quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Faltas e cartões

                                                                                                                                                       
Fazer uma ligação entre as faltas que cada equipa comete e os cartões que são lhe são mostrados é uma análise que não faz sentido quando feita individualmente, jogo a jogo. O critério mais apertado ou permissivo do árbitro, o equilíbrio de forças entre as equipas e as circunstâncias do jogo podem fazer com que uma partida com poucas faltas leve à exibição de um grande número de cartões e, inversamente, uma partida com muitas faltas (se forem cometidas sobretudo no meio do terreno entre equipas muito fechadas) acabe por ter poucos cartões.

No entanto, ao fim de um certo número de jogos podem começar a detetar-se padrões bem mais significativos. Ao fim de sete jornadas, por exemplo, cada equipa teve sete árbitros diferentes a apitar os seus jogos e sete adversários diferentes. No fundo, acabam por ser sete jogos com histórias diferentes que, misturadas e baralhadas, podem revelar algumas tendências que isoladamente não se detetariam.

Olhemos para as faltas sofridas por cada equipa e para os cartões que são mostrados aos adversários que as cometeram. Os 9 primeiros classificados do campeonato - ou seja, a 1ª metade da tabela (a saber: Benfica, Porto, Guimarães, Sporting, Marítimo, Rio Ave, Braga, Paços de Ferreira e Belenenses) estão entre as 10 equipas cujos adversários viram uma proporção superior de cartões em relação à faltas que cometeram. 

Por cada 3,4 faltas que o Guimarães sofre, os seus adversários vêm um cartão (para este exercício somei os cartões amarelos aos vermelhos nos totais de cartolinas exibidas). No extremo oposto está o Boavista, cujos adversários só vêm 1 cartão por cada 10,6 faltas que cometem sobre os axadrezados.


Existe alguma lógica nisto. É natural que as equipas do cimo da tabela tenham a tendência de provocar mais lances de perigo que normalmente estão na origem de faltas mais propensas a valerem a exibição de cartões. Para além disso, é também mais frequente que os adversários procurem perder mais tempo e vejam cartões por esse motivo. Apenas o Arouca (13º classificado) se intromete nesta tendência.

Entre os 3 grandes há um certo equilíbrio: os adversários do Porto vêm um cartão por cada 3,9 faltas cometidas, os adversários do Sporting vêm um cartão por cada 4,4 faltas cometidas, e os adversários do Benfica vêm um cartão por cada 5,1 faltas cometidas.

No entanto, nas faltas cometidas este tipo de lógica desaparece por completo.


O Benfica é a equipa a quem é permitido cometer mais faltas sem exibição de cartões. Em média, o Benfica vê um cartão por cada 7 faltas que comete. O Porto vê um cartão por cada 5,2 faltas cometidas, e o Sporting vê um cartão por cada 4,1 faltas cometidas.

Quem costuma assistir aos jogos do Sporting certamente que não ficará surpreendido. A facilidade com que os árbitros mostram cartões aos jogadores do Sporting é assustadora. Apesar de o Sporting ser a 5ª equipa que menos faltas comete (atrás de Porto com 89, Académica com 92, Rio Ave com 97 e Paços com 98), só outros 3 clubes viram mais cartões. (Boavista com 28, Belenenses com 27 e Gil Vicente com 25).

Em contrapartida, têm sido várias as situações em que jogadores do Benfica têm escapado à punição disciplinar por um conjunto de faltas que seriam óbvias para cartão. O Benfica tem mais 12% de faltas cometidas que o Sporting, mas o Sporting já viu mais 50% de cartões do que o Benfica. Dá que pensar.

79 comentários :

  1. ou seja contra o Benfica , é vale tudo na sarrafada , o costume

    ResponderEliminar
  2. análise ridicula... como se as faltas fossem todas iguais...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. No entanto, quando todos os anos a tendência é a mesma, já dá que pensar.
      E claro que as faltas não são todas iguais, se forem efectuadas por certos clubes que o amigo anónimo bem conhece, têm 50% de tolerância :-)
      Veja lá você que certos jogadores desse clube ficam tão mal habituados, que depois vão jogar para o estrangeiro e ficam admiradíssimos por serem expulsos por faltas bárbaras!

      Eliminar
    2. Caro anónimo, tenho a impressão que não leu aquilo que escrevi na totalidade.

      Eliminar
  3. Excelente Mestre.

