e sobretudo tem voz o que é muito importante. Aliás denoto brechas na estrutura morcona com ataques constantes aos adversários através dos paineleiros.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Green Lantern, esta conversa é muito desgastante (confesso que não gostei de ler aquela 1ª página logo de manhã), mas infelizmente o passado demonstra que o ambiente que existe nos bastidores das Antas / Dragão legitima o que BdC anda a dizer.

      São bem piores os atos que lá se cometeram no passado do que estas palavras.

      Um abraço.

      Eliminar
  5. Mestre, começo por pedir desculpas por ser benfiquista e por estar a comentar um Post que não diz respeito ao Benfica. Não costumo ver esse tipo de programas TV, mas já vi. Nesses programas, acho que os portistas defendem muito bem o Porto. Aliás, ao nível da "guerra" da comunicação, o Porto tem estado muito superior ao Benfica e ao Sporting. O Pinto da Costa mudou o espírito do clube, transformando-o num grupo de guerrilha, coisa que o Sporting e o Benfica não podem fazer, por se tratarem de clubes nacionais. Nos tais programas triformes, a defesa de um clube de guerrilha é muito mais fácil. Uma personagem com o RGM seria uma excelente escolha para defender o Porto, mas não se ajusta muito bem à Matriz do Benfica. Acaba por gerar muitos ódios no tal grupo guerrilheiro até porque usa táticas desse mesmo grupo. Também não é apreciado pelos sportinguistas nem por uma faixa de benfiquistas que não se revêem no estilo. O Pedro Machado Vaz era muito bom, mas estar em programas do nível destes não me parece compatível com ele.

    Em relação ao Manuel Barroso, cometeu o erro de se ligar de algum modo a uma Direcção do Sporting. Ele não precisava daquilo para nada. Só se prejudicou. Agora apanha com os fragmentos das bombas que vão rebentando. Neste caso, não acredito que seja do interesse do Porto atacar o Manuel Barroso. Em última instância ele sairia do programa e o Bruno de Carvalho poderia influenciar a escolha do novo comentador. E isso talvez não resultasse positivamente para o Porto. Também não compro a ideia que isso cria instabilidade no Sporting. O epicentro da instabilidade no Sporting é o próprio Bruno de Carvalho e é ele que cria os turbilhões. Estes problemas do Manuel Fernandes e de ex-directores só alimentam o tal turbilhão. E o tal turbilhão tem exatamente a função de retirar instabilidade daquilo que é mais sensível, que é a equipa de futebol. Na minha opinião, é uma boa estratégia para o presente.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo benfiquista (que será sempre bem-vindo para deixar a sua opinião, seja sobre o seu clube, sobre o Sporting ou sobre o Porto), Eduardo Barroso é o único representante do Sporting que mais elogia e apoia abertamente Bruno de Carvalho. Parece-me motivo suficiente para que o Porto prefira tê-lo longe das câmeras.

      Júlio Machado Vaz tinha demasiada classe para estar neste tipo de programas. Um senhor!

      Um abraço.

      Eliminar
    2. A mim não me incomoda que um benfiquista dê a sua opinião num blog sportinguista pois a blogsfera é universal e se os comentários fossem únicamente entre pessoas do mesmo clube os blogs passavam a ser monótonos.

      Concordo com a sua opinião mas também temos de contextualizar aquilo que diz o Bruno de Carvalho com o que tem sido o futebol nacional após o 25 de Abril.Uma nova era,um novo sistema.

      Pessoalmente acho que quem fala muito cai na vulgarização e perde força naquilo que por vezes quer dizer..Acho que há timings para tudo mas o estilo do homem é aquele.Não há semana que passe sem haver um conflito aberto,tem o coração na boca..Contudo globalmente o trabalho de Bruno de Carvalho no Sporting tem sido bastante positivo.Aguardo com o tempo que começe só a abrir conflitos de 15 em 15 dias !....

      Eliminar
    3. Sou o anónimo das 10:18 outra vez.
      Permitam-me deixar aqui registadas as minhas desculpas aos Drs. Eduardo Barroso e Júlio Machado Vaz pela troca de nomes. Fico mesmo preocupado comigo.
      Mestre e King Lion, obrigado pelas vossa palavras.

