segunda-feira, 6 de agosto de 2018

Ensaio pouco convincente

O meu sentimento para a época que está prestes a iniciar-se é, predominantemente, de cepticismo. Não tem nada a ver com a questão da sucessão diretiva ou da atuação da Comissão de Gestão. O cepticismo que me invade deve-se a três fatores essenciais: tenho muitas dúvidas de que Peseiro seja o treinador certo para o Sporting; o plantel tem lacunas graves que tardam a ser supridas; e o cumprimento do planeamento da pré-época foi digno de uma equipa semi-profissional. Ainda assim, o pouco que tinha visto foi-me criando algumas expectativas em como seria possível uma melhoria exibicional em relação ao jogo mastigado e previsível a que a teimosia de Jorge Jesus nos condenou na época passada. A incorporação de Raphinha e/ou Matheus Pereira no onze trazia-me a esperança de voltar a ter um ataque irreverente e imprevisível, sob a batuta de Nani e Bruno Fernandes e com o apoio de laterais capazes de ajudar no desequilíbrio (Ristovski, Bruno Gaspar e Acuña), a que se junta a curiosidade de ver o que Wendel e Geraldes poderiam acrescentar à equipa. Não deixando de pensar que vamos partir bastante atrás dos favoritos ao título, pelo menos nem tudo seria mau se conseguíssemos ter uma equipa capaz de nos proporcionar momentos de bom futebol.

Já se sabe que acabou por não haver espaço para Geraldes, o que me deixou um pouco desiludido. Mas ontem, ao ver o onze escolhido por José Peseiro para o último ensaio antes do arranque da época, fiquei efetivamente desanimado com aquilo que aparentemente nos espera. Jefferson em vez de Acuña na lateral esquerda, um duplo pivot no meio-campo (Battaglia e Misic) que não me parece dar a capacidade defensiva e de construção necessária, e um par de "extremos" a quem falta velocidade e explosividade.

Infelizmente, o jogo não fez grande coisa para contrariar esse sentimento. É verdade que podíamos ter ganho confortavelmente não fosse o desperdício na finalização... mas também me parece que poucas vezes encontraremos equipas tão macias na defesa como o adversário de ontem. Para além do belo golo de Misic, houve alguns bons indicadores, mas a ideia de jogo pareceu-me executada de forma demasiado caótica: excessiva preocupação em colocar rapidamente a bola perto da baliza adversária, independentemente de termos ou não jogadores em número suficiente em posição de finalização; demasiadas situações de indefinição nos posicionamentos e comportamentos defensivos; e a pressão alta não foi devidamente executada em bloco (acabou por ter períodos de eficácia mais por demérito dos italianos na troca de bola). Basicamente, se a ideia do treinador para a época for essencialmente a que tentou pôr em prática ontem, só conseguiremos ir até onde Bruno Fernandes, Nani e Mathieu nos conseguirem levar. Não podem ser ignorados algumas condicionantes relevantes - jogo realizado com uma temperatura elevadíssima e utilização de vários jogadores com poucos dias de trabalho -, mas, ainda assim, numa fase destas era suposto a máquina estar bastante melhor oleada.

Tanta coisa para definir, trabalhar e afinar, e já só faltam 7 dias para o começo do campeonato. A parte boa é que os adversários das duas primeiras jornadas estão, em teoria, perfeitamente ao nosso alcance... e será muito mais fácil definir, trabalhar e afinar se formos acumulando vitórias.

28 comentários :

  1. É preciso é ter saúde e ser feliz.. Zé Peseiro!

    ResponderEliminar
  2. É o que dá trocar o certo pelo incerto. Tudo hipotecado a partir do momento em que decidem fazer uma AG destitutiva numa altura destas.

    É o que dá ter a ingenuidade de achar que BdC saía, os 9 magníficos voltariam e todos viviam felizes para sempre.

    O mínimo que se exigia aos sócios era a capacidade de ler nas entrelinhas e responsabilidade de entender a que era impensável haver um período eleitoral numa altura destas.

