quarta-feira, 30 de janeiro de 2019

Miséria a dobrar

1. A exibição até à expulsão de Ristovski

Apesar da arbitragem miserável que hoje houve em Setúbal do princípio ao fim do jogo, a responsabilidade do empate é, em primeiro lugar, da exibição igualmente miserável que realizámos enquanto estivemos a jogar de onze para onze. Mais uma vez, entrámos de forma macia e quase displicente, jogando de forma previsível e atabalhoada sempre que nos aproximávamos da área. Falta de vontade e qualidade que se traduziu em 60 minutos constrangedores contra uma das equipas mais fracas do campeonato, fragilizada pelo recente despedimento do treinador e que tinha vários jogadores indisponíveis por lesão ou castigo.

Não é admissível, depois de tudo o que nos tem acontecido nos jogos fora de casa, que se continue a achar que podemos entrar em campo em ritmo de passeio à espera que as bolas entrem sozinhas na baliza dos adversários. A responsabilidade é, obviamente, dos jogadores, mas também é da equipa técnica por não ser capaz de colocar o foco necessário na cabeça de quem vai a jogo, e ainda da estrutura, por não ter ainda passado de forma clara a todo o grupo de trabalho que é neste tipo de jogos que os campeonatos se perdem.

Após a expulsão de Ristovki, a equipa foi buscar forças que pareciam não existir e foi capaz de encostar o V. Setúbal à sua área, o que demonstra que não resolvemos o jogo mais cedo porque, acima de tudo, não houve vontade nossa para isso.


2. A arbitragem

O facto de o Sporting ter facilitado para além do razoável não pode justificar, no entanto, que não se fale na arbitragem absolutamente tendenciosa de Hélder Malheiro. 

A expulsão de Ristovski é para os apanhados. O lateral leva uma cotovelada violenta na cabeça, levanta-se exibindo um hematoma do tamanho de uma bola de bowling que, no entanto, não emocionou Hélder Malheiro. O árbitro mostrou o cartão vermelho direto por palavras quando, na realidade, Ristovski deveria receber uma condecoração do Presidente da República por ser capaz de se pôr de pé depois uma martelada daquelas na caixa craniana. Curiosamente, Mendy, o autor da falta sobre Ristovski, não viu qualquer cartão porque, provavelmente, Hélder Malheiro considerou que o jogador não podia ser responsabilizado pelas atitudes do seu cotovelo, e o cotovelo de Mendy também se safou - e bem - porque não está previsto nos regulamentos que articulações dos membros anteriores possam ser admoestadas com cartões.

O facto de estar o Sporting estar condenado a jogar em desvantagem numérica durante 40 minutos não desviou Hélder Malheiro do trabalho que tinha para fazer. Continuou o bom trabalho que já vinha fazendo desde o início do jogo, desencantando faltas ofensivas na área do V. Setúbal que mais ninguém via, ignorando várias faltas cometidas sobre jogadores do Sporting e poupando diversos cartões aos jogadores da casa, ao mesmo tempo em que ia distribuindo amarelos pelos visitantes em situações tão ou menos graves do que aquelas que perdoava à outra equipa.

Um árbitro que, pela qualidade demonstrada, não deverá tardar a ser promovido a internacional.

28 comentários:

  1. Acho que desde os tempos de Paulo Sérgio que não via um 11 inicial com tão fraca qualidade individual. Tirando Bruno Fernandes e Raphinha (a espaços) e Coates (voluntário..) não há um único jogador acima do medíocre.

    Eu digo aqui desde que foi contratado, não é de agora: Dost não é jogador para uma equipa que luta pelo título. E digo isto quando marca muito golos. Quando falha 3 ou 4 por jogo torna-se inútil até para uma equipa que lute pelo 3º lugar - que é o caso do Sporting.

    Percebo que se queira responsabilizar Keizer, mas eu não gostava de ter de ir a jogo com uma defesa constituída por Renan-Ristovski-Petrovic-Coates-Jefferson. É miserável.

