quarta-feira, 23 de janeiro de 2019

Na mouche

Excelentes as declarações de Frederico Varandas no final do jogo com o Braga, a apontar para verdades evidentes que se arriscam a cair no esquecimento face à histeria a que se assistiu nos últimos dois dias.

A primeira é que, desde que há VAR, as arbitragens melhoraram de forma indiscutível. Continuam a existir erros críticos, alguns incompreensíveis, mas são em menor quantidade e influenciam menos desfechos de jogos.

A segunda é que Keizer precisa de tempo para trabalhar. Obviamente que ninguém pode estar satisfeito com a qualidade do futebol praticado nos últimos jogos, mas falamos de um treinador que trabalha com um plantel que foi construído por outro treinador que tinha ideias bem diferentes, e que ainda está em período de adaptação ao futebol português.

A terceira é em relação aos erros de arbitragem de ontem. Houve falta sobre Acuña a preceder o golo (bem) anulado ao Braga e ficou um penálti por assinalar sobre Coates. Já se sabe que Abel e Salvador ficam cegos de raiva quando perdem com o Sporting, e era mais que previsível a reação que tiveram.

Aqui fica a totalidade das declarações de Varandas. Vale a pena ouvir.






14 comentários:

  1. Não votei em Varandas, sempre tive bastantes dúvidas em relação às suas reais capacidades para dirigir o nosso clube. Dito isto, a verdade é que ontem, no pós jogo de Braga e com as declarações que aqui vemos e ouvimos, me senti verdadeiramente representado pelo presidente do Sporting Clube de Portugal. Força Sporting!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A estratégia de silêncio perante tudo o que tem acontecido é bastante discutível, pelo que são de saudar estas declarações. E não sendo Varandas um bom comunicador, há que dizer que foi bastante assertivo e claro nas mensagens que passou. Esteve muito bem.

      Eliminar
  2. Não gosto do Varandas, mas ontem devo dizer que gostei (muito) de o ouvir.

    ResponderEliminar
  3. Sentado no meu sofá, aguardo a reação da justiça (in) desportiva.

    ResponderEliminar
  4. Eu já percebi que a única razão pela qual o Abel e o Salvador têm mais raiva de perder com o SCP do que com os outros 2 grandes, é porque julgam que estão ao mesmo nível do SCP em termos de ser clube grande. Eles estão completamente convictos disso, por isso lhes custa mais perder contra nós.

    Ainda não perceberam que estão muito longe. É verdade que o facto de não termos ganho campeonatos recentemente pode dar a ideia de que já não somos grandes, mas a grandeza não se mede apenas pelos campeonatos ganhos (como eles julgam). Tem muito a ver com os adeptos, a cultura e os valores. E nisso, eles estão tão atrás que nem sequer conseguem compreender a diferença. E assim se irão manter enquanto essa atitude estiver na cabeça deles.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. O 4º clube de Portugal é o V. Guimarães. Ontem, sem borlas, não conseguiram encher sequer uma bancada na sua própria cidade.

      Eliminar
    2. Touché... Correctíssima análise. O braga só é grande enquanto tem o Jorge Mendes a lavar mais branco...

      Eliminar
    3. Ora bem, Luís. Sem aquelas negociatas, a coisa ficava bem mais complicada.

      Eliminar
  5. Na minha modesta opinião era fundamental que o Varandas tivesse dito que a arbitragem é péssima, péssima, mas que está muito melhor q antes, quando não havia var.
    Corre o enormíssimo risco de daqui a pouco tempo ter que fazer uma pequena deriva a este discurso.
    Acho que foi um grande erro ter passado tanto a mão por um pêlo que nunca mereceu isso. E pior, acho que é um erro que já vimos cometer e já vimos no que resulta.

    Neste comentário à arbitragem acho q o presidente se espalhou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Acho que a estratégia desta época nunca passará por criticar publicamente as arbitragens. Vamos ver se funcionará ou não, mas é arriscado.

      Eliminar
    2. Tem sido sempre assim a época toda, até no ultimo jogo com o Moreirense onde foi mais escandaloso que no clássico de terça, não houve um piu da arbitragem. O próprio Keiser fica calado tendo ontem feito as primeiras criticas a arbitragem dizendo que o VAR na opinião dele não é bom o suficiente (isto depois de o forçarem a comentar a merda do Abel) Mas sempre criticou o Sporting e os jogadores quando perdeu.

      Dito isto acho muito bem as bocas contra o Vieira era importante pq um grande e um atrasado da vida criticarem os arbitros com apenas o Porto a defender corriamos num grave risco de o Benfica monopolizar uma vez mais a arbitragem como fez qd ganhou o treta. Desta forma são dois grandes a protegerem e o Benfica A e B a criticarem.

      Em relação a falarmos de arbitragens o BdC n se calava e bem e o que se conseguiu foi um acumular de multas e de arbitros mais ladrões. De facto quando nãoo formos o clube da corrupção não conseguimos pôr arbitros na rua.

      Mestre se te quiseres dar à carga de trabalhos pq não fazes aí um artigo com a exposição do porquê do Verissimo se chamar Varissimo ... se bem me lembro era o VAR favorito do Benfica o ano passado.

      Eliminar
  6. Mestre,
    O que seria interessante fazer era um apanhado das vezes em que BdC criticou as arbitragens e as consequencias destas criticas e comparar com as vezes em que o Orelhas critica. Ja tivemos um arbitro despromovido e que abandonou a profissao e temos hoje um que decidiu parar por tempo indeterminado. Tudo isto porque o 'Grande Lider' falou.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se BdC fizesse o que Vieira fez, havia outra greve dos árbitros.

      Eliminar
  7. Qualquer treinador ou dirigente tem o direito de se pronunciar sobre a arbitragem. Não pode é nunca fazê-lo desta forma abusiva, e mesmo violenta, acusando levianamente e tentando condicionar os árbitros.
    Se fosse num país a sério, estes anormais seriam severamente castigados com suspensão de funções e com multas valentes.

    ResponderEliminar