sábado, 7 de julho de 2018

Assino por baixo

Artigo de opinião de Rui Calafate, publicado no Record:



Não concordo com Rui Calafate quando diz que Bruno de Carvalho mantém uma base eleitoral fidelizada de 28%. Estou convencido de que uma parte não negligenciável dos sócios que votou contra a destituição fê-lo por não querer ver o clube cair nas mãos da Comissão de Gestão, mesmo considerando que Bruno de Carvalho tinha poucas condições para permanecer como presidente. É o meu caso: votei contra a destituição, mas não votarei em Bruno de Carvalho caso queira (e caso o deixem) ir a votos.

No resto, assino por baixo: na perceção que tem das candidaturas, sobre o que tem sido o conteúdo da campanha, e sobre a questão das rescisões. Excelente texto.

15 comentários :

  1. Também és dos 71% que vais gritar Bruno volta estas perdoado...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. J1906

      tu não percebeste o sentido do comentário do Helder com certeza.

      Eliminar
  2. Calafate a dar "voz" a quem não se revê em nenhuma das candidaturas que até agora se apresentaram.
    Eu sou um deles.

    Continuo a aguardar que apareça alguém com competência reconhecida e capacidade mobilizadora, respondendo a todas as questões enunciadas pelo Rui.
    O Sporting precisa de alguém que saiba manter a fasquia da exigência e rigor num nível elevado.
    De bem falantes e notáveis devíamos estar todos fartos...

    ResponderEliminar
  3. Penso que o que Rui Calafate quer dizer com a questão da base eleitoral não é que os 28% votariam outra vez em BdC. O que eu entendo, e também concordo, é que não aceitarão candidaturas que se baseiem na memorização do trabalho feito e que queiram desfazer tudo o que estava feito pela anterior direção

    ResponderEliminar
  4. CARTA DE AGRADECIMENTO AOS JOGADORES DO SPORTING CLUBE DE PORTUGAL
    QUE RESCINDIRAM CONTRATO

    Caros senhores
    Quero expressar-vos o meu mais profundo agradecimento por terem rescindido contrato com o Sporting Clube de Portugal.
    O vosso nobre gesto contribuiu decisivamente para ajudar a libertar-me do vicio do futebol e a dedicar os breves e contados dias da minha vida a atividades bem mais proveitosas e enriquecedoras.
    Como sabem um gesto vale por mil palavras. Como professor, procuro transmitir princípios e valores aos meus alunos. As imagens reforçam o poder das palavras. O vosso exaltado gesto ilustra na perfeição as palavras que tantas vezes repeti aos meus alunos em que lhes disse que “se quiserem saber como conduzir as vossas vidas, olhem para o que fazem os jogadores de futebol e façam tudo ao contrário.”
    Os seres humanos necessitam de ter uma relação com o transcendente. Deste modo a adoração é natural nos seres humanos. Num tempo em que proliferam diversas formas de idolatria, sem dúvida que a idolatria aos jogadores de futebol se transformou numa nova religião universal. Ver tantas crianças no mundo, que têm os jogadores de futebol, como as referências maiores das suas vidas, deveria levantar a questão sobre a qualidade destes ídolos. O vosso precioso gesto demonstra bem, que não passam de ídolos com pés de barro. Libertar as crianças do mundo do vosso nefasto exemplo, deverá tornar-se um desígnio de todos aqueles que queiram oferecer às crianças do mundo uma verdadeira educação. Desígnio gémeo deste deverá ser também, libertar os pais das crianças do mundo, da fantasia de quererem fazer dos filhos jogadores de futebol na esperança de que terão um futuro melhor.
    Finalmente quero agradecer a magnanimidade do vosso gesto porque o mesmo só ajudou a reforçar a minha convicção, que passou a ser uma certeza, de que o futebol se transformou na atividade humana onde a ganância e o egoísmo se revelam na sua forma mais repugnante.
    Com amizade
    Rui Baptista
    (ex-sócio 28342-8 desde 23/06/2018)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Muito bom. Parabéns pela clarividência.