    De qualquer forma se o pinheiro que lá está na frente tivesse marcado uma das hipóteses criadas - invarivelmente por cruzamentos pois é a única forma que a equipa tem de jogar com ele - o jogo podia ter corrido melhor e não se estava a falar de atitude.

    Entrou Nani, e trouxe logo qualidade para o jogo. A juntar à necessidade de marcar golos, o Sporting manteve a posse e conseguiu chegar mais à área.

    Depois dos falhanços e erros próprios, a montanha chamada Hélder Malheiro, como bem apontaste.

    Disse no dia 7 de agosto: o Sporting vai lutar pelo 4º lugar. E é isso que vai acontecer, infelizmente.

    ResponderEliminar
  2. Futebol ao nivel do INATEL. Vergonha. Um Setúbal completamente partido sem ponta de futebol, e nos zero.
    Culpas: A taça da liga foi uma bela prenda da treta, tive aqui a oportunidade de escrever. Sairíamos com algumas baixas e a equipa completamente destruída fisicamente. Tenho um bocado pena que tantos blogs (que vivem dos clics) tenham feito a apologia da taça da liga. Concordo que foi bonito ganha-la naquelas circunstâncias , mas não deveríamos de ter ido a final.
    Infelizmente o nosso clube hoje deixou uma nuvem sobre (até ) a possibilidade de irmos á Champions essencial pra nós ( também e por causa da maldita taça da treta ).
    Uma taça que não te dá mais dinheiro de sponsots ou mais prestígio, uma taça que surgiu pra rodar jogadores e que é vista assim um pouco por todo o lado ( Hoje também na PL houve algumas surpresas pelo cansaço dos jogos acumulados , mas neste caso pouco devido á taça da liga onde jogam suplentes mas à taça de Inglaterra... )
    A arbitragem é maldosa , e deu pra perceber logo no cartão ao Petrovic. O padre vinha com a missa estudada. Se cada insulto desse em vermelho este gajo não tava na primeira liga. Aceito que um insulto seja vermelho, mas não é quando lhes apetece.
    Preocupação: ver um treinador imóvel o jogo todo. Sempre defendi o Keiser mas hoje começo a torcer o nariz. Livrarmo-nos de tantos jogadores em agosto e janeiro e chegar a um jogo em que tem de meter á pressa o puto doumbia acabado de chegar.
    Cura: é preciso voz firme na luta contra estas pressões nojentas dos rivais, mas aquilo que todos querem : equipa com atitude parte acima de tudo dos jogadores e treinadores. ( E não seria ter um presidente desbocado que nos ajudaria nisso como tanta gente escreve na blogosfera, e como se comprovou na realidade ).
    Muitos jogadores são putos autênticos e é preciso equilibrar essa juventude. Ilori... Também diria que não , mas não é pelo que ele disse com 19 anos.. mas porque se comparar com um Filipe do FCP vejo dois tipos completamente diferentes na sua postura de estar. Não conheço Ilori , mas certas posições teem de ser tratadas com pinças.
    Como diz o nosso Presidente todos erram, mas f€&€- Basta de perdemos pontos pelo facto de termos um desequilíbrio na atitude mental dos jogadores.
    Há clubes lá bem do norte que também perdem pontos mas há revolta há amarelos há coração. A nossa equipa hoje foi totalmente uma nulidade de valores. Desequilíbrio total entre os que realmente podem e são duros de quebrar e os jovens de cabeça ou nas acções ( Wendell Xbox, Rafinha, Doumbia.. )
    O Petrovic em Braga gerou o alarme quando entrou entre a equipa pois toda a gente sabe que ele é um pouco intraquilo ( alvo fácil pra árbitros também).
    Olhar pra frente e trazer reforços raçudos, aprender com os erros e perceber esta balança entre a raça e a juventude. Quanto ao Keiser pela 1a vez começo a não gostar.

    ResponderEliminar
  3. Infelizmente mostrou ao que vinha logo nos primeiros 10m. Há 2 lances para amarelo de jogadores do Setúbal que não dão em nada e uma falta ligeira do Petrovic que dá logo amarelo. A partir daí ficou tudo óbvio e infelizmente foi confirmando...

