quinta-feira, 15 de novembro de 2018

A entrevista da SIC Notícias a Francisco Zenha

Francisco Zenha, administrador da SAD com o pelouro financeiro, foi ontem entrevistado na SIC Notícias a propósito do empréstimo obrigacionista que está neste momento em fase de subscrição, e aproveitou para prestar esclarecimentos sobre a atual situação financeira do Sporting e contextualizar alguns números que têm sido usados por alguma comunicação social em peças de teor mais negativo.

Abordou também os temas mais quentes da semana: o relacionamento do clube com as claques, as AG's recentemente marcadas e as possíveis consequências do processo judicial da invasão a Alcochete.

Vale a pena ver. Por questões de limitação de tempo dividi a entrevista em duas partes. A primeira é sobre o EO e a segunda sobre as claques, AG's e Alcochete. Se só tiverem 10 minutos, não deixem de ver o primeiro vídeo.



8 comentários:

  1. Que mau trabalho deste jornalista...
    Era um debate ou uma entrevista...?

    ResponderEliminar
  2. Muito obrigado pelo link. Temos Vice-Presiente!!

    ResponderEliminar
  3. Excelente intervenção.
    Já tinha ouvido falar deste tipo ainda antes de vir para o Sporting no ambito de outras funções e de facto confirma tudo aquilo que ouvi dele.

    ResponderEliminar
  4. resultados positivos, capitais próprios positivos e temos de estar constantemente a ouvir jornalistas a dizerem que o clube está falido.

    O pedido insolvência foi um embuste não foi?

    Sr. jornalista preocupe-se mas é com a Impresa, dona da SIC. Resultados fracos e dívida altíssima.

    ResponderEliminar
  5. Os factos:
    1 – A irmã de Bruno de Carvalho disse em entrevista à TVI que a GNR entrou em casa de Bruno de Carvalho às 18 horas. Tanto quanto me recordo, eram 17:45 de domingo e já a CMTV anunciava que Bruno de Carvalho tinha sido detido:
    2 – A detenção de Bruno de Carvalho e Mustafá surge ao domingo e em hora de jogo do Sporting; 3 – O Ministério Público sabia que haveria greve dos funcionários judiciais nessa semana;
    4 – A detenção é efetuada pela GNR e não pela PJ;
    5 – A GNR usa uns jipes pretos e sempre com outros carros de força a escoltar os jipes, à guisa de um filme de acção norte-americana, como se os detidos fossem muito perigosos, à laia de terroristas da Al Quaeda ou ISIS.
    6 – O circo mediático está montado e as televisões passam a tão-so dedicar-se à detenção de Bruno de Carvalho;
    7 – Começam a sair informações de todos os lados, como por exemplo a da prisão preventiva, que não se veio a confirmar, como se fosse necessário distrair a população e intoxicar a opinião pública;
    8 – A detenção de Bruno de Carvalho é realizada no início da semana em que o Caso E-Toupeira vai para a fase de instrução;
    9 – Para terminar em beleza, Bruno de Carvalho sai em liberdade justamente no dia em que o Caso E-Toupeira está em fase de instrução, como se a saída em liberdade fosse necessária para que se abafasse o Caso E-toupeira, pois que, em contrário, não seria notícia. Quer dizer, se Bruno de Carvalho ficasse em prisão preventiva, isso deixaria de ser notícia, ao passo que saindo em liberdade, o destaque é maior e por conseguinte abafa mais o Caso E-Toupeira.
    Ora digam lá se tudo isto não é tudo muito engraçado? Tudo muito suspeito?
    PS: A CMTV já nem escreve Bruno de Carvalho mas Bruno, como se fosse um Bruno qualquer, uma Rosa Grilo qualquer (esta curiosamente tratam-na sempre pelo nome e sobrenome), e mais ridículo ainda escrevem coisas como “Bruno está aqui” ou coisas ainda mais absurdas como “10 apoiantes de Bruno de Carvalho”, quando no passado os que constestaram Bruno de Carvalho eram o mesmo número e no entanto para a CMTV era uma multidão.
    Coisas, meus amigos, coisas.



    ResponderEliminar
  6. Ponto prévio: por uma questão de principio, não votei nas últimas eleições do clube. No entanto, desejo a atual Direcção todo o sucesso deste mundo, uma vez que o seu sucesso é o sucesso do SCP e de todos os sportinguistas de boa vontade.
    Gostei das afirmações deste elemento do CD e "gramei" ver a cara de parvo, ou de comprometido, do entrevistador, no 1.º vídeo.
    Uma coisa que me despertou a atenção foi a denuncia de boicote à operação financeira em curso, o que me leva a pensar que o verdadeiro problema que enfrenta o universo sportinguista, não é, nem nunca foi, exatamente, Bruno de Carvalho, apesar de toda a sua virulência e combatividade a tudo e a todos, mas sim o SPORTING CLUBE DE PORTUGAL. Nestas circunstâncias, esta Direcção, em minha opinião, continuará a ser cercada, por determinada comunicação social, talvez de uma forma mais "soft", mas que pretenderá atingir o mesmo fim, que é o enfraquecimento do nosso clube. Neste quadro, é inaceitável, na minha qualidade de sportinguista, ouvir e ver nas TVs determinados indivíduos que se dizem do meu clube, contribuir para tal fim. Só me apetece vomitar ao ver tais "notáveis".
    A este CD só desejo sucesso e terão sempre o meu apoio se defenderem, acima de tudo, o clube, não se deixarem engajar pelo universo obscuro "mendiano", completarem a reestruturação financeira, defenderem a seriedade da competição desportiva e denunciarem sempre o que de negativo possa atingir a credibilidade das competição e os respectivos resultados desportivos.
    SPORTING EM FRENTE!

    ResponderEliminar
  7. Esta "peça" da sic foi uma encomenda para derrubar a emissão de obrigações. Na referencia ao risco anunciado no prospecto é intencional a conversa de que quem subscrever pode perder o dinheiro, quem a fez, de duas uma, ou é burro e não sabe que as emissão de obrigações, os fundos, as ETF's, etc tem prospectos e nesses prospectos há um artigo Risco, ou fez propositadamente para a opinião publica, da qual, 95% não sabe o que é um prospecto. Falaram dos 137 milhões, um grupo Impresa que tem uma divida liquida de 190 milhões e queda de audiências de 5% no 3º trimestre. Esquecem-se que o Sporting tem 500 milhões para receber da NOS que eles não tem, que tem Bas Dost, Acuna e Jeovane que eles não tem e um património imobiliário que eles não tem. Quem é que está mal? O jornalista diz então que, os activos correntes são o património imobiliário e o estádio...

    Isto é encomenda para derrubar o empréstimo obrigacionista. Duvidas??!!

    ResponderEliminar