    Com este tipo de análise, onde são analisados factos concretos que ocorreram e estão devidamente documentados, não há contra-argumentação possível que tenha alguma validade que seja.

    Bom trabalho!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. '...análise, onde são analisados....' Desculpem, dormi pouco esta noite.....

      Eliminar
    2. Nuno, cada um pode tirar interpretações diferentes destes números, mas há disparidades que são impossíveis de ignorar. Aquilo que se vê nos cartões por faltas cometidas é um sinal inequívoco de que o Sporting não tem a mesma tolerância que o Benfica. Um abraço.

      Eliminar
    3. "não há contra-argumentação possível "

      Epá, menos.
      Era o que faltava se a partir de um apanhado de dados (objectivo mas parcelar) se chegasse de imediato a uma conclusão definitva sobre o que quer que seja.

      Eliminar
    4. Acerca deste facto, qual a contra-argumentação possível?

      Eliminar
    5. O que me espanta a mim é ainda haver que tente contra argumentar. Sim, tentar apenas.

      Claro que têm razão, uma equipa com um sarrafeiro como o Nani o que estavam à espera? !?

      Eliminar
  4. Espero que na soma dos cartões o senhor só conta os cartões que foram mostrados por faltas e não aqueles que foram mostrados por reclamações ou anti-fairplay. Se não for assim essas estatísticas não valem nada...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estão todos os cartões, Cush. Que eu saiba todos os clubes reclamam, e a maior parte dos jogos dos grandes têm adversários que levam cartões por perder tempo. Não afeta a análise. O ponto aqui é a tolerância dos árbitros.

      Eliminar
    2. Isso é o que o Mestre pensa, agora se é mesmo assim o não só uma estatística bem feita é que o iria provar :)

      Que me recorda o Benfica esse ano tem recebido muitos poucos cartões por reclamações.. Já o mesmo não se pode dizer do Nani.

      Eliminar
    3. Nesse caso, se todos os cartões estão contabilizados, o Benfica ainda é mais beneficiado. Se considerarmos anti-jogo ou anti-farplay pedir cartão para o adversário, o Benfica usa e abusa desse estratagema . Desde que começa o jogo, a equipa de Carnide, inicia um espectáculo de se atirarem pra piscina a reclamar faltas e cartões que mete inveja aos jogos Sul americanos, e por isso quando jogam na Europa reclamam eheh. Em Portugal contam com a conivência dos árbitros para tolerarem faltas em cima de faltas e em sentido contrario, teatro e mais teatro, sem nunca serem penalizados.. O top é o Maxi que dá pau do principio ao fim e ainda consegue sacar amarelos aos adversários. Mas suspeito até que a intensidade com que reclamam amarelos para o adversário não é inocente, e é impulsionada pelo Jesus e treinada e afinada durante a semana. O Barcelona faz o mesmo, e é um sistema que funciona bem em Portugal. Basta ver as vezes que o Benfica acaba partidas a jogar 11 contra 11, È que dá muito jeito (e é bem mais fácil) jogar contra 10 ou 9, mesmo que para expulsar jogadores da equipa contraria se tenha de fazer teatro ou esbracejar com o arbitro . Técnicas......

      Eliminar
    4. Cush, é curioso que quando escrevi um post sobre os amarelos a Nani, houve benfiquistas a dizer-me que Sálvio já viu 3 amarelos por protestos. Decidam-se, por favor. :)

      Eliminar
    5. "desde que começa o jogo, a equipa de Carnide, inicia um espectáculo de se atirarem pra piscina a reclamar faltas e cartões que mete inveja aos jogos Sul americanos, e por isso quando jogam na Europa reclamam eheh."

      Sinceramente...o clássico dos lugares comuns: "carnide", "mauzões", "piscinas", nem faltou o Maxi).

      Relativamente ao tema em causa, e como disse anteriormente é importante separar os cartões por faltas daqueles que são mostrados por mau comportamento.
      É como usar o rácio entre o número de penalties e o número de ataques. Certamente se descobrirão algumas potenciais "incongruências", mas será que isso per si indica beneficio?
      O SCP de 99/2000 com as célebres quase duas dezenas de penalties foi "ajudado" na conquista do título? Por vezes as discussões merecem uma análise um pouco mais detalhada, como me parece ser o caso (separando por exemplo a natureza dos cartões).

