quinta-feira, 3 de janeiro de 2019

Os horários da Liga NOS

Torna-se cada vez mais difícil compreender a política que a Liga segue para a calendarização das jornadas e definição das horas para as diversas partidas do campeonato. A I Liga é o principal produto que o futebol português tem para oferecer aos seus consumidores, pelo que me parece elementar que deveria haver uma maior preocupação por parte da LPFP em alcançar um equilíbrio que conjugue a maximização das assistências nos estádios e os interesses dos detentores dos direitos de transmissão televisiva.

Considerando que é de todo o interesse aproximar as famílias do futebol e minimizar o sacrifício de quem faz longas deslocações para estar presente nos estádios, o mais lógico seria agendar as partidas para o fim-de-semana, preferencialmente para as tardes de sábado e domingo e, num segundo nível, para as noites de sábado. Apenas em casos excecionais se deveria recorrer às noites de sexta-feira e às noites de domingo. Isto deveria ser válido para todos os clubes, mas ainda mais para aqueles que levam maiores multidões aos estádios. Maiores assistências significam mais receitas de bilheteira para os clubes, maior projeção para os patrocinadores e, indiretamente, potenciam o espectáculo com o ambiente que criam à sua volta.

Infelizmente, esta política de horários seguida pela Liga não contribui em nada para promover a deslocação dos adeptos aos estádios. O único interesse que está a ser protegido é o da Sport TV, que parece sobretudo preocupada em encaixar os jogos da liga portuguesa em horários que não colidam com os das ligas estrangeiras que transmitem, nomeadamente a inglesa.

Os horários dos jogos caseiros do Sporting são um excelente exemplo daquilo que NÃO se deve fazer. Ao fim de quase cinco meses de competição, foram disputados sete jogos em Alvalade. Os três primeiros jogaram-se às 21h de sábado, e os quatro seguintes às 20h de domingo. Ou seja, desde finais de setembro que não há um único jogo em Alvalade a horas convenientes para as famílias com crianças que gostam de ir ao estádio. É verdade que em alguns casos se torna difícil evitar este tipo de horários - nomeadamente havendo Liga Europa na quinta-feira anterior -, mas isso não serve de desculpa para todas as situações: não houve jogos a meio da semana que antecedeu o Sporting - Aves, e não se conseguiu "arranjar" um horário melhor que as 20h de domingo. 

O desleixo da Liga na proteção do seu produto atingiu o auge neste princípio de 2019. A marcação da 15ª jornada para os dias 2 e 3 de janeiro é uma aberração. E, em particular, gostaria de saber qual foi o cérebro que teve a ideia genial de marcar o Sporting - Belenenses para as 18h de uma quinta-feira que, ainda por cima, coincide com o primeiro de dia de aulas do novo período escolar. Alguém na Liga tem noção da quantidade de adeptos que não conseguirão ir ao estádio? Ou sequer assistir ao jogo por inteiro em casa?

As datas estapafúrdias desta jornada acabam por ter reflexo também no agendamento da 16ª jornada, que terá três jogos marcados para os dias 7 e 8 (segunda e terça-feira) - um dos quais às 19h (o Tondela - Sporting).

Por curiosidade, deixo os horários em que se disputaram os jogos caseiros dos cinco clubes que mais gente levam aos estádios (considero como jogos à tarde aqueles que se iniciam até às 18h30, inclusivé).


O Sporting tem tido de longe os piores horários, e isso tem-se traduzido em assistências abaixo das expetativas. No polo oposto está o Benfica que, tendo estado na Liga dos Campeões e transmitindo os seus próprios jogos, tem tido a capacidade de ter excelentes horários para a maior parte dos seus jogos. O Porto tem tido horários razoáveis, enquanto Braga e V. Guimarães, sem a restrição das competições europeias, se vão sujeitando às necessidades semanais da Sport TV.

É óbvio que a participação na Liga Europa e os interesses da Sport TV contribuem decisivamente para o cenário a que o Sporting tem sido sujeito. Mas mesmo com essas restrições, também me parece que o clube não está isento de responsabilidades: deveria haver alguém no Sporting atento a esta questão que fizesse a pressão possível para conseguir horários mais decentes para os nossos jogos, nomeadamente em semanas que não são antecedidas pela Liga Europa. Se por acaso já existe alguma pessoa com essa responsabilidade, então não está a fazer um bom trabalho.

2 comentários:

  1. O benfas tem uma vantagem competitiva sobre todas as outras equipas (algo só permitido neste país) porque pode decidir o horário dos seus jogos em casa, devido ao seu canal os transmitir.

    ResponderEliminar