      Eliminar
    4. "Eduardo Barroso é o único representante do Sporting que mais elogia e apoia abertamente Bruno de Carvalho"

      Eduardo Barroso sempre apoiou quem esteve no poder no Sporting, ou seja, é um "institucionalista", tanto apoiava Godinho Lopes como agora apoia BdC.

      A polémica entre BdC e Manuel Fernandes é a intensa luta de BdC contra a elite e contra os "homens da casa" sportinguistas, na qual a mais recente vítima é Barão que foi subalternizado na equipa B.

      Eliminar
  6. Peço desculpa: Queria dizer "Eduardo Barroso" em Vez de Manuel Barroso"

    ResponderEliminar
  7. Bom dia

    Efectivamente este post trata um tema actual e bem interessante. Ainda esta semana vi o programa em que participa o sinistro do Guilherme Aguiar e em que passou a mensagem, nitidamente encomendada sem que talvez por falta de preparação não teve resposta à altura.

    Dizia ele que tem conhecimento pessoal de muitos anos do Pinto da Costa e que este sempre teve um comportamento de respeito, nunca pessoalizando os problemas nem insultando os congéneres presidentes, e que já tinha passado por muitas situações graves e muitos presidentes.
    Então de acordo com este palhaço, o Bruno de Carvalho, com as declarações sobre o comportamento de rufia, estava a descer completamente o nível e seria o responsável moral das situações de violência que possam ocorrer num futuro bem próximo.

    Esta encomenda sai no momento em que foi questionado sobre o tratamento que é dado nas Antas aos adeptos adversarios, que regra geral entram já muito depois do inicio dos jogos.

    Como é possível este paneleiro esquecer de um momento para o outro as declarações sobre o orelhas, as considerações pessoais sobre o Dias da Cunha e Santana Lopes, o que disse nas escutas sobre o Paulinho, etc.. Ele foi o principal responsável pelo clima mafioso e pelo pântano em que se tornou o futebol e agora quando as coisas não estão a correr tão bem, os seus comparsas estão a tentar vender a imagem de virgem ofendida no futebol portugues. coitado!

    Big Mal

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nem mais, Big Mal. E não podemos esquecer-nos do discurso incendiário que Pinto da Costa teve ao longo de décadas, tentando inclusivamente dividir o país. Virem agora armar-se em santos é uma hipocrisia.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Podem ver aqui alguns exemplos de bem receber por parte dos corruptos mor:

      - Violência sobre adeptos do Sporting no jogo Porto-Sporting de 1993/1994
      http://www.sporting.footballhome.net/index.php?option=com_seyret&Itemid=29&task=videodirectlink&id=1414

      - Ivkovic : "Nas Antas o balneário cheirava sempre a bagaço"
      http://www.sporting.footballhome.net/index.php?option=com_content&view=article&id=546:ivkovic-qnas-antas-o-balneario-cheirava-sempre-a-bagacoq&catid=1:futebol&Itemid=35

      Eliminar
  8. Caro MdC, não posso aceitar que se defenda (ou sequer sugira) o condicionamente de opinião. Não sendo inocente na abordagem, mas um comentador condicionado não é um comentador é um porta voz. Não podemos (um pouco no pensamento à lá Bruno de Carbalho) é achar que os nossos condicionados são bons e os outros não prestam.
    Aliás, o que não presta é este formato de programas com este tipo de gente. Nós, que tanto criticamos, devíamos entender que infelizmente aquilo reflecte a maioria e a sua forma de estar no que ao desporto se refere. Mais do que criticar aquela meia dúzia de individuos que faz estas figurinhas, deviamos era perceber que "eles" são apenas e só um reflexo do todo.

    Por outro lado, neste tema há uma questão pertinente: o que leva um canal de Tv a ter como comentador um personagem que mal se consegue expressar, um anódino, catavento de vontades alheias como Rodolfo Reis? O tipo é lamentável mesmo para os padrões habituais deste tipo de programas (o que não é fácil).

