quinta-feira, 8 de fevereiro de 2018

BdC

Conteúdo Digital Aberto Dirigido à Fração do Universo Visível Não Constituída Por Bruno de Carvalho, de Rogério Casanova, para o Tribuna Expresso: LINK

Vamos a isto ou não vamos?, de Pedro Boucherie Mendes, para o blogue És a Nossa Fé: LINK

12 comentários:

  1. "Mas ao apresentar-se na orla do bosque com o seu próprio lança-chamas e o seu próprio latão de gasolina, proclamando em alta e rouquíssima voz que aquelas árvores estavam ali a tapar coisas muito graves, destruiu a artificial barreira profilática entre a comum retórica do adepto (que anda há mais de trinta anos a presumir, com resignada indignação, um pântano de ilegalidades e conspirações nos bastidores da modalidade) e a típica retórica institucional (que sempre tratou o "clima de suspeição" como mais um instrumento estratégico, a ser utilizado ou descartado em função das necessidades).
    Reside aqui, provavelmente, uma das (várias) explicações para a aversão profunda e mais ou menos generalizada que a sua presença e o seu estilo abrasivo provocam, tanto nos adeptos dos clubes rivais, como até em pessoas cuja ligação com o fenómeno desportivo é pouco mais que turística."

    É isto o efeito BdC no futebol portugues, o fim da hipocrisia reinante. Perfeito.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois.... Esse é, de facto, um ponto que queima os cabroezecos da comunicação su(ja)cial, sejam vendidos, palermas, menos sérios ou mais serios ou menos sobreviventes.

      Pois mesmo os que nao estão no payroll do estado lampianico ou não comeram fruta do dragao (ou beberam caféi com leiti), claramente, têm sido coniventes, observadores calados, o que seja mas inadmissível a um jornalista.
      E isto significa a exposição destes reles profissionais!

      Eliminar
  2. Obrigado pela partilha.
    Acho que os blogs Sportinguista deviam partilhar os dois textos.
    É preciso abrir os olhos ...

    ResponderEliminar
  3. Eu destaco esta frase, que tão bem caracteriza a resignação dos sportinguistas por subtil mecanismo psicológico:
    «(...) Um clube desabituado de vitórias tende a apegar-se em demasia ao conforto terapêutico da superioridade moral: se não podemos sentir-nos maiores, queremos ao menos sentir-nos melhores. Na ausência de festejos, procura-se o refúgio da dignidade e rejeita-se tudo o que cheire a embaraço adicional (...)»

    ResponderEliminar
  4. Cuidado com a avença Mdc, está a chamar para este blogue o grupo do Império?
    O Triolho pode não gostar.

    ResponderEliminar
  5. Mestre, faltou este (longe de mim qqr imposição editorial :) ), BdC by BdC
    (Via Facebook)
    (Tentei colar mas são demasiados caracteres)

    https://m.facebook.com/story.php?story_fbid=1603182229774995&id=100002496997912

    ResponderEliminar
  6. Venho aqui por este meio desejar os MEUS PARABÉNS AO PRESIDENTE SPORTING CLUBE DE PORTUGAL.

    PRESIDENTE, nunca caminharás sozinho na auto estrada da vida e muito menos na auto estrada do nosso GRANDE AMOR. O caminho faz-se caminhando, umas vezes com dificuldades e incompreensões outras mais desafogado de pesos. O que interessa mesmo é a caminhada ser consciente, sentida e verdadeira pois no fim do caminho estará a GLÓRIA.

    PRESIDENTE COM ESFORÇO, DEDICAÇÃO E DEVOÇÃO ATINGIREMOS A NOSSA GLÓRIA.

    MUITOS PARABÉNS, PRESIDENTE.

    ResponderEliminar
  7. Não digo que para alguns no Sporting o problema do estilo do presidente seja um problema de estilo que eles não gostam mas para outros, onde me incluo, o problema de estilo pode ser um problema de substância. Por exemplo, o Sporting tem que ter relações com muita gente que não é do Sporting, outros clubes, pais de jovens para a formação, etc, e um estilo demasiado truculento pode ser um obstáculo à expansão e consolidação do aumento geral de competitividade do Sporting que de facto Bruno de Carvalho trouxe. A minha oposição ao estilo de BdC é por isto: porque acho que gera problemas de substância.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pois é, a competitividade do Sporting anda pelas ruas da amargura.

      Em termos institucionais já ninguém no mundo e mesmo na Europa pode com o SCP... Curiosamente, cada vez mais vêem para cá atletas de alto gabarito, particularmente nas modalidades. Curiosidade.

      Este comentário é a evidência de que o futebol é tudo.

      As modalidades podiam estar na merda mas se fossemos campeões no futebol ,bdc era o maior.
      Para dizer mal andam aí com bdc na boca mas para por na balança que 40 anos de naldeguedo, está quieto.

      Por mim, cada dia tenho mais orgulho em mostrar o cartão de sócio, é abrir a carteirinha e ver o lampião da portagem "é pá este vosso presidente"
      (Tão querido e preocupado, deve ser daqueles que quer um Sporting forte).
      É abrir a carteira e sentir o sorriso tímido da recepcionista ou do caixa (boa, és boa onda).

      Dois exemplos do universo adepto : lampiões efusivos e cagoes, sportinguista calmo e quase envergonhado...
      Vejo isto todos os dias quase.
      E garanto, já era assim antes de BdC, o comedor de criancinhas.

