sexta-feira, 21 de agosto de 2015

Balanço das arbitragens: 1ª jornada

À semelhança do que fiz nas duas épocas anteriores, vou fazer um balanço dos lances críticos de arbitragem dos jogos dos grandes após cada jornada.

Em primeiro lugar, quero relembrar o que considero como lances críticos: são situações cujas decisões de arbitragem têm um impacto direto, imediato e inegável na partida. 

Considero lances críticos:
  • penáltis assinalados ou por assinalar
  • cartões vermelhos diretos mostrados ou por mostrar
  • 2º amarelo exibido a um jogador que leva à sua expulsão, ou que tenha ficado por mostrar
  • golos marcados em fora-de-jogo
  • golos anulados (incluindo golos não anulados por fora-de-jogo, desde que os intervenientes diretos da equipa que defende não desistam da jogada)

Não considero lances críticos:
  • Faltas mal assinaladas que deram origem a um golo
  • Cantos mal assinalados que deram origem a um golo
  • Qualquer tipo de erro de arbitragem que não tenha antecedido de imediato o golo ou assistência
  • Foras-de-jogo mal assinalados em que um jogador não rematou de imediato à baliza ou em que os jogadores da defesa deixaram de se fazer ao lance
  • Cartões amarelos mal mostrados (ou que ficaram por mostrar), que sejam (ou fossem) o 1º cartão que o jogador vê na partida, independentemente de mais tarde ver ou não outro amarelo

Por exemplo, não considero um canto mal assinalado na partida como um erro crítico porque a probabilidade de dar golo é pequena, ao contrário de um penálti por assinalar ou de um golo mal anulado. Não considero um 1º amarelo mal mostrado como um erro crítico porque o jogador pode corrigir a sua atitude em função desse cartão para evitar o 2º amarelo. Já um erro na exibição de um 2º amarelo é um erro crítico pois implica uma equipa irreversivelmente beneficiada e outra prejudicada.

Para além disso, valorizo mais os erros críticos de arbitragem que acontecem primeiro. Uma expulsão perdoada aos 15' é completamente diferente de uma expulsão perdoada aos 80', assim como um erro com um resultado em aberto é bem mais prejudicial que um erro com um resultado decidido.

Vou basear a análise sobretudo em lances selecionados em programas como o Dia Seguinte ou Prolongamento, mas poderei incluir outras situações de jogo que se justifiquem.

Farei este post no final da semana seguinte à jornada, de forma a realizar a análise o mais a frio possível e depois de ter tido oportunidade de assistir a múltiplas análises na comunicação social. De qualquer forma, deixo a seguinte declaração de interesses: apesar de fazer um esforço para analisar todos os lances da forma mais racional que me é possível (independentemente dos clubes em causa), não deixo de ser um adepto fervoroso do Sporting e admito que as minhas lentes verdes me possam toldar o juízo que faço em algumas situações.

De qualquer forma, tento ser o mais coerente possível e em casos duvidosos costumo rever lances semelhantes que aconteceram no passado para ver o que escrevi - o que acaba por servir um pouco como instrumento de auto-regulação.

Sei que muita gente acha inútil este tipo de exercícios, o que é uma opinião que respeito. No entanto, não vejo qualquer mal em fazer um registo continuado da qualidade das arbitragens que temos por cá usando sobretudo parâmetros racionais e objetivos. Sei que o trabalho de um árbitro em Portugal é extremamente ingrato, mas isso não quer dizer que os erros que existem (que são em número demasiado elevado) não sejam resultado de incompetência e, por vezes, mesmo propositados (seja de forma consciente ou como mecanismo de auto-defesa). Mas também todos sabemos que as arbitragens podem decidir campeonatos - apesar de muitos não gostarem de o admitir.

Feitas as explicações e declarações de interesses, vamos ao balanço da 1ª jornada.


