sexta-feira, 9 de agosto de 2013

Trigo limpo Fariña Amparo

Após ter sido dado como hipótese para o Sporting, o Benfica assinou com Luis Fariña um contrato que se prolonga até quase ao final desta década. O jogador sai agora por empréstimo, sem ter chegado a treinar 2 semanas com o plantel.

--- o parágrafo anterior pode ser utilizado também para Pizzi, basta substituir o nome do jogador na zona sublinhada ---

O jogador, após não ter convencido Jesus a dar-lhe lugar no plantel, foi agora emprestado para um clube no Dubai. Tudo isto é surreal, e estou a tentar perceber a lógica desta contratação.

Hipótese A - o jogador foi contratado para fazer parte do plantel principal (titular ou rotação)

Pouco provável. O Benfica já tinha muitos jogadores de qualidade para a posição de Fariña, alguns dos quais chegaram ao clube poucas semanas antes. Se fosse contratado para ficar no plantel teria certamente mais tempo para mostrar o que vale do que os poucos minutos de jogo que lhe deram.

Hipótese B - o jogador foi contratado pelo seu potencial, com a ideia de o emprestar para ganhar minutos e poder lutar por um lugar no Benfica na próxima temporada

Pouco provável. As declarações do jogador são de quem vem para ficar. E aí não o emprestariam a um clube do Dubai -- Fariña não vai evoluir nada enquanto lá estiver. Mais valia deixarem-no mais um ano na Argentina.

Hipótese C - o Benfica está propositadamente a servir de intermediário entre o Racing e o Baniyas

Em teoria parece-me mais credível, atendendo a este artigo de 1 de Julho, ou seja, 3 semanas antes de Fariña ter assinado. Eu arriscaria que o jogador não queria ir para o Dubai a título definitivo, mas era a única proposta decente que o Racing tinha recebido. Aparece o Benfica que, sendo uma opção muito apelativa para Fariña, oferece um pouco mais, e depois de assinarem dizem ao jogador que não vai ficar no plantel. Convencem-no a ir um ano para o Dubai, e prometem-lhe que no próximo ano vai ter uma excelente hipótese de ficar no Benfica. Fica contente o Racing, o Baniyas, o jogador fica conformado perante a promessa feita e lá vai.

Que podem dar o Racing ou o Baniyas ao Benfica ou a pessoas envolvidas na transferência em troca deste serviço? Futuros jogadores? Parcerias? Abertura do mercado do médio oriente? Baniyas -> Dubai -> construção civil? Não sei.

Hipótese D - na realidade o contratado foi o irmão gémeo do jogador Luís Fariña, que não é jogador de futebol mas sim o maior especialista argentino em literatura árabe

As sondagens telefónicas normalmente têm sempre 4 hipóteses, por isso, à falta de melhor, acrescentei esta.


Caro leitor, esteja à vontade para sugerir outras hipóteses. Os meus neurónios já não dão para mais.

Sem comentários :

Enviar um comentário