    Saudações
    Sic transit gloria mundi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro Stgm, condicionados vivemos todos quando interagimos em sociedade. Não dizemos tudo o que nos vem à cabeça para não ofendermos o próximo, temos uma grelha comportamental que seguimos para nos integrarmos no ambiente em que estamos e para não afetarmos a liberdade de quem nos rodeia.

      Isso não quer dizer que não possamos ser nós próprios, enquanto indivíduos. Temos é que arranjar uma maneira apropriada para o fazer que não colida com tudo aquilo que está à nossa volta.

      No caso dos paineleiros, é a mesma coisa. Eu não defendo o condicionamento de opiniões (no sentido de elogiarem ou criticarem quando assim o entendam). O que acho é que há formas apropriadas de o fazer, lembrando-se sempre do ambiente em que estão. São fazedores de opiniões, são ouvidos por dezenas ou centenas de milhar de pessoas todas as semanas. Críticas construtivas são sempre bem-vindas. Brincar com os problemas próprios, é perfeitamente aceitável. Críticas destrutivas, a meu ver, são lamentáveis.

      Um abraço.

      Eliminar
  9. Gostaria de saber qual a razão de ser o Rui Oliveira e Costa um dos comentadores preferidos da comunicação social portuguesa como não houvesse no universo sportinguista pessoas mais avalizadas.Enfim...a única vez que tirei o chapéu ao homem foi quando chamou aos árbitros cobardes,de resto soma normalidades.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Duvido que haja muita gente que ainda ache que ROC é um bom comentador, King Lion... e concordo, tirando a opinião que tem da classe da arbitragem, são poucos os bons momentos que me lembro que tenha tido.

      É independente, sem dúvida, é um ponto a seu favor, mas as gaffes constantes e a forma como se deixa humilhar (a si e ao clube que representa) mostram que não é a pessoa certa para estar em programas deste tipo.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Talvez o facto de ser "maçon" explique em parte alguma coisa...

      Eliminar
  10. MdC

    Quem haveria de ser convidado para comentador sportinguista deveria de ser o MdC ou eu lol ...não tenho dúvidas que o Sporting estaria melhor defendido.Eu gostaria de ser convidado para o programa o Dia Seguinte mas desconfio que ao fim de 5 minutos já não haveria programa !...lol

    Abraço

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não deve ser nada fácil não perder a compostura perante determinadas figuras. :)

      Acho que no Dia Seguinte agora estamos muito bem representados. No Prolongamento também e, apesar de não ver a CM TV, tenho a opinião que Paulo de Andrade também defende bem o clube.

      O único que trocava de caras era Rui Oliveira e Costa, e colocava lá Jaime Mourão-Ferreira, que faz um excelente trabalho no Grandes Adeptos.

      Eliminar
    2. Não conheço o Jaime Mourão-Ferreira.

      Eliminar
  11. Os tipos que andam há 30 anos de lança chamas (e Uzis...) em punho a acusar de incendiários quem se atreve a responder-lhes... Que grandes hipócritas! Calimeros e hipócritas.

    Acho muito bem que o presidente BdC use o seu tempo de antena para denunciar a forma de estar desses animais no futebol. Parece que não sabemos todos os métodos intimidatórios e violentos dessa camorra. Até a PSP amocha perante as afrontas destes criminosos. Depois têm uma empresa de segurança no estádio que mais parece uma extensão dos Super Copiões e se dedica a roubar tarjas das claques adversárias. Mas isto é o quê?!?
    Só num país dominado pelas aparências e tráfico de influências e onde a hipocrisia grassa é que personagens sinistras como esse jorge nuno podem andar na rua livremente.

    Só espero que o presidente BdC nunca se canse de desmascarar essa escumalha.

