sexta-feira, 7 de novembro de 2014

Balanço das arbitragens: 9ª jornada

Benfica 1-0 Rio Ave (Manuel Mota)

68': Esmael marca golo para o Rio Ave, mas o árbitro anula por fora-de-jogo - decisão certa, o jogador do Rio Ave está de facto milimetricamente adiantado (por meio pé); é verdade que na dúvida um fiscal-de-linha deve deixar seguir, e também é verdade que é impossível que o fiscal-de-linha pudesse ter a certeza que havia fora-de-jogo, mas a decisão acabou por ser acertada

=: a arbitragem não teve influência no resultado


Guimarães 3-0 Sporting (Hugo Miguel)

16': Golo de Saré, que está em posição duvidosa no momento do cabeceamento de João Afonso - decisão certa, Carrillo parece estar a pôr em jogo o adversário

42': No lance segundo golo, João Afonso está em posição de fora-de-jogo quando cabeceia para a baliza - decisão errada, o golo devia ter sido anulado

67': Maurício bate com o cotovelo na cara de Tomané, o árbitro entendeu não haver motivos para expulsão - decisão certa, não há intenção de agredir o jogador; a entrada merecia no entanto um cartão amarelo

68': Saré faz uma entrada Dura sobre Adrien sem intenção de chegar à bola, o árbitro entendeu não haver motivos para expulsão, mostrando apenas o cartão amarelo - decisão certa, aceita-se a decisão pois a entrada, sendo muito dura, é feita com a perna e não com os pés

81': O árbitro marca penálti por falta de Cédric sobre André - decisão errada, não só Cédric parece não tocar no adversário (e se toca não é suficiente para provocar a queda), como também o lance é imediatamente antecedido por jogo perigos de um jogador do Guimarães

=: o erro do 2-0 pode ter condicionado o resto do jogo, é razoável pensar que o Sporting teria hipóteses de chegar ao empate caso o resultado se mantivesse em 1-0 (1X)


Porto 2-0 Nacional (Nuno Almeida)

=: jogo sem casos



Estatísticas da jornada




Estatísticas acumuladas



Classificação



Jogos com influência da arbitragem no resultado



Erros de arbitragem com o resultado em aberto



Links para jornadas anteriores


8ª J: Arouca - Porto; Sporting - Marítimo; Braga - Benfica: LINK
7ª J: Penafiel - Sporting; Porto - Braga; Benfica - Arouca: LINK
6ª J: Sporting - Porto; Estoril - Benfica: LINK
5ª J: Benfica - Moreirense; Gil Vicente - Sporting; Porto - Boavista: LINK
4ª J: Setúbal - Benfica; Sporting - Belenenses; Guimarães - Porto: LINK
3ª J: Porto - Moreirense; Benfica - Sporting: LINK
2ª J: Paços Ferreira - Porto; Sporting - Arouca; Boavista - Benfica: LINK
1ª J: Porto - Marítimo; Académica - Sporting; Benfica - Paços Ferreira: LINK

12 comentários :

  1. Não contestando a análise feita, estamos perante um caso em que nós mesmos limpámos mais uma triste arbitragem ao afirmarmos peremptoriamente que perdemos bem e sem ajuda do árbitro.

    Acho que estamos a ficar condicionados pela alcunha de "calimeros" e isto permite que os APAF continuem a roubar-nos alegremente

    SL
    Antonio

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. António, é verdade. Perdemos justamente porque o Guimarães foi superior, mas houve um empurrãozinho do árbitro que, se não tivesse existido, poderia originar uma 2ª parte diferente. Um abraço.

      Eliminar
  2. MdC

    O jogador do Rio Ave estava fora de jogo ?,pelas repetições feitas sem habilidades e com uma linha paralela é um lance duvidoso.

    Mas o que se pode reter desse lance é o seguinte se estivesse o jogador meio metro à frente ou meio metro atrás o lance nunca poderia ser golo.Se o lance fosse na área contrária seria um golo mais do que limpo e o argumento seria que as recomendações para este tipo tipo de lances são para favorecer a equipa que ataca.

    Deixamo-nos de coisas o fiscal de linha quando viu o jogador do Rio Ave a fazer golo até se assustou.Ele instintivamente apercebeu-se do que ia acontecer e pega lá ó Rio-Ave golo contra o fifica ?,nunca.No minimo são uns badalhocos.

    Quanto ao Sporting é claro que tem razões de queixa da arbitragem.O que tem acontecido é que em caso de dúvida o Sporting é prejudicado mas se for o fifica em caso de dúvida é beneficiado.E lá vão andando os ladrões com 6 pontos de avanço do Sporting.

    De resto em Guimarães o Sporting pode-se ter queixado e muito de si próprio.Não sou daqueles que gosta de justificar sempre as derrotas com a arbitragem.Agora que se deve reclamar critérios iguais isso sim.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não tenho 100% de certeza mas há um vídeo em que o fiscal só levanta a bandeirola quando a bola passa a linha de golo. Se não for assim tão gritante, de uma coisa tenho eu a certeza... Ele não levanta a bandeirola no momento do passe! Isso é garantido.

      Eliminar
  3. O que fica desta jogada em que se o jogador do Rio Ave está fora de jogo é por 2 ou 3 cm, é que o artista do fiscal de linha, que está extremamente mal colocado, anula o lance sem ter as condições mínimas para ajuizar. Aquilo do em caso de dúvida beneficiar o atacante é uma cena que não assiste a este fiscal.
    Perante a opção que o artista tomou, arrisco a dizer que se o jogador do Rio Ave estivesse em jogo meio metro, a decisão do pulha seria a mesma.

