sexta-feira, 14 de novembro de 2014

Balanço das arbitragens: 10ª jornada

Nacional 1-2 Benfica (Bruno Paixão)

10': Golo anulado a Rondon por fora-de-jogo - decisão certa, o jogador do Nacional está adiantado em relação ao último defensor do Benfica

19': Golo de Jonas é marcado em posição duvidosa de eventual fora-de-jogo, o árbitro validou o golo - decisão certa, o jogador do Benfica parece estar em linha, apesar de o ângulo da transmissão não ser totalmente esclarecedor; mas em caso de dúvida deve-se beneficiar o atacante

=: a arbitragem não teve influência no resultado

Nota: não incluo o lance do fora-de-jogo incorreto retirado ao ataque do Nacional (e em que a bola entrou na baliza) porque tanto a defesa como Júlio César desistiram do lance. Só considero como críticos situações de fora-de-jogo em que os jogadores diretamente intervenientes prosseguem a jogada e acabe em golo / penálti. Apesar de ser evidente o prejuízo ao Nacional neste caso, não sabemos o que teria acontecido se os jogadores do Benfica (nomeadamente Júlio César) tentassem impedir o golo. O modelo que sigo está longe de ser perfeito, tenho consciência disso, mas acima de tudo tem que ser coerente com o que tenho feito no passado.


Sporting 1-1 P. Ferreira (Bruno Esteves)

15': Hurtado cai na área após contacto com Cédric, o árbitro não assinala penálti - decisão certa, há contacto entre os dois jogadores, em que nenhum deles tinha a posição ganha para abordar uma bola aérea, e não parece ser suficientemente forte para que seja considerada falta

77': Sérgio Oliveira derruba Mané e vê o segundo amarelo - decisão certa, o jogador do Paços interrompe uma jogada de potencial perigo de Mané, que seguia em velocidade na direção da área

87': Golo anulado a Montero por eventual fora-de-jogo de Slimani - decisão errada, o argelino não interfere na jogada, pelo que o golo devia ter sido validado

92': Num cruzamento para a área do Paços, os jogadores do Sporting reclamam uma eventual mão na bola de um defesa - decisão certa, as imagens não são claras mas parece não haver qualquer falta, já que o defesa tem os braços colados ao corpo

=: arbitragem com influência no resultado (1)


Estoril 2-2 Porto (Artur Soares Dias)

26': Kuca desequilibra-se ao rematar na área perante a pressão de Casemiro, o árbitro não assinala penálti - decisão errada, Casemiro bate no pé do avançado no momento do remate

45': Jackson cai na área após encosto de Rúben Fernandes, o árbitro não assinalou penálti - decisão certa, o contacto não parece ser suficiente para ser falta

58': Danilo cai na área após disputa de bola com Digo Amado, o árbitro não assinala penálti - decisão errada, o médio do Estoril derruba o defesa do Porto sem que consiga jogar a bola

79': Tozé cai na área quando Fabiano mergulha para tentar apanhar a bola, o árbitro assinalou penálti - decisão certa, o guarda-redes não acerta na bola e derruba o jogador do Estoril

=: apesar dos erros, a arbitragem não teve influência no resultado; é certo que o erro contra o Estoril aconteceu primeiro, mas por outro lado o erro que prejudicou o Porto colocaria os azuis e brancos em vantagem no marcador; a meu ver equivalem-se em termos de impacto no desenrolar da partida



Estatísticas da jornada




Estatísticas acumuladas



Classificação



Jogos com influência da arbitragem no resultado



Erros de arbitragem com o resultado em aberto



Links para jornadas anteriores


9ª J: Benfica - Rio Ave; Guimarães - Sporting; Porto - Nacional: LINK
8ª J: Arouca - Porto; Sporting - Marítimo; Braga - Benfica: LINK
7ª J: Penafiel - Sporting; Porto - Braga; Benfica - Arouca: LINK
6ª J: Sporting - Porto; Estoril - Benfica: LINK
5ª J: Benfica - Moreirense; Gil Vicente - Sporting; Porto - Boavista: LINK
4ª J: Setúbal - Benfica; Sporting - Belenenses; Guimarães - Porto: LINK
3ª J: Porto - Moreirense; Benfica - Sporting: LINK
2ª J: Paços Ferreira - Porto; Sporting - Arouca; Boavista - Benfica: LINK
1ª J: Porto - Marítimo; Académica - Sporting; Benfica - Paços Ferreira: LINK

5 comentários :

  1. MdC,
    Foi Estoril - Porto e não Porto - Nacional

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Obrigado, NMC. É o que dá estar a escrever a partir de um post anterior a horas impróprias... :)

      Eliminar
  2. Não posso deixar de notar uma coisa incrível.

    Até aos 55 minutos de jogo é impensável que uma equipa que domina a maior parte do jogo contra a grande maioria dos adversários tenha 18 cartões amarelos contra 19 dos adversários como acontece neste caso com o Sporting.

    Isto não são penalties, nem foras-de-jogo nem o raio que os parta mas é, sem sombra de dúvida, uma forma de limitar a ação da equipa do Sporting. Parece que somos uma equipa de sarrafeiros.

    Se compararmos com o que acontece com o slb (9 contra... 24!!!) percebemos claramente aonde é que o ridículo chega...

    Colinho? Não, lá agora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. André, é mais um indicador indiscutível do tal colinho. Enchem os adversários de amarelos bem cedo, e acaba por facilitar as expulsões na 2ª parte. Engraçado no entanto que essa falta de tolerância para com os adversários não se estenda para o próprio Benfica.

      Enfim, são números que não enganam.

      Um abraço.

      Eliminar
  3. MdC

    Para mim o Jonas está em fora de jogo.No momento do passe ele encontra-se em situação irregular.Tenho sérias dúvidas acerca da honestidade do trio de arbitragem e como tal não lhes dou benefício da dúvida.Decisão errada.

    Ontem vi o programa 4-3-3 na RTP Informação em que o convidado foi o Vitor Pereira.Seria uma boa oportunidade para o confrontar sobre o sistema de benefício da arbitragem para o Benfica.

    Passou mais tempo a falar da formação da arbitragem do que da vergonha que se tem visto no futebol nacional.Diz ele que daqui a 4 ou 8 anos vem uma fornada com categoria de novos árbitros.Ninguém dúvida disso basta olhar para o presente para se prever que o futuro vais ser risonho em termos de qualidade de arbitragem !...

    Entretanto a lenga lenga do costume,os erros são normais,errar é humano,entre os grandes as arbitragens foram positivas,etc,etc.Até que um dos jornalistas lhe pergunta sobre a arbitragem do Braga-Benfica.Diz o Vitor Pereira que nem se lembrava desse jogo.Devia estar a pensar no que vai acontecer daqui a 4 ou 8 anos(digo eu )....entretanto deu para perceber que a vergonha vai continuar.

    Pergunto eu porque é que o jornalista só se lembrou desse jogo,só porque o Benfica se diz prejudicado.Não haverá jogos em que só um foi beneficiado e também com vários casos polémicos ?.

    De resto nesse programa temos o filho do Rui Tovar.Filho esse que do pai só tem a voz porque a inteligência dele é pouca.Diz ele que o Sporting teve tempo para fazzer os dois golos.Enfim um Carlos Daniel em ponto pequeno.Depois temos o Jorge Andrade que diz meia dúzia de vulgaridades e temos mais um programa que não acrescenta nada de novo ao futebol nacional.

    ResponderEliminar