      Eliminar
    2. Eu nunca na vida tive vergonha de ser do Sporting. NUNCA. Para mim Bruno de Carvalho não me devolveu o orgulho de ser Sportinguista porque nunca o tinha perdido. Depois não se pode estar sempre a avaliar a direcção de BdC por comparação com a era anterior mas começar a relacionar com o futuro, com o que o potemcial adquirido pode vir a alcançar e é aqui que eu acho que o estilo de liderança de Bruno de Carvalho tem alguns problemas. Uma instituição como é o Sporting não pode viver em tensão revolucionária constante, é preciso também que se passe da acção revolucionária à consolidação, à normalização institucional.

      Eliminar
  8. Apsar de não o considerar jornalixo, tanta mas tanta 'conversa de chácha' e depois aos Casanovas e Rudolfo Valentinos do jornalismo escapa sempre o essencial das questões!.. preferem não ver ou não há coragem.

    Clube heterogéneo!? duuuh!, qualquer associação de mais de meia dúzia de pessoas que não sejam da mesma família, tem uma probabilidade a roçar a certeza absoluta de ser heterogénea nas opiniões e medidas que defendem...

    NÃO EXISTE NENHUMA CRISE DE AGORA... e se o fenómeno dos 'MENINOS QUERIDOS' nos ensina alguma coisa, é q eles estão em todo lado - até já chega a juízes desembargadores!, e se a atitude do BdC nos quer alertar para alguma coisa, é q eles estão dentro do Sporting também... ambições pessoais desmedidas, q o poder da mediatização *gratuita* enaltece, e muitas vezes do dinheiro e corrupção, os transforma em inimigos da imensa maioria (TLM do Presidente da FPF sob escuta, por isso se calhar se algum escroque passa informação do Sporting cá para fora, isso então não tem importância nenhuma, até é anti-democratico, pidesco mesmo, se não deixarmos!), e q quase conseguiram levar o clube à falência e extinção...

    NÃO DÊS NADA POR GARANTIDO, ATÉ ESTAR MESMO! (para mim é o que o BdC me está a gritar aos ouvidos). Se a imensa maioria dos sócios não consegue ver, então a única solução é a demissão, pois não há nada a fazer (EU TAMBÉM ME DEMITIA).

    Quanto à continuidade do BdC; o Dias Ferreira disse na SportingTV (VEJAM A SportingTV) "Em 2013, nunca pensei ser possível uma solução po clube, sem perdermos a maioria da SAD, mas foi possível!" -*SIRENE!*- Errado!, temos vários acordos, mas ainda não temos a maioria da SAD, i.e., a coisa ainda não está gravada em pedra, e quão fácil é voltarmos rapidamente atrás, se a Presidência cair nas mãos incompetentes e sabujas dalguma Madeira Carunchosa 'menino querido' (pelo menos pa JORNALIXEIRADA SUJA *CORRUPTA* DEMAGOGA é-o de certeza).

    Quanto ao "RECREIO", subjacente aos insultos e enxovalhos constantes ao presidente... q conversas mais estúpidas e bacocas de mentecaptos (mentes capturadas da tal JORNALIXEIRADA), como se o futebol fosse acabar dentro duma década, e se não ganhares JÁ um campeonato, então estás perdido!(alvo de gozo e chacota no tal "recreio").. e se fosse só ao presidente!, os jogadores e a equipa também são alvo de algo semelhante, e foi preciso uma conjugação de factores 'Aurelicos' devido a lesões e baixas de forma gritantes, isto e muitas rezas dum selecciobador em desespero, q não sabia o que fazer para além do MAIS Q ÓBVIO, para Portugal ganhar alguma coisa na porca da sua história no futebol profissional português, tal como os 'Aurélios', cá não prestam pa nada pa mesma JORNALIXEIRADA, mas lá fora são 'BOTAS D'OURO'... e o resto são 22 mil títulos (campeonatos, medalhas, medalhibhas, troféus, etc) a q nem todos os rivais TODOS juntos chegam (se não sabias imforma-te oh! Casanova), 27 dos quais de "Campeão Europeu", e mais a caminho...

    MAS HÁ ALGUMA DISCUSSÃO POSSÍVEL nesse tal de recreio!?? (cafés, cantinas) coisa mais estúpida!, conversa de cháchas e das tretas, pendura-me mas é o "recreio" nos pendentes, o que vocês QUEREM É REESCREVER A HISTÓRIA, mas não vão conseguir.

    Quanto ao futebol profissional sénior, q ressalve-se não é propriamente desporto, é mais um negócio... Eu não quero ganhar 1 campeonato, quero ganhar pelo menos 20 enquanto fôr vivo, e se não conseguir, q fique pa filhos netos e sobrinhos - é que quem tem passado REALMENTE glorioso no desporto, só pode ter futuro na mesma bitola; e não é uma questão de sorte ou voodoo ou utopias, é um PROCESSO de muito rigor, exigência, competência e espírito guerreiro de MUITA PERSISTÊNCIA (pois! porque será?)... Mas vocês acham isto possível sem uma REAL COMPETENCIA dos dirigentes, para a tal!? Com o clube nas mãos duma Madeira Carunchosa ou noutro 'Croquete Menino Querido' qualquer!??

    ResponderEliminar