quarta-feira, 1 de outubro de 2014

A hora de Paulo Oliveira

                                                                                                                                      
Depois de uma sequência de jogos muito complicada que nos levou a defrontar, no espaço de um mês, Benfica, Maribor, Porto e Chelsea, creio que está na altura de Marco Silva procurar novas soluções para o eixo da defesa.

As opiniões dos sportinguistas até se podem dividir sobre se será Maurício ou Sarr a principal fonte de intranquilidade, mas certamente que todos estaremos de acordo que alguma coisa terá que ser feita. Contra equipas fortes ou fracas, já são demasiadas os erros que cometemos, e é insustentável que uma equipa que quer lutar pelo título mantenha este nível de insegurança defensiva.

Na minha opinião, Maurício foi o que começou pior a época, mas tem estado a subir de rendimento nos últimos jogos. Está muito longe de ser um jogador exemplar ao nível do posicionamento e tem visíveis dificuldades em lançamentos feitos para as suas costas, mas é um jogador batalhador, forte quando tem o adversário e bola à sua frente, e já provou ao longo da época passada que pode ser um jogador muito útil.

Sarr pareceu dar algumas boas indicações iniciais (admito que gostei do que vi nos primeiros jogos), mas tem estado cada vez mais nervoso de jogo para jogo. Infelizmente, o facto de ser muito forte nas bolas paradas defensivas não compensa as falhas de posicionamento, os lapsos de concentração e as hesitações que o levam a perder bolas de forma infantil.

Não digo que não possa vir a ser um central de qualidade no futuro - não me parece que seja um tosco, parece ter uma capacidade de passe interessante, e tem atributos físicos muito superiores à média - mas simplesmente neste momento não está pronto para ser titular de uma equipa como o Sporting.

Paulo Oliveira, por infelicidade de Maurício, foi ontem lançado a frio num jogo em que teve que se opôr a jogadores de classe mundial. Saiu-se muito bem, na minha opinião: entrou concentrado, resolveu alguns lances difíceis sem complicar e pareceu confortável com a bola nos pés - o que pode ser particularmente útil contra equipas mais fechadas. 

No caso do Xerife estar fisicamente apto para o jogo de Penafiel, penso que Marco Silva deveria aproveitar o ciclo de jogos que se segue (Penafiel, Taça, Schalke, Marítimo) para apostar na dupla Maurício - Oliveira.

36 comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  2. MdC,

    Concordo em absoluto que é necessário dar um tempo de descanso ao Sarr e a nós adeptos. O Sarr até pode vir a ser uma estrela, mas para já as suas prestações são mediocres.
    O Mauricío se só se tiver que preocupar com ele próprio (como no ano passado) não é nenhuma estrela, mas não compromete. Por vezes esquecemo-nos que comparativamente com o ano passado o Mauricío:

    - encostou aquele que todos agora classificam como uma grande estrela (porque já não é nosso) - o Dier;
    - a defesa tinha proteção do William que este ano está irreconhecível e em nada contribui para a tranquilidade atrás.

    SL
    António

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. António, o Maurício fez de facto uma boa temporada com Leonardo Jardim. É verdade que tinha Rojo ao lado e que jogávamos com a defesa menos subida, mas demonstrou que pode ser solução se tiver ao lado alguém mais estável. Um abraço.

      Eliminar
    2. Além disso, William Carvalho nesta temporada tem funções muito mais abrangentes que na época passada, o que por agora é complicado de apreender e ajuda a explicar em parte o seu menor rendimento, para além de precisar de tempo para voltar a ser o mesmo depois de não ter-se transferido para o estrangeiro, não o podemos censurar por isso.

      A aposta em Paulo Oliveira juntamente com Maurício, vai obrigar o jovem português a aprender a desempenhar uma posição à qual não está habituado, pois tenho a ideia que jogou sempre do lado direito. Mas isso são coisas que se treinam também.

      Eliminar
  3. Concordo.

    O futebol é o momento. E ontem o Paulo Oliveira teve o dele. O bom senso mandará manter Maurício, pelo seu tempo de clube. Cá por mim, mantinha o Sarr. Acho que o Sarr tem um grande potencial mas que o mesmo só se revelará com outro tipo de central ao seu lado. A minha aposta para dupla do futuro era Rabia - Sarr. Depois da boa resposta do Paulo Oliveira, tenho de o incluir nas minhas contas. É bom ver que, em face das dificuldades dos nossos centrais, outros estão a aproveitar para tentar ganhar o lugar. As boas notícias é que Paulo Oliveira disse presente e Rabia já treina com bola.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sá, eu prefiro manter o Maurício porque é alguém que parece conhecer melhor as suas limitações.