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sar, na minha opinião, BdC fala geralmente mais do que devia, mas não em relação a esta gente. É preciso ter muita falta de memória para não ter presente na mente tudo aquilo que já se passou naquele estádio.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Já se passou muita coisa naquele estádio, mas não se esqueçam de tristes episódios como o do varandim, onde apedrejaram Domingos Gomes quando este acorreu em socorro dos adeptos sportinguistas.
      Até por isso se devia evitar este tipo de discursos, especialmente em vésperas de clássicos

      Eliminar
    3. Hugo

      Esse é o discurso das virgens ofendidas, foi mesmo essa mensagem (oficial) que os paineleiros tentaram passar esta semana e pelos vistos já tem seguidores ... a responsabilidade moral por tudo de mau que possa acontecer é do Bruno de Carvalho, ... como é possível ter uma memoria tão curta.

      Eliminar
    4. eu como portista, la estarei no dragao a fazer jus a tudo o que nos chamam...se tiver oportunidade nao deixo de apedrejar e cuspir nos calimeros! so espero que aparecam outra vez os casuals para levarem outra vez no focinho! e quando o jogo é em alvalade, vou la de cabeça levantada como desta ultima vez e venho rouco de tantas vezes vos chamar filhos da puta!!!

      Eliminar
    5. Filhos da puta? Ninguém aqui é teu irmão pá

      Eliminar
    6. Quanto a animais, poderia dizer que são os progenitores que te pariram, mas se usas linguagem bélica deves imaginar que foi o presidente do FCP que pediu chaimites para a recepção ao Sporting e não o contrário por Dias da Cunha.
      Presunção e água benta cada qual toma a que quer. É como armar-se aos cágados como anónimos e ripostarem com nicks. O insulto é logo a seguir. Tanto como os títulos dos outros são todos mafiosos, os nossos é que não. Quando o FCP esteve 3 anos sem ganhar (SCP-BFC-SCP) Dias da Cunha dizia que o monstro esteve a dormir. Quer dizer, gamava sempre até se cansar e adormeceu 3 anos. Era o que dava ter 18 penáltis a favor em 34 jornadas.

      Eliminar
    7. Com uma direcção composta por corruptos e proxenetas, os adeptos só poderiam ser filhos das putas como bem ficou demonstrado pelo anónimo das 17.22.

      Só faltava que sob o pretexto de não incendiar ânimos estivéssemos impedidos de chamar os bois pelos nomes.

      Eliminar
    8. Zé Luis

      Parabéns, é por esse tipo de mentalidade que os casos BPN, Submarinos, BES, etc.., não geram prisão efectiva para ninguém, só heróis, merecemos bem o pais em que vivemos.

      Sente-se bem no papel - Somos corruptos mas somos os melhores pois ganhamos mais vezes. Mais uma vez as minhas felicitações, infelizmente eu não consigo conviver com isso, apresente um dirigente actual do Sporting que tenha comportamentos que condicionem a verdade desportiva e eu subscrevo toda e qualquer acção tendo em vista afastar mais rapidamente possível de toda e qualquer actividade que envolva o clube.

      Não vale mencionar o PPC pois esse já lá não mora, e como é óbvio desejo que assuma as consequências dos seus actos.



      Eliminar
  12. O Porto sempre trabalhou de forma muito próxima com os seus paineleiros.

    Como asseveras isso?
    Por comparação com o benfas?
    Por comparação com o discurso coerente, linear e único dos sportinguistas nesses programas?
    Como?
    Em geral, os portistas parecem os menos preparados de todos. E digo apenas por pinceladas que apanho em zapping já que mal vejo esses programas, aliás há muitos anos não vejo um completo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Zé Luís, para além dos exemplos acima, basta estar atento, por exemplo, às revelações que Guilherme Aguiar vai fazendo antes do próprio clube fazer uma divulgação pública. (LINK para outro exemplo)

      Em relação à comparação com os outros clubes, suponho que seja uma questão de opinião, mas não me lembro de algum dos sportinguistas (com exceção de Eduardo Barroso quando acumulava - e mal - com o cargo de presidente da AG) fazer revelações que eram do desconhecimento público.

      Eliminar
    2. mestre....ninguem esquece o braço armado do bruno carvalho que foi o dr. cutty sark na presidencia do godinho em que se serviu semanalmente do programa para fazer cair a direção de um clube do qual era presidente da assembleia!!!
      a verdade é que todos trabalham de perto com os comentadores e tudo somado prestam um pessimo serviço ao futebol portugues!!! todos eles!!!! quanto ao caso luis aguiar, a verdade é que houve um erro enorme e parece que esse erro foi do dr. cutty sark...