    ResponderEliminar
  4. Recordar é viver.

    https://oartistadodia.blogspot.com/2017/11/var-fora-dia-santo-na-loja.html#comment-form

    Mestre é a primeira vez que comento depois da perseguição que lhe fizeram. É uma pena (compreensivelmente) que tenha mudado a linha editorial.

    Até já me pus a pensar, se conseguiram calar um "anónimo", que pressões não deverá de haver nos jornalistas, que é o seu ganha pão e facilmente se sabe quem é que escreve o quê.

    SL

    ResponderEliminar
  5. Subscrevo inteiramente o que foi escrito. Mas acrescento: Keizer falha e toda a linhas nas convocatórias, no escalonamento do onze e nas substituições, hoje e desde que chegou. A única coisa que fez bem, foi ter a coragem de meter o Phylipe mesmo jogando com menos um. Mas ter tirado Rafinha e ter deixado Diaby, não lembra ao diabo. Para não questionar o porquê de nunca mais ter dado uma oportunidade do Jovane. Porquê? Gostaria de saber o que se passa com um jogador que era o mais importante a sair do banco.
    Como aqui disse em tempos, a contratação de Keyzer visado tão-só um objetivo: ser despedido no final da época para dar lugar a Jorge Jesus, e tudo parece confirmar o que eu disse. Os adjuntos já vieram, agora falta Jesus entrar. E lá teremos de aturar de novo esse surprassumo do futebol ignorante e que não sabe fazer mais do que dizer disparates, autoelogiar-se e perder como sempre perdeu, porquanto o que ganhou todos sabemos como o ganhou. Tenho dito.

    ResponderEliminar
  6. o keizer chama-se "Marcel Keizer". o peseiro chama-se "José Peseiro".
    se invertessem os nomes e colocassem máscaras, o peseiro nunca teria sido despedido. e o keizer já estava na rua.
    a verdade é que um ganhou para o campeonato e foi despedido por perder na taça da liga.
    o outro empatou para a taça da liga, e continua a perder pontos para o campeonato.

    pessoalmente, queixar-me-ei da arbitragem quando achar que sem ela teríamos conseguido ganhar (e até acho que já fomos afortunados uma vez ou outra, esta época).

    ResponderEliminar
  7. Li ontem,na antevisão do FC Porto-Belenenses,o Sérgio Conceição dizer..."tenho mau perder porque odeio perder"....
    Quanta falta faz esse tipo de mentalidade no Sporting...

    ResponderEliminar
  8. Já vi arbitragens bem piores, e o Sporting não facilitou agora... já estou farto de dizer que a preparação física não é adequada, É ISTO POR TRADIÇÃO DE SE CALHAR HÁ DÉCADAS... e com 25 jogadores mais todos os sub-23,não há desculpas para NÃO TENTAR MASCARAR ISSO COM TIPOS QUE QUEIRAM COMER A RELVA E A GRAVILHA POR BAIXO E RODAR BASTANTE (o há e tal o esquema táctico, a confiança do treinador, e as descussões extremamente ESTÚPIDAS E ENVIESADAS NA JORNALIXEIRADA IMUNDA... também é uma tradição que deve acabar de vez (no sentido de dar um pingo de valor a isso ), se o Sporting quiser ir para o rumo do sucesso).

    Agora o Bas Dost falhar 2 golos cantados à boca da baliza (REDONDINHAS PÁ CABEÇA... não pós pés ), ainda não tinha visto dele (apesar de ter marcado um de bandeira)... e é isso que se paga caro.

    Não venham é com as desculpas do cansaço, não há tempo pa treinar, o terreno estava pesado, estava a chover etc etc... CHEGA DE DESCULPAS À JASUS... o plantel tem 25 jogadores fora todos os sub-23, e a "incapacidade de rodar o plantel " e "rodar a fundo se fôr preciso", também se paga caro.

    Até os sub-23 ganhavam a este Vitória, que tem ordenados em atraso, ou teve, o que já é tradição também, q mudou de treinador muito provavelmente por causa disso... e ânimo e preparação não eram muita (mesmo com mais 1 estouraram muito mais cedo que o Sporting ).