      Sarr está tremendamente inseguro, notou-se nas hesitações nos lances mais triviais (seja ao deixar bater uma bola no chão quando podia ter aliviado imediatamente, seja ao fazer um carrinho junto à linha lateral e acabar por deixar a bola fugir para um adversário). Quando vejo Sarr perto da bola fico imediatamente intranquilo (com exceção das bolas paradas defensivas - aí tem estado muito bem). Posso estar a ser injusto para com o francês, mas neste momento não sinto qualquer confiança nele...

      Um abraço.

      Eliminar
  4. boas
    sinceramente não entendo. temos sofrido 1 golito de quando em vez e revestidos por mais azar do que incompetência. O Paulo tem 1,87. O Maurício 1,85. Vêm aí os "anões" alemães. Mesmo as equipas da nossa 1ª liga já têm rapaziada com mais de 1,90 no ataque, já não falando na defesa. Não não quero ver o gigantone do luisão a marcar sem ser preciso saltar...deixem o sarr crescer ainda mais para lá do seu 1.97

    saudações leoninas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro anónimo, não temos sofrido muitos golos, mas só por sorte e Rui Patrício é que não sofremos mais. A altura é uma coisa boa quando a bola vem pelo ar, mas quando vem pelo chão pode não dar tanto jeito - e tem sido aí a nossa principal lacuna. Só jogadores isolados na cara de Patrício tivemos: Deyverson (Belenenses), Jackson (Porto), e ontem nem vale a pena falar. Mas o pior nem tem sido isso, é mesmo a intranquilidade que as hesitações dele têm gerado.

      Sim, Sarr é um projeto em curso, mas para jogar na nossa equipa principal não pode estar tão verdinho. Primeiro tem que crescer (ou nos treinos, ou na B, ou emprestado).

      Um abraço.

      Eliminar
    2. MdC
      Importa referir que este ano, com Marco Silva, mas tambem devido a jogadores com as caracteristicas de Nani ou João Mario estamos a praticar um futebol mais ofensivo (viu-se isso também ontem com o Chelsea).
      Este balanceamento provoca muito mais exposição ao contra golpe e seria de esperar mais golos sofridos.
      A verdade é que temos sofrido apenas 1 golo por jogo e o nosso maior problema tem sido, isso sim, a falta de capacidade sinalizadora.

      A defesa treme?
      Também teria tremido ontem com Rojo ou Dier a titulares.
      São jogos como este que trazem experiência aos nossos jovens.
      Não ajuda nada ouvir e ver as nossas bancadas passarem aos nossos centrais o nervosismo ou desagrado com as suas exibições. São aqueles que temos e não são perfeitos, mas tem cumprido minimamente.
      E concordo com o anónimo, a nossa solidez defensiva aérea é muito superior este ano, mesmo tendo sofrido aquele golo ontem.
      A saída de Saar fragilizará esta capacidade evidenciada pela dupla central ontem é em jogos anteriores.
      SL

      Eliminar
    3. Lembrem-se sff da dupla Onyewu e Xandão, que apesar dos muitos metros, era do mais miserável que há. Ter altura é uma percentagem ínfima do que se pede a um central. No caso do Sporting, em que 95% dos jogos na Liga as equipas entregam a bola não nos serve de nada uma "torre" para 4 ou 5 cantos, quando a verdade é que o central acaba por ter a bola nos pés 20 vezes por jogo. Basta ver como os adversários deixam o Sarr à vontade para ser ele a ter bola... Não é à toa que os melhores centrais do mundo nunca se evidenciaram por serem altos.

      Eliminar
    4. O Onyewu fez dupla com o Polga, não com o Xandão. E foi o melhor central que passou pelo Sporting, em jogo aéreo. Valia 6/7 golos por época. No futebol atual (e até no nosso campeonato) um dos centrais tem de ser uma torre. É obrigatório.

      Eliminar
  5. ...deixem o sarr crescer para lá do seu 1.97, jogando !!!!

    ResponderEliminar
  6. e de caminho também se podia dar uma oportunidade ao Rossel e ao Tanaka.....se não os puserem a jogar também nunca serão alternativas. Jonatham Silva é um exemplo!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ontem Montero entrou muito bem. E acho que Slimani precisa de passar pelo banco. Trabalha muito dentro de campo, mas tem estado mal na finalização. Um abraço.