    ResponderEliminar
  3. Mestre,
    Não consigo estar tão "positivo" como o transmites no teu último parágrafo.
    Do que tenho visto e lido sobre a nossa equipa e após sabermos os resultados que têm vindo a coleccionar, qualquer adversário parece estar num patamar acima que o Sporting ainda demorará muito tempo a alcançar.

    A uma semana do início do campeonato, continua tudo a soar a experiências, falta de forma, falta de ambição, etc.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Individualmente teremos melhores valores, e pode ser que seja suficiente para ganhar algum balanço. Vamos ver como corre...

      Eliminar
  4. Depois de faltar ao jogo de apresentação o artista de volta à bola?! Só porque ainda não viu o ultimo desrespeito pelos estatutos do babalu.

    ResponderEliminar
  5. O pé-frio de Peseiro é absolutamente confiável. E ei-lo de volta.
    Não gosto do homem, mas de facto é dificil preparar um equipa com pouco tempo de treino e com reforços que nunca mais chegam. Obviamente que neste capítulo, a Comissão de Gestão é a grande responsável. Cancelou tudo o que a anterior direcção tinha preparado, pelos vistos sem ter um plano B, resultando na pior pré-epoca de há muitos anos. Muito amadorismo, como aliás é apanágio de Sousa Cintra. Absolutamente confiável, também.

    ResponderEliminar
  6. Importamos um problema dos tempos de JJ. Um avançado que não sabe jogar à bola além do momento da finalização - quando não mete uma ou duas por jogo torna-se uma absoluta nulidade. A combinar com um extremo do século passado, Acuna, naquela onda do vai à linha e cruza. Peseiro não vai ter tomates para fazer dele um lateral esquerdo.
    No meio campo Battaglia sempre foi um jogador... muito mediano com bola. Tem menos futebol que o William no pé esquerdo. E ainda por cima agora vem com um estatuto qualquer inexplicável para um jogador do seu rendimento.

    Enfim, cepticismo, mesmo. Não estou mesmo a ver como é que esta equipa vai ficar à frente do braga do abel.



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Tal como estamos agora, somos fortes candidatos ao 4º lugar.

      Eliminar
  7. É pena que os portugueses em geral e os sportinguistas em particular só aprendam a decidir depois dos resultados. Era mais que previsível que depois do assalto ao poder de muitos, viesse o quase dilúvio. Mas se quiserem e não forem teimosos, podem mudar o rumo dos acontecimentos no próximo dia 8 de setembro. Ter razão antes de tempo é uma chatice e o políticamente correcto também, mas pior é ser burro e não mudar perante as evidências. Ainda pior é acreditar em jornalistas desonestos ou em autênticos gansters mascarados de verde.

    ResponderEliminar
  8. Já sabemos que Peseiro é um treinador ultrapassado e que enfrentamos ainda muitas consequências do caos que BdC provocou. É verdade que todos temos baixas expectativas para a proxima época, mas uma coisa é certa, já vamos começando a falar de futebol e deixando para trás a grave crise que nos assolou. Quanto ao futebol, vou ser o mais frio possivel na analise:
    Tácticamente não entendo a utilização de duplo pivot contra equipas mais fracas, será pela ausencia de um segundo ponta de lança? julgo que não é mesmo mania de Peseiro. por outro lado gostei muito da pressão que a equipa inflingiu ao adversário junto da sua baliza, já tinhamos visto sinais disso noutros jogos e parece-me ser o aspecto mais positivo do esquema de Peseiro. Os pontos positivos são o entendimento á direita entre Nani, Fernandes, e Ristovski. Battaglia a 6 é onde rende mais essencialmente na cobertura pois na transição deixa muito a desejar. O lado esquerdo é onde teremos mais dificuldades, pois se Jefferson pode ser uma óptima solução a atacar, já a defender veremos praticamente uma avenida especialmente se Acuña não estiver em campo, tal como vimos na segunda parte. Portanto ilações a tirar: precisamos de lateral esquerdo urgente e de ponta de lança nem se fala. quanto à posição 8, neste esquema de Peseiro é dificil de dizer o que realmente precisamos, mais tarde ou mais cedo ele terá de pensar num esquema de 2 avançados pois se isto se mantiver vamos empatar muitos jogos. de qq forma eu adiaria a compra de 8 para Janeiro e concentrava-me nas outras 2 posições.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Concordo: contra equipas mais fracas faria mais sentido jogar com um médio defensivo mais posicional e dois médios mais preocupados com a construção.