    PS. Alguém avise o Zero Cego, mais conhecido por Eddie Vedder da Cedofeita, que os "Casuals do Sporting" que ele tanto gosta de falar, parece que foram a Bilbau tentar dar mau nome aos correctos e exemplares adeptos da fruta:

    http://www.elcorreo.com/videos/deportes/futbol/201411/05/ultras-oporto-protagonizan-pequenos-3877011449001-mm.html

    https://www.youtube.com/watch?v=9Ywpo8YSidI

    http://www.lagacetadesalamanca.es/deportes/2014/11/06/aficionados-oporto-lian-salamanca/130753.html

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sar, sobre o tema dos SD em Espanha, este tweet que deixo de seguida está maravilhoso: LINK :)

      Eliminar
  4. Mestre,
    Dizer que o Sporting tinha hipotese de um X é pouco razoavel. Mesmo com dois erros (o penalti e duvidoso e o fora de jogo o árbitro não pode ser penalizado por deixar seguir). O Sporting infelizmente merecia e sairia sempre derrotado de Guimarães.
    O contrário aplica-se ao fora de jogo do Rio Ave. A lei diz que o árbitro só pode marcar se tiver certeza. É de todo impossível ter certeza. Decisão errada, com efeito no resultado.
    Uma decisão errada, mesmo justa, continua errada. Não há compensações nas leis do futebol.
    Ainda por cima o posicionamento é tão milimétrico e rápido que só pode ser considerado em linha, Se por um instante estava a milimetros, é precisamente a situação em que a lei prevê que não se deve assinalar por ser motivadora de dúvidas.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Unknown, a 1ª parte foi equilibrada e o Guimarães não teve grandes oportunidades para marcar. Tiveram muitas na 2ª parte porque Marco Silva teve que arriscar tudo num 4-2-4 ao intervalo, porque estava com uma desvantagem de dois golos. Se o resultado estivesse em 1-0 não haveria tanta urgência, e o rumo do jogo poderia ser diferente se os jogadores entrasse em campo com uma atitude diferente da 1ª parte. Isto, como é evidente é a minha opinião. Acho que existia uma probabilidade razoável do Sporting não perder o jogo.

      Em relação ao lance do Benfica, seja 2 cms à frente ou 2 metros, está adiantado e portanto é fora-de-jogo. Podemos questionar o porquê de o fiscal-de-linha levantar a bandeirola, claro, mas em última análise a decisão foi correta.

      Um abraço.

      Eliminar
    2. Eu muito honestamente (também uso lentes verdes) não consigo perceber se é fora de jogo. E na dúvida tenho que acreditar que o árbitro acertou...Até para ajudar à minha sanidade mental que tantos erros sempre para o mesmo lado dão que pensar...

      Agora a história do ponto de fuga... ultrapassa-me completamente. No mínimo surreal!!! não tive Geometria Descritiva, mas acho que o ponto de fuga, a haver, teria de ser em relação à câmara, e não, fabricar um ponto de fuga que dê jeito ás linhas que lá estão. E justificar isso com o paint!!! (falo da imagem que apareceu ai na net de geometria para totós...)

      Enfim não se pode dizer isto (desta água não beberei), mas espero sinceramente nunca ver coisas destas no Sporting.

      O que chateia é que nós quando não fazemos por ganhar já sabemos que perdemos pontos, já os nosso rivais volta e meia têm a sorte da arbitragem vamos ver se a sorte muda... começo a perceber o que é a estrelinha de campeão!!!

      Temos de ser simplesmente muito melhores dentro de campo e nesse aspecto acho que tanto a direcção como a equipa técnica estão a fazer um grande trabalho.

      Já agora aproveito para me redimir. Se critiquei o bruno pelo "raspanete", quando os jogadores (WC), pela forma como falam, mostram que encaixaram bem o raspanete, quem sou eu, que estou de fora, para criticar. A acreditar nas suas palavras deles que é o que podemos fazer como adeptos.

      Eliminar
    3. Pedro, não percebo patavina de geometria descritiva, mas acho que a linha da Benfica TV está bem colocada.

      De qualquer forma concordo que essa estrelinha que certas equipas têm quando os jogos andam difíceis e que contrastam com a nossa falta de sorte em decisões que nos prejudicam vão muito para além da pura coincidência.

      Quanto ao raspanete de BdC, não sabemos se foi isso que esteve ou não na origem da boa atitude dos jogadores. Há muito que não sabemos (BdC pode ter falado primeiro com Marco Silva e com os jogadores, por exemplo), mas continuo a achar que BdC se precipitou ao fazer aquele comunicado para os sportinguistas, pelo menos em relação à equipa principal.

      Um abraço.

      Eliminar
  5. Mestre,
    Como conseguinte ver o 'meio pé' adiantado do jogador do Rio Ave ?
    Para além de uma TV 4K, tb deves ter olho de falcão...

    Portanto achas normal que um bandeirinha 5m atrasado, marque um 'fora de jogo' daqueles, e apenas levante a bandeirinha qd a bola está lá dentro ?!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Costa, na minha opinião a linha da Benfica TV está bem colocada. E partindo desse pressuposto, aproximei os olhos ao ecrã do computador para chegar à conclusão do meio pé... :)

      Não acho normal que o fiscal-de-linha tenha assinalado o fora-de-jogo no momento e nas condições em que o fez, tal como o escrevi no lance. No entanto, penso que a decisão é correta.

      Um abraço.

      Eliminar