      Eliminar
  7. Ontem fiquei orgulhoso com o meu Sporting pois contra um adversário de grande qualidade teve uma postura corajosa que aliada a jogadas de grande valor técnico deixou-nos a todos satisfeitos.

    Contudo o Sporting está com um problema defensivo não só devido à falta de cobertura do meio campo como também devido à falta de sintonia entre os defesas no momento dos foras de jogo.É preciso reflectir sobre a razão das oportunidades flagrantes do Chelsea.

    Adrien e William ainda não estão ao nível que esperamos deles.Lentidão de processos,passes arriscados,má definição dos lances e lá aparecia o Chelsea no ataque a causar grande perigo ao Patrício.

    Por fim a arbitragem.Prejudicou o Sporting em dois lances,um foi evidente pois foi à sua frente,Felipe Luís empurra claramente Nani.Se ele não viu esse lance afinal o que é que ele entende das regras da arbitragem?;outro lance foi sobre o Carrilo e era penálty por derrube embora por vezes os jogadores estejam à espera do defesa para cairem,neste caso vê-se que ele é levado à frente pelo defesa do Chelsea.

    Aliás se fosse o Vasquinho o Enzo deixava o pézinho e lá estava um penálty para o Fifica mesmo que não lhe tocasse !...


    ResponderEliminar
    Respostas
    1. King Lion, na minha opinião até foi Maurício o que esteve pior ao não alinhar com os restantes defesas para colocar os adversários em fora-de-jogo. É um aspeto a melhorar urgentemente.

      A arbitragem foi péssima. Não só nesses lances, mas também na dualidade na amostragem de amarelos.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Concordo MdC mas esses lances que referi são lances que podem definir um jogo.

      Abraço

      Eliminar
    3. Vejam o lance do golo. O Adrien é abalroado em frente ao árbitro que manda jogar. No momento a seguir há uma falta tão óbvia como a anterior mas aí o homem nem hesita. E Chelsea marca.

      Eliminar
  8. Para mim foi, de longe, o melhor que nos aconteceu ontem!!! :D

    ResponderEliminar
  9. Tirar o Sarr? E quem é que ia lá acima cortar bolas no 1º andar? Na Champions então...havia de ser bonito! Não sei se repararam, mas o único jogador com menos de 1,80 no chelsea era o hazard. No campeonato, começávamos logo a sofrer 1 golo por jogo, em lances de bola parada.
    A nossa equipa não é muito atlética e jogadores como o Sarr no nosso campeonato valem muitos pontos.
    O Oliveira sai bem a jogar, mas apenas no lado direito, nunca do lado esquerdo. Logo quem tem sair é o Mauricio.
    Miguel

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Miguel, o Sarr pode valer pontos nesse departamento, mas nos restantes está a oferecê-los. Na minha opinião precisa de aprender alguns fundamentos antes de ser uma mais-valia efetiva. Um abraço.

      Eliminar
  10. O Paulo Oliveira tem de ser titular nos próximos jogos. Se Mauricio estiver recuperado, eu jogava com Paulo Oliveira e Mauricio. O Sarr até agora não mostrou nada para ser titular. Porque se é para crescer a jogar, crescer errando aqui e ali, já havia o Tobias.

    O que é que interessa a altura, se não tem noções básicas de posicionamento?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Discordo. O posicionamento aprende-se com treino. Já a capacidade no jogo aéreo ou se tem ou não. O Sarr já mostrou que tem pé esquerdo para sair a jogar (desde que jogue simples) e mostrou que é intransponível pelo ar.
      Miguel

      Eliminar
    2. Desculpe Miguel, mas o Sarr tem um pé esquerdo que parece um tijolo, passes de 5 metros e sem oposição também eu faço.
      Quando a ser intransponível pelo ar também não é verdade, viu-se ontem num lance em que falha o tempo de salto, completamente desastroso, e no jogo do maribor, que cabeceava mas para sítios proibidos.

      O posicionamento pode-ser treinar realmente, mas depende sempre da capacidade de concentração, da inteligência e da capacidade de aprendizagem.

      Eliminar
    3. Que aprenda a saber posicionar-se nos treinos, que depois disso cá estarei para apoiar a sua titularidade. :)

      Eliminar
  11. Parece-me demasiado óbvio que Paulo Oliveira é melhor que Sarr. O problema que Marco Silva se tem debatido (na minha óptica) é que tanto o Paulo como o Mauricio, sempre jogaram à direita, e tem optado pelo Sarr para o lado esquerdo, mas posso estar errado.