      P.S: A parte de que o SLB treina reclamações durante a semana devia ir directamente para o hall of fame aqui do blog!
      Há com cada teoria...Muito bom :)

      sic transit gloria mundi
      Saudações,

      Eliminar
    6. Estou a lembrar-me de, no mesmo jogo, o Slimani ter visto amarelo por pedir cartão e o César Peixoto, alguns minutos antes ter feito o mesmo e nada aconteceu. Qual é a explicação?

      Eliminar
    7. O que se pode dizer é que até à 6 Jornada o Benfica já cavou 17 amarelos e 3 vermelhos, o que indicia que em 50% dos jogos jogados terminou contra 10 em vez de 11. "Ah e tal ... às vezes é mais difícil jogar contra 10" no caso do Benfica jogaram contra 10, e com um pouco mais de empenho acabavam contra 9 tal o numero de jogadores amarelados na equipa adversaria....mas isto na verdade não prova nada, são apenas dados para analise....mas que dá um jeito do caraças, ninguém duvide.
      PS Sobre o "treino" de pressionar o arbitro...não é uma ideia assim tão parva, O Barcelona fá lo...e têm dado bons resultados Se calhar o Nani precisa de uma formação :-)

      Eliminar
    8. Caro anónimo das 12:03 (e que eu julgo ser o das 10:36).
      Usando essa lógica, a meu ver, algo simplista e rudimentar diga-se que o SCP em 99/2000 teve um número anormal de penalties a favor (17?)

      Usando então palavras suas (e só suas): "....isto na verdade não prova nada, são apenas dados para analise....mas que dá um jeito do caraças, ninguém duvide"

      Ou isto das análises simplistas só vale para os "de carnide"?!

      sic transit gloria mundi
      Saudações,

      Eliminar
    9. * (e que eu julgo ser o das 10:00), como é evidente.

      sic transit gloria mundi

      Eliminar
  5. Convém ler os valores com alguma objectividade. Vou partir do princípio que estes dados estão correctos.

    Já que estamos a comparar Benfica, Porto e Sporting, facilmente se verifica que o Benfica e o Porto têm uma relação semelhante entre a média de faltas por cartão dos seus jogadores em relação à média de faltas por cartão dos seus jogos (contando com todos os jogadores das 2 equipas em campo). O Benfica e o Porto estão entre 10 a 15% melhores que as médias dos seus jogos. Isto parece normal, uma vez que estas equipas jogam mais próximo das áreas das equipas adversárias, o que propicia um grande número de faltas perigosas. O Sporting está aproximadamente na média dos seus jogos. Mas não nos podemos esquecer que nestes 7 jogos em análise o Sporting já jogou contra 2 equipas melhores (o Benfica e o Porto), portanto é natural que não esteja tão bem como Benfica e Porto, que ainda não jogaram contra uma equipa melhor. Olhando para a classificação geral à sétima jornada, o Sporting deve comparar-se com o Guimarães e o Marítimo, O Marítimo está parecido ao Sporting mas o Guimarães está cerca de 30% melhor que a média dos seus jogos. Portanto, se houver algo de anormal nos valores apresentados, então o Guimarães é o clube que deve ser visado.

    Há um outro dado interessante: o total de faltas dos jogos do Porto e Sporting é de 198 ou 201 e o total de faltas dos jogos do Benfica é de 234. Isto significa que há nitidamente mais faltas nos jogos do Benfica do que nos jogos do Sporting ou do Porto. Haver mais faltas significa haver mais paragens e mais dificuldade da equipa mais forte vencer os jogos.

    Portanto há muitas leituras que se podem fazer com os mesmos dados.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, é verdade que o Sporting já jogou com Benfica e Porto. Mas curiosamente o Sporting só viu 3 cartões contra o Benfica (tal como contra o Gil Vicente), e viu 4 contra Belenenses, Porto e Penafiel. Portanto não é por aí.

      Eliminar
    2. Caro MdC, eu pensei nisso, mas nada nos garante que se o Sporting não tivesse esses 2 jogos não teria uma relação muito mais positiva. Eu estou absolutamente convencido que teria ao mesmo nível do Benfica e do Porto. E francamente não vejo um escândalo que o Porto e o Benfica estejam 10-15% melhor que a média, que o Sporting esteja na média e que o Guimarães esteja 30% acima da média. E estes são os dados concretos.