      Eliminar
  9. Caro MdC,

    Não tenho a sua visão pessimista, o que não quer dizer que tudo esteja bem. Primeiro recordemo-nos de como a pré época começou... e de como tivemos perdas e regressos tardios. Não nos podemos esquecer disso. Também não nos podemos esquecer que o Peseiro não foi a primeira escolha. Dito isto, acho que o jogo mostrou uma identidade nova da equipa. Um jogo apoiado e pensado, à espera duma oportunidade para um desiquilibrio. Gostei do pormenor de ensaio de pressão de saída de bola. Se não tivessemos falhado tanto na primeira parte, teria bem mais dificuldade em escrever este seu post mas dos ses não reza a história.
    Levei pela primeira vez ao estádio a minha filha, com uma camisola do nosso Sporting... ambiente relaxado, amistoso entre sportinguistas e isso é o que me interessa. E imagine, até ouvi as claques a chamarem por Sousa Cintra...

    Abraço.

    Pedro

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É verdade que a finalização acabou por ser decisiva. Mas ainda assim, pareceu-me pouco futebol contra um adversário que supostamente deveria estar muitos furos abaixo.

      Eliminar
    2. Ao ler a parte final do comentário deu-me a sensação de estar num qualquer centro comercial. Onde se leva a família, e muito bem, com a camisola do clube , e envergando-a com orgulho, em ambiente relaxado, amistoso, entre gente simpatica. Ainda se come um snackzinho e bebe-se uma gasosa. Tudo isso, mais uma vez, entre gente extremamente simpática. Pra além disso ainda se tem a benesse extra de ver o nosso idolo no camarote e puder assenar-lhe!!! É isto o novo Sporting...

      Eliminar
  10. Fado Sporting

    Há jogadores que temos de receber,
    não sabemos quais,
    para valorizar ainda mais o plantel.
    Mais importante é saber
    que não contámos com todos até agora.
    O tempo de trabalho que tivemos até agora
    criou alguns problemas.

    Hoje a melhor notícia
    foi que ninguém se lesionou.

    Estamos a trabalhar muito,
    e acho que bem, nessas questões.
    Querendo dar estabilidade,
    a Comissão de Gestão e o seu presidente
    procuram as oportunidades no mercado
    para melhorar a equipa,
    com a condicionante de que
    queremos jogadores que sejam mais-valias.

    Hoje a melhor notícia
    foi que ninguém se lesionou.

    Essa escolha não é fácil
    e pode não concretizar-se.
    Não vale a pena vir mais um,
    interessa é vir quem possa acrescentar.
    E muito.
    Em função do que é o nosso momento,
    entendo que devemos preservar
    a consistência e a estabilidade da equipa.
    Há vários jogadores que ainda estão longe do seu melhor.

    Hoje a melhor notícia
    foi que ninguém se lesionou.

    No jogo com o Moreirense,
    vamos apresentar também uma equipa equilibrada,
    algo que será diferente daqui a um mês,
    não tenham dúvida.
    Acredito que com mais duas ou três semanas
    estaremos melhor e poderemos ir a jogo com outra ideia.

    Hoje a melhor notícia
    foi que ninguém se lesionou.