    Há cansaço??.. certamente, mas onde se nota mais é no "DESCERNIMENTO"... pois o Porto também estava cansado, o Belenenses jogou mais, bem mais na 2ª parte, mas foi o Porto que marcou os golos, numa vitória um pouco injusta, quanto mais por 3.

    ResponderEliminar
  9. Continuamos a cair a pique da Varanda... mas não vamos falar de arbitragens, que isso é só para "cobardes".

    ResponderEliminar
  10. Não gostando da pessoa (Sérgio Conceição), reconheço que é o perfil de treinador que o Sporting precisa para conseguir voltar a ser uma equipa com quem contar na luta pelo titulo.
    Alguém que espevite e motive os jigadores desde o primeiro minuto e não apenas quando as adversidades do jogo já ocorreram.

    Este futebol suave, tipico de campeonato holandês, não se enquadra aqui no nosso pais e entre Keizer e o mau futebol de Jesus nos últimos dois anos, não vejo qualquer diferença.

    Ontem não fiquei nada surpreendido com mais uma exibição fraquinha (Já lhe perdi a conta) e apenas me surpreendeu que tenhamos empatado (demerito do adversário, tambem ele fraco).

    O caminho, desde janeiro, tem sido sempre a descer e vamos andar mais perto da luta para segurar o 4° lugar do que propriamente da luta pela Champions.

    Não tenho duvidas que o Sporting voltou ao marasmo dos tempos de Godinho e Bettencourt.
    Não é, nem voltará tão cedo a ser candidato ao titulo.

    ResponderEliminar
  11. Continuo a não perceber o que se passa com o Jovane e com o Miguel Luis. O treinador parece estar refém de alguma coisa. Onde anda aquele futebol de primeiro toque?

    ResponderEliminar
  12. A dualidade de critérios é constante e condiciona também a actuação dos nossos jogadores. Por um lado ficas com medo de receber uma bola para não levar uma cacetada por trás sentes que tens de dar 1 metro de distancia aos "craques" da outra equipa para não fazeres falta. Depois parece que estamos constantemente a jogar contra a mesma equipa seja o porto, braga ou os tondelas

    ResponderEliminar
  13. Não esquecer também o amarelo visto pelo Petrovic logo aos 9 minutos, daqueles que os "corajosos" árbitros lusitanos só têm "coragem" de mostrar ao Sporting, que o condicionou no golo do Setúbal, pois estando amarelado, não podia fazer fala em zona perigosa, sob risco de ser expulso.

    ResponderEliminar
  14. Por que motivo é jogar da mesma forma que o fizeram nos 2 últimos jogos na pedreira, haveria de ter resultados diferentes ?

    ResponderEliminar
  15. até fiquei surpreendido como é que o Nani acabou por não levar nenhum amarelo.

    podemos não jogar grande coisa, mas com arbitros destes a cosa fica ainda mais complicada..
    o que ele precisa é de um tratamento que à uns anos se dava a alguns arbitros das distritais...

    entramos com pouca vontade, e isso face ás oportunidades até daria para ganhar o jogo, o problema é que o Dost falhou novamente 2 oportunidades que normalmente não falha. não é admissível aquilo.. isso e a equipa que não produziu..
    tudo muito apático, a achar que tudo se ia resolver sozinho.
    ainda assim gostei de ver o Doumbia, sim, perdeu algumas bolas infantis, mas nunca se escondeu, pedia a bola, conseguiu sair a jogar algumas vezes e ainda fez alguns dribles com sucesso.

    oBF por seu lado, pareceu demorar a acordar, mas quando o fez levou a equipa atrás. Petro é bom homem e tapa buracos, mas voltou a estar mal, e o amarelo cedo condicionou-o ainda mais.
    o jefferson ate não esteve muito mal, mas depois dos cruzamentos iniciais quase que desapareceu.
    continuo a não perceber a panca pelo Diaby, fez 1 jogada de destaque?? Faria melhor o Jovane em dia não do que ele, depois entra o Nani e sai o Rafinha, percebo o porquê, o Rafinha foi titular na taça e talvez estivesse cansado, mas sair e o Diaby ficar? não compreendo.
    Rafinha esse que apesar de tudo não me tem convencido muito, sim é bom, mas ainda não está ao nivel do inicio da época.
    Wendel voltou a estar tambem quase sempre bem, mas fica claro o seu cansaço.