      Eliminar
    3. MdC, há anos que não vejo programas e surpreende-me bem que JGA seja assim tão considerado. Não só achava, quando via, que não diz duas frases seguidas, como não tem ligação coerente nessas duas frases. Dispenso o link, porque um exemplo não exemplifica nada. Eu acho que benfiquistas e sportinguistas vão mesmo instruídos para essas reuniões de tupperware e os portistas são mal preparados, pelo menos enquanto via. E JGA pode conhecer dossiers em virtude de anteriores funções e contactos com a gente do futebol, sabendo coisas por antecipação, até pode ser, nunca por ser pau mandado do FCP e não acredito que seja instruído pelo clube. Ao contrário do que se percebe no doido varrido que é o dr. Cutty Sark que nem aquilo que sabe existir é capaz de confirmar mas confirma algo que nunca viu.
      E refiro isto porque acidentalmente passei por essa gaiola das malucas e vi lá o dr. Domingos Gomes. O dr. Domingos Gomes não estava instruído pelo FC Porto para lembrar que dois adeptos leoninos sobre a Porta 10A a insultarem, cuspirem e arremessarem objectos à entrada dos jogadores do FCP acabaram por cair do parapeito sobranceiro à 10A e morreram, ainda este ano houve lá uma homenagem por eles e o dr. Cutty Sark diz "isso não interessa" quando Domingos Gomes disse "eu estava lá e levei com aquilo em cima".
      Precisamente os exemplos do despautério trauliteiro e ordinário dos representantes lisbonenses, mais a parcimónia e incapacidade natural dos moderadores que fazem figuras tristes enquanto profissionais na sua função, é que deixei de ver essas tretas.
      E dizes bem dos cargos que ocupam e não os inibem de ali estar. Uma vergonha moral e ética, mas ai de quem toca nessa gentinha reles e ordinária.
      Acho "infrequentável" esse tipo de programas sob qualquer prisma.
      E espanta-me, só para terminar, porque o FC Porto não tem estratégia de comunicação e nenhum portista aceita a passividade que revela essa ausência de savoir-faire num domínio importante.

      Eliminar
  13. Ainda recordo o excelente trabalho destes poia-neleiros a exaltar o heroísmo e a excelência da arbitragem portuguesa.

    Praticamente os artistas do apito são os mesmo e vejam actualmente o descaramento e a coerência desses mesmos paneleiros. Isto chegou a um ponto, por falta de oposição capaz, que nem fazem esforço para disfarçar ...

    Cupts

    ResponderEliminar
  14. Caro Mestre, na mouche!
    Apesar de leitor assíduo, raramente comento os seus posts, mas hoje revi-me por completo nas suas palavras.
    Em conversas com amigos, já referi várias vezes que para mim o clube que está melhor representado nesses programas é o porto! Goste-se ou não, o discurso entre os representantes portistas é bastante similar.
    A única coisa que me faz confusão desde o inicio desta época está relacionada com o Manuel Fernandes. Recordo-me perfeitamente que na época 2000/2001, em que ele assumiu o cargo de treinador principal do Sporting, no final de um jogo no antigo estádio das antas, na flash-interview ou na conferencia de imprensa disse sobre o rodolfo reis que era "uma personagem que o enojava há vários anos". Se não foram exactamente estas palavras, ando lá perto, mas o enojar tenho a certeza absoluta que o disse!
    Não compreendo como é que depois de ter proferido uma opinião destas, o Manuel Fernandes se deixe levar pela cantiga do bandido como se vê no video nem como é que consegue ser tão cordeal ao longo dos programas com quem o "enojava" no inicio do milénio.

    SL,
    Marco Gonçalves

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. http://www.maisfutebol.iol.pt/geral-rodolfo-reis-manuel-fernandes-discussao/5319c1723004bcae5cc87d54.html

      Eliminar
    2. Obrigado Tiago!

      SL,
      Marco Gonçalves

      Eliminar