Tondela 1-2 Sporting (Carlos Xistra)

58': Golo do Tondela é validado - decisão errada, Luís Alberto está em posição de fora-de-jogo quando Bruno Nascimento toca a bola para a frente, e ajeita posteriormente a bola com a mão; o golo devia ter sido anulado

90'+4: Gelson Martins cai na área após contacto com Murillo; o árbitro assinalou penálti - decisão certa, o jogador do Tondela chega atrasado e derruba Gelson; não existe jogo perigoso, visto que o pé de Gelson não se levanta para além do razoável, para além de que o adversário ainda não está nas imediações quando faz o movimento para controlar a bola

=: apesar do erro, arbitragem sem influência no resultado


Porto 3-0 Guimarães (Fábio Veríssimo)

18': Herrera remata e a bola bate no braço de Tomané; o árbitro não assinala penálti - decisão certa, o jogador vira-se para se proteger no momento do remate mas tem o braço colado ao peito, não havendo intencionalidade em jogar a bola com o braço

87':
No momento da marcação de um livre, Tomané cai na área, o árbitro não assinala penálti - decisão certa, as imagens não são claras, mas não parece haver nada de anormal

=: arbitragem sem influência no resultado


Benfica 4-0 Estoril (Tiago Martins)


10': Leo Bonatini cai na área após contacto de Luisão nas costas; o árbitro não assinalou penálti - decisão errada, Luisão empurra o avançado do Estoril, ficando por assinalar um penálti e a exibição de um cartão amarelo ao defesa benfiquista


41': Gaitan cruza e há a dúvida se a bola bate no braço de Anderson Luís; o árbitro não assinalou penálti - decisão certa, o defesa do Estoril tem as mãos atrás das costas e mesmo que a bola tenha tocado no braço é um lance casual

62': Leo Bonatini cai na área após um carrinho de Talisca; o árbitro não assinalou penálti - decisão certa, Talisca não chega a tocar no jogador do Estoril

77': Talisca remata e a bola bate no braço de Mattheus; o árbitro assinalou penálti - decisão errada, visto de trás, dá a ideia que o braço esquerdo do defesa estorilista bate na bola, mas numa imagem de perfil que a SIC Notícias disponibilizou percebe-se que a bola bate primeiro na barriga, o que significa que qualquer toque posterior não pode ser considerado como deliberado.



Nota: se alguém disponibilizar alguma imagem frontal da transmissão da BTV que mostre com maior clareza o lance, agradeço. Se essas imagens provarem que houve falta, farei a revisão desta análise.

=: Ficou um penálti por assinalar a favor do Estoril quando o resultado era 0-0; o golo que dá o 2-0 a menos de 15 minutos do fim surge de um penálti que parece não existir (X)



Estatísticas da jornada



Classificação



Jogos com influência da arbitragem no resultado



Erros de arbitragem com o resultado em aberto



Erros de arbitragem com o resultado em aberto agrupados por árbitro, desde 2013/14






33 comentários :

  1. Bom dia.
    Já vai começar... O penalti sobre gelson tem 2 irregularidades no lance. O lançamento e o jogo perigoso do gelson.
    O pseudo penalti do Luisão é fora da área... Ja imagens que mostram bem isso.
    Assim não é difícil ser sempre prejudicado e os outros ajudados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Nuno, o lançamento do João Pereira é ilegal, sem dúvida, mas não entra nos critérios do que é um erro crítico (tal como não entrou a falta do Naldo mal assinalada e que esteve na origem do golo do Tondela). Em relação ao jogo perigoso do Gelson, já expliquei a minha visão do lance.

      Em relação à falta do Luisão, é penálti claríssimo pois a falta termina dentro da área. Coloquei o vine que já tinha publicado na 2ª feira para suportar a minha opinião.

      Eliminar
    2. A sede é tanta que nem lêem. Mr Burns aplaude o esforço.