      Eliminar
    3. É verdade, não sabemos qual será o efeito. Isso é uma resposta que teremos no final da primeira volta. Mas em todos estes números o que me incomoda mais (e que mais estranho) é a facilidade com que os jogadores do Sporting vêm cartões. Um abraço.

      Eliminar
    4. Essa "facilidade com que os jogadores do Sporting vêm cartões" pode justificar-se por alguma imaturidade dos jogadores. Esse aspecto também se treina.

      Pode haver outros aspectos que nos escapam. Por exemplo, eu não costumava ver o Nani a reclamar com os árbitros quando jogava no MU ou na selecção. Porque razão reclamou tanto nos primeiros jogos do Sporting? Será que o facto de os dirigentes do Sporting e os sportinguistas em geral estarem sempre a passar a ideia de que são prejudicados pelos árbitros não influencia o comportamento dos jogadores perante os senhores do apito?

      Apesar de tudo, os dados dos quadros não me parecem escandalosos. E fico mesmo surpreendido quando vejo o Guimarães mais "beneficiado" em comparação com os 3 grandes.

      Eliminar
    5. Imaturidade também teve o Samaris, mas isso não lhe valeu direito a ver 2 amarelos. :)

      Eliminar
    6. Isto enquadra-se na teoria de que os árbitros só perdoam cartões amarelos aos outros clubes, nunca ao Sporting. Ou falamos de grandes números ou falamos de exemplos.

      Se falarmos de grandes números, mesmo com um apanhado feito por um sportinguista, não vejo razão de queixa do Sporting. Algumas pequenas diferenças são facilmente justificáveis pelo facto de o Sporting já ter jogado com 2 equipas melhores. E se entender alguma coisa de teoria de probabilidades sabe que não pode olhar individualmente para esses jogos e dizer que ali até nem recebeu cartões. Se quizer olhar para esses jogos, então tem que aplicar os fundamentos da probabilidade condicionada. Teria então que calcular a probabilidade de ter cartões nos outros 5 jogos condicionado ao facto de naqueles jogos ter tido x cartões. Se x for abaixo da média, então aumenta a probabilidade de ter cartões nos restantes 5 jogos. Portanto, qualquer que seja a abordagem, não pode descartar o facto de ter tido 2 jogos com equipas melhores. Se estudou essas matérias terá que concordar comigo ou então pode ser acusado de demagógico, como muitos políticos que gostam de distorcer as estatísticas. Basta olhar para o caso do Guimarães: acredita que o Guimarães controla a arbitragem por neste momento estar bem mais beneficiado pelos números do que Benfica, Porto e Sporting?

      Eliminar
    7. Imaturidade é uma expressão excelente para um jogador de 27 anos. ...

      Querem outro bom exemplo de tratamento diferenciado?

      Durante a mesma época e sem alteração de regras pelo meio, 3 jogadores cospem no adversário. Saiem os castigos através das imagens televisivas.

      Um leva 2 jogos, outro leva 1 jogo e outro leva zero jogos.

      De que clubes eram estes jogadores?

      PS. Não aguento a curiosidade para ler as "justificações"

      Eliminar
    8. Todos os clubes têm exemplos em que são prejudicados em situações simillares com outros clubes.

      O que está em causa neste post é a análise estatística de dados concretos apresentados pelo MdC. Grandes números.

      Eliminar
    9. Só mais uma coisa: eu não chamei imaturo ao Nani. Disse que poderia haver imaturidade e outros aspectos. O Nani foi introduzido nos outros aspectos. A bem do rigor, convém fazer este esclarecimento.

      Eliminar
  6. Julgo que a análise efectuada é um bom ponto de partida para a discussão. Mas carece, a meu ver, de uma separação entre os cartões recebidos por faltas dos cartões mostrados por discussões e "palavras" aos árbitros sob pena de nada daquilo permitir conclusões.

    Há 2/3 lances em que todos nos lembraremos que 1 jogador deveria ter visto um cartão. Mas a verdade é que a relação faltas/cartão é um indicador algo fraco. Há equipas mais maduras, capazes de fazer várias faltas "inteligentes" que não são per si merecedoras de cartões. E há outras, em que o rácio de faltas duras é muito maior.
    É dificil concluir algo com dados deste tipo, embora sejam um ponto de partida interessante.