    Letra José "Fortíssimo" Peseiro
    Música Juve Leo

    ResponderEliminar
  11. a assistência do jogo empoli foi metade da época passada (foi do calor? hummm duvido)
    já estou a ver peseiro despedido, e contrata-se outro treinador.
    SCP a pagar a 2 treinadores? voltámos ao passado.
    "ó tempo volta pra trás" que bom ver o SCP outra vez a lutar pelo 5º lugar

    ironia nos penaltys dos 5 violinos. o ultimo a marcar pelos italianos chamava-se Caputo LOL

    ResponderEliminar
  12. MdC, há uma contradição no início do texto ou é falha de interpretação da minha parte? Cito: «Não tem nada a ver com a (...) atuação da Comissão de Gestão.» E logo a seguir: «O cepticismo que me invade deve-se a três fatores essenciais: tenho muitas dúvidas de que Peseiro seja o treinador certo para o Sporting; o plantel tem lacunas graves que tardam a ser supridas; e o cumprimento do planeamento da pré-época foi digno de uma equipa semi-profissional.» Então mas esses três fatores não são precisamente três vertentes da atuação da Comissão de Gestão?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. João, o que quis dizer foi que tentei fazer a análise ao estado da equipa deixando de fora os (maus) sentimentos que tenho em relação à CG. Não ficou clara a frase.

      Eliminar
  13. Que Peseiro não tem qualidade para treinar o Sporting, penso que pouca gente terá dúvidas disso.
    Compreendo que Sousa Cintra estivesse com dificuldades de arranjar um treinador, mas Peseiro está abaixo do nível mínimo exigido, mesmo para um treinador última escolha.
    E se Peseiro é um treinador a prazo, porquê despedir os nossos treinadores de guarda redes, homens da casa, para ir buscar um tipo qualquer que, concerteza absoluta não é melhor que os nossos?

    ResponderEliminar
  14. boas... tal como vós, eu tb não tenho grandes esperanças para esta temporada principalmente pk não temos qualidade no plantel suficiente... pode resultar contra ekipas menos fortes mas no minimo tinha k ser num sistema + 4-1-4-1 em vez do 4-2-3-1 k o Peseiro tenta ter... mas pior k não jogar num sistema adekuado, é não pôr os jogadores no "sitio" certo... o Nani é para jogar ao lado do Bruno á frente do Battaglia... aí talvez tenhamos + hipoteses mas depois quem é k preenche as alas? Mateus Pereira e Raphinha? e substitutos á altura? Vai ser complicado...

    ResponderEliminar
  15. Eu nao me iludo.

    A época vai ser um desastre.

    O clube está completamente estilhaçado, desmoralizado e deprimido.

    Os adeptos estão em estado de guerra civil.

    O plantel está preso por arames. Ao mínimo desaire, vão rebentar bombas por todo o lado.

    Se calha de começarmos a perder um jogo em casa, vao ser impossível dar a volta. Vai ser tudo a assobiar.

    As bancadas estarão mais vazias que nunca e a depressão vai tomar conta do clube.

    Ainda para mais com o nabo do peseiro à frente da equipa.

    O topo sul vai fazer guerra aos jogadores e à direção, qualquer que ela seja. Para eles, venha quem vier, é croquete e é para mandar abaixo.

    Vai ser péssimo e vamos ficar atrás do Braga.

    Tão cedo não nos levantamos.

    E só temos que agradecer ao pirómano que dinamitou o clube por dentro.

    Áh, e temos os piores adeptos do mundo.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Saiu um pirónamo e entraram uma carrada de incendiários, alguns deles inimputáveis.

      Eliminar
    2. Consegue acusar dos fracassos futuros, o anterior presidente? Com ele ainda se lutou pelo primeiro lugar, e não fosse a basófia do Jasus, arbitragens manhosas que hoje sabemos por emails que foram "cozinhadas", não fosse o demasiado adepto de claque que há no BdC e tinhamos ganho com brilhantismo pelo menos 1 campeonato. Memória curta é típica das galinhas.

      Eliminar