    falamos em cansaço, mas trocar varios titulares para descansarem era demasiado arriscado, e para mim estas trocas foram as correctas. o problema é que Keizer esperava estar a ganhar por 2 para voltar a poupar, mas a equipa não foi em cantigas..

    agora resta ganhar ao benfica, caso contrario acho que nem ao 3º lugar chegamos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Caro, ficaremos mais próximos do 5º do que do 4º. E a bem da verdade, somos bastante piores do que os 3 que vão na frente. Pior que hoje só nos tempos do Godinho Lopes.

      Eliminar
  16. A arbitragem foi fraca? Sim muito.. O Ristovki é bem expulso? Não sei.. Mas que infelizmente é fácil expulsar e dar cartões aos nossos jogadores, é evidente..
    Agora o que me preocupa neste momento é que não jogamos nada!!! Critiquei o JJ quando rebentava a equipa fisicamente, mas vejo que o Keizer ainda consegue ser pior nesse sentido... O que é feito de Geraldes, Miguel Luis e Jovane Cabral?
    No jogo de ontem não era "fácil" colocar um Miguel Luís fresco no lugar de um Wendel desgastado?
    No jogo de ontem não era "fácil" colocar um Jovane no lugar de um Diaby (fraquissimo).

    Um treinador que vem com rótulo de formação, começa uma partida sem jogadores formados no clube?

    Estamos a caminhar para terminar a época em 4º lugar.

    Os próximos jogos são fundamentais para a restante temporada.. É imperial ganhar ao Benfica em Alvalade para nos aproximarmos da luta pelo 2º lugar (sim porque o primeiro só em sonhos), e a meio da semana conseguir um resultado positivo na deslocação à luz. Sem estes dois resultados corremos o risco da época estar terminada em Fevereiro, e começarmos com a história do costume do "agora é preparar a próxima época", e até nisso temos sido incompetentes porque o temos feito anos atrás de anos...

    SL!

    ResponderEliminar
  17. Faltas: 19 Setúbal - 18 Sporting
    Cartões: 4 Setúbal - 6 + 1V Sporting

    Está tudo dito !

    ResponderEliminar
  18. Essa é a questão do milhão de dólares,porque é que o Sporting entra sem foco e intensidade na maioria dos jogos da nossa liga ?
    E é uma questão transversal a todas as últimas direcções,pens que quem consiga responder a isto e melhor,resolver este problema está mais próximo de vencer.

    ResponderEliminar
  19. Ja repararam que este quadro se repete há bem mais de 20 anos.
    E todos os anos é a masma historia.
    Mas para ano é que tudo vai ser diferente. Vamos ser candidatos ao titulo etc etc

    Santa ingenuidade !!!

    ResponderEliminar
  20. Existem explicações a dar por todos desde da Comissão de gestão até a actual direcção. Não consigo entender a politica de contratações existente, não consigo entender porque não se adiantou do contrato da NOS mais alguns milhões tal como o FCP e o SLB fez, não consigo entender por dispensamos o Demiral, não consigo entender o silêncio da direcção para os constantes erros de arbitragem seja na 1ºliga, seja nos S23 seja como no hoquei deste fim de semana. Não consigo entender. O que entendo é que da minha parte serei sempre do Sporting mas gastar o meu dinheiro perante a sonolência existente é que não.

    ResponderEliminar
  21. A exibição principalmente! e é esse o problema...veremos contra o benfica, de certeza outra mentalidade, ou não !

    ResponderEliminar
  22. Interessante este trabalho da adepta sportinguista Teresa Veiga:
    cabeça de cartaz
    http://saladainquietacao.com/2019/02/01/a-cabeca-de-cartaz/

    ResponderEliminar
  23. Mais um jogo normal de um fraco treinador. Ver o braga jogar e este sporting com este treinador, enfim.
    O tal que tinha fama de apostar na formação?!

    ResponderEliminar