    Saudações,
    Sic transit gloria mundi

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Stgm, os fatores que indicou podem de facto ser levadas em consideração. Infelizmente quem vê os jogos do Sporting sabe que não tem havido qualquer tolerância para as faltas cometidas pelos nossos jogadores. Por exemplo, os dois amarelos que William viu contra a Académica aceitam-se, mas as duas faltas que as provocaram ficaram a milhas do que Samaris fez contra o Moreirense. É esta disparidade de tolerância que quero assinalar com esta análise.

      Admito que 7 jogos possam não ser inteiramente conclusivos, mas é uma questão de aguardarmos pela evolução dos números à medida que o campeonato for avançando.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Depois da separação de cartões por faltas e 'palavras' chegarão à conclusão que há formas diferentes de dizer as coisas e jogadores mais educados que outros e o melhor é separar os cartões por 'palavras', pelo grau de exuberância gestual ou pela categoria profissional atribuída mãezinha do arbitro. Tudo vale para desconversar e desviar do obvio. Ou algum arbitro se atreveu a empurrar ostensivamente jogadores do Benfica e do Porto e ainda lhes dar um amarelo que vale a expulsão?

      Eliminar
    3. Caro Mészaros, o que é o "óbvio" que tenha resultado da leitura daqueles dados?
      Jogaram-se 7 jogos e não há ali uma discrepância que, face à média, possa ser estatisticamente considerada completamente fora do normal (um outlier).

      Desculpe, mas óbvia é a visão demasiado definitiva que está a dar a estes dados.

      Saudações,
      Sic transit gloria mundi

      Eliminar
  7. "Em contrapartida, têm sido várias as situações em que jogadores do Benfica têm escapado à punição disciplinar por um conjunto de faltas que seriam óbvias para cartão."

    E pior que isso. Muitas das punições disciplinares a que os jogadores do slb escapam correspondem ao 2º amarelo ou a vermelho directo (Enzo tem sido exemplar nessa situação - como aliás, já tinha sido na época anterior). Além de reduzir a sua equipa a 10, não poderia estar no próximo jogo.

    "(Assim) ninguém para o Benfica! (Assim) ninguém para o Benfica! (Assim) ninguém para o Benfica! allez ôôô..."

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sem dúvida, Cantinho. O Sporting teve duas expulsões até ao momento. A de William custou-nos dois pontos. A de Jefferson foi em cima dos 90 minutos, portanto não se pode dizer que tenha tido influência - mas o Sporting empatou.

      A expulsão perdoada a Enzo contra o Moreirense foi numa altura em que perdiam por 1-0. Muito provavelmente valeu-lhes 3 pontos. O 2º amarelo perdoado a Enzo contra o Estoril foi numa altura em que o Benfica ganhava por 2-1. Também poderia ter custado pontos.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Mestre,

      O Enzo ao ser expulso contra o Moreirense não deveria ter estado no jogo com o Estoril. Jogo esse, como bem diz, onde também deveria ter sido expulso mas, para "compensar" arrancou (com uma simulação) a expulsão a um jogador do Estoril quando o jogo estava 2-2.

      E o JJ diz-se surpreendido com a vantagem que tem, neste momento, para os adversários. Mas somos todos totós?

      Eliminar
    3. Mestre, não me parece lógico que o SCP tenha perdido 2 pontos em Coimbra e isso seja atribuivel à expulsão do William. É óbvio que é importante.
      Mas ainda no tempo do Domingos o SCP foi à Luz, jogou uns 35 minutos com mais um e nem por isso deixou de perder o jogo.

      Como aliás, em Coimbra, o SCP esteve a 2'' de o vencer.

      Eliminar
    4. Caro anónimo, eu diria antes que a expulsão do William certamente que não ajudou o Sporting a segurar o jogo ou até a matá-lo. O Sporting poderia ter saído vencedor mesmo com 10, é certo, mas as probabilidades de conseguir os 3 pontos seriam sempre superiores com 11. Um abraço.

      Eliminar
  8. Nas faltas sofridas: "Entre os 3 grandes há um certo equilíbrio" - 1,5 pontos de diferença entre porto e Benfica.

    Nas faltas cometidas: "várias as situações em que jogadores do Benfica têm escapado à punição disciplinar" - 1,8 de diferença. Aqui del Rey!!

    "O Benfica tem mais 12% de faltas cometidas que o Sporting, mas o Sporting já viu mais 50% de cartões do que o Benfica. Dá que pensar." - Pois dá, dá que pensar, dá que pensar que 12% é 1 falta em 10, estatisticamente não é significativo. Porque estamos a fazer uma análise objectiva, certo?