      Eliminar
    2. Tem toda a razão, mas ser do Sporting Clube de Portugal é bem diferente ser do Sporting Clube de Futebol. Então, julgo que deverá ponderar a sua condição de sócio, porque há muitas razões para continuar.
      Desde muito novo que considerei o jogador de futebol, apenas um atleta que pela sua condição de profissional se devia exigir o que se exige a qualquer profissional, de outro qualquer ramo e nada mais (zero ídolos). Também considero que no futebol profissional atual, é a ganância e o egoísmo que prevalecem, com os seus agentes cegos pelo dinheiro, sejam jogadores, empresários, jornalistas desportivos, dirigentes manhosos e adeptos enlouquecidos pela propaganda desenfreada e destrutiva de uma sã realidade.
      É UMA MISÉRIA!

      Eliminar
  5. Chegados a este ponto de forma ilegal, pois todos falam dos estatutos mas facto é que se estes fossem cumpridos não estavamos nesta situação. É claro nos estatutos que os orgãos demissionários da MAG, só têm legitimidade para convocar uma Ag para eleições para os próprios orgão demissionários, nunca para uma AG extraordinária de destituição sem ter sequer todos os requesitos válidos para o fazer (assinaturas).
    Como ultrapassar isto.
    Providencia cautelar no tribunal e dá-se o golpe!
    Anulam as AGs de 17 de junho e a outra para eleições dos orgão demissionarios e fica só a do infame dia 23 (estive presente). Nesta trapalhada toda, os sócios votaram, surreal!!!!!!!
    O resultado da AG surpreendeu-me. A percepção da AG foi diferente e por tudo o que descrevi em cima, estava convencido que o Sporting (um clube diferente), ia mais uma vez dar uma lição à mafia e aos parasitas que a acompanham, que governa Portugal. Estou enganado, o Sporting não é um clube diferente.
    Pelo desfilar das acções da comissão de gestão (que supostamente não teria poder para despedir/contractar) já percebi o que se pode esperar. Regresso ao passado, fossilizados em conceitos bacocos e chico-espertice.
    O Sporting actualmente não é dos sócios, foi com o consentimento da maioria de eles que deixou de o ser.
    Não acredito que apareça alguém como Presidente do Sporting que faça metade do que fez o Presidente Bruno de Carvalho.
    Os sócios destituiram ilegalmente um Presidente em legítimo exercicio de funções porque não gostam que ele escreva no facebook ou defenda os interesses do Sporting como nunca (nos 30 anos que acompanho o clube) vi fazer por mais ninguém(presidentes). Como tal, não sou brunista ou outras patetices, sou do Sporting Clube de Portugal e de quem o defende, não de quem se serve dele.

    S.L.

    ResponderEliminar
  6. Acho que precisamos de alguém com fibra à frente do clube, porque uma coisa é certa, do que tenho visto o preto não vai largar a picha do presidente do Sporting (seja ele qual for) enquanto não tiver a maioria da sad, nem que para isso tenha de usar o império de propaganda (cofina) todos os dias.

    Só peço que a reestruturação financeira seja acabada e o álvaro e o zé maria voltem para a normalidade da vida deles, de tribunal em tribunal

    ResponderEliminar
  7. Ainda ninguem apresentou programa eleitoral e o Mestre ja decidiu que nao vota BdC?
    Então para que é que votou contra a destituição?

    SL

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Rui, votei contra a destituição porque não queria o clube e SAD nas mãos de uma CG nomeada pelo Marta Soares. Mas também considerava que era imperativo haver eleições, e achava que BdC tinha muito poucas condições para continuar.

      Eliminar
    2. Programa eleitoral?! Já se viu que o sr. "filmem a fivela do cinto", Sr. CMTV está próximo de ser o próximo presidente boneco.

      Eliminar