      Eliminar
  2. O MdC pode responder por ele mas aqui vai a minha opinião: ele explicou muito bem os critérios de escolha dos lances, disse que tentará ser o mais justo possível e admitiu que, sendo um fervoroso adepto do Sporting, haverá sem dúvida alturas em que isso poderá influenciar as suas opiniões. No meu ponto de vista ele esteve bem em tudo o que escreveu.

    - A falta do Luisão é dentro da área pois a velha regra do que conta é onde começa a falta já não existe. Afirmar o contrário é estar a ver o lance com lentes vermelhas.

    - O lançamento do João Pereira que dá origem ao penalty favorável ao Sporting parece de facto ser ilegal mas lancamentos de linha lateral não estão incluídos nos lances descritos no início deste texto como passíveis de inclusão nesta lista.

    -O Gelson não faz falta absolutamente nenhuma no lance do penalty. Ele simplesmente tenta controlar a bola e ao fazê-lo é pontapeado pelo jogador do Tondela.

    Se não está de acordo, está no seu direito, mas neste caso não há dúvidas absolutamente nehumas em que o que o MdC aqui escreveu está 100% certo.

    ResponderEliminar
  3. Um troll não deixa de ser um troll e quanto a isso não há volta a dar....

    ResponderEliminar
  4. Um troll não deixa de ser um troll e quanto a isso não há volta a dar....

    ResponderEliminar
  5. Um troll não deixa de ser um troll e quanto a isso não há volta a dar....

    ResponderEliminar
  6. 90'+4: Gelson Martins cai na área após contacto com Murillo; o árbitro assinalou penálti - decisão certa, o jogador do Tondela chega atrasado e derruba Gelson; não existe jogo perigoso, visto que o pé de Gelson não se levanta para além do razoável, para além de que o adversário ainda não está nas imediações quando faz o movimento para controlar a bola

    Oi ?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A bola vem no ar... não há ninguém colado a ele, logo o Gelson levanta a perna para dominar a bola... nem sequer mostra os pitons. Só porque o Murillo entretanto se aproxima o Gelson era obrigado a continuar de perna alçada e a jogar em pé-coxinho?

      Eliminar
    2. Outro que se caga para ler a intro e depois vem com a do lançamento de linha lateral. ...génios....

      Eliminar
    3. "não existe jogo perigoso, visto que o pé de Gelson não se levanta para além do razoável, para além de que o adversário ainda não está nas imediações quando faz o movimento para controlar a bola"

      "não há ninguém colado a ele, logo o Gelson levanta a perna para dominar a bola... nem sequer mostra os pitons"

      http://3.bp.blogspot.com/-8F7BR7E3K7E/Vc6JX9oAfeI/AAAAAAAASWo/ntNgQlnkr_s/s400/penalti.jpg
      "Não está nas imediações"?
      "não há ninguém colado a ele"?
      "nem sequer mostra os pitons"?

      "o golo que dá o 2-1 a menos de 15 minutos do fim surge de um penálti que parece não existir"
      "O golo que dá o 2-1"? 2-1?

      Eliminar
    4. Na frase "O golo que dá o 2-1 a menos de 15 minutos do fim surge de um penálti que parece não existir", o parte de "O golo que dá o 2-1" está obviamente errada porque o resultado não passou a ser 2-1 mas sim 2-0. Corrigido.

      Eliminar
  7. A partir de agora, sempre que um jogador colocar o pé a menos de meio metro do adversário, vai ser considerada falta! É capaz de ser complicado fazer algum jogo com essa nova regra que se inventou para atribuir um suposto benefício ao Sporting, mas vamos ver!

    Não há jogo perigoso nenhum do Gelson. Não disputou a bola com ninguém. Depois, ao colocar o pé levou o cacete. Penalty. Ponto final.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não disputa a bola com ninguém mas ao mesmo tempo que toca o chão leva um pontapé... O adversário estava mesmo longe.