    "jogadores do Benfica têm escapado à punição disciplinar por um conjunto de faltas que seriam óbvias para cartão." - Ah bom, agora passamos à análise subjectiva! É conforme dá jeito, aqui o autor atira a objectividade pela janela e, qual árbitro internacional de jornalete, afirma com toda a segurança que as faltas do Benfica, essas sim, são indiscutivelmente para cartão! Porque, decerto, ele foi analisar as cento e tal faltas cometidas pelo Campeão Nacional (e taças. Todas.) e deu a sua sentença. Ponto final!

    Já as faltas dos outros, coitadinhos, eram só festinhas. Objectivo, subjectivo, é tipo as marés, deve depender da lua.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Típico dos trampiões distorcer os factos com argumentos falaciosos... diz que 1 falta em 10 não é significativo mas omite o essencial que é a disparidade entre as faltas e os cartões. Porque não diz antes que 5 em 10 é (muito) significativo??

      Eliminar
    2. Adorei o seu comentário Benfiquista Tripeiro! Curioso que afinal os seus argumentos é que são falaciosos, os oráculos da verdade desportiva, com critérios científicos e super rigorosos....já como gostam tanto do Benfica, podiam ver os jogos todos e os 90 minutos, não os resumos , talvez alguma credibilidade teria, a tal objectividade Verde.

      Eliminar
    3. Benfiquista tripeiro, o conjunto de faltas que deveriam ter sido punidas com cartão são objetivas. Não há qualquer subjetividade que limpe esse facto.

      Eliminar
    4. Mestre de Cerimónias, tens tantas ou mais do teu lado que também não foram assinaladas. É isso que estou a tentar dizer.

      Eliminar
  9. Seguindo a linha de raciocínio, o Benfica já devia ter o Samaris e O Enzo Perez expulsos, por vermelho directo ou acumulação de amarelos...curioso..curioso, é que o critério já não é igual para a pisadela do Adrien sobre o Ruben Neves ...e usado palavras anteriores do mestre....".O enzo podia ter evitado o contacto da sola da bota no peito do jogador do moreirense,",,,mesmo com relvado molhado e em pleno carinho jogando primeiro a bola, devia ter evitado, já o Adrien, numa posição normal do corpo, não pode evitar pisar a a bota do Ruben Neves (certamente confundiu com a bola), tal como o Sulimani não consegui evitar, colocar as mãos no pescoço do indi....!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Anónimo,

      De facto no Sporting vs Porto, esse lance do Adrien e Ruben é mesmo o expoente máximo de uma má decisão arbitral, no capítulo disciplinar.

      https://www.facebook.com/video.php?v=645325662247949

      Já agora, quem é que é o "Sulimani"? Não estou a ver..
      A não ser aquele sérvio do slb que veio, na época passada, a custo zero mas que afinal custou, pelo menos (o que está declarado), 2,25M e que após uma dúzia de jogos parece que já está de partida.

      http://foradejogo08.blogspot.pt/2014/10/mais-um-servio-que-pode-estar-deixar-o.html

      Mas ele colocou as mãos no pescoço do Indi? Onde é que isso foi? Visto que o "Sulimani" não joga... Pode ter sido num Centro Comercial, durante uma folga? Claro que não. Esses espaços comerciais não estão reservados a agressões entre jogadores do slb e porto. É mais entre sócios do Benfica... Esquizofrénico, não é?

      http://www.dn.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1949441

      Mas olhe, é bem possível que o "Sulimani" tenha aprendido a apertar pescoços no estádio da sua equipa. Pois por lá, isso é prática comum (e sem castigo) e em jogos que envolvem o porto.

      http://www.youtube.com/watch?v=kgSZj8UdEqk

      Eliminar
    2. Caro anónimo, já tive oportunidade de explicar na altura por que motivo considerei-as apenas faltas para amarelo. Slimani empurra, não agarra o pescoço, Adrien entra com a sola para baixo sobre o pé do adversário. Enzo entra de pitons em riste contra o peito de um adversário. Se não consegue perceber a diferença...

      Eliminar
    3. Cantinho, só mesmo cá em Portugal para não se interditar um estádio em que um adepto em pleno jogo faz aquilo a um fiscal-de-linha. Extraordinário...