    Mais uma boa noticia é Miguel Lopes ser incluído na equipa principal.
    Confesso que sou admirador das qualidade de Miguel Lopes, considero-o superior a Cedric em todos os aspectos. Mais forte fisicamente, maior capacidade aérea, melhor tecnicamente, mais qualidade de cruzamento e mais experiência.

    Apesar de Cedric ter estado bastante bem defensivamente ontem, continua a não ser uma mais valia calara, tem alguma debilidades defensivas e define muito mal nos momentos ofensivos.

    Com Miguel Lopes/Carrilho podemos ter um flanco direito muito mais forte a defender, mas principalmente a atacar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Barack, Miguel Lopes tem a vantagem de ser fisicamente mais forte, mas Cédric é muito bom a atacar. Desde que se lesionou não tem estado muito inspirado a apoiar o ataque, mas deve ser uma questão de tempo até encontrar o seu ritmo. Um abraço.

      Eliminar
  12. Uma defesa que permite nos últimos 2 jogos 5/6 situações em que o adversário fica completamente isolado perante o Grande Patrício, tem obviamente que sofrer alterações.
    Só lamento que o Marco Silva, tal como demorou a mexer no meio campo, esteja a demorar a mexer no centro da defesa. É demasiado óbvio.

    Anda lá grande Marco, faz o que tens a fazer. Tens os adeptos todos contigo e com a equipa. Que outro clube em Portugal tem uns adeptos a apoiar a equipa como nós o fizemos ontem? 90 minutos sem parar, sempre a cantar, sempre a cantar...

    Quanto ao jogo de ontem, considero que a principal razão para a má 1.ª parte do Sporting deve-se ao facto do Adrien, William e o Nani não soltarem a bola em tempo útil.

    Não foi ansiedade ou nervosismo da equipa, foi a vontade de protagonismo individual. Lamento dizer isto, mas não vejo outra razão, pois as linhas de passe existiam e a pressão dos jogadores do xelsi permitia o passe para o colega.
    O William, ao contrário dos últimos jogos, esteve bastante mal. Não só no passe, mas também no desarme.

    Por fim, fdgp do árbritro, aquela penálti sobre o Carrillo, mesmo à minha frente... que p... de escândalo... passei-me...

    Em Penafiel, estou lá...

    FORÇA SPORTING

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Migas, apesar de felizmente não apanharmos Jacksons e Diegos Costas muitas vezes, há de facto que melhorar muita coisa no eixo da defesa. É que as dificuldades nas bolas lançadas nas costas têm acontecido mesmo com equipas mais fracas. Vamos ver o que Marco Silva decide.

      Um abraço.

      Eliminar
  13. Por acaso acho que o Sarr é um bom jogador, mas que sofre com duas situações:
    - a subida do lateral - ontem o Jonathan "esqueceu-se" várias vezes que o corredor tem de ter dois sentidos e deixou o Sarr à mercê de adversários que partiam que nem setas aproveitando as tentativas de compensação que o Sarr fazia ao lateral.
    - jogamos mais à frente e o meio-campo não está eficaz na destruição do jogo do adversário. E quem se ressente com isso são os centrais.

    Por mim jogam Paulo Oliveira - Sarr.

    ResponderEliminar
  14. Mestre, concordo com o Migas, quando os jogadores evocados, jogaram para a equipa, viu-se o que jogámos na 2.ª parte. Há um lance na 1.ª parte, que o Slimani de costas para a baliza, faz rotação e remata para a baliza, tendo o Adrien para dar a bola, que estava enquadrado e de frente para a baliza. Foi este individualismo (estava todo o mundo a ver) mais a grande qualidade do Chelsea, o responsável pela desastrosa 1.ª parte. Um abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade, F. Pais, esteve muito mal Slimani nesse lance. Nani também tentou jogar demasiado sozinho. Felizmente que na segunda parte o coletivo começou a funcionar. Um abraço.

      Eliminar
  15. Mete o Talisca Jasus ,mete o Talisca !....sem a APAF são a vergonha da Europa !...hoje eles não vem cá ,estão a descansar pois a cabeça está inchada !....

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Que miséria intelectual...

      Talvez não tenha percebido mas o SCP continua em último do grupo com 1 ponto mesmo depois da derrota do SLB na Alemanha.

      Eliminar
  16. Hoje não bates palmas,contra o Zenit bateste muitas !...hahahahahaha o teu presidente,o Grande Orelhas não vai discursar à nação !...hahahahaha Incha Lampião.

    ResponderEliminar