      Eliminar
    2. "Não há jogo perigoso nenhum do Gelson."?
      http://3.bp.blogspot.com/-8F7BR7E3K7E/Vc6JX9oAfeI/AAAAAAAASWo/ntNgQlnkr_s/s400/penalti.jpg
      O Gelson tem uns pitons de borracha, só pode ser isso.

      Eliminar
    3. Nas imagens é claro que ele não lhe acerta na perna. O Murillo fica a contorcer-se no chão porque se apercebeu que custou um ponto à equipa. A propósito, obrigado por terem emprestado o Murillo ao Tondela.

      Eliminar
    4. Mdc desculpe lá mas o jogo perigoso deve ser assinalado mesmo não existindo contacto (p. ex. quando um jogador levanta o pé ao nível da cabeça de outro não é necessário meter lá a cabeça para ser jogo perigoso)... existir ou não contacto apenas serve para o livre assinalado ser direto ou indireto.

      Eliminar
    5. Por falar em jogadores emprestados...Pelé!
      LOLOL

      Eliminar
  8. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  9. Primeira coisa que salta à vista são os cartões amarelos: mais uma vez uma quantidade enorme de amarelos para adversário do benfica; e o porto leva 2 em 25 faltas enquanto que o adversário leva 3 por apenas 10 faltas.

    Ou seja, tudo igual ao ano passado.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui, o árbitro do Porto - Guimarães foi amigo. O Maxi podia ter visto facilmente um amarelo mais cedo...

      Eliminar
    2. Se calhar porque grande parte das faltas do Porto foram feitas no meio campo do Vitoria

      Eliminar
  10. é a famosa "estrutura"...

    Acho graça a lãpiões virem pôr em causa o lançamento do João Pereira, não mencionando a catrefada de erros GRAVES ocorridos no golo do tondela... Quanto muito... fez-se justiça ao minuto 90+4.

    Quanto ao Benfica... um penalti perdoado ao cabeçudo do Luisão e um penalti oferecido para o 2-0 da tranquilidade. Tudo normal, de facto. Incluindo a falta de honestidade intelectual dos milhafres

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Justificam esses 2 erros com: "Ganhamos 4-0, nao foi suficiente?"

      É a chamada mentalidade lapiã

      Eliminar
    2. O mal é esquecerem-se que no penalty de Luisão estava 0-0 e que era vermelho directo por ser lance de golo iminente...não lhes convém frisar isso...

      Eliminar
    3. Fernando, não concordo com a parte do cartão vermelho porque havia um outro defesa do Benfica mesmo ao lado quando é o jogador do Estoril é derrubado.

      Eliminar
  11. este ano é que ficas em sétimo ó lãpião

    ResponderEliminar
  12. Oferta de empréstimo

    Você precisa de um empréstimo? vai oferecer negócios e empréstimo pessoal de € 5.000 para € 500.000.000 em 3%, a pessoa interessada deve entrar em contato conosco através do email: carr.invest.info.rorum0097@gmail.com
    Telefone: +447045714439

    Esperamos ouvir de pessoa interessada

    Obrigado

    ResponderEliminar
  13. Você tem contas a pagar? Você está em dívida? Você precisa montar um negócio? Você já foi rejeitado pelo seu banco? Você tem mau crédito? Esta é para informá-lo que o Thomas Firm Crédito dá 2% de taxa de empréstimo oferecido sem qualquer garantia ou quaisquer condições, a consolidação da dívida empréstimo, capital de risco, de empréstimo de negócio, empréstimo de educação e empréstimo à habitação com condições para 25 anos Depreciação um ponto com a possibilidade, dependendo do pacote de crédito. Nós fornecemos a partir de 10.000 para 900.000.000 em qualquer moeda. Nós também oferecemos um instrumento financeiro BG / SBLC (MT 103, MT 799, MT760) para financiar o projeto, bem como o reforço de crédito. As pessoas interessadas devem escrever diretamente para minha caixa de entrada para uma resposta instantânea. O email; markanthonysramos@gmail.com

    ResponderEliminar