      Eliminar
    4. É o mesmo país onde adeptos de um clube incendeiam o estádio do rival e a coisa passa em claro. Qual o acto mais grave? Acho que nem é preciso responder.

      Eliminar
    5. "Qual o acto mais grave? Acho que nem é preciso responder."

      Pois não, não precisa (só o ia envergonhar).

      http://www.youtube.com/watch?v=yjgF04eNfKY

      Eliminar
    6. Cantinho do Morais, é óbvio que essa situação foi gravíssima, a mais grave (pelo menos que me lembre) do futebol nacional.

      Dito isto, a situação do incêndio não deixa de ser muito grave, passível de multa pesada ao clube e interdição do vosso estádio, bem como pagar as obras. Mas admitires isto já ia muito além das tuas capacidades, só vês para um lado. Eu, felizmente, não tenho esse problema.

      Eliminar
    7. E já agora, vergonha de quê? Do que um energúmeno fez, só porque é do mesmo clube do que eu? Só me faltava!

      Eliminar
  10. MdC

    Não se canse tanto...mostre clips onde estão as jogadas polémicas em que entrou o Fifica para se perceber que a APAF são um antro de "ladrões",ora inclinam para o clube da fruta ou para os atrasadinhos ,a APAF é um antro de marginais pagos a peso de ouro.

    Pergunta-me hoje um "atrasadinho" do Fifica em jeito de chico esperto,quem é o árbitro do Porto -Sporting,eu respondi-lhe logo quem foi o árbitro da época passada do Fifica-Sporting ?.Assim se vê o sistema da verdade desportiva !...

    Só não entendo porque é que se defende a profissionalização dos marginais da APAF como forma de melhorar o seu desempenho.Eles neste momento são muito bem pagos, em relação ao resto da sociedade nem se compara,e a partir do momento que os erros são premeditdos não há profissionalização possivel.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois King Lion, a profissionalização infelizmente não resolverá nada. É um passo importante, acredito, mas com o jogo de interesses que existe acaba por ser inútil. Um abraço.

      Eliminar
  11. Haverá alguém mais hipócrita que os lampiões a discutir de arbitragens...já lá fora são encavados de todas as maneiras e feitios.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. E mesmo assim nos últimos 4 anos temos:
      -1x 1/4-final liga dos campeões
      -1x Meia-final liga europa
      -2x finais liga europa

      :)

      Eliminar
    2. ou seja N A D A ....

      Eliminar
  12. Haverá alguém mais hipócrita e invejoso, que para falar dos adversários recorre sempre ao insulto!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Patologicamente falando quem é um verdadeiro exemplo em termos de etiqueta no futebol são os adeptos do Vitória !..grande lolada

      Eliminar
  13. Hipócrita e invejoso ?,respondo assim antes que chorão do que ladrão.

    ResponderEliminar
  14. As verdades doiem um bocado,certo ?.Este é um blog de sportinguistas,gosto de discutir futebol com pessoas de outros clubes,agora não me falem de arbitragens, nem da comunicação social nacional !...mas também é natural que os lampiões estejam mal habituados mas não procurem aki ou pelo menos comigo vassalagem,de mim só veem um dedo em riste ...entendido ou é preciso fazer um desenho ?.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Prefiro ser um anónimo com educação, do que um King Lion sem educação, Curioso que eu nem lhe disse o meu Clube, deve ser alguma patologia sua, o melhor é tomar umas doses de boa etiqueta!

      Miguel Silva
      Adepto do Guimarães.

      Eliminar
  15. Não me surpreende absolutamente nada, é muito fácil de explicar.

    O Sporting joga com uma defesa demasiado alta para a qualidade e experiência dos seus executantes, deixando muito espaço nas contas, é natural que os jogadores tem que recorrer à falta em zonas propicias à mostragem do amarelo.

    Para além disso só o Nani já tem 4 cartões amarelos, e senão estou em erro 3 deles por protestos. Marco Silva tem que tomar atenção a isto rapidamente.


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tem calma, Obama, isso não convém dizer! O que convém é olhar para os números e distorcê-los para nos dar razão!

      Olha o nani a protestar, coitadinho do menino, é um injustiçado! O facto dos centrais do sporting nem no Salgueiros terem lugar também não conta para nada, conta só a forma como podemos torcer os números à nossa vontade! Sufocamentos e calcadelas (como já foi referido acima por outro comentador) também não contam, só conta a falta do Enzo, esse caceteiro!

      Eliminar
    2. De qualquer modo há um jogador do Benfica, que é constantemente protegido pela arbitragem, o Maxi claro.

      Os números do Benfica em termos de cartão tem uma explicação mais lógica a meu entender, até agora o Benfica teve um calendário extremamente fácil, tirando os jogos com o Sporting em casa e o Estoril fora, jogou com os 2 promovidos deste ano e com equipas que lutam pela manutenção.

      Portanto não era de esperar nada muito diferente a isto.

      Eliminar
    3. Maxi... e Enzo... e Samaris...

      Barack, em relação ao facto de o Sporting jogar com uma defesa demasiado alta, não me parece que seja por aí. Claro que há amarelos justificados, mas a maior parte dos cartões mostrados ao Sporting não foram provocados pelo facto de termos uma defesa que joga mais subida.

      Eliminar
    4. Benfiquista Tripeiro, antes de mandares pedras protege os telhados !!! è que pra falar de centrais.....o Benfica nas competições europeias, ou seja nas competições a doer e onde os árbitros são menos "influenciados" e a qualidade do adversario é maior, os teus centrais de topo, aqueles muitos bons onde a vossa nova contratação ,,um tal de Cesar ainda não tem lugar...já encavaram quantas bonbocas ? 5 ? e podiam ter sido umas 10 !!!!! e com jogadores de craveira munidial como Luisão...e ...e.....e....Enfim, deixa lá os nossos gatos crescerem e as tuas galinhas ganharem penas, Temos de dar tempo ao tempo.
      Saudações

      Eliminar
    5. Eu não disse que os nossos eram de classe mundial. O Luisão é, o Garay também, o Jardel nem por sombras, o César é para o lugar do Luisão, mas pouco vi dele. O Lisandro parece jeitoso, mas vi poucos jogos dele. Isto não invalida a minha opinião acerca dos vossos.

      Eliminar
    6. Quantos cartões tem o Gaitan, por protestar?

      Eliminar
  16. Para a semana sugiro um tema para o MDC, fazer uma análise sobre a qualidade de passe,remate e recepção dos jogadores da Liga...atenção se alguns jogadores do Benfica estiverem nesse lote, existe uma forte probabilidade de jogarem com botas adulteradas!

    Alexandre

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se calhar devidamente acompanhados por jogadores do Sporting e Porto, Alexandre - ao contrário do que acontece nestes números. :)

      Eliminar
  17. há tantas variáveis a ter em conta... que esta análise nunca pode fazer sentido....
    uma equipa pode fazer 30 faltas e n levar nenhum amarelo... e outra ter 20 e levar 3 ou 4 amarelos... basta que sejam os mesmos jogadores a fazer as ditas faltas.... depois há que ter em conta o tipo de falta.... a zona do terreno em que a falta é cometida.... o nível de perigo da jogada que a falta interrompe... enfim...a isto chama-se manipulação de numeros para conveniencia propria....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Comecei o texto precisamente por aí. Não faz sentido analisar jogo a jogo, mas 7 jogos já é uma amostra mais interessante.

      Eliminar
  18. também há quem conduza 30 anos sem ter um acidente, e há quem tenha 3 acidentes por ano!! pela tua análise, quem não tem acidentes deve ser porque anda a ser benifciado por alguem :D

    ResponderEliminar
  19. Mestre excelente artigo que vai de encontro à opinião que já tinha mas agora baseada em factos. Será que a sua prodigiosa base de dados lhe permite apresentar uma estatística semelhante para a época anterior e anteriores? Seria interessante...

    Z

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado Z. A minha base de dados é lamber jornais e anotar as faltas cometidas e sofridas por cada equipa em todos os jogos. Ainda foram umas boas horas para agregar toda esta informação (de apenas 7 jornadas). :)

      Mas também me parece um exercício interessante ver na época passada. Se tiver tempo para isso (e encontrar fontes na internet com as faltas cometidas e sofridas durante todo o ano) talvez o faça.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Parabéns pelo "Serviço Público" prestado Mestre!

      É inacreditável ver as reações dos meus amigos lampiões a esta pequena amostra :)

      Z

      Eliminar
  20. Quantos cartões tem o Gaitan, por protestar? Quantos cartões já levou o Gaitan, por pedir cartões, para os adversários? Tenham vergonha.

    ResponderEliminar